(Parte 1 de 2)

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO

POP

MANAUS, AM - 2010

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO

POP

Endereço: Av. Álvaro Botelho Maia, n. 1046 – Centro

Manaus, Amazonas

CNPJ. 84.508.076/0001-12

Diretor Técnico: Drº. Rildo Auzier de Almeida

CRF AM/RR - 02158

MANAUS, AM – 2010

INTRODUCAO

No inicio das Ciências da Saúde, houve época que, na pessoa do sacerdote estavam embutidos o medico, o farmacêutico e o psicólogo, entre outros.

Em 1240, a farmácia foi separada oficialmente da medicina por um edital de Frederico II, imperador da Prússia, que estabeleceu na mesma época um código de ética profissional.

Bem recente, há algumas, décadas, ainda existiam farmácias com seus profissionais farmacêuticos habilitados, que formavam um vinculo de confiança na relação médico-farmaceutico-paciente.

Com o advento da indústria, seguiu-se uma tática de separação entre estes dois profissionais, fazendo com que hoje se sintam distantes entre si e até mesmo se desconheçam profissionalmente.

A farmácia hoje tem por objetivo a promoção da saúde através da personalização da relação de confiança entre médico-farmaceutico-balconista-paciente.

E é com muita certeza que as Drogarias Nazaré atende seus clientes e /ou pacientes hoje com um tratamento altamente diferenciado na área da saúde e com isso cada vez mais se fortalece o elo da drogaria junto ao médico com o seu paciente.

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO – POP

POP N. 01

Página: 01/14

Emissor: Dr. Rildo Auzier Emitido em: / /2010

Substitui POP n.:-

Revisor: Dra. Karine Maciel França

Revisado em: / /

Aprovação: Elizio Jr.

Aprovado em: / /

Título: IDENTIFICAÇÃO E ESTRUTURA DA DROGARIA

1. Identificação do estabelecimento:

Razão Social: NORTE FARMA IMP. E EXP. LTDA.

Drogarias Nazaré - Filial 104

1.1 Responsável técnico:

Dr. Rildo Auzier de Almeida. CRF AM/RR 02158/09

Dra. Karine Maciel França. CRF AM/RR 02088/

1.2 Objetivos do estabelecimento:

Venda de medicamentos, perfumarias e correlatos.

1.3 Objetivos do manual:

Regulamentar requisito para o funcionamento e o licenciamento deste estabelecimento.

1.4 Referência:

Brasil, Resolução n°328 de 22 de julho de 1999.

Brasil, Portaria n° 344 de 22 de maio de 1998.

Resolução ANVISA / RDC 44 – 18/08/2009.

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO – POP

POP N. 01

Página: 01/14

Emissor: Dr. Rildo Auzier Emitido em: / /2010

Substitui POP n.:-

Revisor: Dra. Karine Maciel

Revisado em: / /

Aprovação: Elisio Jr.

Aprovado em: / /

Título: IDENTIFICAÇÃO E ESTRUTURA DA DROGARIA

1.5 Estrutura física-Instalações

1.5.1 Teto, pisos e paredes:

Teto de concreto forrado com PVC branco, pisos de cerâmica e paredes pintadas.

1.5.2 Equipamentos, utensílios e acessórios:

A drogaria possui prateleiras de vidro, expositores, vitrines de vidro, 02 ares-condicionados, 02 balcão com prateleiras, 04computadores para vendas e 02 computadores para o caixa.

1.5.3 Limpeza:

Escala de funcionários

1.5.4 Sanitização e controle integrado de pragas:

Realizado pela empresa Vila da Barra Serviços.

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO – POP

POP N. 01

Página: 01/14

Emissor: Dr. Rildo Auzier Emitido em: / /2010

Substitui POP n.:-

Revisor: Dra. Karine Maciel

Revisado em: / /

Aprovação: Elisio Jr.

Aprovado em: / /

Título: ORGANIZACIONAL

2. Estrutura Organizacional

2.1 Pessoal

           

2.2 Responsabilidades e atribuições

Gerente:

- Responsável pelo estabelecimento quanto à organização;

- Orientação da limpeza;

- Distribuição de tarefas para os demais funcionários;

- Orientação quanto ao lançamento das notas fiscais no sistema;

- Retirada do pedido de conveniência e perfumaria;

-Orientação quanto à arrumação dos medicamentos nas prateleiras;

- Fechamento do caixa.

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO – POP

POP N. 01

Página: 01/14

Emissor: Dr. Rildo Auzier Emitido em: / /2010

Substitui POP n.:-

Revisor: Dra. Karine Maciel

Revisado em: / /

Aprovação: Elisio Jr.

Aprovado em: / /

Título: ORGANIZACIONAL

Farmacêutico:

- Responsável técnico do estabelecimento;

- Controla os medicamentos sujeitos à retenção de receita de acordo com a portaria n°344, de 12 de maio de 1998;

- Mantém a guarda dos medicamentos sujeitos a controle especial;

- Avalia a prescrição médica;

- Assegura condições adequadas de conservação e dispensação dos produtos;

- Avia prescrições médicas, podendo substituí-la por genérico, quando não proibidas pelo médico;

- Estabelece condições para o cumprimento da legislação pertinente;

- Mantém atualizada a escrituração;

(Parte 1 de 2)

Comentários