N-2040-Projetos Eletricidade

N-2040-Projetos Eletricidade

(Parte 1 de 4)

N-2040 REV. C JAN / 2004

PROPRIEDADE DA PETROBRAS 24 páginas e Índice de Revisões

Procedimento

Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior.

Cabe à CONTEC - Subcomissão Autora, a orientação quanto à interpretação do texto desta Norma. O Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma é o responsável pela adoção e aplicação dos seus itens.

Comissão de Normas Técnicas

Requisito Técnico: Prescrição estabelecida como a mais adequada e que deve ser utilizada estritamente em conformidade com esta Norma. Uma eventual resolução de não segui-la ("não-conformidade" com esta Norma) deve ter fundamentos técnico-gerenciais e deve ser aprovada e registrada pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada pelos verbos: “dever”, “ser”, “exigir”, “determinar” e outros verbos de caráter impositivo.

Prática Recomendada: Prescrição que pode ser utilizada nas condições previstas por esta Norma, mas que admite (e adverte sobre) a possibilidade de alternativa (não escrita nesta Norma) mais adequada à aplicação específica. A alternativa adotada deve ser aprovada e registrada pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada pelos verbos: “recomendar”, “poder”, “sugerir” e “aconselhar” (verbos de caráter não-impositivo). É indicada pela expressão: [Prática Recomendada].

SC - 06

Cópias dos registros das “não-conformidades” com esta Norma, que possam contribuir para o seu aprimoramento, devem ser enviadas para a CONTEC - Subcomissão Autora.

As propostas para revisão desta Norma devem ser enviadas à CONTEC - Subcomissão Autora, indicando a sua identificação alfanumérica e revisão, o item a ser revisado, a proposta de redação e a justificativa técnico-econômica. As propostas são apreciadas durante os trabalhos para alteração desta Norma.

Eletricidade

“A presente Norma é titularidade exclusiva da PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS, de uso interno na Companhia, e qualquer reprodução para utilização ou divulgação externa, sem a prévia e expressa autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis. A circulação externa será regulada mediante cláusula própria de Sigilo e Confidencialidade, nos termos do direito intelectual e propriedade industrial.”

Apresentação

As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas por Grupos de Trabalho

- GTs (formados por especialistas da Companhia e das suas Subsidiárias), são comentadas pelas Unidades da Companhia e das suas Subsidiárias, são aprovadas pelas Subcomissões Autoras - SCs (formadas por técnicos de uma mesma especialidade, representando as Unidades da Companhia e as suas Subsidiárias) e homologadas pelo Plenário da CONTEC (formado pelos representantes das Unidades da Companhia e das suas Subsidiárias). Uma Norma Técnica PETROBRAS está sujeita a revisão em qualquer tempo pela sua Subcomissão Autora e deve ser reanalisada a cada 5 anos para ser revalidada, revisada ou cancelada. As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas em conformidade com a norma PETROBRAS N - 1. Para informações completas sobre as Normas Técnicas PETROBRAS, ver Catálogo de Normas Técnicas PETROBRAS.

N-2040 REV. C JAN / 2004

1 OBJETIVO

1.1 Esta Norma fixa as condições mínimas exigíveis para a apresentação de projetos de eletricidade para instalações da PETROBRAS.

1.2 Esta Norma se aplica a projetos iniciados a partir da data de sua edição. 1.3 Esta Norma contém Requisitos Técnicos e Práticas Recomendadas.

2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES Os documentos relacionados a seguir contêm prescrições válidas para a presente Norma.

Resolução CONMETRO nº 12 de 12/10/8 - Regulamentação Metrológica e Quadro Geral de Unidades de Medida; NR-10 - Instalações e Serviços em Eletricidade; PETROBRAS N-75 - Abreviaturas para os Projetos Industriais; PETROBRAS N-298 - Símbolos Gráficos e Designações Empregados nos

Desenhos de Detalhamento de Instalações Elétricas Industriais;

PETROBRAS N-299 - Símbolos Numéricos Designativos da Função dos

Dispositivos Elétricos;

PETROBRAS N-381 - Execução de Desenho e Outros Documentos Técnicos em Geral;

PETROBRAS N-898 - Símbolos Gráficos e designações para Esquemas

Elétricos;

PETROBRAS N-1521 - Identificação de Equipamentos Industriais; PETROBRAS N-1600 - Construção, Montagem e Condicionamento de Redes

Elétricas;

PETROBRAS N-1614 - Construção, Montagem e Condicionamento de

Equipamentos Elétricos;

PETROBRAS N-1710 - Codificação de Documentos Técnicos de Engenharia; PETROBRAS N-1711 - Detalhes de Caixa de Enfiação (Manholes-EMH) para

Uso em Rede Elétrica Subterrânea;

PETROBRAS N-1842 - Caixa de Enfiação com Tampa Lisa - Requisição de

Material;

PETROBRAS N-1913 - Preparação de Requisição de Material; PETROBRAS N-1973 - Requisição de Material para Equipamentos Elétricos; PETROBRAS N-1996 - Projeto de Redes Elétricas em Envelopes de Concreto com Cabos Diretamente no Solo;

PETROBRAS N-1997 - Projeto de Redes Elétricas em Leitos para Cabos; PETROBRAS N-1998 - Projeto de Redes Elétricas Aéreas; PETROBRAS N-2006 - Projeto de Sistemas de Iluminação; PETROBRAS N-2039 - Projeto de Subestações; PETROBRAS N-2062 - Lista de Cargas Elétricas; PETROBRAS N-2064 - Emissão e Revisão de Documentos de Projeto; PETROBRAS N-2154 - Classificação de Áreas para instalações Elétricas em

Regiões de Perfuração e Produção;

PETROBRAS N-2155 - Lista de Dados para Classificação de Áreas; PETROBRAS N-2166 - Classificação de Áreas para Instalações Elétricas em

Refinarias de Petróleo;

PETROBRAS N-2167 - Classificação de Áreas para Instalações Elétricas em Unidades de Transporte de Petróleo, Gás e Derivados;

N-2040 REV. C JAN / 2004

PETROBRAS N-2510 - Inspeção e Manutenção de Instalação Elétrica em

Atmosfera Explosiva;

PETROBRAS N-2706 - Apresentação do Plano de Classificação de Áreas; ABNT NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão; ABNT NBR 5418 - Instalações Elétricas em Atmosferas Explosivas; API RP 14FZ - Recommended Practice for Design and Installation of

Electrical Systems for Fixed and Floating Offshore Petroleum Facilities for Unclassified and Class I, Zone 0, Zone 1 and Zone 2 Locations;

IEC 60079-10 - Electrical Apparatus for Explosive Gas Atmospheres

Part - 10: Classification de Hazardous Areas;

IEC 60287 - Electric Cables - Calculation of the Current Rating; IEC 60909 - Short-Circuit Currents in Three-Phase a.c. Systems; IEEE Std 80 - Guide for Safety in AC Substation Grounding; IEEE Std 141 - Recommended Practice for Electric Power Distribution for Industrial Plants;

IEEE Std 142 - Recommended Practice for Grounding of Industrial and Commercial Power Systems;

IEEE Std 242 - Recommended Practice for Protection and

Coordination of Industrial and Commercial Power Systems;

IEEE Std 10 - Recommended Practice for Powering and Grounding

Electronic Equipment; NFPA 70 - National Electrical Code.

3 DEFINIÇÕES Para os propósitos desta Norma são adotadas as definições indicadas nos itens 3.1 a 3.5.

3.1 Projeto “Básico de Eletricidade”

Conjunto de informações que definem as características básicas e conceituais a serem seguidas na elaboração do projeto executivo de um determinado sistema elétrico.

3.2 Projeto “Como Construído”

Projeto executivo devidamente revisado incorporando todas as modificações realizadas no sistema durante a fase de construção do projeto.

3.3 Projeto Executivo (ou de Detalhamento) de Eletricidade

Conjunto de informações necessárias e suficientes para a aquisição de equipamentos e materiais, construção e montagem e colocação em operação de um determinado sistema elétrico.

3.4 Subestação Auxiliar

Subestação destinada ao suprimento de energia a uma área ou unidade específica e cuja alimentação provenha de uma subestação principal, de uma central geradora ou de outra subestação auxiliar.

N-2040 REV. C JAN / 2004

3.5 Subestação Principal (ou Subestação de Entrada)

Subestação destinada a transformar a tensão recebida da concessionária em tensão de alimentação das subestações auxiliares.

4 CONDIÇÕES GERAIS

4.1 Generalidades

4.1.1 Qualquer item não coberto pelas normas da PETROBRAS indicadas deve seguir as normas da ABNT aplicáveis. Caso o item também não seja coberto por norma ABNT, deve ser seguida norma IEC aplicável.

4.1.2 Os documentos que constituem o projeto de eletricidade devem ser elaborados segundo as determinações das normas PETROBRAS N-75, N-298, N-299, N-381, N-898, N-1521, N-1710, N-1913 e N-2062.

4.1.3 As unidades utilizadas nos documentos constituintes de um projeto de eletricidade devem ser as unidades do sistema oficial de medidas, Sistema Métrico (SM), com abreviações, prefixos e sufixos normalizados. Outras unidades são aceitas se constarem do Quadro Geral de Unidades (QGU), anexo à resolução CONMETRO no 12 que dispõem sobre o uso do SM no Brasil. Quando utilizados eletrodutos metálicos (rígidos ou flexíveis) e seus acessórios, aceita-se a identificação de seus diâmetros nominais em polegadas.

4.1.4 A menos que indicado em contrário, o idioma utilizado em projetos de eletricidade da PETROBRAS deve ser o português.

4.2 Projeto Básico de Eletricidade

Deve ser constituído pelos seguintes documentos, a menos que indicado em contrário na diretriz contratual:

a) lista(s) de cargas elétricas; b) memorial descritivo com estudo técnico-econômico do sistema elétrico; c) memorial de cálculo dos curto-circuitos; d) estudo do fluxo de carga, inclusive estudo preliminar de partida de grandes máquinas; e) memoriais descritivos das filosofias adotadas para os sistemas de força, de aterramento, de iluminação, de proteção, de medição, de intertravamento, de sinalização e alarme e de proteção contra descargas atmosféricas; f) memorial descritivo com as características básicas das instalações elétricas; g) desenho(s) de plantas e cortes de classificação de áreas e lista(s) de dados para classificação de áreas; h) esquemas(s) unifilar(es); i) diagrama(s) lógico(s) ou funcional(is); j) arranjo preliminar de equipamentos - planta(s) e corte(s); k) estudo da estabilidade, transitório, harmônicos, etc., para sistemas elétricos de plataformas marítimas e/ou para outras instalações, quando o porte das instalações ou a potência total de conversores de freqüência assim justificar; l) livro(s) do projeto básico de eletricidade.

N-2040 REV. C JAN / 2004

4.3 Projeto Executivo de Eletricidade

Deve ser constituído por 2 conjuntos de documentos. O primeiro a ser emitido pelo projetista e o segundo pelos fabricantes. Os 2 grupos de documentos devem ser apresentados parceladamente e em fases distintas no decorrer do projeto.

4.3.1 Fases de Apresentação do Projeto Executivo de Eletricidade

Salvo indicado em contrário nas diretrizes contratuais, os documentos do projeto executivo de eletricidade devem ser apresentados em fases distintas de acordo com as finalidades para as quais estão sendo emitidos. Devem ser consideradas, no mínimo, as seguintes fases de emissão:

a) documentos preliminares; b) documentos para comentários; c) documentos para aprovação; d) documentos para desenvolvimento de projetos de outras especialidades; e) documentos para aquisição de equipamentos; f) documentos para construção e montagem; g) documentos “como comprado” e/ou “como construído”.

4.3.2 Documentação Emitida pela Projetista

A projetista deve apresentar, durante as diversas fases do desenvolvimento do projeto executivo de eletricidade, no mínimo, os documentos listados a seguir, a menos que o porte do projeto não exija a lista de documentos completa, o que deve ser decidido pela PETROBRAS:

a) cronograma de projeto; b) listas: - de documentos de projeto;

- de cargas elétricas;

- de cabos e eletrodutos e/ou circuitos;

- de materiais;

- de pontos de entrada/saída para sistemas digitais de automação elétrica;

- de dados para classificação de áreas; c) memoriais descritivos e/ou memórias de cálculo para: - dimensionamento de equipamentos;

- sistema de força e distribuição;

- sistema de aterramento;

- sistema de iluminação;

- sistema de proteção;

- sistema de intertravamento;

- sistema de sinalização e alarme;

- sistema de proteção contra descargas atmosféricas;

- serviço de construção e montagem;

- estudo de curto-circuito;

- estudo de fluxo de carga;

- sistema de detecção e alarme de fumaça na sala de painéis e porão de cabos; d) desenhos: - classificação de áreas (plantas e cortes);

- esquemas unifilares;

- esquemas trifilares;

N-2040 REV. C JAN / 2004

- esquemas funcionais; - diagramas de interligações;

- arranjo de equipamentos - planta;

- arranjo de equipamentos - cortes e detalhes;

- estruturas e equipamentos externos - plantas de locação;

- bases de equipamentos elétricos - locação e dimensões;

- diagrama de esforços e pesos nas estruturas;

- rede elétrica principal-planta geral;

- rede elétrica subterrânea - planta;

- rede elétrica subterrânea - perfis;

- rede elétrica subterrânea - seções;

- rede elétrica em leito para cabos - planta;

- rede elétrica em leito para cabos - detalhes construtivos;

- rede elétrica em leito para cabos - identificação e posicionamento de cabos;

- caixas de enfiação subterrâneas - características construtivas;

- caixas de enfiação aparentes para rede elétrica subterrânea - detalhes;

- caixas de enfiação subterrâneas - disposição de cabos;

- rede elétrica aérea - planta;

- rede elétrica aérea - perfis;

- rede elétrica aérea - detalhes;

- instalações aparentes - planta;

- instalações aparentes - detalhes;

- detalhes típicos de montagem;

- instalações elétricas prediais - planta e detalhes;

- distribuição de cargas dos circuitos de iluminação;

- sistemas de proteção contra descargas atmosféricas;

- sistema de aterramento - plantas;

- sistema de aterramento - detalhes;

- montagem de equipamentos - detalhes;

- livros do projeto executivo de eletricidade; e) documentos para aquisição de equipamentos e materiais: - especificações técnicas;

- folha de dados;

- requisições de materiais;

- pareceres técnicos;

- listas de materiais.

4.3.3 Documentação Emitida pelos Fabricantes

Os fabricantes devem apresentar, em fases distintas, no mínimo, os documentos relacionados a seguir, a menos que o equipamento ou material não exija todos estes documentos, o que deve ser decidido pela PETROBRAS:

a) cronogramas de fabricação; b) listas de documentos dos equipamentos; c) desenhos dos equipamentos; d) lista de sobressalentes; e) relatórios de ensaios; f) plano de inspeção e testes; g) manuais de montagem, operação e manutenção dos equipamentos.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS

A documentação constante do projeto de eletricidade (básico e executivo) deve conter, no mínimo, as informações indicadas nos itens 5.1.1 a 5.2.18.

N-2040 REV. C JAN / 2004

5.1 Projeto Básico de Eletricidade

5.1.1 Listas de Cargas Elétricas

Folhas padronizadas pela norma PETROBRAS N-2062 emitidas por subestação, fundamentadas no projeto básico do processo, contendo:

a) relação de todas as cargas elétricas, definida pelo processo, com respectiva identificação; b) serviço a que se destina; c) condição de funcionamento (principal, reserva ou intermitente); d) tensão; e) número de fases; f) potência.

5.1.1.1 Devem ser discriminadas cargas a serem alimentadas pelo barramento de emergência, caso este barramento se faça necessário, tais como: iluminação, pressurização e carregador de bateria.

(Parte 1 de 4)

Comentários