Insuficiência cardiaca

Insuficiência cardiaca

Quando a IC se inicia por diminuição da força do Quando a IC se inicia por diminuição da força do miocárdio (músculo cardíaco), o processo segue com miocárdio (músculo cardíaco), o processo segue com alterações no próprio músculo e no organismo como um alterações no próprio músculo e no organismo como um todo.todo.

A alteração na estrutura e na forma do coração se chama A alteração na estrutura e na forma do coração se chama remodelação ventricularremodelação ventricular. Este processo envolve . Este processo envolve remodelação ventricularremodelação ventricular. Este processo envolve . Este processo envolve aumento do estresse oxidativo,inflamação local e morte aumento do estresse oxidativo,inflamação local e morte celular programada (apoptose). celular programada (apoptose).

As alterações sistêmicas (fora do coração) decorrem de As alterações sistêmicas (fora do coração) decorrem de diminuição da capacidade de diminuição da capacidade de perfusão tecidualperfusão tecidual, ou seja, , ou seja, de levar e trazer os elementos necessários aos de levar e trazer os elementos necessários aos funcionamento das células. funcionamento das células.

Existem vários sistemas envolvidos nestas Existem vários sistemas envolvidos nestas alterações, como:alterações, como:

––Sistema nervoso simpático.Sistema nervoso simpático. ––Sistema renina angiotensina aldosteronaSistema renina angiotensina aldosterona

––Substâncias constritoras dos vasos, como a Substâncias constritoras dos vasos, como a

EndotelinaEndotelina

––Substâncias constritoras dos vasos, como a Substâncias constritoras dos vasos, como a

––Substâncias dilatadoras dos vasos, como o Óxido Substâncias dilatadoras dos vasos, como o Óxido nítrico nítrico

––Substâncias inflamatórias, como as citocinas Substâncias inflamatórias, como as citocinas

InterleucinaInterleucina--66InterleucinaInterleucina--11e e Fator de necrose Fator de necrose tumoral alfa.tumoral alfa.

A base do diagnóstico de qualquer doença é a A base do diagnóstico de qualquer doença é a história clínicahistória clínicaNela Nela são identificados os sintomas da pessoa doente. São possíveis são identificados os sintomas da pessoa doente. São possíveis sintomas da Insuficiência cardíaca:sintomas da Insuficiência cardíaca:

DispnéiaDispnéia( A falta de ar do portador de insuficiência cardíaca ( A falta de ar do portador de insuficiência cardíaca caracteristicamente se dá aos esforços físicos e quando o portador caracteristicamente se dá aos esforços físicos e quando o portador encontraencontra--se deitado (ortopnéia) se deitado (ortopnéia)

FraquezaFraqueza

Edema Edema

Dor adbominalDor adbominal

Palpitação Palpitação

TonturasTonturas Diminuição da emissão de urina Diminuição da emissão de urina

No exame físico são identificados sinais da doença. Sinais são dados No exame físico são identificados sinais da doença. Sinais são dados objetivos, que sensibilizam algum sentido do observador, como a visão objetivos, que sensibilizam algum sentido do observador, como a visão ou o ou o tatotato. São possíveis sinais da Insuficiência cardíaca:. São possíveis sinais da Insuficiência cardíaca:

DispnéiaDispnéia(Respiração dificultosa) (Respiração dificultosa)

Taquicardia (Aceleração do coração) Taquicardia (Aceleração do coração)

PalidezPalidez

Estase jugularEstase jugular(Dilatação das veias jugulares no pescoço) (Dilatação das veias jugulares no pescoço)

Hepatomegalia (Aumento do fígado) Hepatomegalia (Aumento do fígado) Edema Edema

Estertores Estertores pulmonarespulmonares

EletrocardiografiaEletrocardiografia

Radiografia do tóraxRadiografia do tórax

Exames bioquímicosExames bioquímicos ––PNB Peptídeo natriurético cerebral (tipo B) PNB Peptídeo natriurético cerebral (tipo B)

EcoDopplercardiografia com mapeamentoEcoDopplercardiografia com mapeamentode fluxo em de fluxo em corescoresexame fundamental para a confirmação da exame fundamental para a confirmação da insuficiência cardíaca, bem como a sua caracterização, insuficiência cardíaca, bem como a sua caracterização, permitindo muitas vezes estabelecer a causa, bem como permitindo muitas vezes estabelecer a causa, bem como o prognóstico o prognóstico

Ressonância nuclear magnéticaRessonância nuclear magnética

Comentários