(Parte 1 de 2)

ÉTICA    

      A ética está presente em todas as raças. Ela é um conjunto de regras, princípios  ou maneira de pensar e expressar. Ética é uma palavra de origem  grega com duas traduções possíveis: costume e propriedade de caráter.  

O QUE É SER ÉTICO?

          Ser Ético nada mais é do que agir direito,  proceder bem, sem prejudicar os outros. É ser altruísta(dic), é estar tranqüilo  com a consciência pessoal. "É cumprir com os valores da sociedade em que vive, ou seja, onde mora, trabalha, estuda, etc."           Ética é tudo que envolve integridade, é ser honesto em qualquer situação, é ter coragem para assumir seus erros e decisões, ser tolerante e flexível, é ser humilde.           Todo ser ético reflete sobre suas ações, pensa se fez o bem ou o mal para o seu próximo. É ter a consciência "limpa".

O QUE  É ÉTICA PROFISSIONAL?

Um profissional deve saber diferenciar a Ética da moral e do direito. A moral estabelece regras para garantir a ordem  independente de fronteiras geográficas. O direito estabelece as regras de uma sociedade delimitada pelas fronteiras do Estado. As leis têm uma base territorial, valendo apenas para aquele lugar. Pessoas afirmam que em alguns pontos elas podem gerar conflitos. O desacato civil ocorre quando argumentos morais impedem que uma pessoa acate certas leis. As vezes as propostas da  ética  podem parecer justas ou injustas. Ética é diferente da moral e do direito porque não estabelece regras concretas. A Ética profissional se inicia com a reflexão. Quando escolhemos a nossa profissão, passamos a ter deveres profissionais obrigatórios. Os jovens quando escolhem sua carreira, escolhem pelo dinheiro e não pelos deveres e valores. Ao completar a formação em nível superior, a pessoa faz  um juramento, que significa seu comprometimento profissional. Isso caracteriza o aspecto moral da ética profissional. Mesmo quando você exerce uma carreira remunerada, não está isento das obrigações daquela carreira. Nós adolescentes temos várias perguntas para fazer sobre o futuro profissional. Quando temos uma carreira a seguir devemos colaborar mesmo com o que não é proposto. Muitas propostas podem surgir, por isso devemos estar receptivos.

Sabemos que existem vários tipos de ÉTICA: ética social, do trabalho, familiar, profissional. Ética profissional é refletir sobre as ações realizadas no exercício de uma profissão e deve ser iniciada antes da prática profissional. Se você já iniciou a sua atividade profissional fora da área que você gosta não quer dizer que você não tenha deveres e obrigações a cumprir como profissional. .

COMO É SER UM PROFISSIONAL ÉTICO?

Ser um profissional ético nada mais é do que ser profissional mesmo nos momentos mais inoportunos. Para ser uma pessoa ética, devemos seguir um conjunto de valores. Ser ético é proceder sem prejudicar  os outros. Algumas das características básicas de como ser um profissional ético é ser bom, correto, justo e adequado. Além de ser individual, qualquer decisão ética tem por trás valores fundamentais. Eis algumas das principais:

  1. Ser honesto em qualquer situação - é a virtude dos negócios. 2.  Ter coragem para assumir as decisões - mesmo que seja contra a opinião alheia. 3.  Ser tolerante e flexível - deve-se conhecer para depois julgar aas pessoas. 4.  Ser íntegro - agir de acordo com seus princí;pios 5.  Ser humilde - só assim conseguimos reconhecer o sucesso individual.

Ética e relações pessoais no ambiente de trabalho

Autor: Jefferson Carlos Martins e Manoel Flávio Leal

1. Introdução

A Ética é o ideal para conduta humana, pois a evolução de seus princípios deu-se juntamente com o processo evolutivo da humanidade, e orienta o ser humano sobre o que é bom e correto e o que deveria assumir, orientando sua vida em relação a seus semelhantes, visando o bem comum.

A Ética de nossa sociedade e a Ética empresarial são inseparáveis, algumas vezes indistinguíveis. Nossas preocupações diárias com a eficiência, competitividade e lucratividade não podem prescindir de um comportamento ético.

A Ética no trabalho orienta não apenas o teor das decisões (o que devo fazer) como também o processo para a tomada de decisão (como devo fazer).

A adoção de princípios éticos e comportamentais reflete o tipo de organização da qual fazemos parte e o tipo de pessoa que somos. Nosso respeito pelas diferenças individuais e a preocupação crescente com a responsabilidade social, onde inserimos as questões de segurança, meio-ambiente e saúde no cotidiano da nossa gestão empresarial, refletem as relações com seus empregados e para com a sociedade.

Cada indivíduo tem o seu próprio padrão de valores. Por isso, torna-se imperativo que cada empregado faça sua reflexão, de modo a compatibilizar seus valores individuais com os valores expressos nos Princípios Éticos.

2. Ética no trabalho

Para que seja ético no trabalho é preciso antes de tudo ser honesto em qualquer situação, nunca fazer algo que não possa assumir em público, ser humilde, tolerante e flexível. Ser ético significa, muitas vezes, abrir mão de algumas coisas e perder algo.

É preciso ouvir mais as idéias de seus colegas, pois muitas idéias aparentemente absurdas podem ser a solução para um problema. Para descobrir isso, é preciso trabalhar em equipe, ouvir as pessoas e avaliar a situação sem julgamentos precipitados ou baseados em suposições, e principalmente dar crédito a quem realmente é merecedor. Muitas vezes recebemos elogios pelo trabalho realizado por outras pessoas, sem sequer repassar os mesmos ou citar o nome dos colegas que contribuíram para tal, e isso é ser antiético, pois está-se aceitando um elogio pelo trabalho de outra pessoa e, cedo ou tarde, o mesmo será reconhecido e você ficará com fama de mau-caráter.

Outra coisa muito importante é a pontualidade, pois se você sempre se atrasar, será considerado indigno de confiança e pode perder boas oportunidades de carreira. Infelizmente em muitas empresas julga-se o caráter e a competência de um funcionário pelo cumprimento de horário e não pela sua produtividade ou habilidades técnicas/gerenciais.

Tente também nunca criticar seus colegas de trabalho ou culpá-los pelas costas, e quando tiver de corrigir ou repreender alguém, faça-o em particular, não o humilhe perante outros, respeite sua privacidade e se for o caso ofereça apoio, pois ele poderá estar passando por dificuldades sem você saber.

Existem outras ponderações que devemos fazer, tais como: maneiras de utilização de telefones, e-mails, assim como comportamentos em reuniões/palestras e em situações de fofocas de corredor.

“Aja de acordo com seus princípios e assuma suas decisões, mesmo que isso implique ficar contra a maioria”.

2.1. Utilização do telefone

Ao se utilizar o telefone na empresa devemos tomar alguns cuidados, tais como:

- Dar toda a atenção à pessoa que ligou sem ficar distraído com outras atividades em paralelo;

- Evitar intimidades com a pessoa que está do outro lado da linha, pois isso poderá causar constrangimentos com os colegas que estão ao seu redor;

- Ao falar ao telefone, você é julgado pela dicção, capacidade de articular pensamentos e por tratar os outros com cortesia ou não. A voz deve ser alegre, clara, calorosa e em bom-tom, nem alta nem baixa demais;

- Ao atender telefonemas alheios, anote o recado escrevendo o nome da pessoa que ligou, o número do telefone, o assunto e a hora;

- Não faça ligações pessoais demoradas;

- Não entre em discussões por telefone;

- Retorne as ligações, mesmo que você não conheça quem deixou recado;

- Se estiver ocupado, não tenha medo de interromper a conversa, diga que não pode falar e que ligará em seguida e não esqueça de retornar a ligação;

- Todos estamos sujeitos a ter de atender a um telefonema com alguém ao lado. Quando for inevitável, procure fazer com discrição, nada de gestos, caretas ou comentários tapando o bocal do telefone;

- Jamais deixe alguém esperando na linha, melhor dizer que está ocupado e que retornará a ligação depois;

- Se a linha cair não se preocupe, pois a responsabilidade de ligar novamente é de quem telefonou.

2.2. Utilização de e-mail

A utilização do e-mail é algo extremamente polêmico e atualmente se discute muito sobre o direito das empresas monitorarem os e-mails de seus funcionários, violando assim sua privacidade. Então, é importante que se tenha alguns cuidados ao se utilizar o e-mail fornecido pela empresa:

- Nunca escreva algo que possa constrangê-lo depois, evite intimidades e escreva aquilo que você falaria pessoalmente para a pessoa;

- Verifique sempre a gramática e a ortografia do texto antes de enviá-lo, pois não existe nada pior do que um texto cheio de erros que, em muitos casos, pode ofender pessoas que prezam muito uma boa grafia;

- Seja claro e objetivo, pois hoje em dia ninguém tem tempo para ler textos extensos demais ou ficar pensando em palavras fora de contexto;

- Um e-mail, apesar de também ser um documento, não deve ser tão formal quanto uma carta;

- Jogue fora todos aqueles e-mails que não servem para nada, como malas diretas, correntes e piadinhas infames e só responda àqueles que realmente mereçam sua atenção;

- Não mande correntes, piadas - obscenas ou não - e pegadinhas por e-mail para quem não conhece.

2.3. Comportamento em Reuniões

É neste momento que seu profissionalismo é posto a prova e onde sua postura profissional estará sendo julgada, então tome alguns cuidados ao participar de reuniões de trabalho.

- Não chegue atrasado. Além de irritar quem chegou na hora, sua imagem ficará péssima, pois sua pontualidade foi ineficaz;

- Nunca sente à cabeceira da mesa, pois esse lugar normalmente é reservado à pessoa que conduzirá a reunião. Assim você dará a entender que conhece seu lugar, demonstrará apoio e deixará claro que não ameaça a pessoa que está conduzindo a reunião;

- Leia e pesquise sobre o assunto que será colocado em pauta. Dessa maneira você estará preparado e poderá participar da discussão, sem passar pelo constrangimento de dar um fora;

- Quando participar de uma reunião não entre mudo e saia calado, torne sua participação ativa;

- Exponha todas suas idéias independentemente de boas ou ruins, e quando achar que deve discordar, discorde, mesmo que seja com quem está conduzindo a reunião. Dessa maneira você tornará a reunião mais produtiva e não apenas um encontro de amigos;

- A pessoa que está conduzindo a reunião deve ser o primeiro e o último a falar. Ou seja, é ela que abre e fecha a reunião;

- Se for encarregado de conduzir uma reunião, lembre-se de que um bom condutor é aquele que expõe suas opiniões de modo que todos entendam, sabe ouvir e mediar conflitos;

- Ao fazer um comentário, apresentar uma idéia ou sugestão, seja claro e objetivo. Resuma ao máximo o que tem a dizer para não tornar a reunião longa e cansativa demais;

- Olhe para os outros quando estiverem falando para mostrar interesse. Não baixe os olhos para a mesa;

- Apresente suas idéias como recomendação e não como ordens. Senão você poderá comprometer a autoridade diante dos demais participantes;

- É importante manter a postura durante uma reunião. Evite ficar gesticulando, rabiscando, mexendo no celular e principalmente entrar em uma reunião com o celular ligado.

2.4. Fofocas de corredor

Algo inevitável nas empresas são as fofocas de corredor, por isso evite ao máximo fazê-las.

- Afaste-se das fofocas e maledicências. Só o fato de prestar atenção nelas pode lhe dar a fama de fofoqueiro, e aquele que lhe conta a última novidade pode levar também um comentário péssimo sobre você e aumentar o conflito interpessoal;

- Evite fazer profecias. As previsões podem não se realizar e as palavras se voltarão contra você;

- Não seja inconveniente, aparecendo em outros setores da empresa sem ligar antes só para fazer uma fofoca rápida;

- Mantenha a voz baixa, especialmente quando precisar falar de assuntos de caráter confidencial;

- Quando se referir a um colega numa conversa, use o nome completo dele para evitar mal-entendidos;

- Evite falar de sua vida pessoal com quem você não conhece o caráter;

- Não comente com qualquer um os seus resultados positivos, prêmios e novos projetos que lhe foram confiados;

- Caso trabalhe com alguém de quem não gosta, troque cumprimentos, mantenha distância e não comente a antipatia que sente. Isso minimiza os atritos e evita que os outros reparem a incompatibilidade e façam fofocas.

3. Exercícios do cargo/função

(Parte 1 de 2)

Comentários