sinais vitais

sinais vitais

As medidas dos sinais vitais, revelam a eficácia das funções corporais como circulação, respiração, temperatura corpórea e pressão arterial. A mensuração dos sinais vitais proporciona dados para determinar o estado de saúde usual do cliente, assim como resposta a tratamento medico e de enfermagem.

  • As medidas dos sinais vitais, revelam a eficácia das funções corporais como circulação, respiração, temperatura corpórea e pressão arterial. A mensuração dos sinais vitais proporciona dados para determinar o estado de saúde usual do cliente, assim como resposta a tratamento medico e de enfermagem.

  • A alteração dos sinais vitais podem indicar uma mudança na função fisiológica no cliente e é uma forma de monitorar as condições básicas e rápida identificação de problemas.

A temperatura corporal é a diferença entre a quantidade de calor produzida e a quantidade de calor perdida para o meio externo.

  • A temperatura corporal é a diferença entre a quantidade de calor produzida e a quantidade de calor perdida para o meio externo.

  • A produção do calor no corpo é realizada pelo metabolismo , ou seja, queima dos alimentos e exercícios físicos.

  • A temperatura corporal varia de acordo com a hora do dia, temperatura ambiente, idade do indivíduo, atividade física, doenças, algumas medicações e emoções.

Existem vários locais para verificação da temperatura corporal. Os locais mais usuais são:

  • Existem vários locais para verificação da temperatura corporal. Os locais mais usuais são:

  • Membrana Timpânica;

  • Boca;

  • Reto;

  • Axilas.

  • Existem vários termômetros e no Brasil usamos o de escala em Graus Celsius ou Centígrados.

O aparelho utilizado para aferir temperatura é o termômetro que pode ser de vidro com mercúrio ou digital. Existem no mercado fitas para se verificar a temperatura, mas é pouco utilizado.

  • O aparelho utilizado para aferir temperatura é o termômetro que pode ser de vidro com mercúrio ou digital. Existem no mercado fitas para se verificar a temperatura, mas é pouco utilizado.

  • Existem três tipos de termômetro de vidro: Oral (ponta fina) e retal com ponta arredondada, tipo ervilha.

O termômetro oral tem a ponta alongada, permitindo uma maior exposição aos vasos sanguíneos da boca. O retal tem a ponta arredondada para prevenir traumas.

  • O termômetro oral tem a ponta alongada, permitindo uma maior exposição aos vasos sanguíneos da boca. O retal tem a ponta arredondada para prevenir traumas.

  • Vantagens: Baixo preço, grande disponibilidade e confiabilidade;

  • Desvantagem: Tempo longo de permanência para registro de temperatura e fragilidade. O mercúrio é um metal perigoso e a quebra acidental pode levar a uma absorção por mucosas e inalação pelos vapores produzidos.

Tempo de permanência e locais de exposição:

  • Tempo de permanência e locais de exposição:

  • Oral: 5 min;

  • Retal: 3 min;

  • Axilar; 8 min.

  • Variações de temperatura.

  • Afebril: 36 a 37C

  • Febril: 37.1 a 37.8C

  • Febre: 37.8 a 38.9C

  • Hipotermia; Abaixo de 35.0C

Padrões de Febre.

  • Padrões de Febre.

  • Constante: Elevação persistente por mais de 24 hrs;

  • Intermitente: Febre intercalada com períodos de temperatura normal.

  • Sinais que indicam febre:

  • Rubor facial;

  • Pele quente;

  • Sede;

  • Agitação com confusão ou prostração.

Vantagens: Não exige mudança de decúbito e leitura precisa.

  • Vantagens: Não exige mudança de decúbito e leitura precisa.

  • Desvantagens: Pode afetada pela ingestão de líquido frios, tabagismo. Não deve ser verificada se o cliente respira pela boca. Não deve ser utilizada por pacientes que sofreram cirurgias de boca ou com trauma oral e tremores. Não utilizar em lactentes, crianças ou adultos confusos ou não colaborativo.

  • ( Material e técnica, vide apostila pág. 135-136)

É mais confiável que a temperatura oral e axilar. Termômetro deve ser individual para esta técnica.

  • É mais confiável que a temperatura oral e axilar. Termômetro deve ser individual para esta técnica.

  • É indicada para o diagnóstico diferencial nos casos de apendicite.Casos como queimados em regiões da axila.

  • Contra indicadas nos casos de cirurgias retais, sangramentos, diarréias e doenças retais.

  • ( Material e técnica pág. 136-137)

Local menos preciso, mas mais que corre menos riscos para o cliente. A temperatura fornecida é a temperatura da artéria axilar.

  • Local menos preciso, mas mais que corre menos riscos para o cliente. A temperatura fornecida é a temperatura da artéria axilar.

  • ( Técnica e material pág. 137-138)

O Pulso é uma onda de sangue que é percebido em artérias estratégicas pelo corpo. Esta onda é sentida na sístole, e é representada pela resistência das artéria frente a onda de sangue. O pulso é percebido pela compressão de uma artéria periférica sobre uma osso. O número de sensações de palpação observadas em um minuto são denominas de Freqüência de pulso ou Freqüência cardíaca.

  • O Pulso é uma onda de sangue que é percebido em artérias estratégicas pelo corpo. Esta onda é sentida na sístole, e é representada pela resistência das artéria frente a onda de sangue. O pulso é percebido pela compressão de uma artéria periférica sobre uma osso. O número de sensações de palpação observadas em um minuto são denominas de Freqüência de pulso ou Freqüência cardíaca.

  • As artérias mais fáceis de serem palpadas são:

A ausculta apical é o melhor local para se verificar a freqüência cardíaca de um bebe ou criança e mesmo em adultos. Utiliza-se um estetoscópio e sua localização é na linha hemiclavicular nos quarto e quinto espaço intercostal.

  • A ausculta apical é o melhor local para se verificar a freqüência cardíaca de um bebe ou criança e mesmo em adultos. Utiliza-se um estetoscópio e sua localização é na linha hemiclavicular nos quarto e quinto espaço intercostal.

Freqüência de pulso.

  • Freqüência de pulso.

  • Varia de acordo com a idade, sexo, condições físicas e emocionais do cliente.

  • Bradicardia: Freqüência lenta, geralmente inferior a 60 Bat .min.

  • Taquicardia: Freqüência elevada, geralmente superior a 100 Bat.min.

  • O ritmo: Variação de batimentos, falha. Nesses caos temos pulso arrítmicos.

  • Volume: Cheio, quando sentimos a onde forte;

  • Volume: Fraco , fino ou filiforme, quando sentimos a onda fraca nos dedos.

  • ( Técnica e material. Pág. 139-140)

A freqüência, profundidade e ritmo dos movimentos ventilatórios indicam a qualidade e a eficiência da respiração. No adulto variam de 12 a 20 Mov.Min

  • A freqüência, profundidade e ritmo dos movimentos ventilatórios indicam a qualidade e a eficiência da respiração. No adulto variam de 12 a 20 Mov.Min

  • Fatores que influenciam no padrão respiratório:

  • Exercícios, dor aguda, ansiedade, tabagismo, anemia, posição corporal, medicações e lesão de tronco cerebral.

Alterações nos padrões respiratórios:

  • Alterações nos padrões respiratórios:

  • Bradipnéia: Freqüência lenta, inferior a 12 Mov. Min em adultos;

  • Taquipneia: Freqüência rápida, superior a 20 Mov. Min;

  • Hiperpneia: Elevação da freqüência e profundidade da respiração;

  • Dispnéia: Dificuldade para respiração caracterizada por um esforço na inspiração e expiração;

  • Ortopneia: Possibilidade de respirar sentado;

  • Apneia: Ausência respiratória;

Respiração Cheyne Stokes: Freqüência e profundidade irregulares com períodos de Apneia.

  • Respiração Cheyne Stokes: Freqüência e profundidade irregulares com períodos de Apneia.

  • Eupnéia: Respiração dentro dos padrões normais.

  • ( técnica e materiais. Pág. 141)

É a pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias, dependendo da força de contração do coração, da quantidade de sangue e da resistência das artérias.

  • É a pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias, dependendo da força de contração do coração, da quantidade de sangue e da resistência das artérias.

  • O ponto mais alto é chamado de sístole e o mais baixo de diástole.

  • O aparelho utilizado é o esfigmomanômetro e o estetoscópio com braçadeiras variando de acordo com a circunferência do braço do cliente. Deve corresponder a 40% do tamanho.

O primeiro som claro que o sangue flui pela artéria comprimida é chamada de sistólica. A diastólica é quando o som muda ou desaparece.

  • O primeiro som claro que o sangue flui pela artéria comprimida é chamada de sistólica. A diastólica é quando o som muda ou desaparece.

  • A pressão arterial de um individuo varia de acordo com vários fatores tais como a idade , o estado de vigília ou sono e com o uso de drogas, fumo ou álcool.

  • É importante ressaltar que a pressão alta é chamada de hipertensão e a baixa é hipotensão.

Comentários