AutoCAD 2007 - Guia Detalhado de Configurações

AutoCAD 2007 - Guia Detalhado de Configurações

(Parte 3 de 9)

Command: ltscale Enter new linetype scale factor <50.0>: 1

E finalmente mude o valor da variável PSLTSCALE para igual a 1 (esta variável é a responsável pela apresentação das linhas tracejadas com a mesmas escalas em todas as Viewports do no LAYOUT). Digite na linha de comando o comando abaixo:

Command: psltscale Enter new value for PSLTSCALE <0.0>: 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Disciplina de Informática

Elaborado pelo professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix - Arq. Ezequiel Mendonça Rezende

4 Criação e edição de textos

O AutoCAD permite a utilização das fontes do Windows (fontes .TTF) e também uma série de fontes especiais para símbolos. O AutoCAD também utiliza fontes especiais .SHX, que são de uso exclusivo deste programa. Utilize estas fontes em seu desenho, pois são mais rápidas para o computador.

Um ponto importante a ressaltar em relação à altura das letras é que todos os objetos textos, dimensionamento, símbolos ou blocos que NÃO existem em uma obra real, sofrem fator de escala.

Isto significa que todas as informações do desenho como os textos, dimensionamento, blocos de simbologia, como o símbolo de planta, norte magnético, formato, etc., terão as suas escalas multiplicadas pela escala do desenho que você está executando.

Por exemplo:

Em um projeto de uma residência que será impressa na escala de 1/50 (obs: o desenho da residência sempre será feito na escala de 1/1), o texto deverá ser aumentado em 50 vezes, as cotas deverão ser aumentadas em 50 vezes, o norte magnético, o símbolo de nível e o formato deverão ser aumentados 50 vezes, pois nenhuns destes itens existem na obra real após a sua execução.

Em compensação, o bloco de vaso sanitário, a geladeira, a mesa da sala, o automóvel na garagem e o homem em uma varanda na fachada da residência sempre serão inseridos na escala de 1/1, pois estes itens existem na obra após a sua construção.

4.1 Definindo uma fonte

Para definir uma fonte nova vá ao menu Format → Text Style e abrirá o quadro abaixo (Figura 9):

Figura 9 - Quadro Text Style

1- Na opção Style Name, click em NEW e cria-se um novo estilo de texto, dando um nome ao novo estilo de texto, por exemplo, TEXTO; 2- Na opção Font, escolha a fonte, podendo ser qualquer fonte SHX ou TTF do

Windows. Normalmente utiliza-se as fontes ROMANS.SHX ou a SIMPLEX.SHX por serem as fontes mais parecidas com as utilizadas em desenho técnico; 3- Ainda na opção Font, mantenha a uma altura (Height) para a fonte = 0, caso contrário, se a altura for diferente de 0 (≠), não será possível entrar com a altura da letra com o comando Dtext; 4- Se necessário, ainda pode-se criar efeitos nas fontes, mas normalmente não se marcam estas opções: a- Escrita de cabeça para baixo (Upside-down),

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Disciplina de Informática

Elaborado pelo professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix - Arq. Ezequiel Mendonça Rezende

5- Aplica-se e fecha o quadro de diálogo e o estilo será o corrente

b- Espelhadas (backward). Permite que as letras sejam escritas de modo espelhado, só a letra, não o texto, c- Em Vertical, permite escrever na vertical, d- A largura (width factor) da fonte pode variar. Valor > 1 aumenta a largura da letra e < 1 diminui a largura da letra. Pode-se criar um estilo com widht factor = 0.8 para textos pequenos, como os utilizados em numeração de pisos de escadas; e- Define o ângulo de inclinação (obliquing angle). Este ângulo configura uma aparência itálica para a fonte. Fontes que já são itálicas não necessitam desta mudança;

4.2 Escrevendo o texto Para escrever o texto em seu desenho, podem-se utilizar dois comandos, sendo:

4.2.1 Mtext

Permite escrever com a opção de texto múltiplo. Pedem-se dois pontos na tela abrindo uma caixa de texto (Figura 10). Após isto, apresentará um quadro de diálogo acima da caixa de texto, podendo-se modificar várias características da fonte.

Figura 10 - Comando Mtext

Utilize este comando para escrever várias linhas de texto (NÃO utilize para escrever os nomes de cômodos dentro de uma planta). Uma grande vantagem deste comando é a possibilidade de escrever os textos e modificar as suas características – como altura e cor – permitindo que crie textos diferenciados.

No exemplo acima, pode-se notar que apesar do estilo utilizado chamar TEXTO, forçou a utilização da fonte Courier New (que é uma fonte mono espaçada, ideal para tabulação de dados) com alturas diferentes (no caso, alturas de 20 e 30 unidades) e com cores diferentes (representando espessuras diferentes de impressão).

4.2.2 Dtext

O comando de texto dinâmico (Dtext), normalmente é utilizado para escrever somente uma linha de texto no desenho, como os nomes de cômodos, numeração de portas e janelas, etc. Quando se escreve, o texto é apresentado na tela. A seqüência do comando é a seguinte: - Ponto inicial do texto,

- Pede-se a altura do texto (somente se o estilo de letra tiver altura = 0. Veja o item 4.1),

- Ângulo de rotação,

- Escreve-se o texto,

- Com Enter finaliza-se o comando.

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Disciplina de Informática

Elaborado pelo professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix - Arq. Ezequiel Mendonça Rezende

4.3 Regra para altura de letras

Para manter compatibilidade com os desenhos técnicos anteriores à utilização de programas de CAD, deve-se utilizar as fontes .SHX chamadas Simplex e Romans, pois estas se parecem muito com as fontes padronizadas dos antigos normógrafos mecânicos ( Figura 1 e Figura 12).

Figura 1 - Normógrafo mecânico - Aranha

Figura 12 - Régua de normógrafo mecânico A altura das letras utilizadas em desenho técnico obedece à norma NBR-6492. Também devemos manter esta mesma norma nos desenhos elaborados com o AutoCAD.

Na Tabela 6 é apresentada as alturas padrões das Réguas de Normógrafo (normalização ISO) em milésimo de polegadas e suas respectivas alturas em pontos e em centímetros.

Tabela 6 - Altura de réguas de Normógrafo

Pontos (cm) RÉGUA pontos (cm)

60 CL = 60/1000” 5 0.15 200 CL = 200/1000” 14 0.50 80 CL = 80/1000” 6 0.20 240 CL = 240/1000” 17 0.60 100 CL = 100/1000” 7 0.25 290 CL = 290/1000” 20 0.70 120 CL = 120/1000” 8 0.30 350 CL = 350/1000” 24 0.80 140 CL = 140/100” 10 0.35 425 CL = 425/100” 28 1.0 175 CL = 175/1000” 12 0.40 500 CL = 500/1000” 34 1.20

Para calcular a altura das letras utilizadas com o comando Dtext em qualquer escala de trabalho, pode-se utilizar a seguinte fórmula:

H= H × Escala

se a unidade do desenho for centimetros: REGUA

H × EscalaH=

se a unidade do desenho for metros: 100

Obs.: o item Escala, representa a escala de trabalho escolhida. Normalmente utilizam-se as alturas padronizadas 0.20cm (Régua 80 CL) e 0.35cm (Régua 140 CL) para quase a totalidade de textos em um desenho de arquitetura (textos pequenos para informações gerais e cotas, e textos grandes para títulos de cômodos).

Ex.: Calcular a altura da letra no comando Dtext para a régua 140 CL para desenhar em uma escala de desenho de 1/250, considerando que a unidade do desenho é centímetros.

H = H Escala H = 0.35 250 H = 87.5 unidades de desenho

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Disciplina de Informática

Elaborado pelo professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix - Arq. Ezequiel Mendonça Rezende

(Parte 3 de 9)

Comentários