Renast/cerest

Renast/cerest

RENAST

Enf. Esp. Shirley Alves

RENAST

  • A RENAST foi criada pela Portaria MS nº 1.679, em setembro de 2002;

A RENAST é uma rede desenvolvida de forma articulada entre o

A RENAST é uma rede desenvolvida de forma articulada entre o

Ministério da Saúde e as Secretarias de Saúde

dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Tem como objetivo articular, no âmbito do SUS, ações de

prevenção, promoção e recuperação

da saúde dos trabalhadores urbanos e rurais,

independentemente

do vínculo empregatício e

tipo de inserção no mercado de trabalho.

Rede Nacional de Atenção à Saúde do Trabalhador

  •  A Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador é composta por 178 Centros Estaduais e Regionais de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e por uma rede sentinela de 1.000 serviços médicos e ambulatoriais de média e alta complexidade.

  • Uma das diretrizes da Política Nacional de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, a RENAST responde pela execução de ações curativas, preventivas, de promoção e de reabilitação à saúde do trabalhador brasileiro.

RENAST

  • A estruturação da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador, serão organizadas e implantadas:

  • Ações na rede de Atenção Básica e no Programa de Saúde da Família (PSF).

  • Rede de Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CRST)

  • Ações na rede assistencial de média e alta complexidade do SUS.

Objetivos - RENAST

  • Integrar e articular a Atenção Básica, a Média e Alta complexidade ambulatorial, pré-hospitalar e hospitalar, sob o controle social, nos três níveis de gestão (municipal, estadual e nacional);

  • Diagnosticar os acidentes e doenças relacionados ao trabalho e registrá-los no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-NET).

SUS - LOCAL Sistema Único de Saúde Responsabilidade do município: Lei 8080/90 art.18 – inciso IV – alínea e

Responsável pela EXECUÇÃO de ações que contemplem a:

PREVENÇÃO

PROMOÇÃO

EDUCAÇÃO E

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

Em todas as áreas

Inclusive

SAÚDE DO TRABALHADOR

O que significa a sigla CEREST?

Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador.

Qual a função do CEREST?

Realizar assistência, estudar e pesquisar na área de saúde do trabalhador e meio ambiente de trabalho;

Tem como finalidade prevenir, promover e orientar os trabalhadores sobre os agravos à sua saúde e acidentes relacionados ao trabalho.

Profissionais do CEREST

Clínico-geral

Médico do trabalho

Enfermeira

Fisioterapeuta

Psicóloga

Fonoaudióloga

Advogado

Auxiliar de enfermagem;

Auxiliar de enfermagem;

Digitador;

Auxiliares administrativos;

Secretária;

Motoristas;

Auxiliares de serviços gerais.

Objetivos do CEREST

Geral:

  • Prover retaguarda técnica para o SUS, nas ações de prevenção, promoção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e vigilância em saúde dos trabalhadores urbanos e rurais, independente do vínculo empregatício e do tipo de inserção no mercado de trabalho.

Objetivos do CEREST

Específicos:

  • Promover benefícios através do acolhimento, análise, encaminhamento, diagnóstico e tratamento necessário aos trabalhadores que buscam o CEREST;

  • Identificar problemas na saúde do trabalhador prestando assistência às doenças ou agravos relacionados ao trabalho, propondo medidas de intervenção e dando resolutividade aos casos apresentados;

Objetivos do CEREST

  • Específicos:

  • Realizar estudos e pesquisas na área de saúde do trabalhador, junto a outras instituições produzindo informações para proposições de políticas públicas nessa área;

  • Capacitar os profissionais da rede SUS, formando multiplicadores que desempenhem as ações relacionadas à saúde do trabalhador;

Ações

  • Investiga as condições do ambiente de trabalho com finalidade de esclarecer aos trabalhadores sobre os risco de acidentes e adoecimentos;

  • Realiza promoção, proteção e recuperação da saúde do trabalhador;

  • Articula com entidades sindicais, patronais e órgãos públicos, no sentido de identificar situações de risco dos trabalhadores;

  • Presta assistência especializada, aos trabalhadores acometidos por doenças e ou agravos relacionados ao trabalho.

Quem o CEREST atende?

  • Trabalhadores de empresas públicas e privadas;

  • Trabalhadores urbanos e rurais com carteira assinada ou não;

  • Trabalhadores autônomos;

  • Trabalhadores desempregados.

Tipos

  • Abrangência estadual;

  • Abrangência regional;

  • Abrangência municipal (população superior a 500 mil habitantes).

CEREST Regional

  • Efetuar o atendimento, de forma integral e hierarquizada, aos casos suspeitos de Doenças Relacionadas ao Trabalho (diagnóstico e tratamento);

  • Realizar vistorias sanitárias aos locais de trabalho;

  • Efetuar registro, notificação e relatórios sobre os casos atendidos e o encaminhamento destas informações aos órgãos competentes;

  • Desempenhar ações de vigilância, de média e alta complexidade, a ambientes de trabalho;

  • Ações de promoção à Saúde do Trabalhador, incluindo ações integradas com outros setores e instituições, tais como Ministério do Trabalho, Previdência Social, Ministério Público, entre outros.

  • Participar do treinamento e capacitação de profissionais relacionados com o desenvolvimento de ações no campo da saúde do trabalhador, em todos os níveis de atenção: PSF, Unidades Básicas, Ambulatórios, Pronto-Socorros, Hospitais Gerais e Especializados.

CEREST Estadual

  • Desenvolver estudos e pesquisas na área de saúde do trabalhador e do meio ambiente;

  • Promover programas de formação, especialização e qualificação de recursos humanos na área de saúde do trabalhador;

  • Propor normas relativas a diagnóstico, tratamento e reabilitação de pacientes portadores de agravos à saúde decorrentes do trabalho;

  • Promover de eventos técnicos, elaboração de protocolos clínicos e manuais;

  • Desenvolver programas de educação em saúde sobre questões da relação saúde-trabalho para a população em geral;

  • Atuar em articulação com os Centros de Vigilância Sanitária e Epidemiológica e com unidades e órgãos afins, para prevenção de agravos à saúde decorrentes do trabalho.

CEREST habilitados por estado e região até dezembro de 2008

Facilidades do CEREST

Autonomia;

Entrada livre nas empresas;

Contato direto e independente com as instituições.

Dificuldades do CEREST

Falta de ações de referência e contra-referência de problemas relacionados ao trabalho;

Deficiência na implantação da parceria entre o CEREST e as Vigilância Sanitária e Epidemiológica do município;

Falta de atualização do cadastro das empresas da região;

Falta de notificação das doenças ocupacionais e acidentes do trabalho;

Conhecimento limitado dos profissionais da atenção básica sobre saúde do trabalhador, doenças ocupacionais e acidentes do trabalho;

Dificuldades do CEREST

Pouco conhecimento dos trabalhadores sobre os riscos relacionados a cada atividade profissional, bem como, as medidas de proteção e prevenção das doenças ocupacionais;

Falta de divulgação das ações do CEREST;

Dificuldade das informações chegarem as equipes de atenção básica e aos próprios trabalhadores;

Necessidade de aquisição de alguns equipamentos para viabilizar melhor atendimento aos trabalhadores.

OBRIGADA!

Comentários