Bombas hidraulicas

Bombas hidraulicas

(Parte 1 de 5)

BomBas Hidráulicas

Para deslocar um fluido ou mantê-lo em escoamento é necessário adicionarmos energia, o equipamento capaz de fornecer essa energia ao escoamento do fluido é denominamos de Bomba.

Figura 1: Exemplo de bomba

Bombas hidráulicas são máquinas de fluxo, cuja função é fornecer energia para a água, a fim de recalcá-la (elevá-la), através da conversão de energia mecânica de seu rotor proveniente de um motor a combustão ou de um motor elétrico. Desta forma, as bombas hidráulicas são tidas como máquinas hidráulicas geradoras

As bombas são utilizadas, nos circuitos hidráulicos, para converter energia mecânica em hidráulica.

A ação mecânica cria um vácuo parcial na entrada da bomba, o que permite que a pressão atmosférica force o fluido do tanque, através da linha de sucção, a penetrar na bomba.

A bomba passará o fluido para a abertura de descarga, forçando-o através do sistema hidráulico.

As bombas são classificadas, basicamente, em dois tipos: - hidrodinâmicas (deslocamento não-positivo, fluxo continuo)

- hidroestáticas (deslocamento positivo, fluxo pulsante). Bombas hidrodinâmicas

São bombas de deslocamento não positivo, usadas para transferirem fluidos e cuja única resistência é criada pelo peso do fluido e pelo atrito.

Essas bombas raramente são usadas em sistemas hidráulicos, porque seu poder de deslocamento de fluido se reduz quando aumenta a resistência e também porque é possível bloquear-se completamente seu pórtico de saída em pleno regime de funcionamento da bomba.

Bombas hidroestaticas

São bombas de deslocamento positivo, que fornecem determinada quantidade de fluido a cada rotação ou ciclo.

Como nas bombas hidroestaticas a saída do o fluido independe da pressão, com exceção de perdas e vazamentos, praticamente todas as bombas e vazamentos, praticamente todas as bombas necessárias para transmitir força hidráulica em equipamento industrial, em maquinaria de construção e em aviação, são do tipo hidroestatico.

As bombas hidroestaticas produzem fluxos de forma pulsativa, porém sem variação de pressão no sistema.

Classificação

As bombas hidráulicas podem trabalhar com diferentes tipos de vazões, alturas de elevação, tipos de fluidos, etc. Abaixo estão relacionadas as características de algumas bombas, que estão explicadas detalhadamente mais adiante.

Dinâmicas ou turbobombas

Bombas centrífugas

Puras ou radiais

As bombas podem ser classificadas pela sua aplicação ou pela forma com que a energia é cedida ao fluído. Normalmente, existe uma relação estreita entre a aplicação e a característica da bomba que, por sua vez, está intimamente ligada à forma de cessão de energia ao fluido.

Tipo Francis

Bombas de fluxo misto Bombas de fluxo axial

Bombas periféricas ou regenerativas

Volumétricas ou

Deslocamento Positivo

Bombas

Alternativas

PistãoO modo pelo qual é feita a transformação do trabalho em energia hidráulica e o recurso para cedê-la ao líquido aumentando a sua pressão e ou sua velocidade permitem que elas se classifiquem em: bombas de deslocamento positivo, turbobombas e bombas especiais. Dentre as classificações de turbobombas e de deslocamento positivo podemos enumerar algumas das mais importantes subdivisões destas bombas, como mostra a tabela ao lado.

Êmbolo

Diafragma

Bombas rotativas Engrenagens

Lóbulos Parafusos

Palhetas Deslizantes

Classificações mais importantes de Bombas Hidráulicas

• Quanto à trajetória do fluido a) Bombas radiais ou centrífugas: sua característica básica é trabalhar com pequenas vazões a grandes alturas, com predominância de força centrífuga; são as mais utilizadas atualmente. b) Bombas axiais: trabalha com grandes vazões a pequenas alturas. c) Bombas diagonais ou de fluxo misto: caracterizam-se pelo recalque de médias vazões a médias alturas, sendo um tipo combinado das duas anteriores.

• Quanto ao posicionamento do eixo a) Bomba de eixo vertical: utilizada em poços subterrâneos profundos. b) Bomba de eixo horizontal: é o tipo construtivo mais usado.

• Quanto à posição do eixo da bomba em relação ao nível da água a) Bomba de sucção positiva: quando o eixo da bomba situa-se acima do nível do reservatório.

b) Bomba de sucção negativa ("afogada"): quando o eixo da bomba situa-se abaixo do nível do reservatório.

Características de Funcionamento

As Bombas são como máquinas operatrizes hidráulicas que conferem energia ao fluido com a finalidade de transportá-lo por escoamento de um ponto para outro obedecendo as condições do processo. As bombas transformam o trabalho mecânico que recebem para seu funcionamento em energia. Elas recebem a energia de uma fonte motora qualquer e cedem parte dessa energia ao fluido sob forma de energia de pressão, cinéticas ou ambas. Isto é, elas aumentam a pressão do líquido, a velocidade ou ambas essas grandezas. A energia cedida ao líquido pode ser medida através da equação de Bernoulli. A relação entre a energia cedida pela bomba ao líquido e a energia que foi recebida da fonte motora, fornece o rendimento da bomba.

Bombas de Deslocamento Positivo

As bombas de deslocamento positivo impelem uma quantidade definida de fluido em cada golpe ou volta do positivo e o volume do fluido é proporcional a velocidade.

As bombas de deslocamento positivo possuem uma ou mais câmaras, em cujo interior o movimento de um órgão propulsor comunica energia de pressão ao líquido, provocando o seu escoamento. Assim, proporciona as condições para que se realize o escoamento na tubulação de aspiração até a bomba e na tubulação de recalque até o ponto de utilização. A característica principal desta classe de bombas é que uma partícula líquida em contato com o órgão que comunica a energia tem aproximadamente a mesma trajetória que a do ponto do órgão com o qual está em contato. As bombas de deslocamento positivo podem ser Alternativas ou Rotativas.

Bombas Alternativas

Nestas bombas acontece um movimento de vai e vem de um pistão cilíndrico que resulta num escoamento intermitente. Para cada golpe de pistão, um volume fixo do liquido é descarregado na bomba. A taxa de fornecimento do liquido é função do volume varrido pelo pistão no cilindro e o número de golpes do pistão por unidade de tempo.

Figura 2: Exemplo de bomba alternativa.

Figura 3: Principio da bomba alternativa. Aplicações das Bombas Alternativas: - bombeamento de água de alimentação de caldeiras, óleos e de lamas;

- imprimem as pressões mais elevadas dentre as bombas;

- Podem ser usadas para vazões moderadas;

(Parte 1 de 5)

Comentários