Logistica no Processo de Produção

Logistica no Processo de Produção

É a etapa logística que implica no processo que visa confeccionar / gerar/ disponibilizar uma oferta de produtos para o mercado.

  • É a etapa logística que implica no processo que visa confeccionar / gerar/ disponibilizar uma oferta de produtos para o mercado.

A evolução dos sistemas produtivos passou por algumas fases no decorrer das ultimas décadas.

  • A evolução dos sistemas produtivos passou por algumas fases no decorrer das ultimas décadas.

  • São elas:

  • Fase inicial (produção artesanal);

  • Industrialização;

  • Fase Atual.

Fluxo de materiais dentro da fabrica;

  • Fluxo de materiais dentro da fabrica;

  • Armazenagem intermediaria;

  • Abastecimento do posto de trabalho;

  • Expedição do produto acabado.

A logística de produção é a parte da logística que abrange todas as esferas internas da organização na conversão de matérias em produtos acabados, com a finalidade de otimizar ao máximo os recursos envolvidos bem como reduzir os custos o máximo possível.

  • A logística de produção é a parte da logística que abrange todas as esferas internas da organização na conversão de matérias em produtos acabados, com a finalidade de otimizar ao máximo os recursos envolvidos bem como reduzir os custos o máximo possível.

O desenvolvimento de novos produtos é uma atividade complexa, envolvendo diversas habilidades e interesses, tais como:

  • O desenvolvimento de novos produtos é uma atividade complexa, envolvendo diversas habilidades e interesses, tais como:

  • Os consumidores;

  • Os vendedores;

  • Os engenheiros de produção;

  • Os designers;

  • Os empresários.

As análises das futuras condições de mercado e previsão da demanda futura são da maior importância para a elaboração do Planejamento de Longo Prazo. A alta direção pode fazer conjecturas sobre o estado da economia e o seu impacto nos negócios futuros da empresa.

  • As análises das futuras condições de mercado e previsão da demanda futura são da maior importância para a elaboração do Planejamento de Longo Prazo. A alta direção pode fazer conjecturas sobre o estado da economia e o seu impacto nos negócios futuros da empresa.

  • As previsões de demanda podem ser classificadas em: longo prazo, médio prazo e curto prazo.

As empresas devem se preparar elaborando planos de longo prazo para dimensionamento de suas capacidades futuras, através de estudos de previsão de demanda e objetivos formulados pelo planejamento estratégico feitos pela alta administração, com a finalidade de se fazer a previsão dos recursos necessários ( equipamentos, mão-de-obra especializada, capital para investimentos em estoque ) que geralmente não são passíveis de aquisição no curto prazo.

  • As empresas devem se preparar elaborando planos de longo prazo para dimensionamento de suas capacidades futuras, através de estudos de previsão de demanda e objetivos formulados pelo planejamento estratégico feitos pela alta administração, com a finalidade de se fazer a previsão dos recursos necessários ( equipamentos, mão-de-obra especializada, capital para investimentos em estoque ) que geralmente não são passíveis de aquisição no curto prazo.

Elabora-se com base no Planejamento de Longo Prazo. É um plano de médio prazo que estabelece níveis de produção, dimensões da força de trabalho e níveis de estoque. O horizonte do Plano Agregado de produção pode variar de 6 à 24 meses, dependendo da atividade industrial.

  • Elabora-se com base no Planejamento de Longo Prazo. É um plano de médio prazo que estabelece níveis de produção, dimensões da força de trabalho e níveis de estoque. O horizonte do Plano Agregado de produção pode variar de 6 à 24 meses, dependendo da atividade industrial.

É o componente central da estrutura global. Gerado a partir do plano agregado de produção, desagregando-o em produtos acabados, guiará as ações do sistema de manufatura no curto prazo, estabelecendo quando e em que quantidade cada produto deverá ser produzido dentro de um certo horizonte de planejamento. Este horizonte de planejamento pode variar de 4 à 12 meses, sendo que quanto menor for o horizonte de tempo maior será a acuracidade do PMP.

  • É o componente central da estrutura global. Gerado a partir do plano agregado de produção, desagregando-o em produtos acabados, guiará as ações do sistema de manufatura no curto prazo, estabelecendo quando e em que quantidade cada produto deverá ser produzido dentro de um certo horizonte de planejamento. Este horizonte de planejamento pode variar de 4 à 12 meses, sendo que quanto menor for o horizonte de tempo maior será a acuracidade do PMP.

É a atividade através da qual é feito o levantamento completo das necessidades de materiais para execução do plano de produção. A partir das necessidades vindas da lista de materiais, das exigências impostas pelo PMP e das informações vindas do controle de estoque (itens em estoque e itens em processo de fabricação), procura determinar quando, quanto e quais materiais devem ser fabricados e comprados.

  • É a atividade através da qual é feito o levantamento completo das necessidades de materiais para execução do plano de produção. A partir das necessidades vindas da lista de materiais, das exigências impostas pelo PMP e das informações vindas do controle de estoque (itens em estoque e itens em processo de fabricação), procura determinar quando, quanto e quais materiais devem ser fabricados e comprados.

É a atividade que tem como objetivo calcular a carga de cada centro de trabalho para cada período no futuro, visando prever se o chão-de-fábrica terá capacidade para executar um determinado plano de produção para suprir uma determinada demanda de produtos ou serviços.

  • É a atividade que tem como objetivo calcular a carga de cada centro de trabalho para cada período no futuro, visando prever se o chão-de-fábrica terá capacidade para executar um determinado plano de produção para suprir uma determinada demanda de produtos ou serviços.

A atividade de programação determina o prazo das atividades a serem cumpridas, ocorrendo em várias fases das atividades de planejamento da produção.

  • A atividade de programação determina o prazo das atividades a serem cumpridas, ocorrendo em várias fases das atividades de planejamento da produção.

  • Os objetivos da programação e seqüenciamento da produção são :

  • aumentar a utilização dos recursos;

  • reduzir o estoque em processo;

  • reduzir os atrasos no término dos trabalhos

RELAÇÃO CAPITAL X TRABALHO

  • RELAÇÃO CAPITAL X TRABALHO

  • ESCASSEZ DE RECURSOS

  • MÃO DE OBRA

  • INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

  • RESTRIÇÕES LEGAIS

  • FATORES GERENCIAIS

  • QUALIDADE DE VIDA

RELAÇÃO CAPITAL X TRABALHO

  • RELAÇÃO CAPITAL X TRABALHO

  • Indica o nível de investimentos em máquinas, equipamentos e instalações em relação à mão-de-obra aplicada. À medida em que um parque industrial envelhece, perde produtividade. As substituições de equipamentos são feitas sempre visando o ganho em produtividade.

ESCASSEZ DE RECURSOS

  • ESCASSEZ DE RECURSOS

  • Tem gerado problemas de produtividade, como a energia elétrica, por exemplo, em 2001 e 2002 gerou muitos problemas na indústria nacional.

MÃO DE OBRA

  • MÃO DE OBRA

  • Não adianta ter mão de obra barata, que não seja produtiva. Exemplo da indústria metalúrgica em Chicago em 1985, comparando com o Brasil

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

  • INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

  • São os grandes responsáveis pelo aumento da produtividade nos últimos anos

RESTRIÇÕES LEGAIS

  • RESTRIÇÕES LEGAIS

  • Caso das exigências da legislação local que implicam em adaptações onerosas

FATORES GERENCIAIS

  • FATORES GERENCIAIS

  • Tem a ver com a capacidade dos administradores em se empenharem em programas de melhoria de produtividade.

QUALIDADE DE VIDA

  • QUALIDADE DE VIDA

  • Reflete a cultura do ambiente em que a empresa está inserida. Muitas organizações se preocupam em melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores na certeza de que o retorno em termos de produtividade é imediato.

Comentários