Câncer de mama

Câncer de mama

COMO FAZER O AUTO-EXAME?

Para tocar seus seios use apenas as pontas dos dedos,com a mão espalmada.Cada vez que você tocar a mama,faça um pequeno círculo com os dedos.

Movimentos da mão no auto-exame:1- a mão caminha para cima e volta para baixo, cobrindo toda a mama.2- a mão realiza movimentos concêntricos, indo da periferia da mama até o mamilo.3 - a mão vai do mamilo até a periferia e volta.

Antes do banho:

Coloque-se frente ao espelho, com os braços apoiados nos quadris.Inspecione seus seios: alterações no tamanho, na forma e no contorno de cada mama. Observe pele (alterações de textura) e mamilos.Pressione as mãos contra os quadris. Esta manobra movimenta o músculo peitoral. Mantenha pressionado. Observe novamente.Houve alguma modificação na pele, nos mamilos?Comprima seus mamilos gentilmente com os dedos polegar e indicador.Observe a saída de secreções.Coloque seus braços sobre a cabeça.Inspecione seus seios: Alterações na pele, nos mamilos.Force seus cotovelos para fora.Esta manobra movimenta o músculo peitoral. Mantenha os cotovelos para fora. Observe novamente.Houve alguma modificação na pele, nos mamilos?

Folder elaborado por:

Daniela Bichara Loureiro (Turma: En331)

Juliana Lima da Silva

Maria José Gomes dos Santos

Mônica Moura Lopes

Rosania Furtado de Oliveira Marinho

Turma: En 321

Orientadora: Luciana Vercillo

O que é câncer de mama?

O câncer de mama é originado por uma multiplicação exagerada e desordenada de células, que formam um tumor.

A causa do câncer de mama não é conhecida. Qualquer mulher pode desenvolver câncer de mama e apesar de raro homem também pode.

O que pode aumentar o risco de ter câncer de mama?

1. 1ª menstruação muito cedo (antes dos 12 anos);2. nunca ter engravidado;3. ter engravidado com mais de 30 anos;4. última menstruação (menopausa) acima de 55 anos;5. doenças benignas na mama (cistos);6. terapia de reposição hormonal;7. câncer de mama em mãe, irmã ou filha, antes da menopausa;8. câncer de mama em avós, tias e primas;9. uso abusivo de álcool;

10. vida sedentária/obesidade;11. alterações genéticas;

12. uso de pílulas anticoncepcionais (Não há evidências definidas ainda que o uso de pílulas por um longo período de tempo pode causar câncer de mama, mas esta possibilidade continua a ser estudada. Também parece que tomar estrogênio depois da menopausa causa um pequeno aumento de risco de câncer de mama).

Sintomas:

  • Na maior parte das vezes o primeiro sinal do câncer de mama é um pequeno nódulo no seio.

  • Diferença no formato dos seios

  • Um caroço, secreção no mamilo ou dor localizada em uma parte do seu seio que persiste por mais de um ciclo menstrual.

  • Uma infecção da pele que não desaparece com antibióticos.

Como é feito o diagnóstico do Câncer de Mama?

  • auto-exame: inspeção visual e palpação sistemática de cada mana. Deve ser realizado entre o 7º e 10 º dia após o inicio da mestruação.

  • exame clinico das mamas: exame realizado pelo profissional de saúde.

  • Mamografia e ultra-sonografia: exames radiológicos

A mamografia é um exame simples, com aparelhos de Raios-X especialmente desenvolvidos para isso, onde a mulher coloca os seios entre duas placas de acrílico, que irão comprimir um pouco a mama. A compressão da mama é requisito essencial para o sucesso do exame,

Como identificar o câncer de mama?

O sintoma do câncer de mama é semelhante no homem e na mulher. É um caroço no seio, acompanhado ou não de dor. A pele da mama pode ficar parecida com uma casca de laranja. Podem também aparecer pequenos caroços embaixo do braço. Lembre que nem todo caroço é um câncer de mama. Por isso é importante consultar um profissional de saúde.

Cirurgia e outros Tratamentos:

A retirada da mama comprometida e dos linfônodos regionais (gânglios linfáticos da axila próxima à mama afetada) é o tratamento clássico.

Em alguns casos, retira-se apenas o quadrante da mama onde se localiza o tumor e faz-se o esvaziamento cirúrgico da axila do mesmo lado.

Quimioterapia – utilização de compostos químicos que diminuem a multiplicação celular e, conseqüentemente, a expansão de tumores os quimioterápicos-, os quais afetam também células normais, porém acarretam dano maior às células malignas.

 Hormonioterapia – Utilização de hormônios que impedem o crescimento de células tumorais.

Radioterapia – emprego de radiações ionizantes para destruir as células tumorais. Pode atuar local ou regionalmente, sendo indicada de forma exclusiva ou associada a outros métodos terapêuticos.

 

 Imunoterapia – Utilização de substâncias que modificam a resposta do sistema imunológico do organismo.

Previne-se!

Todos com 40 anos ou mais devem procurar um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos devem fazer, pelo menos, uma mamografia a cada 2 anos.

O auto-exame das mamas nos dias de hoje é realizado pela mulher e pelo homem, apalpando os seios, ajudando no conhecimento do próprio corpo. Entre tanto, esse exame não substitui o exame clínico das mamas realizado por um profissional de saúde.

O que mais a devemos fazer para se cuidar?

Ter uma alimentação saudável equilibrada (com frutas, legumes e verduras), praticar atividades, não fumar. Estas são algumas dicas que podem ajudar na prevenção de várias doenças, inclusive do câncer.

FIQUE DE OLHO!

Homens também podem ter cancer de mama.

Pouca gente sabe, mas os homens também desenvolvem o tumor de mama como as mulheres. Embora a incidência da doença ainda seja considerada baixa – equivalente a 1% dos cânceres malignos –, ela vem aumentando a cada ano. Entre os homens o diagnóstico tende a aparecer em estágio muito avançado em função do desconhecimento sobre a doença

Os índices de cura estão diretamente relacionados ao diagnóstico, ou seja, as chances de cura crescem à medida que o tumor é descoberto precoce-mente.

Comentários