Apostila Sebrae Cultivo Mamao

Apostila Sebrae Cultivo Mamao

(Parte 1 de 7)

CULTIVO DE MAMÃO Para Início de Negócio

Apresentação

O Ponto de Partida é um produto do Serviço de Resposta Técnica do SEBRAE-MG. Ele reúne informações essenciais sobre os vários aspectos da abertura de um negócio, que devem ser observados pelo empreendedor.

Perguntas do tipo “como montar uma fábrica de aguardente?”, “como montar uma escola infantil?”, “como iniciar uma criação de escargot?” são respondidas pelo Ponto de Partida, que contempla questões relativas a registro, legislação, tributação, implantação, normas técnicas, matérias-primas, máquinas e equipamentos e outros esclarecimentos.

O Ponto de Partida também orienta sobre a elaboração do Plano de Negócio, instrumento que oferecerá uma visão antecipada de ações e resultados do empreendimento, através da apuração de dados relativos a valores de investimento inicial e de impostos, custos fixos e variáveis, pesquisa de mercado e outros.

A equipe de profissionais que elabora o Ponto de Partida tem a preocupação de manter as informações sempre atualizadas, através de consultas em diversas fontes: bibliotecas, institutos de pesquisa, consultores especializados, Internet, associações e sindicatos.

O SEBRAE-MG dispõe de programas que orientam e capacitam os empreendedores/empresários no desenvolvimento de seus negócios.

Para mais informações, acesse w.sebraemg.com.br ou ligue (31) 3269-0180.

Perfil Empreendedor4
Mercado5
Legislação Específica9
Esclarecimentos Tributários1
Microempresa Legislação Federal15
Microempresa Legislação Estadual20
Microprodutor Rural29
Passo a Passo para Registro32
Marcas e Patentes38
Implantação40
Finanças45
Plano de Negócio52
Endereços Úteis54
Sugestões para Leitura56
Sugestões de Vídeo57

Sumário Fontes Consultadas ................................................................................................ 58

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

Perfil Empreendedor

Você não vê a hora de se tornar dono do seu nariz e fazer parte da lista dos empreendedores que dão certo? Saiba que, para começar um negócio próprio, é fundamental ter o perfil empreendedor. Então, confira se você se encaixa nas características abaixo descritas. Capacidade de assumir riscos: não ter medo de desafios, arriscar conscientemente. Calcular detalhadamente as chances do empreendimento ser bem-sucedido. Senso de oportunidade: enxergar oportunidades onde os outros só vêem ameaças. Prestar atenção nos "furos" que outros empresários não viram e nos quais você pode atuar de forma eficaz, rápida e lucrativa. Conhecimento do ramo: conhecer bem o ramo empresarial escolhido ou, melhor ainda, trabalhar no setor. Organização: ter senso de organização e compreender que os resultados positivos só aparecem com a aplicação dos recursos disponíveis de forma lógica, racional e funcional. Definir metas, executar as ações de acordo com o planejamento e corrigir os erros rapidamente. Iniciativa e garra: gostar de inovações. Não esperar pelos outros (parentes, sócios, governo, etc.). Apresentar propostas sem se intimidar. Liderança: ter capacidade de influenciar pessoas, conduzindo-as em direção às suas idéias ou soluções de problemas. Ter habilidade para definir tarefas, orientar, delegar responsabilidades, valorizar o empregado, formar uma cultura na empresa para alcançar seus objetivos. Ser alguém em quem todos confiam. Manter-se atualizado: buscar sempre novas informações e aprender tudo o que for relacionado com o seu negócio (clientes, fornecedores, parceiros, concorrentes, colaboradores, etc.). Ser otimista e saber motivar-se.

Nem sempre uma pessoa reúne todas as características que marcam a personalidade de um empreendedor de sucesso. No entanto, se você se identificou com a maioria delas, terá grandes chances de se dar bem. Mas, se descobriu pouca afinidade com sua vida profissional, reflita sobre o assunto e procure desenvolver-se. Busque informações em centros tecnológicos, cursos, livros e revistas especializadas ou junto a pessoas que atuam na área.

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

Mercado

No passado, as atividades agropecuárias restringiam-se à subsistência humana. Com o desenvolvimento das sociedades, tornou-se necessária a profissionalização e o enquadramento destas atividades como oportunidades de negócios sujeitas à mesma dinâmica dos demais setores econômicos.

Neste sentido, uma empresa rural não se “fecha em si mesma”. Ela mantém constante intercâmbio com o ambiente, através de contatos com fornecedores, distribuidores, concorrentes e consumidores, e também é afetada por aspectos sociais, tecnológicos, econômicos, políticos, legais, ecológicos, demográficos, dentre outros.

O sucesso de qualquer empresa - seja industrial, comercial, de serviços ou agroindustrial - depende de várias decisões, que o empreendedor deverá tomar antes de abrir as portas para os clientes. Para fundamentar essas decisões, é necessário pesquisar o mercado, buscar informações, elaborar um plano de negócios e um projeto de viabilidade econômicofinanceira.

O plano de negócio é um estudo que reúne informações sobre as características, condições e necessidades do futuro empreendimento. Ele apresenta análises da potencialidade e da viabilidade do negócio e facilita sua implantação, no que se refere aos aspectos mercadológico, técnico, financeiro, jurídico e organizacional. Através do estudo, o empreendedor terá uma noção prévia do funcionamento da sua empresa.

Para gerir o negócio, o empreendedor deve conhecer a atividade, a propriedade rural, quanto as suas potencialidades e limitações, e o mercado que deseja atender.

Para conhecer o mercado e mensurar a aceitação de seus produtos, o empreendedor deverá elaborar uma pesquisa de mercado. Ela possibilitará a avaliação das oportunidades e dos riscos que a atividade escolhida oferece.

É possível realizar a pesquisa de mercado, a partir de um questionário amplo, que levante adequadamente todos os dados do empreendimento. Para orientar na elaboração da pesquisa, sugerimos que sejam lidos os manuais "Pesquisa - o que é e para que serve" e "Pesquisa de Mercado - Noções Básicas para Tomada de Decisão", especificados no tópico “Sugestões para Leitura” deste trabalho.

Caso o material não seja suficiente, devido às características e peculiaridades do assunto, é recomendável fazer contato com consultores que atuem nas áreas de estatística, pesquisa mercadológica ou com empresas especializadas, a fim de se obter um levantamento detalhado do empreendimento escolhido.

É importante destacar que o setor rural tem características próprias e depende de fatores diversos, que, muitas vezes, não podem ser controlados pelo empreendedor. São eles:

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

- Clima Condiciona a maioria das explorações agropecuárias, determinando épocas em que ocorrem modificações expressivas da atividade;

- Condições biológicas O ciclo biológico determina a inversibilidade do ciclo produtivo e limita a adoção de recursos que acelerem a produção, como, por exemplo, um terceiro turno de trabalho;

- Estacionalidade ou sazonalidade de produção As condições biológicas e climáticas determinam épocas em que ocorrem o excesso e a falta de produtos. Normalmente, a demanda por produtos agropecuários é regular para uma oferta irregular;

- Tempo de produção maior que o tempo de trabalho O processo produtivo ocorre, em algumas de suas fases, independentemente da existência de trabalho;

- Terra como participante da produção A terra participa diretamente do ciclo de produção, sendo, ainda, fator decisivo de sucesso. É importante ter pleno conhecimento dos seus aspectos físicos, químicos, biológicos e topográficos;

- Trabalho disperso e ao ar livre Não existe um fluxo contínuo de produção; tarefas são executadas distantes umas das outras e independentes entre si, exigindo maior controle e planejamento das mesmas;

- Incidência de riscos As proporções dos riscos na agropecuária são maiores, já que a atividade pode ser afetada pelo clima, pelo ataque de pragas e doenças e pelas flutuações de preços do produto;

- Sistema de competição econômica O setor é caracterizado pela existência de um grande número de produtores e consumidores, além de produtos que apresentam, normalmente, pouca diferenciação entre eles. A entrada ou a saída de produtores no negócio pouco afeta a oferta total;

- Produtos não uniformes Há maior dificuldade em uniformizar o produto, no que se refere a forma, tamanho e qualidade, acarretando custos adicionais de classificação e padronização, além de perda de receita com produtos de pior qualidade;

- Alto custo para entrada e saída do negócio Algumas atividades exigem investimentos elevados em benfeitorias e máquinas/equipamentos, o que implica em maior risco no curto prazo. Prejuízos maiores podem ocorrer, no caso de abandono da atividade.

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

O mercado consumidor representa o conjunto de consumidores (homens, mulheres, adultos ou crianças, empresas públicas ou privadas), que demandam (necessitam ou podem vir a procurar/comprar) um determinado tipo de produto ou serviço que sua empresa oferece. Ou seja, é a fonte de receita da empresa. Portanto, sem mercado consumidor não haverá negócio. E o processo mais utilizado para identificá-lo é a pesquisa de mercado.

Para garantir que o cliente escolha a sua empresa, é preciso conhecê-lo bem e saber exatamente o que ele quer. Oferecer ao cliente o produto que ele deseja será o melhor meio de garantir que as vendas aumentem e sua empresa continue crescendo.

Se você já tem idéia da atividade e do ramo específico aos quais pretende se dedicar, precisa agora descobrir seu mercado consumidor, pois nem todas as pessoas ou empresas são seus clientes potenciais (aqueles que podem comprar os produtos que você vende).

Mesmo que sua empresa tenha vários tipos de consumidores, haverá sempre um grupo em destaque. Para obter as informações que irão ajudá-lo a enxergar mais claramente o seu mercado consumidor, procure responder as seguintes perguntas:

Qual é o principal produto que a sua empresa venderá? Quem são os seus clientes? Por que estes clientes compram ou comprariam os produtos/serviços da sua empresa? Em quais empresas os clientes costumam comprar este tipo de produto ou serviço? Como os clientes avaliam os preços e as formas de pagamento da empresa? Como ele avalia a qualidade do(s) produto(s) da empresa? E o prazo de entrega? Como ele avalia a qualidade do atendimento? Quais são os pontos que os clientes acham que poderiam ser melhorados na empresa?

A dimensão do mercado agropecuário extrapola, muitas vezes, as fronteiras de um país e, por isso, precisa ter o devido acompanhamento pelo produtor. A concorrência, ao invés de ameaçadora, pode ser estimulante, se devidamente pesquisada e analisada.

Procure descobrir empresas ou pessoas que ofereçam produtos idênticos ou semelhantes aos seus e que concorram direta ou indiretamente com o seu negócio. Pode-se aprender muito com o levantamento destas informações e com a análise dos acertos e/ou erros dos concorrentes.

Estabeleça prioridades, planeje como obter estas informações e organizá-las, para que seja possível a análise dos seguintes pontos:

Quem são os concorrentes?

. Quantos são? . Onde estão localizados?

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

. Como trabalham? (preço e prazos) . Como atendem? . Qual é a qualidade dos produtos oferecidos? . Quais são as garantias oferecidas? . Há quanto tempo estão no mercado?

- Qual é a posição competitiva dos concorrentes? . Quais são os pontos fortes e os pontos fracos em relação à sua empresa? . Qual é a capacidade de conseguir melhores preços junto aos fornecedores em função do volume de compras?

Após o levantamento das características dos principais concorrentes, compare-as, utilizando a seguinte escala: muito bom (5), bom (4), regular (3), ruim (2), muito ruim (1).

Os fornecedores também são muito importantes para a atividade rural. Para o estudo do mercado fornecedor, considere as seguintes questões:

Quais são os produtos/serviços que sua empresa consome no processo de produção e/ou comércio? Quem são os seus principais fornecedores de produtos e/ou serviços? Como os fornecedores trabalham? (preços, prazos praticados, condições de pagamento, pontualidade na entrega do produto, qualidade, garantia oferecida, relacionamento, localização, facilidade de acesso)

Depois de identificar os itens acima, faça um quadro comparativo das características dos fornecedores. Utilize a mesma escala citada no estudo do mercado concorrente. Analise e descubra as melhores opções para a sua empresa.

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

Legislação Específica

Lei nº 14.309, de 19 de junho de 2002 - Dispõe sobre as políticas florestal e de proteção à biodiversidade.

Para a exploração de atividades rurais, no Estado de Minas Gerais, o empreendedor deve consultar o IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária), o IEF (Instituto Estadual de Florestas) e a FEAM (Fundação Estadual do Meio Ambiente).

As atividades rurais podem envolver o cultivo e a produção de alimentos, com ou sem impacto ambiental, em áreas de preservação ou com alteração do relevo e da vegetação, da flora e da fauna.

Atividades rurais são extremamente abrangentes e marcadas por diversificação na cultura desenvolvida, na técnica aplicada e na utilização ou não de produtos químicos.

Em Minas Gerais, a Lei nº 1.405, de 28 de janeiro de 1994, define princípios, objetivos, ações e instrumentos da política agrícola estadual, estabelece as competências institucionais e prevê os recursos para o desenvolvimento da atividade agrícola no Estado. A referida lei define que atividade agrícola é a produção, o processamento e a comercialização de produtos, subprodutos, derivados, insumos e serviços, bem como a utilização dos fatores de produção, nos setores agrícola, pecuário, florestal, pesqueiro e agro-industrial (parágrafo único do artigo 1º).

O IMA exerce a defesa sanitária, animal e vegetal, na atividade rural explorada para produção de alimentos. O IEF e a FEAM são responsáveis pelo licenciamento ambiental, de acordo com o potencial de afetação do meio ambiente que a atividade rural carrega em sua natureza. Algumas atividades rurais, de acordo com seu objeto e dependendo das técnicas utilizadas na produção, não têm potencial de afetação do meio ambiente, ficando dispensadas de licenciamento ambiental.

Em qualquer hipótese, é recomendável verificar, diretamente junto ao IEF e à FEAM, a exigibilidade do licenciamento ambiental para exploração da atividade rural e, se for o caso, quais são os requisitos para sua obtenção.

Na mesma linha, recomenda-se consultar o IMA sobre as hipóteses em que o registro e a autorização da vigilância sanitária são exigidos na exploração da atividade rural, e quais são os requisitos e exigências para obtê-los.

O IMA tem por finalidade planejar, coordenar, executar e fiscalizar programas de produção, de saúde e de defesa sanitária animal e vegetal; fiscalizar o comércio e o uso de insumos e produtos agropecuários; fiscalizar os criatórios e abates de animais silvestres; exercer a inspeção vegetal e a de produtos de origem animal; padronizar e classificar vegetais; e realizar promoções agropecuárias no Estado, na forma do regulamento e das diretrizes dos governos federal e estadual.

ASSUNTO: CULTIVO DE MAMÃO DATA DA ATUALIZAÇÃO: 31/08/2006

(Parte 1 de 7)

Comentários