Como escolher o método certo

Como escolher o método certo

Tema: Como enquadrar o método certo no conteúdo certo?

Segundo o Dicionário Universal de Língua Portuguesa, 1ª edição , método é o caminho para se alcançarem os objectivos.

Existe uma inter-relação entre, os objectivos, conteúdos, métodos e meios. No presente ensaio, iremos destacar alguns aspectos que tornam a escolha dos métodos mais significativa e daremos alguns exemplos.

No entanto é de salientar que a escolha dos métodos esta estritamente relacionada com o conteúdo em questão. Dai que não existe uma regra ou lei que nos permite escolher os métodos, dependendo isto, da perícia pedagógica do professor.

Os métodos não podem entretanto serem vistos como entidades isoladas, mas como partes de um sistema. Podemos usar mais de um método na abordagem de um conteúdo, bem como articular vários métodos tendo em conta os momentos da aula.

Portanto, para cada momento da aula o professor deve utilizar um determinado método ou articular vários métodos.

Uma aula possui basicamente os seguintes momentos:

  1. Organização inicial;

  2. Controlo e correcção da tarefa;

  3. Motivação;

  4. Frase laço

  5. Apresentação do no conteúdo;

  6. Desenvolvimento do novo conteúdo;

  7. Consolidação;

  8. Tarefa.

Desta forma surge a seguinte questão básica:

Qual ou quais os métodos mais adequados para cada momento da aula?

A resposta a esta questão e simples, a escolha depende do conteúdo a ser tratado e do prévio conhecimento dos momentos da aula.

Passaremos desde já a apresentar alguns exemplos.

PARA O SEGUINTE SUMÁRIO: Elemento químico. Isótopos e Isóbaros.

É de salientar que ara a organização inicial, que visa verificar as condições gerais da turma (higiénicas, presenças, problemas com os alunos, etc.), aplica-se quase sempre a conversa ou diálogo.

No controlo e correcção da tarefa, tendo em conta o carácter avaliativo da tarefa, deve o professor controlar quem fez e quem não fez a tarefa, e com certeza valorar de acordo aos erros e acertos. (método de avaliação e controlo).

No entanto, no concernente a motivação, a mesmo visa despertar o interesse dos alunos ao novo conteúdo, devendo o professor mencionar todos aqueles aspectos relacionados ao novo conteúdo capazes de estimularem os mesmos. Isto é feito através da narração e no fim da narração, o professor deve fazer algumas questões com o objectivo de entrosar os alunos, devendo os mesmos responderem a estas questões (conversa).

Para os momentos subsequentes estarão retratados no plano que será anexo a este ensaio.

Bibliografia

Material de apoio de Didáctica de Química “Métodos de ensino” – 2009

Dicionário universal de língua portuguesa 1ª edição 2010

Coelho, Adozinda et al - Manual do aluno, 8ª classe-Química – Texto Editores

Comentários