Intoxicações exógenas agudas porcarbamatos, organofosforados, compostos bipiridílicos e piretróides

Intoxicações exógenas agudas porcarbamatos, organofosforados, compostos...

(Parte 1 de 8)

Coordenador Dr. Luiz Querino de Araújo Caldas

Elaborado pelo: Centro de Controle de Intoxicações de Niterói - RJ

Coordenador:Dr. Luiz Querino de Araújo Caldas - Médico Doutor em Toxicologia, Professor da Faculdade de Medicina da UFF

Subcoordenador:Dra. Lília Ribeiro Guerra - Médica Pediatra - Especialista em Toxicologia

Médicas:Dra. Ana Claudia Lopes de Moraes - Especialista em M. do Trabalho Dra. Sandra Regina Alves Rocha -Especialista em M. do Trabalho

Colaboradores:Dr. Alfredo Fortes Unes - Médico Especialista em M. do Trabalho

Dr. Aluisio Franklin de Araujo Caldas - Médico Veterinário Dr. Antonio Filipe Braga Fonseca - Médico Veterinário Dra. Isabelli de Oliveira Martins - Médica

Versão 2000

Rua Marquês do Paraná, 303 - Centro - Niterói - RJ Telefone: (021) 717-0521 (021) 717-0148 (021) 620-2828 R.218 email: ccilqac@vm.uff.br http://www.uff.br/ccin/

1 - Introdução5
1.1 - Carbamatos e Organofosforados disponíveis no mercado6
Carbamatos e Organofosforados7
1.2 - Emprego9
2 - Toxicocinética9
2.1 - Absorção e Distribuição9
2.1.1 - Organofosforados e Carbamatos9
2.2 - Biotransformação10
2.2.1 - Organofosforados10
2.2.2 - Carbamatos10
2.3 - Biotransformação1
2.3.1 - Organofosforados1
2.3.1.1 - Oxidações Bioquímicas1
2.3.1.2 - Clivagem Hidrolítica1
2.3.1.3 - Redução1
2.3.2 - Carbamatos1
2.3.2.1 - Hidrólise1
2.3.2.2 -Hidroxilação do Grupamento Metil1
2.3.2.3 - Hidroxilação do Anel Aromático12
2.3.2.4 - N - Demetilação12
2.3.2.5 -Conjugação com o UDPGA e PAPS12
2.4 - Eliminação12
2.4.1 - Organofosforados e Carbamatos12

1.2 -Toxicidade oral e ingestão diária aceitável (IDA) de alguns produtos à base de 1

2.6 - Manifestações Clínicas14
2.6.1 - Intoxicação Aguda14
2.7 - Manifestações Tardias17
2.7.1 - Sindrome Intermediária17
2.7.2 - Neuropatia Tardia18
3 - Exames Laboratoriais19
3.1 - Gerais19
3.2 - Específicos19
4 - Tratamento21
4.1 - Medidas Gerais21
4.2 - Medidas Específicas2
4.2.1 - Atropinização2
4.2.2 - Oximas (Contrathion)23
4.3 - Outros Procedimentos23
5 - Considerações Finais sobre as Síndromes Colinérgicas e Tardias24
5.1 - Intoxicação Agudas pelos AntiChE24
5.2 - Efeitos Tardios (Subagudos) dos Carbamatos e OF25

2.5 - Toxicidade e Mecanismo de Ação Tóxica....................................................12

1 - Introdução27
1.1 - Emprego27
2 - Toxicocinética28
2.1 - Absorção28
2.2 - Distribuição28
2.3 - Biotransformação28
2.4 - Eliminação28
3 - Toxicidade e Mecanismo de Ação28
4 - Manifestações Clínicas29
4.1 - Intoxicação Aguda29
4.1.1 - Ações Locais29
4.1.2 - Ações Sistêmicas30

I - COMPOSTOSBIPIRIDÍLICOS(PARAQUAT, DIQUAT, MOFAMAQUAT, ETC) 2

5 - Exames Laboratoriais30
6 - Tratamento31
6.1 - Medidas Gerais31
Leigo)32
6.1.2 - Descontaminação Hospitalar3

6.1.1 - Descontaminação Pré-hospitalar de Alerta (Equipe de Saúde ou

1 - Introdução35
2 - Emprego37
3 - Toxicidade37
4 - Mecanismo de Ação37
5 - Manifestações Clínicas37
6 - Exames Laboratoriais38
7 - Tratamento38
8 - Prognóstico38

I - PIRETRÓIDES IV - BIBLIOGRAFIA ...............................................................................39

1 - Introdução

A intoxicação exógena aguda por inseticidas carbamatos e organofosforados tem sido um problema frequente nos serviços de emergência dos grandes hospitais, seja por ingestão acidental em crianças ou por tentativa de suicídio.

No Estado do Rio de Janeiro, principalmente no Grande Rio, há um importante problema de saúde pública relacionado a esses inseticidas, a utilização irregular de carbamatos e organofosforados como raticida (principalmente o carbamato Aldicarb, classificado como extremamente tóxico), e comercializadoilegalmente com os nomes de Chumbinhoe Japan, entre outros. Tais intoxicações tem causado inúmeros óbitos no Rio de Janeiro. Algumas considerações históricas relevantes sobre esses compostos podem ser vistas no Quadro I.

1.1 - Carbamatos e Organofosforados disponíveis no mercado a) Carbamatos

AldicarbTemik
AminocarbMetacil
CarbarilSevin
CarbofuranFuradan
LandrinLandrin
MetacalmatoBux
MetiocarbMesurol
MexacarbatoZectran
PropoxurUnden

Nome GenéricoNome Comercial b) Organofosforados

AcefatoOrtran, Orthene
AcetionAcethion
CianofosCyanox
ClortionChlorthion
CrufomatoRuelene
FenitrothionSumithion
FormotionAflix

Nome GenéricoNome Comercial

Quadro I - Considerações Históricas

• 1854 - TEPP (etilfosfato) • 1903 - Inseticidas Organofosforados (OF)

• 1933 - Ésteres do Ácido Carbâmico (Fungicidas)

• 1937 - Compostos G - contendo Pou CN(Sarin,Soman)

• 1952 - Compostos V - contendo S(VX, VE)

• 1953 - Inseticidas Carbamatos (C)

• 1955 - Oximas na Intoxicação por OF

• 1964 - Uso clínico de Oximas

• 1986 - Restrição e/ou Proibição de OF e C (pela ONU)

IodofenfosAlfacron
MalationCythion, Malatol
MenazonSayfos
MerfosFolex
MetamidofosTamaron, Filitox, Monitor
RonelEctoral
TemefósAbate
TetraclorvinfosGardona
Tiopirofosfato de Propila–––
TribufonButonate
TriclorfonNeguvon

Fostex ..............................................Phostex

1.2 - Toxicidade oral e ingestão diária aceitável (IDA) de alguns produtos à base de Carbamatos e Organofosforados a) Carbamatos - DL50em ratos e (IDA) em mg/Kg/dia

b) Organofosforados - DL50em ratos e (IDA) em mg/Kg/dia

c) Organofosforados cuja DL50em ratos é menor que 20 mg/Kg de peso corporal

AmitonCitram
CarbofenotionTrithion
CiantoatoTartan
CoroxonCoroxon
DialiforTorak
DimefoxTerra-Systam
DioxationDelnav
DisulfotonDisyston
EPNEPN
Etil AzinfosGusathion-A
EtionNialate
FenamifosNemacur
FensulfotionDasanit
FonofosDyfonate
ForatoThimet
FosfamidonDimecron
FosfolanCyolate
MenvinfosPhosfrin
Metil oxidemetonMetasystox-R
Metil-AzinfosGusathion
OxidissulfotonDisyston-S
Paration metílicoFolidol
ProtoatoFostion
SulfotepBladafum

Nome GenéricoNome Comercial Tionazin ..........................................Nemafos

1.2 - Emprego

Tais produtos são utilizados como medicamentos e inseticidas fitossanitários, nematicidas, larvicidas e acaricidas sistêmicos ou como zoossanitários, no campo ou no lar, conforme pode ser observado no Quadro I abaixo, sendo responsáveis por intoxicações humanas e em animais domésticos.

O Aldicarb, puro ou misturado com outros carbamatos e/ou organofosforados vem sendo comercializado ilegalmentecomo raticida, com o nome vulgar de CHUMBINHO. O produto ilícito, por vezes, contém ainda materiais espúrios, como pólvora, semente (alpiste), raticidas cumarínicos, areia, entre outros.

2. Toxicocinética

2.1 - Absorção e Distribuição

2.1.1. Organofosforados e Carbamatos

Os organofosforados, dependendo de sua solubilidade nos tecidos, vão desenvolver mais prontamente ou tardiamente os sinais clínicos da intoxicação. Assim, por exemplo, por inalação de vapores do produto no ambiente os primeiros sintomas aparecem em poucos minutos, enquanto que pela ingestão oral ou exposição dérmica pode haver um aparecimento tardio dos sintomas. Se ocorrer uma exposição cutânea localizada, o efeito tende a se restringir a área exposta, sendo a reação exacerbada se houver lesão cutânea ou dermatite. Exemplo: sudorese intensa e miofasciculações localizadas no membro afetado; visão borrada e miose do olho exposto; ou sibilância e tosse no caso de exposição pulmonar de pequenas quantidades.

A absorção prolongada e insidiosa destas substâncias OF pode determinar a agudização da resposta à doses baixas do produto.

• Medicina • Miastenia Gravis

• Doença de Alzheimer

• Retenção Urinária

• Descurarização

• Esquistossomose

• Agricultura • Inseticidas

• Nematicidas

• Herbicidas

(Parte 1 de 8)

Comentários