PARTOGRAMA

  • VISÃO GRÁFICA DO PERÍODO DE DILATAÇÃO

  • REGISTRO GRÁFICO DO TP

Rotura uterina

Rotura uterina

  • Uma das cinco maiores causas de mortalidade materna em países em desenvolvimento

Partograma

  • OMS – estudo multicêntrico (Indonésia, Tailândia, Malásia)

  • Eficaz e de baixo custo

  • Redução TP > 18h (50%)

  • Redução taxa cesáreas (5,2% para 3,7%)

  • Redução hemorragia pós-parto

  • Redução rotura uterina

Índices de trabalho de parto prolongado, cesariana e mortalidade perinatal antes e depois da introdução do partograma no manejo do parto (OMS)

Avaliação da descida cefálica Planos de De Lee

Partograma - Padronização

Registro

  • Padrão contrações

  • BCF

  • Líquidos e drogas

  • Analgesia

  • Bolsa das águas

Partograma

Trabalho de parto - Fase ativa

  • Curva dilatação à D da linha de alerta:

Parto prolongado (hospital)

  • Curva dilatação à D da linha de ação:

Decisão para eliminar causa da demora

DISTÓCIAS

  • Sinônimo de parto difícil

  • Pode ser por três fatores alterados

  • o canal (bacia e partes moles)

  • a força (contratilidade uterina)

  • o móvel (feto)

Distócias: Classificação

  • Maternas:

Distócia óssea

Distócia funcional

Distócia de partes moles

  • Feto-anexiais

Distócia fetal

Distócia anexial

DISTÓCIA FUNCIONAL

  • distócia de força

  • alterações da contratilidade uterina

  • ex: hipossistolia, taquissistolia, etc

  • Duas complicações: parto precipitado ou prolongado

Parto precipitado: maior ocorrência de lesões de partes moles, hipotonia uterina e hemorragia cerebral no RN

  • Parto precipitado: maior ocorrência de lesões de partes moles, hipotonia uterina e hemorragia cerebral no RN

Parto prolongado: maior ocorrência de infecções pela morosidade da evolução da dilatação

  • Parto prolongado: maior ocorrência de infecções pela morosidade da evolução da dilatação

Classificação:

Classificação:

  • Ondas contráteis normais (tríplice gradiente presente):

Oligossistolia

polissistolia

Classificação:

Classificação:

2. Ondas contráteis anormais (Tríplice gradiente ausente)

Estados hipertônicos

Ação uterina assimétrica

Classificação:

Classificação:

3. Resistência cervical anormal

Oligossistolia:

Oligossistolia:

Redução do número (bradissistolia), da intensidade (hipossistolia)

CONDUTA: administrar agentes ocitócicos

Polissistolia:

Polissistolia:

Aumento da frequência

Pode ocasionar: hipertonia ou redução da intensidade das contrações

Risco para SFA

Polissistolia - CONDUTA:

Polissistolia - CONDUTA:

Afastar DCP

Afastar administração iatrogênica de ocitócicos

Correção do decúbito da parturiente

Romper membranas

Considerar uso de uterolíticos

Comentários