contabilidade publica

contabilidade publica

Professor ALBANIR RAMOS 2006

“Contabilidade Governamental éuma especialização da contabilidade ciência, voltada para o estudo e a análise dos atos e fatos que ocorrem na administração pública”.

“Contabilidade pública éa disciplina que aplica, na administração pública, as técnicas de registros e apurações contábeis em harmonia com as normas gerais do Direito Financeiro”. JOÃO ANGÉLICO

“Contabilidade Pública éo ramo da contabilidade que estuda, orienta, controla e demonstra a organização e execução da fazenda pública, o patrimônio público e suas variações”. HEILIO KOHAMA

“Contabilidade Pública éo ramo da contabilidade que coleta, registra e controla os atos e fatos da Fazenda Pública, mostra o Patrimônio Público e suas variações, bem como acompanha e demonstra a execução do orçamento”. JOÃO BATISTA FORTES DE SOUZA PIRES

JOÃO EUDES BEZERRA FILHO e ALUNOS

“Contabilidade Pública éo ramo da Ciência Contábil que controla o patrimônio público, evidenciando as variações e os conseqüentes resultados, inclusive sociais, decorrentes dos atos e fatos de natureza orçamentária, financeira e patrimonial nas entidades de administração pública”.

O objeto de qualquer contabilidade éo

PATRIMÔNIO. O da Contabilidade Pública éo

PATRIMÔNIO PÚBLICO, exceto os bens de domínio público, como: praças, estradas, ruas, etc., considerados no Código Civil como bens de uso comum do povo.

Fornecer informações, atualizadas e exatas, à administração para subsidiar as tomadas de decisões, aos órgãos de controle interno e externo para o cumprimento da legislação e às instituições governamentais e particulares para fins estatísticos ou de interesse dessas instituições.

Entidades (Colaboradoras):

União ÂMinistérios /Sec. Especiais Estados e Municípios ÂSecretarias

•PODER LEGISLATIVO: União ÂCongresso Nacional Estados Assembléias Legislativas Municípios ÂCâmaras Municipais (Tribunais de Contas)

•PODER JUDICIÁRIO: Federal e Estadual

(Ministério Público)

•FUNDAÇÕES PÚBLICAS (dependentes)

•EMPRESAS DEPENDENTES (aquelas que utilizam recursos a conta do orçamento público para despesas de custeio e investimentos específicos)

LEI COMPLEMENTAR Nº101/2000

CÓDIGOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA -CAF (E e DF) Lei Federal nº10.180/2001 (U)

Res. CFC 750/93 -Princípios Fundamentais de Contabilidade; Res. CFC 563/83 -NBC T 2.1 -Das formalidades da escrituração contábil; Res. CFC 597/85 -NBC T 2.2 -Da documentação contábil; Res. CFC 596/85 -NBC T 2.4 -Da retificação de lançamento; Res. CFC 685/90 -NBC T 2.7 -Do balancete.

•ENTIDADE -autonomia patrimonial; •CONTINUIDADE -entidade com vida ilimitada p/ contabilidade;

•OPORTUNIDADE -integridade e tempestividade;

•REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL -registro inicial no patrimônio;

•ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA -alteração do poder aquisitivo da moeda;

•COMPETÊNCIA -reconhecimento das receitas e despesas independente de recebimento ou pagamento;

•PRUDÊNCIA -menor valor para o ativo e maior valor para o passivo.

Receita Corrente

Receita de Capital

Créditos Orçamentarios e Suplementares

Créditos Especiais

Créditos Extraordinários

Soma Soma Déficits Superávit TOTAL TOTAL

Créd EmpLiqDca Débito Crédito

Créd EmpLiqDco Débito Crédito

Créd Empa LiqDca Débito Crédito

Créd Empa LiqDco Débito Crédito

Rca Realizada Débito Crédito

Rco Realizada Débito Crédito

Cred. Esp. Dco Débito Crédito

Cred. Disp. Dco Débito Crédito

Cred. In. Dco Débito Crédito

Rcoa Realizar Débito Crédito

Prev. In. Rco Débito Crédito

Prev. In. Rca Débito Crédito

Rcaa Realizar Débito Crédito

Cred. Disp. Dca Débito Crédito

Cred. In. Dca Débito Crédito

Comentários