Centro cirúrgico

Centro cirúrgico

Centro Cirúrgico

  • Unidade complexa e de acesso restrito, destinada à realização de procedimentos anestésico-cirúrgicos;

  • Equipe multiprofissional;

  • Objetivo em comum dos profissionais: assistir adequadamente as necessidades do paciente;

O enfermeiro e suas atribuições

Técnico-administrativas:

  • Supervisionar agendamento de cirurgias;

  • Zelar pelas condições ambientais de segurança;

  • Cumprir e fazer cumprir as normas da CCIH;

  • Elaborar escalas diárias e mensais de atividades dos O

  • enfermeiro e suas atribuições técnico-administrativas

funcionários;

  • Controlar custos;

  • Distribuir o mapa cirúrgico nas salas de operação;

  • Conferir materiais de implante e

  • Prever a necessidade de materiais e equipamentos e prover o setor de tais elementos;

O enfermeiro e suas atribuições assistenciais

  • A Sistematização da assistencia de enfermagem perioperatória (SAEP) é o alicerce que dá sustentação às ações do cuidado ao paciente cirúrgico;

  • Implantar a assistência de enfermagem integral, individualizada e documentada nas fases pré, trans e pós-operatórias em parceria aos enfermeiros das unidades de internação;

O enfermeiro e suas atribuições assistenciais

  • Levantar e analisar as necessidades individuais do paciente a ser submetido ao procedimento anestésico-cirúrgico;

  • Ajudar o paciente e sua família a compreender seu problema de saúde, preparando-os para o procedimento cirúrgico;

  • Receber o paciente no CC;

O enfermeiro e suas atribuições assistenciais

  • Confirmar informações sobre o jejum (a partir de que horário), as alergias, as doenças anteriores;

  • Encaminhar o paciente à sala de cirurgia;

  • Colocar o paciente na mesa cirúrgica de modo confortável e seguro;

  • Monitorizar o paciente e mantê-lo aquecido;

  • Auxiliar o anestesiologista durante a indução anestésica;

O enfermeiro e suas atribuições assistenciais

  • Preservar a segurança física e emocional do paciente e garantir a sua privacidade;

  • Realizar prescrição de enfermagem para o pós operatório no final do procedimento;

  • Manter a família informada sobre o andamento da cirurgia;

O enfermeiro e suas atribuições assistenciais

  • Receber o paciente na RPA, realizar exame físico;

  • Avaliar as condições do paciente ao longo de sua permanência na RPA e detectar possíveis complicações;

  • Prescrever cuidados de enfermagem, realizar e supervisionar sua execução;

  • Encaminhar paciente a sua unidade de origem em segurança;

Responsabilidade de educação e pesquisa

  • Promover educação continuada em serviço;

  • Promover pesquisas apoiadas nos avanços científicos e tecnológicos;

  • Romper com mitos e estigmas;

Legislação de enfermagem

  • Art.8 - Ao Enfermeiro incumbe

I Privativamente:

  • a) ... Chefia de serviço e de unidade de enfermagem;

  • g) cuidados diretos a pacientes graves com risco de vida;

  • h) cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica e que exija, conhecimentos científicos adequados e capacidade de tomar decisões imediatas;

Legislação de enfermagem

  • II Como integrante da equipe de saúde:

  • b) participação na elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde;

  • d) participação em projetos de construção e reforma de unidades de internação;

Legislação de enfermagem

  • e) prevenção e controle sistemático de infecção hospitalar, inclusive como membro das respectivas comissões;

  • f) participação na elaboração de medidas de prevenção e controle sistemático de danos que possam ser causados aos pacientes durante a assistência de enfermagem.

Atribuições do circulante de sala

  • Zelar pelas boas condições ambientais de segurança do paciente e da equipe multiprofissional.

  • Estar ciente das cirurgias escalas na sala de sua responsabilidade;

  • Executar as rotinas de limpeza dos mobiliários e equipamentos conforme normatização da CCIH e chefia do setor;

Atribuições do circulante de sala

  • Priorizar o atendimento dos procedimentos com maior complexidade conforme orientação do enfermeiro;

  • Zelar pelo correto manuseio dos equipamentos, aparelhos e materiais;

Atribuições do circulante de sala

  • Prover a sala de cirurgia com material e equipamentos necessários para o bom atendimento a cirurgia;

  • Receber o paciente no CC, verificando a pulseira de identificação , prontuários e exames;

  • Auxiliar na paramentação da equipe cirúrgica;

Atribuições do circulante de sala

  • Auxiliar na transferência do paciente da maca para a mesa de cirurgia, certificando-se do correto posicionamento de cateteres, sondas e drenos;

  • Auxiliar o anestesiologista na indução/reversão anestésica, caso o enfermeiro não tenha condições de estar presente;

Atribuições do circulante de sala

  • Auxiliar no correto posicionamento do paciente para o ato anestésico-cirúrgico;

  • Preencher corretamente os impressos;

  • Comunicar ao enfermeiro qualquer defeito ou falha nos equipamentos e aparelhos;

Atribuições do circulante de sala

  • Solicitar a presença do enfermeiro sempre que necessário e comunicar as intercorrências;

  • Controlar materiais e compressas, junto com a equipe médica;

  • Atender solicitação médica no intraoperatório;

  • Realizar controle hídrico, fazer curativos, administrar medicações e controle de sinais vitais;

Atribuições do circulante de sala

  • Auxiliar na transferência do paciente da mesa cirúrgica para a cama ou maca, tomando o devido cuidado com drenos e sondas;

  • Encaminhar o paciente para a recuperação ou a unidade de destino;

  • Encaminhar exames clínicos e de anatomia patológica;

Atribuições do circulante de sala

  • Realizar as anotações do intra-operatório;

  • Realizar a desmontagem de sala.

Legislação de enfermagem

Art. 10 técnico de enfermagem

Exerce atividades, de nível médio técnico,atribuídas à equipe de enfermagem, cabendo-lhe:

  • I – assistir ao enfermeiro

  • d) na prevenção e no controle sistemático da infecção hospitalar

Legislação de enfermagem

  • e) na prevenção e controle sistemático de danos físicos que possam ser causados a pacientes durante a assistência de saúde

Legislação de enfermagem

Art. 11 O auxiliar de enfermagem executa as atividades auxiliares, de nível médio atribuídas a equipe de enfermagem, cabendo-lhe:

Item III

  • I) prestar cuidados de enfermagem pré e pós-operatório.

Legislação de enfermagem

  • J) circular sala de cirurgia.

  • l) executar atividades de desinfecção e esterilização

Legislação de enfermagem

Art. 11 auxiliar de enfermagem

Item IV

  • b) zelar pela limpeza e ordem do material, de equipamentos e de dependências de unidades de saúde.

Legislação de enfermagem

  • Art.16, art. 24, Prestar assistência de enfermagem livre dos riscos decorrentes de imperícia, negligência e imprudência.

  • Art.11 § único e art. 25, garantir a continuidade da assistência de enfermagem

Legislação de enfermagem

Art. 28 Respeitar o natural pudor, a privacidade e a intimidade do cliente.

Comentários