Apostila de anatomia

Apostila de anatomia

(Parte 1 de 2)

APOSTILA SIMPLIFICADA PARA ESTUDOS

Revisada por Evandro Xavier

Qualquer duvida entre em contado: Evandro_jason@hotmail.com

ANATOMIA HUMANA E FISOLOGIA

Anatomia é a ciência que estuda, macro e microscopicamente, a constituição e o desenvolvimento dos seres organizados.

Anatomia macroscópica: É o estudo das estruturas observáveis a olho nu.

Anatomia Microscópica: É aquela relacionada com as estruturas corporais invisíveis a olho nu e requer o uso de instrumentos para ampliação.

Anatomia do Desenvolvimento: Estuda o desenvolvimento do individuo a partir do ovo fertilizado até a sua forma adulta.

DIVISÃO DO CORPO HUMANO

  • Cabeça;

  • Tronco e

  • Membros.

Corpo Humano: Cabeça e pescoço, tronco, membros.

Tronco dividido em Tórax e abdômen.

Membros divididos em Membros Superiores e Inferiores.

NORMAL E VARIAÇÃO ANATÔMICA

  • Normal é quando estatisticamente mais comum;

  • Variação Anatômica é qualquer fuga do padrão sem prejuízo da função;

Ex: Uma pessoa de seis dedos na mão, não é normal mais não prejudica a função dos membros superiores.

ANOMALIA E MONSTRUOSIDADE

  • Anomalia: Quando ocorre prejuízo funcional;

  • Monstruosidade: Se a anomalia for tão acentuada que deforme profundamente a construção do corpo, ou seja, incompatível com a própria vida.

POSIÇÃO ANATÔMICA

  • Deve-se considerar a posição anatômica como a de um indivíduo em posição ereta, em pé, com o olhar para o horizonte e a linha do queixo em paralelo à linha do solo. Os braços pendentes, mãos espalmadas, dedos unidos e palmas voltadas para frente. Os pés também unidos e pendentes.

PLANOS ANATÔMICOS

Planos anatômicos temos: Plano Sagital, Plano frontal ou coronal e Plano transversal ou horizontal.

Plano Sagital:

  • Planos verticais que passam longitudinalmente através do corpo, dividindo-o em metades direita e esquerda.

Plano Frontal:

  • São planos verticais que passam através do corpo em ângulos retos com o plano mediano, dividindo-o em partes anterior (frente) e posterior (de trás).

Plano Transversal:

  • Uma série sucessiva de planos transversais divide o corpo em segmentos.

Divide o corpo em partes superioreinferior.

TERMOS DE RELAÇÕES ANATÔMICAS

Inferior ou caudal: mais próximo dos pés;

Superior ou cranial: mais próximo da cabeça;

Anterior ou ventral: mais próximo do ventre;

Posterior ou dorsal: mais próximo do dorso;

Proximal: mais próximo do ponto de origem;

Distal: mais afastado do ponto de origem;

Medial: mais próximo do plano sagital mediano;

Lateral: mais afastado do plano sagital mediano;

Superficial: mais próximo da pele;

Profundo: mais afastado da pele

Holotopia: localização geral de um órgão no organismo. Ex.: o fígado está localizado no abdômen;

Sintopia: relação de vizinhança. Ex.: o estômago está abaixo do diafragma, à direita do baço e a esquerda do fígado;

Esqueletopia: relação com esqueleto. Ex.: coração atrás do esterno e da terceira, quarta e quinta costelas;

Idiotopia:relação entre as partes de um mesmo órgão. Ex.: ventrículo esquerdo adiante e abaixo do átrio esquerdo.

TERMOS DE MOVIMENTOS

Flexão: curvatura ou diminuição do ângulo entre os ossos ou partes do corpo. Extensão: endireitar ou aumentar o ângulo entre os ossos ou partes do corpo.

Adução: movimento na direção do plano mediano em um plano coronal. Abdução: afastar-se do plano mediano no plano coronal. Rotação Medial: traz a face anterior de um membro para mais perto do plano mediano.

Rotação Lateral: leva a face anterior para longe do plano mediano.

Pronação: movimento do antebraço e mão que gira o rádio medialmente em torno de seu eixo longitudinal de modo que a palma da mão olha posteriormente. e no ombro.

Supinação: movimento do antebraço e mão que gira o rádio lateralmente em torno de seu eixo longitudinal de modo que a palma da mão olha anteriormente. e no ombro.

OSTEOLOGIA

Os ossos são órgãos esbranquiçados, muito duros, que por intermédio das articulações constituem o esqueleto.

Admite-se o número de 206 ossos no corpo humano.

FUNÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO

    • Sustentação do organismo (apoio para o corpo);

    • Proteção de estruturas vitais (coração, pulmões, cérebro);

    • Base mecânica para o movimento;

    • Armazenamento de sais (cálcio, por exemplo) e

    • Hematopoiética (suprimento contínuo de células sangüíneas novas).

Temos a divisão do esqueleto humana em: Esqueleto Axial e Esqueleto Apendicular.

Esqueleto Axial: Composto por crânio, coluna vertebral e tórax.

Esqueleto Apendicular: Composto por membros superiores e inferiores.

OSSOS DA CABEÇA

  • O crânio é constituído por 8 ossos:

1 occiptal, 1 frontal, 2 temporais, 2 parietais, 1 esfenóide e 1 etmóide.

  • A face é constituída por 14 ossos:

2 nasais, 2 maxilas, 2 lacrimais, 2 zigomáticos, 2 palatinos, 2 conchas nasais inferiores, 1 vômer e 1 madíbula.

COLUNA VERTEBRAL

A coluna vertebral é constituída pela superposição de uma série de ossos isolados denominados vértebras. Superiormente, se articula com o osso occipital (crânio); inferiormente, articula-se com o osso do quadril (Ilíaco).

  • A coluna vertebral é dividida em quatro regiões: Cervical, Torácica, Lombar e Sacro-Coccígea.

  • 7 vértebras cervicais, 12 torácicas, 5 lombares, 5 sacrais e cerca de 4 coccígeas.

E temos também as curvaturas fisiológicas da coluna vertebral que são Lordose e Cifose.

CAIXA TORÁCICA

Formada pelas 12 vértebras torácicas, 12 pares de costelas e osso esterno.

Seus 12 pares de costelas são classificados em:

  • Os 7 primeiros pares são verdadeiras;

  • Os 5 pares subseqüentes são falsos onde os 2 últimos pares são flutuantes.

MEMBROS SUPERIORES

Composto por: Ombro, braço, antebraço e mão.

OSSOS: clavícula, escápula, úmero, ulna/rádio, ossos do carpo, ossos do metacarpo e falanges proximais, media e distal.

MEMBROS INFERIORES

Composto por: cintura pélvica, coxa, perna e pé.

OSSOS: Ílio, ísquio, púbis, fêmur, tíbia/fíbula, ossos do tarso, ossos do metatarso e falanges proximais, media e distal.

CLASSIFICAÇÃO OS OSSOS

Osso longo: seu comprimento é consideravelmente maior que a largura e a espessura. Consiste em um corpo ou diáfise e duas extremidades ou epífises. Exemplos apendicular: fêmur, úmero, rádio, ulna, tíbia, fíbula, falanges.

Osso laminar (Plano): seu comprimento e sua largura são equivalentes, predominando sobre a espessura. Ossos do crânio, como o parietal, frontal, occipital e outros como a escápula e o osso do quadril.

Osso curto: apresenta equivalência das três dimensões. Os ossos do carpo e do tarso são excelentes exemplos.

Osso irregular: apresenta uma morfologia complexa não encontrando correspondência em formas geométricas conhecidas. As vértebras e osso temporal são exemplos marcantes.

Osso pneumático: apresenta uma ou mais cavidades, de volume variável, revestidas de mucosa e contendo ar. Estas cavidades recebem o nome de sinus ou seio. Os ossos pneumáticos estão situados no crânio: frontal, maxilar, temporal, etmóide e esfenóide

Osso sesamóide: desenvolve na substância de certos tendões ou da cápsula fibrosa que envolve certas articulações. São chamados intratendíneos e periarticulares.

MIOLOGIA

Os músculos são órgãos constituídos principalmente por tecido muscular, especializado em contrair e realizar movimentos, geralmente em resposta a um estímulo nervoso.

Os músculos podem ser formados por três tipos básicos de tecido muscular:

Músculo liso: o músculo involuntário localiza-se na pele, órgãos internos, aparelho reprodutor, grandes vasos sangüíneos e aparelho excretor.

Músculo estriado esquelético: é inervado pelo sistema nervoso central e, como este se encontra em parte sob controle consciente, chama-se músculo voluntário.

Músculo estriado cardíaco: este tipo de tecido muscular forma a maior parte do coração dos vertebrados.

Vasos sanguíneos são:

Artéria composta por: tecido conjuntivo, tecido muscular liso, endotélio e células endoteliais.

Capilar composto por: endotélio e células endoteliais.

Veia composta por: tecido conjuntivo, tecido muscular liso e endotélio.

Músculos da face: frontal, orbicular ocular, elevador do lábio, zigomático, risório, orbicular bucal e depressor do lábio inferior.

Músculo do pescoço: esternocleidomastóideo.

Músculo do abdome: grande reto, grande oblíquo, pequeno obliquo e piramidal.

Os músculos esqueléticos são compostos de fibras musculares que são organizadas em feixes, chamados de fascículos. Os miofilamentos compreendem as miofibrilas, que por sua vez são agrupadas juntas para formar as fibras musculares

Sarcômeros São unidades de actina e miosina que se repetem ao longo da miofibrila muscular. São portanto unidade básica para a contração muscular que se dá pelo deslizamento dos filamentos de actina sobre os de miosina. Essa idéia é conhecida como teoria do deslizamento dos filamentos.

ARTROLOGIA

Articulação e a junção de dois ou mais ossos que permite aumento e diminuição da angulação – movimento.

Em suas estruturas temos classificados três tipos de articulações:

  • Fibrosas;

  • Cartilaginosas e

  • Sinoviais.

Em classificação de movimentos temos essas três articulações classificadas em:

Fibrosas = Sinartrose, nenhum movimento.

Ex: O cóccix.

Cartilaginosas = Anfiartrose, pouco movimento

Ex: coluna Torácica.

Sinoviais = Diartrose, muito movimento.

Ex: Vértebras.

ARTICULAÇÃO FIBROSA:

É composta por tecido conjuntivo fibroso. A grande maioria é encontrada no crânio. Obviamente a mobilidade dessa juntura é extremamente reduzida, embora o tecido fibroso conceda certa elasticidade ao crânio (antes da maturação óssea).

Existem três variedades de articulações fibrosas: ∙Sindesmose ∙Sutura ∙Gonfose

Sindesmoses: Nestas articulações, o tecido interposto é fibroso, mas não ocorre entre os ossos do crânio.Na anatomia, o único exemplo descrito de sindesmose é a tíbio-fibular(extremidades distais da tíbia e da fíbula).

Suturas: São encontradas nos ossos do crânio. A maneira em que as bordas dos ossos se encontram nos permitem ainda classifica-las em suturas planas (retilíneas),suturas escamosas (bisel), suturas serreadas (linha dentada) ou sutura esquindilese (encaixe).

Gonfose: É a articulação por inserção de um processo cônico em uma cavidade;é observada nas articulações das raízes dos dentes com os alvéolos da mandíbula e da maxila.

ARTICULAÇÃO CARTILAGINOSA:

São as articulações nas quais a junção dos ossos é feita por tecido cartilaginoso.Existem duas variedades: a sincondrose e a sínfise.

Sincondrose: Forma temporária de articulação, na qual a cartilagem é convertida em osso antes da idade adulta.Essas articulações são encontradas entre as epífises e os corpos dos ossos longos,entre o occipital e o esfenóide na época do nascimento e por alguns anos depois, e entre a parte petrosa do temporal e o processo jugular occipital.

Sínfise: É a articulação na qual as superfícies ósseas são unidas por discos fibrocartilagíneos, achatados, como nas articulações entre os corpos das vértebras ou entre os ossos púbicos.

ARTICULAÇÕES SINOVIAIS:

Representam a maioria das junturas do corpo. Nessas junturas, as superfícies ósseas são recobertas por cartilagem articular e unidas por ligamentos revestidos por membrana sinovial.Possuem ampla mobilidade, e o elemento que se interpõe às estruturas ósseas é a sinóvia ou líquido sinovial. Assim, o contato entre as superfícies articulares não é a principal estrutura ou característica,mas sim a cápsula articular. A cápsula articular é uma espécie de manguito que envolve a articulação,fixando-se nos ossos que se articulam. A cavidade articular é o espaço virtual onde se encontra o liquido sinovial,responsável pela lubrificação que reduz o atrito entre as estruturas, permitindo o deslizamento com o menor desgaste possível. Assim,cápsula articular,cavidade articular e liquido sinovial (sinóvia) são características de articulações (junturas) sinoviais.

ARTICULAÇÕES SINOVIAIS DO MEMBRO SUPERIOR

Articulação do ombro = art. Glenoumeral, escápula + úmero.

Articulação do cotovelo = úmero + ulna + rádio.

Articulação do punho = rádio + ossos do carpo(escafóide e semilunar)

Articulação intercarpais = entre os ossos do carpo.

Articulação carpometacápicas = entre ossos do carpo + ossos do metacarpo.

Articulação metacarpofalangeana = entre os ossos metacarpo + ossos das falanges proximais.

Articulação interfalangeana = entre os ossos das falanges da mão.

ARTICULAÇÕES SINOVIAIS DO MEMBRO INFERIOR

Articulação do Quadril = osso pelve + osso fêmur.

Articulação do joelho = osso fêmur + osso tíbia + osso patela.

Articulação do talocrural = osso tíbio + osso fíbula + osso tálus.

Articulação intertarsais = entre os ossos do tarso.

Articulação tarsometatársicas = ossos do tarso + ossos do metatarso.

Articulação metatarsofalangeana = ossos do metatarso + ossos falanges proximais.

Articulação interfalangeana = entre os ossos das falanges dos pés.

SISTEMA CARDIOVASCULAR

(Parte 1 de 2)

Comentários