Anatomia humana

Anatomia humana

(Parte 1 de 11)

A anatomia é a ciência que estuda a estrutura de nosso corpo. É dividida em

Anatomia Sistêmica (estuda o corpo em uma série de sistemas de órgãos, tais como, ósseo, articular, circulatório, etc.); Anatomia Regional (estuda as regiões do corpo como tórax, abdome, coxa, braço) e Anatomia Clínica (que enfatiza aspectos da estrutura e da função do corpo que são importantes no exercício das áreas relacionadas à saúde).

As descrições anatômicas tendem a relacionar a estrutura com a posição anatômica, padronizando e facilitando o seu entendimento. O indivíduo em posição anatômica:

• Está em pé (posição ereta ou ortostática);

• Com a cabeça voltada anteriormente e o olhar na linha do horizonte;

• Tem os membros superiores pendentes ao longo do tronco, com as palmas das mãos voltadas anteriormente;

• Tem os membros inferiores justapostos, com os dedos dos pés direcionados anteriormente.

TERMOS DE POSIÇÃO E DIREÇÃO Descrevem as relações das partes do nosso corpo em posição anatômica.

• Anterior ou ventral: voltado ou mais próximo da fronte;

• Posterior ou dorsal: voltado ou mais próximo do dorso;

• Superior ou cranial: voltado ou mais próximo da cabeça;

• Inferior ou podálico: voltado ou mais próximo do pé;

• Medial: mais próximo do plano mediano;

• Lateral: mais próximo do plano mediano;

• Intermédio: entre uma estrutura lateral e outra medial;

• Proximal: mais próximo do tronco ou do ponto de origem do membro;

• Distal: mais distante do tronco ou do ponto de origem do membro;

• Médio: entre uma estrutura proximal e outra distal;

• Superficial: mais próximo da superfície;

• Profundo: mais distante da superfície;

• Interno: no interior de um órgão ou de uma cavidade; • Externo: externamente a um órgão ou a uma cavidade;

• Ipsilateral: do mesmo lado;

TERMINOLOGIA USADA NA OSTEOLOGIA • Linha – margem óssea suave;

• Crista – margem óssea proeminente;

• Tubérculo – pequena saliência arredondada;

• Tuberosidade – média saliência arredondada;

• Trocanter – grande saliência arredondada;

• Maléolo – saliência óssea semelhante à cabeça de um martelo;

• Espinha – projeção óssea afilada;

• Ramo – processo alongado;

• Faceta – superfície articular lisa e tendendo a plana;

• Fissura – abertura óssea em forma de fenda;

• Forame – abertura óssea arredondada;

• Côndilo – proeminência elíptica que se articula com outro osso;

• Epicôndilo – pequena proeminência óssea situada acima do côndilo;

• Cabeça – extremidade arredondada de um osso longo, geralmente separada do corpo do osso através de uma região estreitada denominada colo.

Canal vertebral Forames intervertebrais

Corpo vertebral Forame vertebral Arco vertebral Pedículo do arco vertebral

Lâmina do arco vertebral

Processo espinhoso Processo transverso

Processo articular superior Processo articular inferior

VÉRTEBRAS CERVICAIS (CI-CVII) Forame transversário ATLAS (CI)

Face articular superior Face articular inferior Arco anterior do atlas

Tubérculo anterior

Arco posterior do atlas Tubérculo posterior

Dente do áxis VÉRTEBRA PROEMINENTE (CVII) VÉRTEBRA TORÁCICA (TI-TXII)

Fóvea costal superior Fóvea costal inferior Fóvea costal do processo transverso

Base do sacro
Promontório
Asa do sacro

VÉRTEBRAS LOMBARES (LI-LV) SACRO (SI-SV) Processo articular superior Parte lateral Face auricular Tuberosidade do sacro Face pélvica Forames sacrais anteriores

Face dorsal Crista sacral mediana Forames sacrais posteriores

Canal sacral Hiato sacral

(Parte 1 de 11)

Comentários