Centro de material e esterilização

Centro de material e esterilização

CENTRO DE MATERIAL E ESTERILIZAÇÃO

Definição:

  • Unidade de apoio técnico, que tem como finalidade o fornecimento de artigos odonto-médico-hospitalares,adequadamente processados, proporcionando, assim, condições para o atendimento direto e assistência à saúde dos indivíduos enfermos e sadios. (Brasil, 2002)

  • Local destinado à recepção (expurgo), limpeza, preparo e acondicionamento, esterilização, guarda e distribuição do material para as unidades do estabelecimento de saúde. (Sobecc, 2005)

  • DESCENTRALIZADO – Cada unidade prepara e esteriliza seus materiais.

  • SEMI-CENTRALIZADO – Cada unidade prepara seus materiais e encaminha-os ao CME para esterilização.

  • CENTRALIZADO – Os materiais são totalmente processados no CME, visando padronização de todas as técnicas empregadas desde a limpeza até a distribuição dos materiais. Facilita o controle da qualidade do material; pessoal treinado e maior produtividade.

Estrutura física:

Expurgo → Preparo de Material →Guarda e distribuição

↓ ↓ ↓

Área suja Área limpa Área estéril

  • O Ministério da Saúde recomenda barreira física entre a área suja (expurgo) e a área limpa (preparo e esterilização).

  • A SOBECC recomenda barreira física entre as áreas suja, limpa e estéril.

EXPURGO

  • Local destinado ao recebimento, limpeza e descontaminação, lavagem e secagem de todo o material proveniente das áreas hospitalares.

  • Local de alto risco de transmissibilidade de microrganismos = área crítica!!!

  • Necessidade de uso de EPIs adequados, por todos os colaboradores do setor.

ÁREA DE PREPARO

  • Constitui a área na qual os materiais são selecionados quanto à funcionalidade e integridade e/ou presença de sujidades. São empacotados e acondicionados de acordo com a padronização da instituição.

ÁREA DE PREPARO

  • Setor responsável por conferir, preparar e acondicionar caixas para as diversas especialidades cirúrgicas.

ÁREA DE ESTERILIZAÇÃO

Destina-se a instalação de equipamentos utilizados para a esterilização de materiais pelos meios físicos e químicos

GUARDA E DISTRIBUIÇÃO

  • Sala para armazenagem e distribuição de roupas e artigos esterilizados para todas as unidades da Instituição de saúde

  • Deve- se respeitar rigorosamente as recomendações para armazenagem do material.

  • CONCEITOS IMPORTANTES:

  • LIMPEZA: consiste na remoção de sujidade visível - orgânica e inorgânica - de um artigo e, por conseguinte, na retirada de sua carga microbiana.

  • DESINFECÇÃO – processo que destrói a maioria dos microrganismos (menos as bactérias em forma esporulada)

  • ESTERILIZAÇÃO – processo de destruição de todas as formas de vida microbiana (bactérias em forma vegetativa e esporuladas)

  • REPROCESSAMENTO – é o processo aplicado aos artigos odonto-médico-hospitalares, exceto os de uso único, para permitir sua reutilização, incluindo limpeza, desinfecção, preparo, embalagem, rotulagem, esterilização, guarda e distribuição.

  • REESTERILIZAÇÃO – é o processo de esterilização de artigos já esterilizados, mas não utilizados em razão de eventos ocorridos dentro do prazo de validade do produto ou da própria esterilização.

CLASSIFICAÇÃO DE ARTIGOS

CLASSIFICAÇÃO DE SPAUDING

São critérios básicos para classificação de artigos, segundo o risco potencial de transmissão de infecções para os pacientes.

Dividi-se em:

  • Artigos críticos – são os artigos ou produtos utilizados em procedimento invasivo com penetração em pele e em mucosas adjacentes, tecidos subepiteliais e sistema vascular.

Ex.: agulhas, instrumental cirúrgico, soluções injetáveis, etc. Estes produtos devem ser esterilizados.

  • Artigos semi-críticos - são os artigos que entram em contato com a pele não íntegra e mucosa íntegras.

Ex.: sonda nasogástrica, equipamentos respiratórios. Requerem desinfecção de alto nível, caso não possa ocorrer a esterilização.

  • Artigos não-críticos – são os artigos que entram em contato com a pele íntegra ou não entram em contato com o paciente.

Ex.: comadres, termômetro, jarros, etc. Requerem apenas limpeza ou desinfecção de nível básico.

Finalidades

  • Treinar os colaboradores para as atividades pertinentes;

  • Favorecer o ensino e o desenvolvimento de pesquisas;

  • Manter estoque dos artigos para atender adequadamente a necessidade da instituição

Atividades desenvolvidas pela equipe de Enfermagem:

  • Receber, desinfetar, separar e lavar os artigos

  • Receber as roupas vindas da lavanderia

  • Preparar artigos e roupas e esterilizá-los

  • Realizar controle microbiológico e de validade dos artigos esterilizados

  • Armazenar e distribuir as roupa e artigos estéreis

  • Receber, conferir e preparar os artigos consignados

  • Preparar as caixas cirúrgicas

  • Realizar cuidados com artigos endoscópicos em geral

  • Monitorar os lotes de esterilização

  • Realizar desinfecção de artigos semi-críticos

  • Registrar entrada e saída dos artigos hospitalares

Comentários