Manual Segadeira de Discos

Manual Segadeira de Discos

(Parte 2 de 3)

CORTE EM TALUDES: Para realizar o corte em superfícies inclinadas, deve-se ajustar a posição da barra de corte, por intermédio do pistão hidráulico. Em caso de dúvidas para inclinar a barra de corte, consulte a página 7.

Antes de acionar a SDN-170, verifique com atenção: • Se não há objetos ou ferramentas sobre a máquina.

• Se não há pessoas ou animais próximos á maquina. Com a SDN-170 devidamente acoplada e lubrificada, dê a partida no motor do trator e deixe-o funcionando por alguns minutos em marcha lenta. Ligue a tomada de força e aumente aos poucos a aceleração até atingir 540 RPM.

Observar no painel do trator a marcação correspondente a 540 RPM na tomada de força. Na maioria dos tratores este ponto está compreendido entre 1700 e

1900 RPM no contagiros.

Caso haja necessidade, pode-se aumentar a altura da lona protetora A mudando-se a posição das buchas de apoio B para a furação acima.

Bfig. 16 fig. 17

Manual de Operação10 TENSIONAMENTO DAS CORREIAS

A sua SDN-170 necessita de um mínimo de manutenção para o seu perfeito funcionamento e máxima durabilidade. Para tanto, tornam-se indispensáveis os cuidados descritos nos itens a seguir.

! PERIGO! Sempre desligue o motor do trator antes de fazer manutenção ou regulagem na máquina.

Verifique regularmente o tensionamento das correias de transmissão. Sempre que necessário esticá-las, proceda como indicado na próxima página.

fig. 18

Os discos das facas giram em alta velocidade. Recomenda-se a verificação do aperto dos parafusos de fixação das facas a cada 10 horas de trabalho. Mantenha a lona protetora em boas condições. Verifique periódicamente o estado da mangueira do pistão hidráulico.

A SDN-170 está equipada com um dispositivo de segurança A que protege a barra de corte, na eventualidade da mesma bater em algum obstáculo durante a operação. Quando isso ocorre, a barra de corte é automaticamente articulada para trás, evitando possíveis danos ao equipamento. Neste caso, movimente o trator em marcha a ré, isso fára com que o dispositivo de segurança seja novamente ativado. Para assegurar que a proteção funcione perfeitamente, deve-se manter a mola do dispositivo com a compressão necessária, ou seja, no comprimento de 150 milímetros, medida M, indicada na fig. 18.

SDN-170 1

Solte os 2 parafusos A. Aperte a porca B até tensionar as correias de forma adequada. Reaperte os parafusos A. NOTA: Não se deve misturar correias usadas com novas. Quando necessário, substitua todas as correias.

fig. 19 FACAS

Com a barra de corte na posição normal de trabalho, coloque um calço de madeira, ou algo semelhante, entre os discos para evitar que os mesmos girem e retire o parafuso de fixação da faca (fig.20). Dê um giro na faca, para que o outro corte seja utilizado e monte-a novamente no mesmo disco. Recoloque o parafuso de fixação da faca.

ATENÇÃO! Nunca troque as facas de disco, isso afetará o balanceamento do conjunto, provocando desgaste prematuro dos componentes. Após montar as facas verifique com atenção se os parafusos de fixação estão bem apertados.

CALÇO DE MADEIRAfig. 20 fig. 21

A SDN-170 está equipada com facas de duplo corte, reversíveis . Quando um dos lados de corte apresentar desgaste acentuado, simplesmente inverta o lado de uso da faca. Para realizar a inversão, proceda como descrito a seguir:

Manual de Operação12

A lubrificação, regular e adequada, é fator indispensável para o bom desempenho e durabilidade deste equipamento. Recomenda-se inspeções periódicas e a utilização de lubrificantes de boa qualidade. A SDN-170 sai de fábrica com a caixa de transmissão e a barra de corte abastecidas com óleo SAE-90. É indispensável verificar os níveis do óleo a cada 2 dias.

VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DO ÓLEO: Após o término do trabalho diário, coloque a máquina em local plano. Levante a barra de corte até a posição de transporte e deixe baixar o óleo. Na manhã seguinte, verifique se o óleo está atingindo o nível do BUJÃO A. Se necessário complete com óleo SAE-90.

TROCA DO ÓLEO: Recomenda-se trocar o óleo da barra de corte ao menos uma vez por ano e completar o nível sempre que necessário. Para trocar o óleo: Com a barra de corte na posição vertical, retire o BUJÃO B e deixe escoar totalmente o óleo (recomenda-se deixar escoando durante a noite). Na manhã do dia seguinte, recoloque o BUJÃO B. Retire o BUJÃO A e coloque óleo SAE-90 até atingir a borda do furo onde é montado o BUJÃO A. Quantidade de óleo na troca: 1,50 litros.

A fig. 2

PERIGO! Verifique regularmente o estado de conservação das facas e parafusos. A folga excessiva entre o parafuso e o furo da faca, pode causar situações perigosas. Substitua-os quando apresentarem desgaste. UTILIZE SOMENTE PARAFUSOS E FACAS ORIGINAIS NOGUEIRA.

SDN-170 13

C fig. 23

VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DO ÓLEO: Coloque a máquina em local plano. Coloque a barra de corte na posição de trabalho (horizontal). Retire o tampão C e verifique o nível. Para estar no nível correto, o óleo deve estar atingindo o tampão C. Caso necessário, complete com óleo SAE-90.

TROCA DO ÓLEO: Recomenda-se trocar o óleo da Caixa de Transmissão ao menos uma vez por ano e completar o nível sempre que necessário. Para trocar o óleo: Coloque a máquina em local plano. Coloque a barra de corte em pé (posição de transporte), retire o tampão C e deixe escoar completamente o óleo. Baixe a barra de corte (posição de trabalho) e retire o tampão D. Através do furo C coloque óleo SAE-90 até atingir a borda do furo. Quantidade de óleo na troca: 250 ml. Recoloque o tampões C e D. NOTA:O tampão C é utilizado para verificar o nível, para esvaziar e abastecer a caixa de transmissão. O tampão D é somente para saída de ar. ATENÇÃO! A falta de óleo provoca aquecimento e danos aos componentes da transmissão. Lubrifique conforme indicado neste manual.

Manual de Operação14

Lubrificar com graxa, a cada 10 horas de trabalho, por intermédio das graxeiras A e B .

Multipurpose grease IIEsso Lubrax GMA-2 Petrobrás Alvania Shell Isaflex Ipiranga Agrotex 2Texaco Litholine MP2 Atlantic fig. 24 graxas recomendadas

SDN-170 15

Recomenda-se uma inspeção completa na SDN-170 após cada temporada. Partes danificadas devem ser consertadas ou substituídas, previnindo assim perdas durante o trabalho.

• Remova restos de produto da barra de corte.

• Lave cuidadosamente a máquina com água.

• Retire a lona plástica e faça uma aplicação de óleo em toda a máquina.

• Lubrifique adequadamente.

• Guarde a SDN-170 em local protegido do sol e da chuva.

Corte deficiente. Rotação incorreta. Corrigir rotação (540 rpm na tomada de força).

Facas sem corte ou danificadas.

Afiar, trocar de posição ou substituir facas. Ver página 1.

Correias patinando. Tensionar as correias. Ver página 1.

Facas montadas no sentido de rotação incorreto.

Verificar sentido de rotação das facas na pág. 1.

Corte muito alto. Ajustar altura de corte conforme indicado na página 06.

Caixa de transmissão aquecendo.

Nível de óleo incorreto. Acertar nível de óleo, ver página 12.

(Parte 2 de 3)

Comentários