Pesquisa II quimica organica

Pesquisa II quimica organica

Universidade do Estado da Bahia – UNEB

Curso: Química EAD

Disciplina: Química orgânica I.

Professora formadora: Rita Cerqueira

Pólo: Itaberaba G6

Alunos: Daiane Ribeiro e Silva, Evanete Trindade Fonseca e Marileide Alves Souza

Atividade: Pesquisa II Fármacos que tenham substâncias farmacologicamente ativas, cuja estrutura apresenta grupos funcionais dos compostos orgânicos II, falando sobre sua ação farmacológica, se são de origem natural ou sintética e identificando além dos grupos funcionais os estereocentros.

Farmacos

Anteriormente, o uso de drogas era realizado somente através de materiais vegetais ou minerais, sem conhecimento da causa da doença ou de que forma as drogas utilizadas faziam seu efeito de cura. Para Celso adotou a teoria da Doutrina da Assinatura, que dizia que Deus formulava a cura de uma doença indicando um sinal comparativo. Por exemplo, era o formato da flor de verônica um olho, então a verônica funcionava no combate de tratamento de doenças oculares.

Depois do século XX, iniciou-se a substituição dos fármacos naturais pelos sintéticos, descobertas ao acaso, triagem empírica, modificação molecular, introdução de grupos volumosos, alteração de estado eletrônico, entre outros.

Farmacos e suas estrutras

A fórmula estrutural de um fármaco/medicamento importante e muito usado, o Paracetamol.

Este apresenta as seguintes funções orgânicas: Álcool (Fenol) e Amida.

A.A.S (Ácido acetilsalicílico).

As funções orgânicas presentes são: Éster e Ácido Carboxílico.

Propanolol é um medicamento indicado para pessoas que sofrem de hipertensão arterial. Apresenta as funções alcoóis, éteres e aminas.

Heptaminol que é um medicamento classificado como a vasodilatador usado às vezes no tratamento de pessoas que apresentam pressão sanguinea baixa. Contém as funções amina e álcool.

O ácido ascórbico,a vitamina C é obtida através de vegetais,verduras cruas,legumes e frutas cítricas. Os grupos funcionais presentes são éster,enol e álcool e possui 2 carbonos primários e 4 terciários em sua estrutura.

MeperidinaDisponível na forma de cloridato de sal é um analgésico estupefaciente,termo utilizado para descrever a medicação capaz de produzir uma reversível depressão do sistema nervoso central,reduzindo a dor.Comumente referida por uma das suas marcas conhecidas,Demerol.Denominação da IUPAC:1-etil-metil-4-fenil-piperidine-4carboxilatoFórmula Química:C15 H21 NO2

O uso dos antiinflamatórios não-esteróides apresenta-se como uma excelente alternativa terapêutica no controle da resposta inflamatória, seja pós-clínica, seja pós-cirúrgica, com a presença de dor e edema limitantes para o paciente. Seu mecanismo de ação baseia-se na inibição da produção de prostaglandinas, que estão intimamente relacionadas com os vasos sangüíneos, as terminações nervosas e as células envolvidas na inflamação. Porém, deve-se estar atento ao seus possíveis efeitos colaterais e reações adversas. No momento de sua prescrição, deve-se levar em conta o estado geral de saúde e das características individuais orgânicas do paciente, uma vez que mal indicado e, principalmente, mal prescrito, sua agressão pode superar o seu benefício. 

Piroxicam, por exemplo, tem como exemplo comercial o feldene. segue em anexo a nomenclatura desse composto     

Referencias:

http://www.portaldosfarmacos.ccs.ufrj.br/

http://virtualpsy.locaweb.com.br/index.php?sec=44

http://www.unirio.br/farmacologia/Aulas.htm

Comentários