É um método de separação de partículas de acordo somente com o tamanho.

  • É um método de separação de partículas de acordo somente com o tamanho.

Os materiais passados através de uma série de peneiras de diferentes tamanhos é separado em frações uniformes, isto é, em frações nas quais os tamanhos máximo e mínimo das partículas são conhecidos.

  • Os materiais passados através de uma série de peneiras de diferentes tamanhos é separado em frações uniformes, isto é, em frações nas quais os tamanhos máximo e mínimo das partículas são conhecidos.

Uma única peneira pode fazer somente uma única separação em duas frações e estas são chamados frações desuniformes porque embora o limite superior ou inferior do tamanho das partículas que eles contenham seja conhecido, o outro limite é desconhecido.

  • Uma única peneira pode fazer somente uma única separação em duas frações e estas são chamados frações desuniformes porque embora o limite superior ou inferior do tamanho das partículas que eles contenham seja conhecido, o outro limite é desconhecido.

As peneiras industriais são feitas em barras metálicas, placas metálicas, perfuradas ou com ranhuras , telas de arame ou tecido. Os metais mais usados incluem o aço inoxidável, bronze, níquel e monel.

  • As peneiras industriais são feitas em barras metálicas, placas metálicas, perfuradas ou com ranhuras , telas de arame ou tecido. Os metais mais usados incluem o aço inoxidável, bronze, níquel e monel.

O tamanho das malhas das peneiras varia de 4 até 400 malhas, porém, peneiras mais finas de 100 ou 150 milhas, são, raramente usadas com partículas muito finas (outros tipos de separação são geralmente mais econômicos).

  • O tamanho das malhas das peneiras varia de 4 até 400 malhas, porém, peneiras mais finas de 100 ou 150 milhas, são, raramente usadas com partículas muito finas (outros tipos de separação são geralmente mais econômicos).

Era costume no passado, especificar peneiras somente pelo número de malhas por polegadas linear. Assim uma análise de peneira pode mostrar a porcentagem em peso do material que passa através de 10 malhas e permanece em 20 malhas, através de 20 e sobre 30 através de 30 e sobre 40, etc. Tal informação é bastante sem sentido, e nunca deve ser empregada a não ser que as peneiras sejam especificadas. A razão para isto é que as peneiras de arame com qualquer número de malhas por polegadas, são feitas com arame de diâmetros diferentes, variando assim a passagem livre das peneiras.

  • Era costume no passado, especificar peneiras somente pelo número de malhas por polegadas linear. Assim uma análise de peneira pode mostrar a porcentagem em peso do material que passa através de 10 malhas e permanece em 20 malhas, através de 20 e sobre 30 através de 30 e sobre 40, etc. Tal informação é bastante sem sentido, e nunca deve ser empregada a não ser que as peneiras sejam especificadas. A razão para isto é que as peneiras de arame com qualquer número de malhas por polegadas, são feitas com arame de diâmetros diferentes, variando assim a passagem livre das peneiras.

Isto pode ser observado na tabela a seguir, que mostra a variação da abertura livre frente a um diâmetro de arame, com malha constante. Quanto maior o Ø do arame, menor a abertura livre e o mesmo vale para o inverso.

  • Isto pode ser observado na tabela a seguir, que mostra a variação da abertura livre frente a um diâmetro de arame, com malha constante. Quanto maior o Ø do arame, menor a abertura livre e o mesmo vale para o inverso.

Para remediar estas situações várias escalas de peneiras tem sido apresentadas, nas quais o Ø do arame e o número de malhas por polegadas são especificadas, assim como existe uma relação definida entre as abertura numa peneira e a que lhe sucede na série.

  • Para remediar estas situações várias escalas de peneiras tem sido apresentadas, nas quais o Ø do arame e o número de malhas por polegadas são especificadas, assim como existe uma relação definida entre as abertura numa peneira e a que lhe sucede na série.

É baseada numa peneira de 200 malhas com arame de 0,0021 in de Ø, proporcionando uma abertura livre de 0,0029 in. Peneiras sucessivamente mais grossa tem a sua malha e Ø do arame de tal maneira ajustados que a área de abertura em uma peneira é aproximadamente duas vezes a área de abertura na peneira mais fina a seguir. Isto significa que a razão entre os tamanhos lineares das aberturas em quaisquer duas peneiras sucessivas vale 1/ 2.As peneiras mais finas, normalmente usada é a de 200 malhas, porém existem até 400 mesh, porém raramente usadas(mais para laboratório).

  • É baseada numa peneira de 200 malhas com arame de 0,0021 in de Ø, proporcionando uma abertura livre de 0,0029 in. Peneiras sucessivamente mais grossa tem a sua malha e Ø do arame de tal maneira ajustados que a área de abertura em uma peneira é aproximadamente duas vezes a área de abertura na peneira mais fina a seguir. Isto significa que a razão entre os tamanhos lineares das aberturas em quaisquer duas peneiras sucessivas vale 1/ 2.As peneiras mais finas, normalmente usada é a de 200 malhas, porém existem até 400 mesh, porém raramente usadas(mais para laboratório).

Usa a peneira padrão Tyler de 200 malhas, como case, mas difere ligeiramente nos outros tamanhos. A diferença é insignificativa e podem ser consideradas intermutáveis(mudam entre si).

  • Usa a peneira padrão Tyler de 200 malhas, como case, mas difere ligeiramente nos outros tamanhos. A diferença é insignificativa e podem ser consideradas intermutáveis(mudam entre si).

Na maioria das peneiras as partículas caem através das aberturas da peneira por gravidade. Em alguns casos elas são retiradas da peneira por uma escova ou força centrífuga. Partículas irregulares caem rapidamente e facilmente através das grandes aberturas em uma superfície estacionária; com partículas mais finas a superfície de peneiração deve ser agitada de algum modo. Os meios mais comuns são a movimentação de uma peneira cilíndrica através de um eixo horizontal; ou com peneiras planas, usando agitação, giro ou vibração mecânica ou elétrica.

  • Na maioria das peneiras as partículas caem através das aberturas da peneira por gravidade. Em alguns casos elas são retiradas da peneira por uma escova ou força centrífuga. Partículas irregulares caem rapidamente e facilmente através das grandes aberturas em uma superfície estacionária; com partículas mais finas a superfície de peneiração deve ser agitada de algum modo. Os meios mais comuns são a movimentação de uma peneira cilíndrica através de um eixo horizontal; ou com peneiras planas, usando agitação, giro ou vibração mecânica ou elétrica.

A análise granulométrica é realizada com peneiras padronizadas quanto à abertura das malhas e à espessura dos fios de que são feitas.

  • A análise granulométrica é realizada com peneiras padronizadas quanto à abertura das malhas e à espessura dos fios de que são feitas.

  • A Série Tyler é a mais comumente utilizada no Brasil. É constituída de quatorze peneiras e tem como base uma peneira de 200 malhas por polegada (200 mesh), feita com fios de 0,053 mm de espessura, o que dá uma abertura livre de 0,074 mm.

  • As demais peneiras, apresentam 150, 100, 65, 48, 35, 28, 20, 14, 10, 8, 6, 4 e 3 mesh.

  • Quando se passa de uma peneira para a imediatamente superior (por exemplo da de 200 mesh para a de 150 mesh), a área da abertura é multiplicada por dois e, portanto, o lado da malha é multiplicado por

Um outro projeto de peneira para materiais irregulares é a peneira de revolução ou tambor. A superfície de peneiragem é um cilindro metálico perfurado com uma série de vários tamanhos . O cilindro gira em torno do eixo longitudinal ligeiramente inclinado . A alimentação entra no cilindro pelo extremo superior; os sólidos maiores são retirados pelo extremo inferior . Durante o seu trajeto através do equipamento os sólidos passam primeiro sobre o trecho de orifícios menores com aproximadamente ¼ de in de diâmetro , e então sobre os trechos de diâmetro progressivamente maiores . As primeiras partículas (menores) caem através da primeira porção e assim sucessivamente as partículas de diversos tamanhos são separados em várias frações. Estas peneiras são muito eficientes para partículas grossas.

  • Um outro projeto de peneira para materiais irregulares é a peneira de revolução ou tambor. A superfície de peneiragem é um cilindro metálico perfurado com uma série de vários tamanhos . O cilindro gira em torno do eixo longitudinal ligeiramente inclinado . A alimentação entra no cilindro pelo extremo superior; os sólidos maiores são retirados pelo extremo inferior . Durante o seu trajeto através do equipamento os sólidos passam primeiro sobre o trecho de orifícios menores com aproximadamente ¼ de in de diâmetro , e então sobre os trechos de diâmetro progressivamente maiores . As primeiras partículas (menores) caem através da primeira porção e assim sucessivamente as partículas de diversos tamanhos são separados em várias frações. Estas peneiras são muito eficientes para partículas grossas.

Sistemas de peneiração podem ser empregados para produzir de 2 a 4 correntes de produtos. Uma boa capacidade é alcançada pela “vibração circular” no plano vertical.

  • Sistemas de peneiração podem ser empregados para produzir de 2 a 4 correntes de produtos. Uma boa capacidade é alcançada pela “vibração circular” no plano vertical.

  • Usualmente são fabricadas de aço carbono ou aço inoxidável.

  • São ativadas por um motor com excêntrico ajustável.

  • Este ajuste permite características de vibração diferentes, para uma peneiração suave e grandes tempos de residência, ou alta capacidade mesmo para materiais de difícil tratamento.

  • 1. largura da área onde o material está sendo alimentado;

  • 2. relação entre abertura da malha e tamanho das partículas;

  • 3. vibração imposta à peneira;

  • 4. inclinação da peneira.

  • Pode-se aumentar a capacidade da peneira aumentando a freqüência da vibração, ou o ângulo de sua inclinação.

  • Usualmente as peneiras são calculadas para suportar 5g de aceleração.

Um outro projeto de peneira para materiais irregulares é a peneira de revolução ou tambor.

  • Um outro projeto de peneira para materiais irregulares é a peneira de revolução ou tambor.

  • A superfície de peneiragem é um cilindro metálico perfurado com uma série de vários tamanhos .

  • O cilindro gira em torno do eixo longitudinal ligeiramente inclinado .

  • A alimentação entra no cilindro pelo extremo superior; os sólidos maiores são retirados pelo extremo inferior .

  • Durante o seu trajeto através do equipamento os sólidos passam primeiro sobre o trecho de orifícios menores com aproximadamente ¼ de in de diâmetro , e então sobre os trechos de diâmetro progressivamente maiores

  • As primeiras partículas (menores) caem através da primeira porção e assim sucessivamente as partículas de diversos tamanhos são separados em várias frações.

  • Estas peneiras são muito eficientes para partículas grossas.

Comentários