dimensionamento de pavimentos flexíveis em SP

dimensionamento de pavimentos flexíveis em SP

(Parte 3 de 5)

Os coeficientes estruturais da Sub-base granular, do agregado reciclado e do reforço do subleito serão obtidos pelas expressões:

CBRKe 13

SB CBR 3 ≤= SL

onde:

CBRSB, CBRREF e CBRSL são os índices de suporte da sub-base, reforço e subleito, respectivamente.

Destas expressões, resultam os coeficientes estruturais apresentados no

Quadro 5.5 em função das relações CBRSB/CBRSL e CBRREF/CBRSL. Mesmo que o CBR do reforço ou da sub-base seja superior a 30% deve ser considerado igual a 30% para efeito de cálculo das relações anteriormente descritas.

Quadro 5.5 Coeficientes estruturais em função das relações de CBR

IP- 05 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO MEIO PESADO, PESADO, MUITO PESADO E FAIXA EXCLUSIVA DE ÔNIBUS

5.5 SUPER ESTRUTURAS TÍPICAS RECOMENDADAS PARA REVESTIMENTO, BASE E SUB-BASE

Caso o projetista adote as superestruturas indicadas nas Figuras 5.2, 5.3 e 5.4, o dimensionamento da estrutura do pavimento ficará praticamente restrito à determinação das características e espessuras das camadas de reforço do subleito.

TRÁFEGO MEIO PESADO

Figura 5.2

Nota: no caso de subleito com CBR < 8%, deverá ser calculada a espessura de reforço com CBR >= 8%

TRÁFEGO PESADO

FIGURA 5.3

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,0 CM IMP IMPERM MB 7,5 CM BGS/MH 15,0 CM

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR >= 8%

15,0 CM

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 5,0 CM IMP IMPERM BGTC 15,0 CM BGS 10,0 CM

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR >= 8%

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,5 CM IMPR IMPERM BGTC 15,0 CM BGS/MH 10,0 CM

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR >= 8%

15,0 CM

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,5 CM IMPR IMPERM BGTC 15,0 CM BGS/MH 10,0 CM

REFORÇO SUBLEITO SOLO CBR >= 8% H ref

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR VARIÁVEL

15,0 CM

IP- 05 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO MEIO PESADO, PESADO, MUITO PESADO E FAIXA EXCLUSIVA DE ÔNIBUS

Figura 5.4 TRÀFEGO MUITO PESADO

FIGURA 5.5 SUPERESTRUTURA PARA CORREDORES DE ÔNIBUS

VOLUME MÉDIO
N Típico = 107 solicitações

Nota: no caso de subleito com CBR < 8%, deverá ser calculada a espessura de reforço com CBR >= 8%

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,5 CM IMPR IMPERM BGTC 20,0 CM BGS/MH 10,0 CM

REFORÇO SUBLEITO SOLO CBR >= 8% H ref

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR VARIÁVEL

15,0 CM

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,5 CM IMPR IMPERM BGTC 20,0 CM BGS/MH 10,0 CM

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR >= 8%

15,0 CM

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 5,0 CM IMPR IMPERM BGTC 15,0 CM BGS 10,0 CM

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR >= 8%

IP- 05 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO MEIO PESADO, PESADO, MUITO PESADO E FAIXA EXCLUSIVA DE ÔNIBUS

N Típico = 5X107 solicitações

O dimensionamento parte do pressuposto que haverá sempre uma drenagem superficial adequada e que o lençol d'água subterrâneo deverá estar localizado a pelo menos 1,50m em relação ao greide de terraplenagem. Caso esta condição não seja atendida, o mesmo deverá ser rebaixado através de drenos ou a Projetista deverá apresentar solução alternativa e submetê-la à aprovação da SIURB/PMSP.

6.2 CONDIÇÕES DAS CAMADAS DA ESTRUTURA DO PAVIMENTO

O dimensionamento pressupõe, também, que sejam inteiramente satisfeitos os requisitos de controle e recebimento, conforme as Instruções de Execução da SIURB/PMSP.

As bases estabilizadas granulometricamente deverão ser compactadas a, no mínimo, 100% do Proctor Intermediário, ressalvados os casos que venham a danificar as construções lindeiras, onde deverá ser utilizada base de macadame hidráulico.

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,5 CM IMPR IMPERM BGTC 20,0 CM BGS 10,0 CM

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR >= 8%

15,0 CM

CAUQ 5,0 CM IMPR LIGANTE BINDER 7,5 CM IMPR IMPERM BGTC 20,0 CM BGS 10,0 CM

REFORÇO SUBLEITO SOLO CBR >= 8% H ref

SUBLEITO COMPACTADO 100% PN CBR VARIÁVEL

15,0 CM

(Parte 3 de 5)

Comentários