Lista de medicamentos para pesquisa quanto a indicação, contra indicação, apresentação, posologia e via de administração.

  1. CAPOTEN-

o que é:

anti-hipertensivo; [inibidor da ECA (inibidor da Enzima Conversora da Angiotensina)].

indicação :Serve para hipertensão arterial; insuficiência cardíaca.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 12,5 mg: CAPOTEN (Embalagem com 15 e 30);

Comprimido 25 mg: CAPOTEN (Embalagem com 16 e 28);

Comprimido 50 mg: CAPOTEN (Embalagem com 16 e 28).

COMO SE USA

-tomar o medicamento 1 hora antes das refeições, com 1 copo cheio de água.

-Adultos

Hipertensão: 50mg, 1 vez ao dia ou 25mg, 2 vezes ao dia.

Importante: se após 2 ou 4 semanas não houver uma resposta satisfatória, a dose poderá ser aumentada para 100mg, 1 vez ao dia, ou 50mg, 2 vezes ao dia. A dose de 450mg por dia não deverá ser excedida.

Hipertensão grave: 25mg, 2 a 3 vezes ao dia, sob rigoroso controle médico.

Importante: a dose diária poderá ser aumentada cada 24 horas, até que uma resposta satisfatória seja obtida ou a dose máxima da medicação seja atingida (a dose de 450mg por dia não deverá ser excedida).

Insuficiência cardíaca (adultos com pressão arterial normal ou baixa): dose inicial de 6,25 ou 12,5mg, 2 a 3 vezes por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ C )

1o trimestre); D (2o e 3o trimestres))

Não usar o produto nas seguintes condições

durante a gravidez; hipersensibilidade a produto inibidor da enzima conversora da angiotensina (inibidor da ECA).

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

criança; doença do colágeno (lupus; artrite); esclerodermia; insuficiência cardíaca; insuficiência renal; mulher amamentando; pacientes em tratamento com diuréticos, drogas vasodilatadoras, bloqueador adrenérgico ou bloqueador ganglionar; pacientes que durante o tratamento apresentarem sintomas de infecção (febre, dor de garganta, por exemplo); pacientes submetidos a terapia imunossupressora.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

Alterações no sangue; angina; angioedema (ver índice); aumento de potássio no sangue; aumento das mamas; aumento dos batimentos cardíacos; coceira; cor amarelada na pele ou nos olhos; dor no peito; erupção na pele; fraqueza; impotência; infarto; insuficiência cardíaca; insuficiência hepática; palpitação; problemas nos rins; problema respiratório; queda de pressão arterial; síndrome de Raynaud (palidez, dormência e desconforto nos dedos, quando expostos ao frio); tosse seca; visão turva.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto

-pode ter efeitos aditivos de queda de pressão com: álcool; diuréticos; outras medicações que produzem hipotensão.

-pode ter sua ação diminuída por: antiinflamatórios não esteróide.

-pode aumentar o potássio no sangue com: sangue de bancos de sangue; ciclosporina; diuréticos poupadores de potássio; suplementos de potássio; substitutos do sal contendo potássio.

-pode levar a queda de neutrófilos e/ou agranulocitose (potencialmente fatal) com: depressores da medula óssea.

-pode ter sua ação prejudicada por: estrogênios; simpaticomiméticos (pode haver aumento da pressão arterial).

-pode aumentar a ação e os efeitos tóxicos de: lítio.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-descontinuar o tratamento com diuréticos 2 a 3 dias antes de iniciar o tratamento com este produto, para reduzir o risco de queda de pressão.

-se houver necessidade de reinstituir o uso de diuréticos, após alguns dias, fazê-lo com muito cuidado.

-avisar o médico caso o paciente apresente sinais de apatia, indiferença ou sinais de infecção (febre, inflamação da garganta) nos primeiros dias do tratamento.

-descontinuar imediatamente o uso do produto e procurar o médico caso o paciente apresente inchaço da língua, dos lábios, da face, dos olhos, das mucosas ou das extremidades, bem como dificuldade para engolir, para respirar ou rouquidão.

-levantar devagar da cama ou da cadeira. Evitar mudanças bruscas de posição.

-avisar imediatamente o médico caso a paciente fique grávida durante o tratamento com este produto.

-usar óculos escuros ao sair de casa. Passar protetores solares na pele.

ASSOCIAÇÕES

LOPRIL-D- anti-hipertensivo- comprimido (captopril 50mg+hidroclorotiazida 25mg). Embalagem com 16 e 30; Bristol-M-Squibb.

    AZITROMICINA-

O que é:

antibiótico; antibacteriano [macrolídeo].

indicação

PARA QUE SERVE

bronquite bacteriana; cervicite por Chlamydia; faringite; infecção da pele e dos tecidos moles; infecção orofacial por anaeróbios; infecção orofacial por cocos gram-positivos; pneumonia; uretrite por Chlamydia.

APRESENTAÇÃO

Cápsula 250 mg: AZIMIX (Embalagem com 4 e 6);

Comprimido 500 mg: AZIMIX (Embalagem com 2 e 3);

Suspensão Oral 200 mg/5 ml (40 mg/ml): AZIMIX (Embalagem com 15 e 22,5 ml*).

(*) Após reconstituição.

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o medicamento 1 hora antes ou 2 horas após as refeições.

-Adultos

500 mg, 1 vez ao dia, durante 3 dias.

-Crianças

de 5 a 14 kg: 10 mg por kg de peso corporal, 1 vez ao dia, durante 3 dias.

de 15 a 25 kg: 200 mg, 1 vez ao dia, durante 3 dias.

de 26 a 35 kg:300 mg, 1 vez ao dia, durante 3 dias.

de 36 a 45 kg:400 mg, 1 vez ao dia, durante 3 dias.

acima de 45 kg: dose igual a de adultos.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

Não usar o produto nas seguintes condições

alergia a antibiótico macrolídeo (eritromicina e outros).

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

criança; insuficiência hepática; insuficiência renal; mulher amamentando.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

alteração no sangue; angioedema (ver índice); choque alérgico (choque anafilático); diarréia; dor na barriga; erupção na pele; gases; náusea; problemas no fígado; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode ter sua ação diminuída por: antiácido.

-pode aumentar a ação de: teofilina; warfarina.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

TELDENE-

TYLEX

SINVASTATIVA

MICARDIS

METFORMINA-

O QUE É

antidiabético oral; hipoglicemiante oral; biguanida].

indicação

PARA QUE SERVE

diabetes mellitus não dependente de insulina.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 850 mg c/30

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar os comprimidos após uma refeição.

-Adultos

850mg a cada 12 horas. não ultrapassar 2.550mg por dia, divididos em 3 tomadas. Em caso de intolerância gastrintestinal, reduzir a posologia para 850mg por dia. Importante: a ação do produto é progressiva e os efeitos terapêuticos só se fazem sentir efetivamente após 3 ou 4 semanas de uso.

CUIDAODS ESPECIAIS (Risco na gravides: B)

Não usar o produto nas seguintes condições

baixo débito cardíaco; cetoacidose diabética; choque circulatório; coma diabético; coma hiperosmolar; condições que possam causar desidratação; desidratação; gangrena; hemorragia importante; história de acidose lática; história recente de infarto agudo do miocárdio; infecção grave ou trauma; insuficiência cardíaca; insuficiência hepática grave; insuficiência renal; insuficiência respiratória; pacientes alcoólatras; predisposição à anemia intensa; queimaduras graves.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

condições que causam hiperglicemia (como: mudanças hormonais em mulheres, febre alta, stress, cortisol aumentado); condições que causam hipoglicemia (como: insuficiência supra-renal, debilidade física, má nutrição, insuficiência hipofisária); condições que dificultam a absorção de alimentos; diarréia; hipertireoidismo; hipotireoidismo; mulher amamentando; obstrução intestinal; paralisia do estômago; vômitos.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

desconforto na barriga; diarréia (principalmente no início do tratamento); diminuição do peso corporal; distensão abdominal; gases; gosto metálico; hipoglicemia; náusea; perda do apetite; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de hipoglicemia com: álcool.

-pode ter sua ação aumentada por: cimetidina; amilorida; bloqueadores do canal de cálcio; digoxina; morfina; procainamida; quinidina; quinina; ranitidina; triantereno; trimetoprima; vancomicina; furosemida.

-pode necessitar de ajustes de dosagens com: medicamentos que causam hiperglicemia; medicamentos que causam hipoglicemia.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-o tratamento com esse produto deve ser interrompido 2 a 3 dias antes de cirurgias ou exames radiológicos contrastados, devendo ser reiniciado somente após o paciente ter readquirido o controle da função renal.

-descontinuar o uso do produto e encaminhar para tratamento hospitalar, caso o paciente manifeste um quadro de acidose lática.

CUIDADOS ESPECIAIS (...)

ADALAT-

O que é : antianginoso; anti-hipertensivo; [bloqueador do canal de cálcio; diidropiridina].

indicação

PARA QUE SERVE

angina no peito crônica estável (angina de esforço); crise hipertensiva; hipertensão arterial.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 10 mg c/60

COMO SE USA

Uso Oral

-as cápsulas devem ser deglutidas inteiras, com um pouco de líquido, longe das refeições. Podem, entretanto, ser mastigadas ou perfuradas, para poderem ser rapidamente absorvidas por via sublingual.

-os comprimidos podem ser engolidos inteiros, com um pouco de água, longe das refeições ou colocadas embaixo da língua, para absorção sublingual.

-os comprimidos Retard devem ser engolidos inteiros, com um pouco de água, antes ou durante as refeições. Não devem ser usados nas crises hipertensivas.

-Adultos

Angina do peito crônica estável (angina de esforço); hipertensão arterial:

cápsulas: 10mg, 3 vezes por dia, podendo chegar até 20mg, 3 vezes por dia, com intervalos de no mínimo 2 horas.

comprimidos: 30 a 60mg, em dose única pela manhã podendo chegar até 120mg, em dose única pela manhã.

comprimidos Retard: 20mg, 2 vezes por dia, podendo chegar a 40mg, 2 vezes por dia, com intervalos de 12 horas. Nunca tomar com intervalos menores do que 4 horas.

Importante: a medicação deve ser tomada durante 9 a 14 dias. A dose máxima diária é de 120mg.

Crise hipertensiva:

cápsulas: iniciar com 10mg. Mastigar a cápsula e deixá-la desmanchar embaixo da língua. Se necessário, administrar mais 10mg após 30 minutos. A dose inicial pode ser repetida, com intervalos superiores a 2 horas.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ C )

Não usar o produto nas seguintes condições

hipotensão grave.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

choque cardiogênico; criança; diabetes; estenose aórtica grave; hipotensão leve a moderada; idosos; insuficiência cardíaca descompensada; insuficiência hepática; insuficiência renal; mulher amamentando; pacientes com angina instável.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

alteração do desejo sexual; angina paradoxal; arrepios; arritmia cardíaca; aumento da glicose no sangue; aumento das mamas no homem (principalmente em idosos); cansaço; coceira; confusão mental; congestão nasal; constipação intestinal; contratura muscular; cor amarelada na pele ou nos olhos; diarréia; dificuldade para respirar; dor de cabeça; dor toráxica; erupção na pele; febre; hiperplasia gengival; impotência; infarto; inflamação na garganta; mudança de humor; náusea; palpitação; parestesia (sensação anormal de formigamento, ferroadas ou queimação ao toque); queda de pressão arterial; retenção de líquidos; sensação de calor no corpo ou na face; sensação de pressão na cabeça; tontura; tremor; urticária; vermelhidão na face; visão borrada.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode ter sua ação aumentada por: antagonista H2 da histamina.

-pode ter sua ação diminuída por: barbiturato; rifampicina; vitamina D.

-pode ser antagonizado por: sal de cálcio.

-pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: betabloqueadores; carbamazepina; ciclosporina; etomidato; fentanila; lítio; prazosina; quinidina; relaxante muscular não despolarizante; teofilina.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-antes de se submeter a uma cirurgia ou tratamento dentário, avisar o médico ou o dentista que o paciente faz uso desse produto.

-não mudar de posição corporal abruptamente. Levantar da cama ou da cadeira devagar. Tomar cuidado ao caminhar, subir ou descer escadas.

-no início do tratamento ou durante o aumento das doses, a angina pode piorar. O sintoma, porém, é apenas temporário.

-o produto deve ser lentamente descontinuado, sob orientação médica, para não gerar um efeito rebote.

RENITEC-

O QUE É

anti-hipertensivo; [inibidor da ECA (inibidor da Enzima Conversora da Angiotensina)].

indicação

PARA QUE SERVE

hipertensão arterial; hipertensão renovascular; insuficiência cardíaca congestiva (tratamento coadjuvante).

APRESENTAÇÃO

Comprimido 5 mg c/30

Comprimido 10 mg c/30

Comprimido 20 mg c/10 e 30

Injetável 1 mg/ml c/1 e 5 ml

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o produto 1 hora antes das refeições.

-a terapia diurética deve ser descontinuada 2 a 3 dias antes do início da terapia com esse produto. Se isso não for possível, as doses iniciais do produto devem ser de apenas 5mg (ou menos) por dia.

-Adultos

Hipertensão essencial leve: 10mg por dia.

Outros graus de hipertensão: 20mg por dia. Importante: a dose máxima diária é de 40mg.

Hipertensão renovascular: iniciar com 2,5 a 5mg por dia e ir ajustando as doses de acordo com as necessidades do paciente. A maioria dos pacientes responde ao tratamento com 20mg por dia.

Insuficiência renal:

leve- iniciar com 5mg a 10mg por dia.

moderada- iniciar com 2,5mg a 5mg por dia.

grave- tomar 2,5mg nos dias de diálise.

Insuficiência cardíaca congestiva: iniciar com 2,5mg, por dia, sob supervisão médica, em dose única. De acordo com a resposta do paciente, ir aumentando gradualmente as doses, em um período variável de 2 a 4 semanas, até 10mg ou 20mg por dia, em dose única ou dividida.

Uso Injetável

-via intravenosa, lentamente (durante 5 minutos).

-Adultos

Hipertensão: 1mg por dia.

Insuficiência renal; insuficiência cardíaca: 0,5mg por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ D )

o e 3o trimestres / C no 1o trimestre)

Não usar o produto nas seguintes condições

durante a gravidez; história de angioedema (ver índice); hipersensibilidade a inibidores da ECA (enzima conversora da angiotensina).

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

criança; doença cardíaca isquêmica; doença vascular cerebral; estreitamento (estenose) da artéria renal; idosos; insuficiência cardíaca; insuficiência renal; mulher amamentando.

Reações que exigem avaliação Riscos x Benefícios

acidente vascular cerebral; alteração do paladar; alterações no sangue; angina no peito; angioedema (ver índice); aumento de potássio no sangue; cãibras; confusão mental; cor amarelada na pele ou olhos; depressão; desmaio; diarréia; dor de barriga; dor no peito; erupção na pele; fadiga; falta de apetite; formigamento; fraqueza; impotência sexual; infarto do miocárdio; insônia; má digestão; náusea; nervosismo; palpitação; pancreatite; paralisia intestinal; problemas de ritmo cardíaco; problemas na boca; problemas no fígado; problemas nos rins; problemas pulmonares; queda de pressão ao se levantar; queda de sódio no sangue; rubor facial; sensibilidade à luz; sonolência; tontura; tosse; vertigem; visão borrada; vômito; zumbido nos ouvidos.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode ter efeitos aditivos de queda de pressão com: álcool; diuréticos; outras medicações que produzem hipotensão.

-pode ter sua ação diminuída por: antiinflamatórios não esteróides.

-pode aumentar o potássio no sangue com: sangue de bancos de sangue; ciclosporina; diuréticos poupadores de potássio; suplementos de potássio; substitutos do sal contendo potássio.

-pode levar a queda de neutrófilos e/ou agranulocitose (potencialmente fatal) com: depressores da medula óssea.

-pode ter sua ação prejudicada por: estrogênios; simpaticomiméticos (pode haver aumento da pressão arterial).

-pode aumentar a ação de efeitos tóxicos de: lítio.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcóolica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-descontinuar o tratamento com diuréticos 2 a 3 dias antes de iniciar o tratamento com este produto, para reduzir o risco de queda de pressão.

-se houver necessidade de reinstituir o uso de diuréticos, após alguns dias, fazê-lo com muito cuidado.

-avisar o médico caso o paciente apresente sinais de apatia, indiferença ou sinais de infecção (febre, inflamação da garganta) nos primeiros dias do tratamento.

-descontinuar imediatamente o uso do produto e procurar o médico caso o paciente apresente inchaço da língua, dos lábios, da face, dos olhos, das mucosas ou das extremidades, bem como dificuldade para engolir, para respirar ou rouquidão.

-levantar devagar da cama ou da cadeira. Evitar mudanças bruscas de posição.

-avisar imediatamente o médico caso a paciente fique grávida durante o tratamento com este produto.

-usar óculos escuros ao sair de casa. Passar protetores solares na pele.

ASSOCIAÇÕES

ATENS-H- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 20mg+hidroclortiazida 12,5mg). Embalagem com 30; Farmasa.

CO-RENITEC- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 20mg+hidroclortiazida 12,5mg). Embalagem com 30; Merck Sharp.

CO-RENITEC- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 10mg+hidroclortiazida 25mg). Embalagem com 30; Merck Sharp.

EUPRESSIN H- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 20mg+hidroclortiazida 12,5mg). Embalagem com 30; Biosintética.

EUPRESSIN-H- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 10mg+hidroclortiazida 25mg). Embalagem com 30; Biosintética.

VASOPRIL-

O QUE É

anti-hipertensivo; [inibidor da ECA (inibidor da Enzima Conversora da Angiotensina)].

indicação

PARA QUE SERVE

hipertensão arterial; hipertensão renovascular; insuficiência cardíaca congestiva (tratamento coadjuvante).

APRESENTAÇÃO

Comprimido 5 mg c/30

Comprimido 10 mg c/30

Comprimido 20 mg c/30

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o produto 1 hora antes das refeições.

-a terapia diurética deve ser descontinuada 2 a 3 dias antes do início da terapia com esse produto. Se isso não for possível, as doses iniciais do produto devem ser de apenas 5mg (ou menos) por dia.

-Adultos

Hipertensão essencial leve: 10mg por dia.

Outros graus de hipertensão: 20mg por dia. Importante: a dose máxima diária é de 40mg.

Hipertensão renovascular: iniciar com 2,5 a 5mg por dia e ir ajustando as doses de acordo com as necessidades do paciente. A maioria dos pacientes responde ao tratamento com 20mg por dia.

Insuficiência renal:

leve- iniciar com 5mg a 10mg por dia.

moderada- iniciar com 2,5mg a 5mg por dia.

grave- tomar 2,5mg nos dias de diálise.

Insuficiência cardíaca congestiva: iniciar com 2,5mg, por dia, sob supervisão médica, em dose única. De acordo com a resposta do paciente, ir aumentando gradualmente as doses, em um período variável de 2 a 4 semanas, até 10mg ou 20mg por dia, em dose única ou dividida.

Uso Injetável

-via intravenosa, lentamente (durante 5 minutos).

-Adultos

Hipertensão: 1mg por dia.

Insuficiência renal; insuficiência cardíaca: 0,5mg por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ D )

o e 3o trimestres / C no 1o trimestre)

Não usar o produto nas seguintes condições

durante a gravidez; história de angioedema (ver índice); hipersensibilidade a inibidores da ECA (enzima conversora da angiotensina).

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

criança; doença cardíaca isquêmica; doença vascular cerebral; estreitamento (estenose) da artéria renal; idosos; insuficiência cardíaca; insuficiência renal; mulher amamentando.

Reações que exigem avaliação Riscos x Benefícios

acidente vascular cerebral; alteração do paladar; alterações no sangue; angina no peito; angioedema (ver índice); aumento de potássio no sangue; cãibras; confusão mental; cor amarelada na pele ou olhos; depressão; desmaio; diarréia; dor de barriga; dor no peito; erupção na pele; fadiga; falta de apetite; formigamento; fraqueza; impotência sexual; infarto do miocárdio; insônia; má digestão; náusea; nervosismo; palpitação; pancreatite; paralisia intestinal; problemas de ritmo cardíaco; problemas na boca; problemas no fígado; problemas nos rins; problemas pulmonares; queda de pressão ao se levantar; queda de sódio no sangue; rubor facial; sensibilidade à luz; sonolência; tontura; tosse; vertigem; visão borrada; vômito; zumbido nos ouvidos.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode ter efeitos aditivos de queda de pressão com: álcool; diuréticos; outras medicações que produzem hipotensão.

-pode ter sua ação diminuída por: antiinflamatórios não esteróides.

-pode aumentar o potássio no sangue com: sangue de bancos de sangue; ciclosporina; diuréticos poupadores de potássio; suplementos de potássio; substitutos do sal contendo potássio.

-pode levar a queda de neutrófilos e/ou agranulocitose (potencialmente fatal) com: depressores da medula óssea.

-pode ter sua ação prejudicada por: estrogênios; simpaticomiméticos (pode haver aumento da pressão arterial).

-pode aumentar a ação de efeitos tóxicos de: lítio.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcóolica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-descontinuar o tratamento com diuréticos 2 a 3 dias antes de iniciar o tratamento com este produto, para reduzir o risco de queda de pressão.

-se houver necessidade de reinstituir o uso de diuréticos, após alguns dias, fazê-lo com muito cuidado.

-avisar o médico caso o paciente apresente sinais de apatia, indiferença ou sinais de infecção (febre, inflamação da garganta) nos primeiros dias do tratamento.

-descontinuar imediatamente o uso do produto e procurar o médico caso o paciente apresente inchaço da língua, dos lábios, da face, dos olhos, das mucosas ou das extremidades, bem como dificuldade para engolir, para respirar ou rouquidão.

-levantar devagar da cama ou da cadeira. Evitar mudanças bruscas de posição.

-avisar imediatamente o médico caso a paciente fique grávida durante o tratamento com este produto.

-usar óculos escuros ao sair de casa. Passar protetores solares na pele.

ASSOCIAÇÕES

ATENS-H- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 20mg+hidroclortiazida 12,5mg). Embalagem com 30; Farmasa.

CO-RENITEC- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 20mg+hidroclortiazida 12,5mg). Embalagem com 30; Merck Sharp.

CO-RENITEC- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 10mg+hidroclortiazida 25mg). Embalagem com 30; Merck Sharp.

EUPRESSIN H- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 20mg+hidroclortiazida 12,5mg). Embalagem com 30; Biosintética.

EUPRESSIN-H- anti-hipertensivo- comprimido (maleato enalapril 10mg+hidroclortiazida 25mg). Embalagem com 30; Biosintética.

PLAMET-

O QUE É

antiemético; [anisamida].

indicação

PARA QUE SERVE

náusea; vômito.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 10 mg: PLAMET (Embalagem com 20);

Solução Oral 1 mg/ml: PLAMET (Embalagem com 120 ml);

Gotas 8 mg/ml: PLAMET (Embalagem com 10 ml);

Injetável 10 mg/2 ml: PLAMET (Embalagem com 5 e 50).

COMO SE USA

-tomar o medicamento com 1 copo com água.

-não partir e nem mastigar a apresentação Retard.

-a apresentação Retard não é indicada para crianças.

-Adultos

30mg a 60mg por dia, divididos em 3 tomadas. No caso da apresentação Retard, a dose é administrada em 1 ou 2 vezes por dia.

-Crianças

0,5 a 1mg por kg de peso corporal, por dia, divididos em 3 doses.

Uso Injetável

-via intramuscular ou intravenosa.

-via intravenosa: puro ou diluído em solução de glicose ou de cloreto de sódio para injeção.

-Adultos

10 a 20mg por dia.

-Crianças

0,5mg por kg de peso corporal por dia, exclusivamente por via intramuscular, dividida em 2 tomadas.

CUIDADOS ESPECIAIS

Não usar o produto nas seguintes condições

feocromocitoma; via intravenosa em crianças.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

calafrio; contração muscular; dor de cabeça; fraqueza; sonolência.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode ter sua ação diminuída por: atropina.

-pode diminuir a ação de: digoxina.

-pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: neuroléptico.

PLASIL-

O QUE É

antiemético; estimulante gastrintestinal; [bloqueador dopaminérgico; benzamida (derivado)].

indicação

PARA QUE SERVE

náusea; refluxo gastroesofageano; vômito.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 10 mg c/20

Gotas Pediátricas 4 mg/1 ml c/10 ml

Injetável 10 mg/2 ml c/100

Solução Oral 5 mg/5 ml c/100 ml

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar os comprimidos 30 minutos antes das refeições.

-Adultos

10mg, 3 vezes ao dia.

-Crianças

3 a 6 gotas por kg de peso corporal por dia.

Uso Injetável

-via intramuscular ou via intravenosa.

-Adultos

1 a 3 ampolas por dia.

Uso Retal (supositórios)

-Adultos

1 supositório, 1 a 3 vezes ao dia.

-Crianças

1 supositório infantil, 1 a 3 vezes ao dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

Não usar o produto nas seguintes condições

epilepsia; feocromocitoma; hemorragia gastrintestinal; insuficiência hepática; insuficiência renal; obstrução intestinal; parkinsonismo; perfuração intestinal; por mais de 12 semanas consecutivas.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

crianças (em função da incidência maior de reações extrapiramidais); em idosos (principalmente naqueles com insuficiência renal); história de câncer de mama; mulher amamentando.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

aumento da pressão arterial; depressão; diminuição do desejo sexual; discinesia tardia; dor de cabeça; erupção na pele; fadiga; febre; inquietação; insônia; náusea; reações extrapiramidais (ver índice); sedação; sonolência.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode antagonizar por: anticolinérgico; analgésico narcótico; levodopa.

-pode aumentar a ação de: álcool; succinilcolina; depressores do sistema nervoso central.

-pode diminuir a ação de: cimetidina; digoxina.

-pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: ciclosporina; IMAO (inibidor da monoamina-oxidase); outros medicamentos que causam reações extrapiramidais.

Outras considerações importantes

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente

-não ingerir bebida alcoólica.

ASSOCIAÇÕES

DIGEPLUS- antidispéptico- cápsula (cloridrato de metoclopramida 7mg+ dimeticona 30mg+ ácido desidrocólico 25mg). Embalagem com 20; Aché.

ESSEN- antidispéptico- cápsula (cloridrato de metoclopramida 7mg+ dimeticona 30mg+ ácido desidrocólico 25mg). Embalagem com 16; Abbott.

ESTOMAZIL- antidispéptico- pó (cloridrato de metoclopramida + citrato de potássio + citrato de sódio + ácido cítrico + carbonato de sódio)/5g. Embalagem com 50; Dorsay.

PLASIL ENZIMÁTICO- antidispéptico- drágea (metoclopramida 6mg+ dimeticona 25mg+ deidrocolato de sódio 20mg). Embalagem com 30; Hoechst.

SINTOZIMA- antidispéptico- drágea (cloridrato de metoclopramida 6mg+ dimeticona 50mg+ ácido desidrocólico 25mg). Embalagem com 16; Sintofarma.

KEFLEX-

O QUE É

antibiótico; antibacteriano; [cefalosporina de 1a geração].

indicação

PARA QUE SERVE

amigdalite; faringite; infecção articular; infecção da pele e dos tecidos moles; infecção orofacial por anaeróbios; infecção orofacial por cocos gram-positivos; infecção óssea; infecção urinária; otite média; pneumonia.

APRESENTAÇÃO

Drágea 500 mg c/8 e 40

Drágea 1 g c/8 e 40

Suspensão oral 250 mg/5 ml c/60 e 100 ml

Gotas 100 mg/gota c/pó para 15 ml de suspensão

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o medicamento com estômago vazio ou durante alimentação.

-Adultos

a dose usual é de 250mg a 500mg a cada 6 horas. Dose máxima: 4g por dia.

-Crianças

A dose média varia de 25 a 50mg por kg de peso corporal por dia, dividida em 4 tomadas.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

Não usar o produto nas seguintes condições

reação alérgica prévia a penicilinas, derivados da penicilina, penicilamina ou cefalosporinas.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

criança menor de 1 ano; insuficiência renal; história de doença gastrintestinal, particularmente colite ulcerativa, enterite regional ou colite associada a antibióticos; mulher amamentando.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

candidíase oral (com o uso prolongado); colite pseudomembranosa (dor abdominal severa ou dor e cólicas no estômago, abdomem sensível ao toque, diarréia aquosa severa que pode transformar em sanguinolenta febre); diminuição da protrombina no sangue.

reações raras: anemia; convulsões; disfunção renal; dor articular; erupção na pele; reações alérgicas; tromboflebite.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de hemorragias com: inibidores da agregação plaquetária.

-pode ter aumentada a sua ação e os efeitos tóxicos com: probenecida.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

KEFLIN-

O QUE É

antibiótico; antibacteriano; [cefalosporina de 1a geração].

indicação

PARA QUE SERVE

endocardite bacteriana; infecção articular; infecção da pele e dos tecidos moles; infecção óssea; infecção perioperatória (profilaxia); infecção urinária; pneumonia; septicemia.

APRESENTAÇÃO

Injetável 1 g c/1 frasco + diluente

COMO SE USA

Uso Injetável

-via intramuscular, nas nádegas, (quadrante superior externo) ou intravenosa (injeção lenta, entre 3 e 5 minutos).

-a via intramuscular é muito dolorosa. Evitá-la sempre que possível.

-colocar gelo no local, após a aplicação. Não aplicar o produto sempre no mesmo local, para prevenir irritação do tecido muscular.

-em crianças deve ser utilizado o medicamento via intravenosa.

-Adultos

Pneumonia não complicada, furunculose com celulite, infecção urinária: 500mg cada 6 horas.

Infecção grave: 500mg a 1g cada 4 horas.

Infecção com mau prognóstico (bacteremia; septicemia): até 2g cada 4 horas (12g por dia).

Importante: a dose máxima é de 12g por dia

-Crianças

15 a 25mg por kg de peso corporal cada 4 horas ou 20 a 40mg por kg de peso corporal cada 6 horas.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

Não usar o produto nas seguintes condições

reação alérgica prévia a penicilinas, derivados da penicilina, penicilamina ou cefalosporinas.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

história de doença gastrintestinal, particularmente colite ulcerativa, enterite regional ou colite associada a antibióticos; idosos; insuficiência renal; mulher amamentando.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

candidíase oral (com o uso prolongado); colite pseudomembranosa (dor abdominal severa ou dor e cólicas no estômago, abdomem sensível ao toque, diarréia aquosa severa que pode se transformar em sanguinolenta, febre); diarréia; diminuição da protrombina no sangue.

reações raras: anemia; convulsões; disfunção renal; dor articular; erupção na pele; reações alérgicas; tromboflebite.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de hemorragias com: inibidores da agregação plaquetária.

-pode ter aumentada a sua ação e os efeitos tóxicos com: probenecida.

-pode aumentar os riscos de toxidade renal com: medicamentos nefrotóxicos.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

ALBENDAZOL- genérico alba 3

O que é : antiparasitário; anti-helmíntico; vermicida; [benzimidazólico (derivado)]

indicação Para que serve : ancilostomíase; ascaridíase; enterobíase (oxiuríase); estrongiloidíase; parasitose intestinal simples ou mista; teníase; tricocefalíase.

Como se usa: Uso Oral

-tomar o produto durante a refeição. No caso há procedimentos especiais para a administração da medicação, tais como dietas ou purgantes.

-Adultos e Crianças acima de 2 anos

400 mg em dose única. Importante: em casos de infecção por Enterobios Vermicularis (enterobíase) a dose usual em crianças acima de 2 anos é de 100 mg, em dose única.

Teníase: 400 mg por dia, durante 3 dias.

Cuidados especiais: Não usar o produto nas seguintes condições

criança menor de 2 anos.

Condições que exigem Riscos x Benefícios

insuficiência hepática; mulher amamentando.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

boca seca; coceira na pele; desconforto na barriga; diarréia; dor de cabeça; náusea; vômito.

Outras considerações importantes

-se o paciente não se curar, um segundo tratamento está indicado após 3 semanas.

-para mulheres em idade fértil, recomenda-se, por prevenção, administrar o produto apenas nos 7 primeiros dias, a contar do início da menstruação.

ASSERT

DORMONID-

O QUE É

indutor do sono; [benzodiazepina].

indicação

PARA QUE SERVE

distúrbios do ritmo do sono; insônia; sedação pré-cirúrgica.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 15 mg c/20

Injetável 15 mg/3 ml c/5

Injetável 5 mg/5 ml c/5

Injetável 50 mg/10 ml c/5

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar os comprimidos sem mastigar, com um pouco de água, leite ou algum alimento, imediatamente antes de deitar.

-após a ingestão do medicamento o paciente deve permanecer deitado e seguro de que não será perturbado nas próximas 4 horas, para que não ocorram efeitos residuais ao acordar.

-Adultos

7,5 a 15mg por dia.

importante: pacientes idosos ou debilitados, com disfunção renal ou hepática, devem receber apenas 7,5mg por dia.

Uso Injetável

-uso hospitalar.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ D )

Não usar o produto nas seguintes condições

criança; durante a gravidez; mulher amamentando.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

apnéia do sono; choque; depressão mental severa; doença obstrutiva crônica pulmonar; doenças orgânicas cerebrais; glaucoma de ângulo fechado; hipercinesia; hipoalbunemia; história de abuso ou dependência de droga; idosos; insuficiência hepática; insuficiência renal; intoxicação por álcool; miastenia gravis; sensibilidade a benzodiazepina.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

boca seca; episódio de perda de memória; náusea; reações paradoxais, principalmente no início do tratamento (agitação, hiperatividade, movimentos involuntários); sedação; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os efeitos depressores do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos depressores do sistema nervoso central.

-pode ter sua ação diminuída por: carbamazepina.

-pode aumentar os riscos de depressão respiratória com: clozapina.

-pode ter seus efeitos de baixa de pressão sanguínea (hipotensão) aumentados por: outros medicamentos que causam hipotensão.

-pode diminuir os efeitos tóxicos de: zidovudina.

Outras considerações importantes

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosa durante pelo menos 12 horas após a ingestão do medicamento.

-não ingerir bebida alcoólica.

-não fumar durante o tratamento.

-não mudar de posição corporal abruptamente. Levantar da cama devagar.

-no início do tratamento o paciente deve ser acompanhado enquanto se locomover ou caminha, para que não haja perigo de cair e se machucar.

-o medicamento pode causar dependência física e psicológica após uso prolongado.

-não parar de tomar o produto abruptamente, depois de um tratamento prolongado, para não desenvolver síndrome de abstinência (tremor, agitação, insônia, dor de cabeça, dificuldade para se concentrar, sudorese, espasmo muscular e abdominal, alteração da percepção, podendo chegar até ao delírio e à convulsão).

VALIUM-

O QUE É

tranquilizante; ansiolítico; [benzodiazepina].

indicação

PARA QUE SERVE

ansiedade; crise convulsiva; estado epiléptico; sedação antes de exames ou procedimentos médicos.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 5 mg c/20

Comprimido 10 mg c/20

Injetável 10 mg/2 ml c/50

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o produto durante as refeições.

-Adultos

5 a 20mg por dia. Importante: não usar mais de 10mg por dose. O tratamento não deve ser mantido por mais de 6 meses. Idosos devem receber apenas metade da dose de adultos.

Uso Injetável

-via intramuscular (no braço) ou intravenosa (lenta: de 0,5 a 1ml por minuto).

-só utilizar a administração quando a via intravenosa não for possível.

-após receber o produto injetável, o paciente deve permanecer deitado por pelo menos 3 horas, para prevenir quaisquer riscos que possam surgir.

-atenção: administrar a solução injetável separadamente de outros produtos injetáveis, pois ela é incompatível com as soluções aquosas de outros medicamentos.

-cuidados extremos devem ser tomados ao se administrar o produto via injetável, em especial por via intravenosa, a idosos, pacientes com doenças muito graves e àquelas com problemas pulmonares, pois existe a possibilidade de ocorrer parada temporária da respiração durante o sono e/ou parada cardíaca.

-Adultos e Adolescentes

2mg a 20mg por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ D )

Não usar o produto nas seguintes condições

crianças com menos de 6 meses de idade (apresentação oral); crianças com menos de 30dias (nenhuma apresentação: seja oral ou injetável); durante a gravidez; mulher amamentando.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

apnéia do sono; choque; depressão mental severa; doença obstrutiva crônica pulmonar; doenças orgânicas cerebrais; glaucoma de ângulo fechado; grande mal epiléptico (o diazepam no início do tratamento ou quando da retirada brusca pode piorar as crises); hipercinesia; hipoalbunemia; história de abuso ou dependência de droga; idosos; insuficiência hepática; insuficiência renal; intoxicação por álcool; miastenia gravis; na síndrome de Lennox-Gastaut ou no pequeno mal epiléptico, o diazepam intravenoso pode precipitar estado epiléptico tônico; psicoses; sensibilidade a benzodiazepina.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

alteração do desejo sexual; alucinação; ansiedade; boca seca; confusão mental; cor amarelada na pele ou nos olhos; distúrbios do sono; dor de cabeça; erupção na pele; excitação; fadiga; fala enrolada; fraqueza muscular; náusea; parada respiratória (após injeção intravenosa muito rápida); perda de memória; problema de acomodação visual; problema no fígado; problema urinário; queda de pressão ao se levantar; sonolência; tontura; tremor; vertigem; visão borrada.

Se ocorrer reação paradoxal (excitação, ansiedade, distúrbio do sono, alucinação), suspender o uso do produto.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os efeitos depressores do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos depressores do sistema nervoso central.

-pode ter sua ação diminuída por: carbamazepina.

-pode aumentar os riscos de depressão respiratória com: clozapina.

-pode ter seus efeitos de baixa de pressão sanguínea (hipotensão) aumentados por: outros medicamentos que causam hipotensão.

-pode diminuir a ação de: levodopa.

-pode aumentar os efeitos tóxicos de: zidovudina.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-não fumar durante o tratamento.

-o produto pode causar dependência. Não usar por tempo prolongado.

-não interromper o uso do medicamento abruptamente. Ir diminuindo as doses gradativamente, durante 8 a 12 semanas, até descontinuar totalmente o uso do produto.

-a eficácia do produto em tratamentos prolongados (além de 6 meses) não foi comprovada.

-o álcool benzílico, presente como excipiente na fórmula do produto injetável, pode provocar lesões irreversíveis no recém-nascidos, principalmente em prematuros.

DOLANTINA-

O QUE É

analgésico narcótico; [opiáceo; fenilpiperidina (derivado)].

indicação

PARA QUE SERVE

anestesia (adjuvante); dor moderada a severa.

APRESENTAÇÃO

Injetável 100 mg/2 ml c/5 e 25

COMO SE USA

Uso Injetável

-o produto pode ser injetado via intramuscular (nas nádegas- quadrante superior externo, profundamente), intravenosa (lentamente) ou subcutânea,

-a injeção subcutânea é muito dolorosa

-durante a aplicação via intravenosa pode ocorrer taquicardia.

-Adultos

Analgesia (dor moderada ou severa): 50 a 150mg, podendo a dose ser repetida a cada 3 ou 4 horas.

Pré-operatório: 1 a 2mg por kg de peso corporal, de 30 a 90 minutos antes da cirurgia.

-Crianças

Analgesia (dor moderada ou severa): 1 a 1,5mg por kg de peso corporal, podendo a dose ser repetida a cada 4 ou 6 horas.

Importante: a dose máxima para crianças não deve exceder 100mg.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

Não usar o produto nas seguintes condições

criança com menos de 6 meses de idade; depressão respiratória aguda; diarréia associada com colite pseudomembranosa; diarréia causada por envenenamento; mulher amamentando; pacientes com trauma craniano ou pressão intracraniana aumentada; pacientes tratados recentemente com IMAO (inibidor da monoamina-oxidase).

condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

arritmia supraventricular; asma; convulsão hepática ou renal; doença de Addison; doença pulmonar obstrutiva crônica; durante o trabalho de parto; estenose uretral; glaucoma; idosos ou debilitados; pacientes que devam se submeter a cirurgia das vias biliares; síndrome abdominal aguda.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

ansiedade; boca seca; constipação; dificuldade para relaxar ou descansar; dificuldade respiratória; dor ou dificuldade para urinar; excitação; fadiga; falta de apetite; febre; fraqueza; inflamação da garganta; náusea; sedação; sonolência; tremores; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de depressão do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos depressores do sistema nevoso central.

-pode ter sua ação diminuída por: buprenorfina (se este for administrado antes).

-pode apresentar graves reações (até morte) com: IMAO (inibidores da monoamina-oxidase) (aguardar pelo menos 21 dias de intervalo entre meperidina e IMAO).

-pode ter sua ação antagonizada por: nalaxone; naltrexona.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-o produto não deve ser tomado por mais de 10 dias consecutivos, uma vez que a resistência ao produto se desenvolve rapidamente.

-esse produto não é recomendado para tratamentos de dores crônicas, uma vez que sua toxidade geralmente aparece após muitos dias de tratamento.

-não ingerir o produto após uma refeição com alto teor de gordura

DIMORF-

O QUE É

analgésico narcótico; [alcalóide da papoula; opiáceo].

indicação

PARA QUE SERVE

dor intensa; sedação no pré-operatório; auxiliar da anestesia; controle da dor associada ao infarto agudo do miocárdio.

APRESENTAÇÃO

Cápsula 10 mg c/50

Comprimido 10 mg c/50

Comprimido 30 mg c/50

Injetável 1 mg/2 ml c/50

Injetável 10 mg/1 ml c/50

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o produto com leite ou alguma alimentação, assim que a dor começar.

-Adultos

Dor intensa: 30 a 60mg por dose, cada 4 horas, se necessário.

Normalmente o produto não deve ser tomado por mais de 10 dias.

Uso Injetável

-para aplicações via intramuscular, intravenosa ou subcutânea.

-aplicar via intramuscular no quadrante superior externo das nádegas, profundamente.

-aplicar via intravenosa lentamente.

-Adultos

Dor intensa: 4 a 15mg, via intramuscular, subcutânea ou intravenosa (diluída em 4 ou 5ml de água para injeção); aplicada lentamente (4 a 5 minutos).

Sedação no pré-operatório; auxiliar da anestesia: 8 a 10mg.

Controle da dor associada ao infarto agudo do miocárdio: 8 a 15mg.

Pequenas doses adicionais podem ser dadas, com 3 ou 4 horas de intervalo, de acordo com a necessidade.

-Crianças

Dor intensa: 0,1 a 0,2mg por kg de peso corporal, via subcutânea. A dose máxima é de 15mg.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ C )

Não usar o produto nas seguintes condições

depressão respiratória aguda; diarréia associada com colite pseudomembranosa; diarréia causada por envenenamento; durante gravidez e trabalho de parto; se houver sensibilidade aos opióides (codeína, hidrocodona, oxicodona, etc.).

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

extrema cautela: arritmia supraventricular; aumento da pressão intracraniana; traumatismo cranianos.

cautela: debilitados; desordem convulsiva; disfunção hepática ou renal; doença pulmonar (asma, doença pulmonar obstrutiva crônica); idosos; inclinação à dependência física ou psíquica de drogas; mulher amamentando; paciente submetido do trato biliar.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

agitação; ansiedade; aumento dos batimentos cardíacos; aumento ou queda da pressão arterial; boca seca; cansaço; coceira; confusão mental; constipação intestinal; convulsão; dependência psíquica; depressão respiratória; desmaio; dificuldade para respirar; diminuição do desejo sexual; diminuição dos batimentos cardíacos; dor de cabeça; dor no local da injeção; dor ou dificuldade para urinar; edema (inchaço); embotamento sensorial; erupção na pele; espasmos biliares (cólicas); euforia; excitação; fadiga; febre; fraqueza; inflamação na garganta; inquietação; insônia; náusea; palpitação; paralisia intestinal; perda do apetite; retenção ou hesitação urinária; retração das pupilas; rigidez da parede do tórax; sedação; sonolência; suores; tontura; tremores; vermelhidão na face; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de depressão do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos depressores do sistema nervoso central.

-pode ter sua ação diminuída por: buprenorfina (se este for administrado antes).

-pode apresentar reações adversas importantes com: IMAO (inibidor da monoamina-oxidase).

-pode ter sua ação antagonizada por: nalaxone; naltrexona.

-pode haver potencialização dos efeitos tóxicos de um ou do outro produto com: zidovudina.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-a morfina pode mascarar ou piorar a dor na vesícula biliar.

-adotar dieta rica em fibras.

-tomar grande quantidade de líquidos.

-tomar cuidado ao subir ou descer escadas.

-levantar devagar da cama ou da cadeira para evitar tonturas. Evitar mudanças bruscas de posição.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-o produto causa tolerância (deixa de fazer efeito com as doses habituais rapidamente). Não aumentar as doses por conta própria, nem parar de tomar o produto abruptamente, sem consultar o médico. A descontinuação do medicamento tem que ser feita lentamente.

PROFENID-

O QUE É

analgésico; antigotoso; antidismenorréico; antiexaquecoso; anti-reumático; antiinflamatório não esteróide; [ácido propiônico (derivado)].

indicação

PARA QUE SERVE

artrite reumatóide; bursite; capsulite; dismenorréia; dor em odontologia; enxaqueca (supressor da); espondilite anquilosante; gota; inflamação em odontologia; osteoartrite (artrose); inflamação dos tendões; sinusite; tenossinovite.

APRESENTAÇÃO

Cápsula 50 mg c/24

Supositório 100 mg c/10

Injetável 100 mg/2 ml c/6

Gotas 20 mg/ml c/20 ml

COMO SE USA

Uso Oral

Comprimidos

-tomar o produto 30 minutos ante ou 2 horas após as refeições.

-Adultos (acima de 15 anos)

dose usual é de 150 a 200mg por dia, dividida em 3 ou 4 tomadas. Assim que o efeito terapêutico for alcançado o tratamento deve ser mantido com a menor dose de eficaz possível. Não ultrapassar o máximo de 300mg por dia, em casos severos, quando a posologia usual tiver que ser aumentada.

Gotas:

-dissolver o produto em água filtrada.

-Adultos

50mg cada 6 ou 8 horas.

-Crianças

de 7 a 11 anos: 25mg cada 6 ou 8 horas.

de 1 a 6 anos: 1mg por kg de peso corporal cada 6 a 8 horas

Uso Tópico (na pele)

-não aplicar sobre mucosas (olho e boca), lesões infeccionadas da pele (com pus) ou feridas abertas.

-não lavar o local durante algumas horas após a aplicação do produto.

-Adultos e Crianças

aplicar sobre o local dolorido ou inflamado, 2 a 3 vezes por dia, massageando levemente a região. O tratamento deve continuar até o desaparecimento dos sintomas. Pode ser aplicado curativo oclusivo sobre o local da aplicação.

Uso Retal (supositórios)

-Adulto

200mg por dia (100mg de manhã e 100mg à noite, antes de deitar).

Uso Injetável

-Adultos

100mg, via intramuscular, cada 12 horas. A dose máxima é de 300mg por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

C no 3o trimestre)

Não usar o produto nas seguintes condições

história de reação alérgica induzida por aspirina (ácido acetilsalicílico) ou outro antiinflamatório não esteróide; menores de 15 anos (comprimido entérico); mulher amamentando; pólipos nasais associados com broncoespasmo (estreitamento dos brônquios) induzidos por aspirina.

Para o supositório: hemorróidas; lesões inflamatórias no ânus ou no reto (lesões presentes ou história de); sangramento retal.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

doença inflamatória ou ulcerativa gastrintestinal; estomatite (inflamação na mucosa da boca); hemofilia ou outro problema de sangramento; idosos; insuficiência renal.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

aftas; coceira; constipação; crise asmática; diarréia; diminuição dos glóbulos brancos do sangue; dor de cabeça; dor no estômago; erupção na pele; hemorragia digestiva; má digestão; náusea; perfuração intestinal; sangue oculto nas fezes; problemas na boca; sonolência; úlcera gastroduodenal; vertigem; vômito

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de efeitos adversos renais com: acetaminofeno (paracetamol); ciclosporina; compostos de ouro; medicamentos nefrotóxicos.

-pode aumentar os riscos de efeitos adversos gastrintestinais com: álcool; corticosteróides; corticotrofina; suplementos de potássio; aspirina (ácido acetilsalicílico) e outros antiinflamatórios não esteróides.

-pode aumentar os riscos de sangramento com: anticoagulantes orais; heparina; agentes trombolíticos (alteplase, anisteplase, estreptoquinase, uroquinase); cefamandol; cefoperazona; cefotetan; plicamicina; ácido valpróico; colchicina; outros inibidores da agregação plaquetária.

-pode aumentar a ação de: antidiabéticos orais; insulina; lítio.

-pode diminuir a ação de: anti-hipertensivos; diuréticos (particularmente o triantereno).

-pode aumentar os riscos de queda de leucócitos e plaquetas com: depressores da medula óssea.

-pode aumentar os riscos de agranulocitose e depressão da medula óssea com: metotrexato.

-pode aumentar a intolerância à luz com: medicamentos fotossensibilizantes.

-pode ter sua ação aumentada por: probenecida (não usar pelos riscos de toxidade).

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-evitar exposição ao sol e aos raios ultravioleta (usar protetor solar)

VOLTAREN- ( genérico Diclofenaco)

O QUE É

antiinflamatório não esteróide; anti-reumático; analgésico; antigotoso; antidismenorréico; antienxaquecoso; [ácido fenilacético (derivado)].

indicação

PARA QUE SERVE

artrite reumatóide; crise aguda de gota; dor (em odontologia); enxaqueca (supressor da); espondilartrite; espondilite anquilosante; inflamação (em odontologia); inflamação pós-operatória dolorosa; inflamação pós-traumática; osteoartrose; reumatismo não articular; síndrome dolorosa da coluna vertebral.

APRESENTAÇÃO

Comprimido/Drágea 50 mg c/20

Injetável 75 mg/3 ml c/5 e 50

Supositório 50 mg c/5

COMO SE USA

Uso Oral

-os comprimidos ou drágeas devem ser ingeridos inteiros, com um pouco de líquido, antes ou durante as refeições.

-o frasco das gotas deve ser agitado antes da administração do produto.

-Adultos e Crianças acima de 14 anos

Comprimidos ou drágeas: iniciar com 100 a 150mg por dia, em doses divididas a cada 8 ou 12 horas. A dose máxima diária é de 200mg.

Comprimidos Retard: 100mg por dia, em dose única.

Gotas: 0,5 a 2mg por kg de peso corporal por dia, divididos em 2 ou 3 tomadas.

Uso Retal (supositórios)

-os supositórios não devem ser usados por crianças menores de 14 anos, nem por mulheres grávidas ou pacientes com proctite.

-manter os supositórios na geladeira, para não amolecerem.

-Adultos e Crianças acima de 14 anos

50mg, 3 vezes por dia. Não ultrapassar 150mg do produto por dia.

Uso Injetável

-o produto deve ser aplicado via intramuscular, profundamente, no quadrante superior externo das nádegas.

-não usar a forma injetável em tratamentos com duração superior a 2 dias (continuar o tratamento com outras formas de apresentação do produto).

-não aplicar o produto em gestantes.

-Adultos e Crianças acima de 14 anos

75mg por dia. Excepcionalmente, após algumas horas, aplicar mais 75mg na outra nádega. Nas cólicas renais, a 2a injeção pode ser feita decorridos apenas 30 minutos em relação à 1a aplicação.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

crianças menores de 14 anos; depressão da medula óssea; história de discrasia sanguínea; história de reação alérgica induzida por aspirina (ácido acetilsalicílico) ou outro antiinflamatório não esteróide; mulher amamentando; pólipos nasais associados com broncoespasmo (estreitamento dos brônquios) induzidos por aspirina.

Para o supositório: hemorróidas; lesões inflamatórias no ânus ou no reto (lesões presentes ou história de); sangramento retal.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

doença inflamatório ou ulcerativa gastrintestinal; estomatite (inflamação na mucosa da boca; hemofilia ou outro problema de sangramento; idosos; insuficiência renal; inflamação na boca (estomatite); porfiria hepática; problemas de sangramentos.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

aftas; agitação; alteração nos testes de função hepática; asma; aumento da pressão arterial; aumento de nitrogênio no sangue; aumento de peso; aumento dos batimentos cardíacos; barulho ou zumbido nos ouvidos; boca ou língua dolorida; cegueira noturna; coceira; colite; confusão mental; constipação intestinal; contração ventricular prematura; convulsão; cor amarelada na pele e nos olhos; depósitos no corpo vítreo (olhos); depressão; desordens de paladar; desorientação; diarréia; dificuldade ou dor para urinar; dificuldade para respirar; diminuição da glicose no sangue; diminuição da urina; diminuição dos níveis de hemoglobina e outras alterações no sangue; distúrbio de memória; dor de cabeça; dor no estômago; dor no local da injeção; dor no tórax; dor ou cólica abdominal; eczema; eritema multiforme maior; erupção bolhosa; erupção na pele; exacerbação de colite ulcerativa; fadiga ou fraqueza não habitual; falta de apetite; falta de ar; febre inexplicável; fezes enegrecidas ou com sangue; formação de abscesso; gases; hematoma; hemorragia; hepatite; hipersensibilidade (inchaço da língua e dos lábios, edema de laringe, inchaço localizado envolvendo as camadas mais profundas da pele, coceira intensa, choque anafilático, edema de faringe); hiperventilação; inchaço dos pés ou das mãos; indigestão; infarto do miocárdio; inflamação da garganta; inflamação na boca; insônia; insuficiência cardíaca congestiva; insuficiência renal aguda; irritação retal e hemorróidas (com o supositório); lesão no esôfago; mal estar; náusea; necrose (com a forma injetável); necrose papilar renal; nefrite; palpitação; parestesia (sensação anormal de formigamento, ferroadas ou queimação ao toque); pequenas hemorragias na pele e mucosas; perda da audição (reversível); perda de peso; perturbação da visão; pesadelo; pontadas no tórax; presença de proteínas na urina; problema de audição; problema renal com perda de proteínas pela urina; queda de cabelos; reação psicótica; respiração barulhenta; ressecamento da boca e mucosas; retenção de líquidos; sangue na urina; sensibilidade à luz; síndrome de Stevens-Johnson (eritema multiforme grave); sonolência; tiques; tontura; transpiração excessiva; úlcera péptica (com possível sangramento ou perfuração); urticária; vermelhidão da face e do pescoço; vertigens; visão borrada; visão dupla; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de efeitos adversos renais com: acetaminofeno (paracetamol); ciclosporina; composto de ouro; medicamentos nefrotóxicos.

-pode aumentar os riscos de efeitos adversos gastrintestinais com: álcool; corticosteróides; corticotrofina; suplemento de potássio; aspirina (ácido acetilsalicílico) e outros antiinflamatórios não esteróides.

-pode aumentar os riscos de sangramento com: anticoagulantes orais; heparina; agentes trombolíticos (alteplase, anisteplase, estreptoquinase, uroquinase); cefamandol; cefoperazona; cefotetan; plicamicina; ácido valpróico; colchicina; outros inibidores de agregação plaquetária.

-pode aumentar a ação de: antidiabéticos orais; insulina; lítio; digitálicos.

-pode diminuir a ação de: anti-hipertensivos; diuréticos (particularmente o triantereno).

-pode aumentar os riscos de queda de leucócitos e plaquetas com: depressores da medula óssea.

-pode aumentar os riscos de agranulocitose e depressão da medula óssea com: metotrexato.

-pode aumentar a intolerância à luz com: medicamentos fotossensibilizantes.

-pode ter sua ação aumentada por: probenecida.

Outras considerações importantes

-descontinuar o uso do produto se o paciente apresentar problemas no fígado, úlcera péptica ou sangramento.

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-manter o tratamento com a menor dose possível.

-os efeitos do produto só se fazem sentir completamente após 2 semanas de uso.

-adotar dieta rica em fibras.

-tomar grande quantidade de líquidos.

-levantar devagar da cama ou da cadeira para evitar tonturas. Evitar mudanças bruscas de posição. Cuidado ao subir ou descer escadas.

-o produto pode alterar a resposta do paciente diabético à insulina, a agentes hipoglicemiantes orais ou a medicamentos anticonvulsivos.

-fazer exames oftalmológicos durante tratamento prolongado com esse produto.

-antes de qualquer tratamento dentário, avisar o médico ou o dentista de que faz uso desse produto, uma vez que ele prolonga o tempo de sangramento do paciente.

ASSOCIAÇÕES

BESEROL- antiinflamatório não esteróide associado- comprimido (diclofenaco sódico 50mg + carisoprodol 125mg + paracetamol 300mg + cafeína 30mg). Embalagem com 12; Sanofi Winthrop.

TANDRILAX- antiinflamatório não esteróide associado- comprimido (diclofenaco sódico 50mg + carisoprodol 125mg + paracetamol 300mg + cafeína 30mg). Embalagem com 30; Aché.

VYTORIN

RIVOTRIL-

O QUE É

antiepiléptico; anticonvulsivante; [benzodiazepina].

indicação

PARA QUE SERVE

crise epiléptica focal; crise tônico-clônica generalizada primária ou secundária; epilepsia do adulto; síndrome de Lennox (ausência atípica); síndrome de West.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 0,5 mg c/20

Comprimido 2 mg c/20

Gotas 2,5 mg/ml c/20

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o produto com 1 copo de água.

-a dose inicial deve ir sendo aumentada progressivamente (no período de 1 a 3 semanas), até atingir a dose de manutenção.

-uma vez atingida a dose de manutenção, a dose total diária poderá ser administrada em uma única tomada, à noite.

-Adultos e Crianças acima de 10 anos (ou com mais de 30kg de peso corporal)

dose inicial de 1 a 2mg por dia. A dose de manutenção é de 2 a 4mg por dia para adultos e 1,5 a 3mg por dia para crianças dos 10 aos 16 anos (ou com mais de 30kg de peso corporal).

-Crianças até 10 anos (ou com menos de 30kg de peso corporal por dia. A dose de manutenção é de 0,05 a 0,1mg por dia de peso corporal por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS

Não usar o produto nas seguintes condições

durante a gravidez; mulher amamentando.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

apnéia do sono; choque; depressão mental severa; doença obstrutiva crônica pulmonar; doenças orgânicas cerebrais; glaucoma de ângulo fechado; grande mal epiléptico (o clonazepam no inicio do seu uso ou quanto da retirada brusca pode piorar as crises); hipercinesia; hipoalbunemia; história de abuso ou dependência de droga; idosos; insuficiência hepática; insuficiência renal; intoxicação por álcool; miastenia gravis; psicoses; sensibilidade a benzodiazepina.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

agressividade; bronquite (em crianças e lactentes); aumento da salivação; boca seca; depressão respiratória; diminuição do tônus muscular (ocasional); distúrbio visual e de coordenação; excitabilidade; fadiga; incontinência urinária; irritabilidade; sonolência.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os efeitos depressores do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos depressores do sistema nervoso central.

-pode ter sua ação diminuída por: carbamazepina.

-pode aumentar os riscos de depressão respiratória com: clozapina.

-pode ter seus efeitos de baixa de pressão sangüínea (hipotensão) aumentados por: outros medicamentos que causam hipotensão.

-pode diminuir a ação de: levodopa.

-pode aumentar os efeitos tóxicos de: zidovudina.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-o produto pode causar dependência.

-o produto pode suprimir o reflexo da tosse

ANCORON-

O QUE É

antiarrítmico (classe lll); antiarrítmico com repolarização prolongada; [benzofurano (derivado)].

PRA QUE SERVE

arritmia cardíaca ventricular.

indicação

PARA QUE SERVE

APRESENTAÇÃO

Comprimido 100 mg: ANCORON (Embalagem com 20);

Comprimido 200 mg: ANCORON (Embalagem com 20);

Injeção (IV) 150 mg/3 ml: ANCORON (Embalagem com 6 e 50);

Gotas 200 mg/ml (7 mg/gota): ANCORON (Embalagem com 30 ml).

COMO SE USA

Uso Oral

-durante ou após as refeições.

-Adultos

-dose de ataque: 600 mg a 1 g por dia, em 1, 2 ou 3 tomadas, durante 5 a 30 dias consecutivos.

-dose de manutenção: 200 a 600 mg por dia, em 1, 2 ou 3 tomadas.

Importante: dose mínima = 200 mg por dia; dose máxima = 1200 mg por dia.

Aconselha-se o tratamento em séries intermitentes, em geral de 3 semanas por mês, tomando a medicação de 2º a 6º feira e descansando no sábado e domingo.

-Crianças

-dose de ataque: 2 a 10 mg por kg de peso corporal por dia, durante 10 dias.

-dose de manutenção: 2 a 4 mg por kg de peso corporal por dia.

Uso Injetável

-uso hospitalar.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ D )

Não usar o produto nas seguintes condições

bloqueio átrio-ventricular; bloqueio sinoatrial; diminuição dos batimentos cardíacos; durante a gravidez; mulher amamentando.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

criança; diminuição do potássio no sangue; hipertireoidismo ou hipotireoidismo; idosos; insuficiência cardíaca congestiva; insuficiência hepática.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

diminuição dos batimentos do coração; dor de cabeça; erupção na pele; intolerância à luz; microdepósitos localizados na córnea, devido ao iôdo; queda da pressão arterial: tontura; toxidade neurológica (perturbação da marcha, adormecimento ou agulhada nos dedos, tremores nas mãos, movimentos incontrolados do corpo, fraqueza nas pernas); toxidade pulmonar.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar a ação de: anticoagulantes orais.

-pode aumentar a ação e os efeitos tóxicos de: digitálicos; fenitoína; outros antiarrítmicos.

Outras considerações importantes

-usar um protetor solar para queimaduras.

-para minimizar a possibilidade de aparecimento de microdepósitos na córnea, recomenda-se pingar com freqüência uma solução oftalmológica de metilcelulose nos olhos.

LEXOTAN-

O QUE É

tranqüilizante; ansiolítico; [benzodiazepina].

indicação

PARA QUE SERVE

ansiedade; agitação; insônia.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 3 mg: LEXOTAN (Embalagem com 20);

Comprimido 6 mg: LEXOTAN (Embalagem com 20).

COMO SE USA

Uso Oral

-o tratamento deve começar com dose baixa, que deve ser gradualmente aumentada até atingir a dose ótima.

-Adultos

a dose média é de 1,5mg a 3mg por dose, até 3 vezes por dia.

Casos graves, especialmente em pacientes hospitalizados: 6 a 12mg por dose, 2 a 3 vezes por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS

Não usar o produto nas seguintes condições

durante a gravidez; mulher amamentando.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

apnéia do sono; choque; depressão mental severa; doença obstrutiva crônica pulmonar; doenças orgânicas cerebrais; glaucoma de ângulo fechado; hipercinesia; hipoalbunemia; história de abuso ou dependência de droga; idosos; insuficiência hepática; insuficiência renal; intoxicação por álcool; miastenia gravis; psicoses; sensibilidade a benzodiazepina.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

boca seca; cansaço; relaxamento muscular; sonolência.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os efeitos depressores do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos depressores do sistema nervoso central.

-pode ter sua diminuída por: carbamazepina.

-pode aumentar os riscos de depressão respiratória com: clozapina.

-pode ter seus efeitos de baixa pressão sangüínea (hipotensão) aumentados por: outros medicamentos que causam hipotensão.

-pode diminuir a ação de: levodopa.

-pode aumentar os efeitos tóxicos de: zidovudina.

Outras considerações importantes

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-não ingerir bebida alcoólica.

-caso o tratamento tenha sido longo (mais de 3 meses), a retirada do medicamento deve ser gradual.

-o medicamento pode provocar dependência.

-em tratamento prolongado, fazer controle através de exames de sangue e de função do fígado

GENTAMICINA-

O que é: antibiótico; antibacteriano; [ aminoglicosídeo].

indicação

PARA QUE SERVE

infecção grave (por bactéria gram-negativa).

APRESENTAÇÃO

Injetável 10 mg/1 ml c/2 e 50 (EMS)

Injetável 20 mg/1 ml c/2 e 50 (EMS)

Injetável 40 mg/1 ml c/2 e 50 (EMS)

Injetável 60 mg/1 ml c/2 e 50 (EMS)

Injetável 80 mg/2 ml c/2 e 50 (EMS)

Injetável 80 mg/2 ml c/6 e 100 (Sanval)

Injetável 160 mg/2 ml c/1 e 10 (EMS)

injetável 280 mg/2 ml c/1 e 10 (EMS)

COMO SE USA

Uso Injetável

-via intramuscular, nas nádegas (quadrante superior externo).

-não injetar mais do que 2g do medicamento em cada aplicação.

-após a aplicação colocar bolsa de gelo no local para diminuir a dor.

-variar o local de aplicação, do lado esquerdo para o lado direito, para minimizar os danos ao tecido muscular.

-Adultos e Crianças

Com função renal normal: 3mg por kg de peso corporal por dia, durante 7 a 10 dias.

Uso Tópico (na pele)

-Adultos e Crianças

aplicar uma pequena camada sobre a área afetada, 2 a 3 vezes por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ C )

Não usar o produto nas seguintes condições

alergia a antibiótico aminoglicosídeo (gentamicina, neomicina, estreptomicina, canamicina, tobramicina, amicacina, netilmicina).

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

botulismo; crianças e recém-nascidos; desidratação; idosos; insuficiência renal; miastenia gravis; parkinsonismo; problemas com o nervo auditivo.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

alterações no sangue; dor de cabeça; erupção na pele; falta de apetite; náusea; toxicidade nos ouvidos; toxicidade nos rins; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os ricos de toxicidade nos ouvidos, toxicidade nos rins e bloqueio neuromuscular com: outro aminoglicosídeo; capreomicina.

-pode ter sua ação diminuída (em pacientes com insuficiência renal importante) por: penicilina; cefalosporina.

-pode antagonizar os efeitos de: antimiastênicos.

-pode aumentar os riscos de toxicidade nos rins e bloqueio neuromuscular com: metoxiflurano; polimixinas injetáveis.

-pode aumentar os riscos de toxicidade nos rins e toxicidade nos ouvidos com: outros medicamentos nefrotóxicos; outros medicamentos ototóxicos.

-pode aumentar o bloqueio neuromuscular com: medicamentos bloqueadores neuromusculares.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-proteger as mãos quando estiver preparando a injeção para aplicação, para evitar irritação da pele.

-a toxicidade nos ouvidos é geralmente irreversível. Suspender o produto ao primeiro sinal de toxicidade.

-fazer exame dos ouvidos e das funções renais durante o tratamento.

ASSOCIAÇÕES

PAN-EMECORT- antiinflamatório esteróide tópico- creme. Cada 1g contém: sulfato de gentamicina 1,67mg+ fluprednideno 1mg+ hidroxiquinolina 5mg. Embalagem com 10 e 30g; Merck.

ALDOMET-

O QUE É

anti-hipertensivo; [antiadrenérgico de ação central; tiroxina (derivado)].

indicação

PARA QUE SERVE

hipertensão arterial.

APRESENTAÇÃO

Comprimido 250 mg c/30

Comprimido 500 mg c/30

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o medicamento com 1 copo de leite ou algum alimento.

-procurar tomar a medicação sempre à mesma hora, todos os dias.

-Adultos

iniciar com 250mg, 2 a 3 vezes por dia e ir aumentando, ou diminuindo, a dose de acordo com a resposta terapêutica, a cada 2 dias. A dose de manutenção varia de 500mg a 2g por dia, dividida em 2 a 4 tomadas. A dose máxima é de 3g por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ C )

Não usar o produto nas seguintes condições

doença hepática ativa (como hepatite ou cirrose); hipersensibilidade ao produto; mulher amamentando; pacientes que desenvolveram disfunção hepática durante terapia anterior com metildopa.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

anemia hemolítica auto imune; criança; feocromocitoma; insuficiência renal; paciente com antecedente de hepatopatia; pacientes que estejam tomando diuréticos, outra droga anti hipertensiva ou levodopa.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

anormalidade no resultado de teste laboratorial de função hepática; aumento das mamas; boca seca; cansaço; cólica estomacal severa; confusão mental; constipação intestinal; cor amarelada na pele ou olhos; declínio da habilidade sexual; depressão; diarréia; dificuldade para respirar; distensão abdominal; dor de cabeça; dor no tórax; excessivo aumento de peso (mais de 2kg por semana); fadiga; febre; formigamento; fraqueza; gases; hemorragias incomuns; inflamação na língua; inflamação das articulações; inflamação das glândulas salivares; insônia; língua escura; movimento involuntário estranho; náusea; perda de sensibilidade; pesadelos; sedação; sinais de infecção; teste de COOMBS positivo; tontura; tremores; visão borrada; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode aumentar os riscos de depressão do sistema nervoso central com: álcool; medicamentos depressores do sistema nervoso central.

-pode aumentar a ação de: anticoagulante oral.

-pode ter sua ação diminuída por: antiinflamatório não esteróide; simpaticomiméticos.

-pode aumentar os riscos de reações adversas com: IMAO (inibidores da monoamina-oxidase), incluindo furazolidona, procarbazina e selegilina.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.

-não praticar exercícios extenuantes sob sol forte.

-não tomar banhos muito quentes, nem fazer sauna.

-não ficar em pé durante muito tempo para evitar tontura ou cansaço.

-não interromper o uso do produto abruptamente.

-antes de doar ou receber sangue por transfusão, avisar que o paciente está tomando esse medicamento.

ASSOCIAÇÕES

HYDROMET 15- anti-hipertensivo -comprimido (metildopa 250mg+ hidroclorotiazida 15mg). Embalagem com 30; Prodome.

HYDROMET 25- anti-hipertensivo -comprimido (metildopa 250mg+ hidroclorotiazida 25mg).

Embalagem com 30; Prodome.

HIDROCLOROTIAZIDA-

diurético tiazídico; diurético expoliador de potássio; [sulfonamida (derivado)].

indicação

PARA QUE SERVE

APRESENTAÇÃO

Comprimido 50 mg c/20 e 500

COMO SE USA

Uso Oral

-tomar o medicamento pela manhã, com um pouco de leite ou alguma alimentação, sempre no mesmo horário, todos os dias.

-Adultos

Hipertensão: iniciar com 50 a 100mg por dia, em dose única ou dividida em 2 tomadas. Importante: após 1 semana e de acordo com a resposta clínica do paciente, a dose de manutenção deve ser estipulada entre 25 e 200mg por dia.

Edema: dose inicial de 50 a 100mg, em dose única ou dividida em 2 tomadas, até que o peso normal do paciente volte a ser alcançado.

Importante: a dose de manutenção varia entre 25 e 200mg por dia ou em dias alternados, de acordo com a resposta clínica do paciente.

-Crianças e Lactentes

de 2 a 3mg por kg de peso corporal por dia, divididos em 2 tomadas.

CUIDADOS ESPECIAIS ( RISCO NA GRAVIDEZ B )

Não usar o produto nas seguintes condições

anúria (parada total da secreção de urina); hipersensibilidade às sulfonamidas; mulher amamentando.

Condições que exigem avaliação Riscos x Benefícios

asma; diabetes; gota; idosos; insuficiência renal ou hepática; lúpus; pancreatite.

Reações que o produto pode provocar (avise seu médico)

alterações no sangue; aumento da glicose no sangue ou urina; aumento do ácido úrico no sangue; contração muscular; cor amarelada na pele ou nos olhos; desconforto na barriga; diminuição do potássio no sangue; dor de cabeça; erupção na pele; falta de apetite; formigamento; fraqueza; gota; náusea; pancreatite; queda de pressão ao se levantar; sensibilidade à luz; tontura; urina freqüente; urticária; vômito.

Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:

-pode ter sua ação aumentada por: furosemida.

-pode ter sua ação diminuída por: colestiramina; colestipol.

-pode prejudicar a ação de: antidiabéticos orais; insulina.

-pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: diazóxido; digitálico; lítio; relaxante muscular não despolarizante.

Outras considerações importantes

-não ingerir bebida alcoólica.

-o medicamento pode causar perda de potássio, que se manifesta por boca seca; sede; fraqueza; vômitos; náusea; dor ou espasmo muscular (tomar suco de laranja, comer batata, passas ou banana).

-evitar exercícios intensos sob calor forte.

-evitar sal.

-evitar mudar de posição abruptamente, para prevenir que da de pressão.

-o produto pode aumentar os níveis de açúcar do sangue de pacientes diabéticos.

Comentários