Acidente de trabalho

Acidente de trabalho

(Parte 1 de 2)

ACIDENTE DE TRABALHO

por Tarcisio Bruno de Jesus Silva

CONCEITO DE ACIDENTE DE TRABALHO

Acidente de Trabalho é aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da Campanha, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, que cause a morte ou perda , ou ainda a redução permanente ou temporária, a capacidade para o trabalho.

Conceito Prevencionista:

Acidente de Trabalho são todas as ocorrências estranhas imprevistas e indesejáveis, instantâneas ou não, de um processo normal de trabalho, que pode resultar em morte do trabalhador, lesão pessoal ou que decorre risco próximo ou remoto dessa lesão, bem como danos materiais e econômicos à companhia.

São também considerados Acidentes de Trabalho:

· Doença profissional ou do trabalho;

· Acidente sofrido pelo empregado nos períodos destinados à refeição ou descanso, ou por ocasião das necessidades fisiológicas, nas instalações da Empresa durante seu horário de trabalho;

· Doença proveniente da contaminação acidental de pessoal da área médica, no exercício de sua atividade;

· O acidente sofrido pelo empregado nas instalações da companhia e no horário de trabalho, em conseqüência de:

Ato de sabotagem ou terrorismo de terceiros;

Ofensa física intencional, inclusive de terceiros por motivo de disputa relacionada com o trabalho;

Ato de imprudência, negligência ou de imperícia de terceiros;

Ato de pessoa privada do uso da razão.

· O acidente sofrido pelo empregado ainda que fora do local e horário de trabalho:

Na execução de ordem de serviço ou na realização de serviço sob autorização da Companhia ou em viagem pela mesma;

Na prestação espontânea de qualquer serviço à Companhia para evitar prejuízo ou proporcionar proveito; No percurso da residência para o trabalho ou vice-versa;

No percurso para o local de refeição ou de volta dele, em intervalo de trabalho.

Não são considerados acidentes de trabalho, os que ocorrem:

· Quando envolvidos em luta corporal ou outra disputa sobre assuntos não relacionados com seu emprego;

· Quando envolvidos em atividades esportivas, inclusive patrocinadas pela Companhia,pelas quais não receba qualquer pagamento direta ou indiretamente;

· Quando em horário de trabalho encontra-se fora de área da Companhia por motivos pessoais não do interesse da mesma;

· Quando em estacionamento proporcionado pela Companhia, não estando exercendo qualquer função do seu emprego; · Residindo em propriedade da Companhia, em atividades não ligadas a seu emprego. Compete ao supervisor do empregado determinar se o acidente com lesão ocorreu quando o empregado encontrava-se a serviço da Companhia.

Classificação dos acidentes:

ACIDENTE TÍPICO: Aquele que ocorre com o empregado a serviço da Companhia, nos limites de sua propriedade ou fora desta, quando autorizado pela mesma, provocando lesão corporal ou perturbação funcional. ACIDENTE DE TRAJETO: Quando em percurso da residência para o trabalho ou vice-versa. ACIDENTE NO HORÁRIO DE DESCANSO: Quando ocorrido com o empregado a serviço da Companhia, durante o seu horário de descanso, que tenha sido decorrente do processo de trabalho.

SITUAÇÕES RISCOS: é a probabilidade de ocorrência de um evento provocado de perdas.

PERIGO: é o risco sem controle, ou seja, é o grau de probabilidade de perda no sistema;

SALVAGUARDA: são fatores de proteção oferecidos a um individuo ou a uma coletividade. Então: Risco = Perigo_____ Salvaguarda

CAUSAS DE ACIDENTES

As causas de acidentes podem se dividir em dois grupos:

CAUSAS IMEDIATAS: são aquelas que diretamente provocaram o acidente ou contribuíram para a ocorrência,

são Atos Inseguros e as Condições de Ambientes de Insegurança.

· ATO INSEGURO: é a ação ou omissão de pessoa que causou ou permitiu a ocorrência do acidente.Exemplos: Usar equipamentos de maneira imprópria;

Assumir posição ou postura insegura;

Trabalhar a velocidade insegura;

Dirigir incorretamente;

Fazer brincadeira ou exibição;

Usar a mão em vez de ferramentas;

Descuidar-se na observação do ambiente;

Deixar de usar EPI disponível (Equipamento de Proteção Individual).

· CONDIÇÃO INSEGURA OU CONDIÇÃO AMBIENTE DE INSEGURANÇA: é a condição do meio que causou o acidente ou contribuiu para a sua ocorrência.

Insuficiência de espaço para o trabalho;

Iluminação inadequada;

Equipamento com defeito;

Escada defeituosa;

Má arrumação e falta de limpeza;

Falta de proteção em maquina e equipamento;

Passagens perigosas.

CAUSAS BÁSICAS: são condições ou fatores que originaram o Ato Inseguro ou a Condição Ambiente de Insegurança, ou seja, é a origem da causa do acidente.

Atitudes impróprias;

Problemas de saúde;

· Uso de bebidas alcoólicas no local de trabalho;

· Falta de experiência;

· Falha de manutenção;

· Falha de planejamento do trabalho;

· Falha de projeto.

CONSEQUÊNCIAS DOS ACIDENTES:

PARA O EMPREGADO: lesão que podem incapacitá-lo de forma total ou parcial, temporária ou permanente para o trabalho, podendo levá-lo á morte.

PARA A EMPRESA: perda da mão-de-obra, de material, de tempo e conseqüentemente elevação dos custos operacional. PARA A FAMÍLIA: preocupação, compaixão ou incerteza quanto à continuidade normal da vida do acidentado.

PARA A SOCIEDADE: aumenta o numero de inválidos e dependentes da Previdência Social, aumentando, portanto, a contribuição financeira de toda a sociedade.

Ø DOENÇA OCUPACIONAL – é a lesão entendida como sendo produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar a determinada atividade.

INSPEÇÕES DE SEGURANÇA E INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES

São fontes de informações que trazem subsídios para a segurança do trabalho.As Inspeções de Segurança visam à descoberta de riscos de acidente.Estas inspeções que são programadas ou não programadas devem ser feitas rotineiramente pelos supervisores de área, em suas atividades normais e são completamente por inspeções periódicas de profissional, da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

REGISTRO DE ACIDENTE:

Ø É o registro, pormenorizado em formulário próprio de informações e de dados relativos a um acidente, necessários ao estudo e análise de suas causas circunstanciais.

Ø A Companhia terá prazo máximo de 24 horas para evitar a C.A.T(Comunicação de Acidente de Trabalho) para o INSS.

Ø A C.A.T é preenchida pelo serviço médico ou pelo serviço de pessoal da Companhia bem como pela própria pessoa.

Ø É muito importante que o Trabalhador registre o acidente sofrido para sua maior segurança. NORMAS REGULAMENTADORAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

As NR (Normas Regulamentadoras) relativa a Segurança e Medicina do Trabalho,são de observância obrigatória pelas Empresas Publicas e Privadas e pelos órgãos Públicos da Administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário , que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho(CLT).

(Parte 1 de 2)

Comentários