exercícios de Casos Clínicos

exercícios de Casos Clínicos

(Parte 19 de 24)

Exames

2

Dia 7

Dia 14

Dia 21

Referência

Hemoglobina (g%)

11,6

11,6

11,5

11,4

11,8-15,2

Eritrócitos (1012.l-1)

4,0

4,0

3,8

3,8

3,9-5,3

Leucócitos (109.l-1)

8a

8a

8a

8a

4-11

Tempo de protrombina (seg)

17

25

18

12-16

TGP (transaminase) (UI.l-1)

1500

980

475

15-55

alcalina (UI.l-1)

190

550

720

420

30-110

Albumina plasmática (g/l)

35

34

33

35-50

Bilirrubina plasmática (mol.l-1)

40 principal-mente conjugada

85 conjugada + não-conjugada

110 conjugada + não-conjugada

70 principal-mente não-conjugada

3-20

Bilirrubina na urina

+

++

+

0

0

Urubilinogênio

++

+

0

0

(+)

Fezes (coloração)

Normal

Pálidas

normal

a linfocitose relativa; 5 dos linfócitos são atípicos.

Questòes

Qual o provável diagnóstico?

Qual o significado do aumento de TGP no plasma? Qual a explicação do aumento e depois diminuição desta enzima no decorrer da doença?

A fosfatase alcalina é indicador de que tipo de alteração?

Justifique a hiperbilirrubinemia e as variações nos tipos de bilirrubina no transcorrer do quadro.

Qual tipo de bilirrubina é observada na urina?

Explique o aumento do urubilinogênio nas primeiras semanas?

CASO CLÍNICO 02

P.T., um gerente de loja de 61 anos de idade foi admitido no hospital para investigação. Ele havia consultado seu clínico geral há alguns meses, recaclamando de indigestão e sensação de “estufamento” na região epigástrica. Com o decorrer do tempo ele começou apresentar uma dor do tipo cólica, no quadrante superior direito que se irradiava para a área escapular, associado com vômito, especialmente após refeições reforçadas (“pesadas”). Várias ocasiões ele apresentou febre (38,5oC), tremores, dor intensa, apresentaram vômitos, urina escura e pruridos. Suas fezes estavam normais. Ele perdeu cerca de 1,5 Kg em cerca de 6 meses.

Exame clínico:O paciente estava ictérico, temperatura de 38oC.Sensibilidade na região subcostal direita. Fígado não estava aumentado.

Todos os outros sistemas não anormalidade aparente.

Investigação Laboratorial:

Resulatados

Exame

Dia 1

Dia 4

Dia 10

Dia 14

Referência

Hemoglobina (g%)

14,5

13-17

RBC (1012. l-1)

5,0

4,2-6,5

WBC (109.l-1)

15

17

4-11

Bilirrubina plasmática total (mol.l-1)

40

220 (não conjugada 85)

55

35

3-20

Fosfatase alcalina (UI.l-1)

150

650

350

95

30-110

TGP- aminotransferase (UI.l-1)

40Fosfatase

65

70

75

15-55

Albumina plasmática (g/l)

43

42

35-50

Bilirrubina na urina

+

++

+

0

0

Urubilinogênio urinário

(+)

0

0

+

(+)

Fezes (coloração)

normal

Clara

normal

normal

Cultura sangüínea

E. Coli

E. Coli

-

-

Questòes

Por que ocorre aparecimento de bilirrubina na urina?

Qual o significado da cor clara das fezes e ausência de urubilinogênio urinário?

Qual o significado no auxílio de diagnóstico de um aumento acentuado da fosfatase alcalina sem um aumento significativo da transaminase?

Qual a provável causa de hiperbilirrubinemia neste caso?

Poderia sugerir a razão do aparecimento de E. Coli neste quadro?

CASO CLÍNICO 03

D.T., 34 anos, feminina, há 13 meses vem apresentando: anorexia, náuseas, vômitos, fadiga, indisposição, mialgias, cefaléia, dor no hipocôndrio direito e astenia. Refere constipação intestinal e insônia.

EXAMES COMPLEMENTARES:

Dados obtidos

Valorde referência

TGO

319 U/L

4 - 36 U/L

TGP

276 U/L

4 - 32 U/L

Bilirrubina direta

0.28 mg/dl

até 0.4 mg/dl

Bilirrubina indireta

1.07 mg/dl

até 0.8 mg/dl

Bilirrubina total

1.35 mg/dl

até 1.2 mg/dl

Anti - VHC

+

-

CASO CLÍNICO 04

S.R., nasceu com 3.100 Kg e 49 cm. Sua mãe era Rh - e ele nasceu Rh + . O bebê encontrava-se bastante ictérico e foram então realizados os seguintes exames:

BILIRRUBINA DIRETA

2.71 mg/dl

Até 0.2 mg/dl

BILIRUBINA INDIRETA

22.38 mg/dl

Até 0.8 mg/dl

BILIRRUBINA TOTAL

25.09 mg/dl

Até 1.00 mg/dl

Foi submetido a Fototerapia, Fluidoterapia e antibióticoterapia. Alimentou-se no seio materno. Exames colhidos 5 dias após o tratamento demostraram os seguintes resultados:

BILIRRUBINA DIRETA

2.11 mg/dl

BILIRRUBINA INDIRETA

15.39 mg/dl

BILIRRUBINA TOTAL

17.50 mg/dl

CASO CLÍNICO 05

O.G., 57 anos, foi internado várias vezes por problemas hepáticos. Refere ter adquirido o vírus da Hepatite “B” há 8 anos sem no entando ter apresentado qualquer sinal ou sintoma da doença. Há 1 ano iniciou com edema de membros inferiores, distensão abdominal e náuseas. Ele negou ser etilista ou tabagista. Relatou ortopnéia, perda do apetite e astenia no último mês.

Ao exame físico notou-se apenas uma leve icterícia (+/+4).

EXAMES COMPLEMENTARES

Dados obtidos

Valores de referênica

Leucócitos

16.100 p/mm3

5.000 - 10.000 p/mm3

Lactato desidrogenase

38 U/l

150 - 360 U/l

Albumina

0.19 g/dl

3.80 - 5.00 g/dl

Uréia

118 mg/dl

12 - 47 mg/dl

Sódio

120 mEq/l

135 - 145 mEq/l

Potássio

7.0 mEq/l

3.5 - 5.0 mEq/l

Amilase

4.0 U/l

25 - 114 U/l

TGP

59 U/l

até 45 U/l

TGO

74 U/l

12 - 46 U/l

Gama-GT

26 U/l

7 - 32 U/l

Bilirrubina Total

2.77 mg/dl

até 1.00 mg/dl

Bilirrubina Direta

0.96 mg/dl

até 0.20 mg/dl

Bilirrubina Indireta

1.81 mg/dl

até 0.80 mg/dl

CASO CLÍNICO 06

Um menino de 13 anos de idade foi levado pela sua mãe ao médico logo após um esforço físico, que se queixava de indisposição, além de dor muscular iniciada há dois dias. No exame físico, o médico constatou febre (38,4ºC) e icterícia. O menino não apresentava dor ou edema abdominal, linfoadenopatia, hepato ou esplenomegalia, e sinais óbvios de distensão muscular. Exames complementares realizados com amostra de urina mostraram que a taxa de urobilinogênio estava normal, e não havia presença de bilirrubina na amostra. O médico então pediu testes de função hepática, que apresentaram os seguintes resultados:

Análise do Plasma

Dados Obtidos

Valores de Referênca

Albumina

45 g/L

36 - 47 g/L

Atividade Fosfatase-alcalina

180 UI/L

40 - 125 UI/L

Atividade ALT*

30 UI/L

10 - 40 UI/L

Atividade GGT*

35 UI/L

10 - 55 UI/L

[Bilirrubina total]

60 mol/L

2 - 17 mol/L

*Obs.: ALT = Alanina-Amino-Transferase / GGT = Gama-Glutamil-Transferase

Testes de privação de calorias e o teste do ácido nicotínico apresentaram um pico de bilirrubina indireta em, aproximadamente, 48 horas.

Questões

Qual o mais provável diagnóstico?

Explique a formação da bilirrubina no organismo e sua eliminação.

Quais são as possíveis causas da concentração elevada de bilirrubina plasmática demonstrada no exame?

Relacione a taxa de bilirrubina total com a concentração de urobilinogênio urinário normal e a ausência de bilirrubina na urina.

Comente sobre a privação de calorias e o teste do ácido nicotínico no diagnóstico diferencial.

CASO CLÍNICO 07

P.S.L., 23 anos, branco, procedente de Fraiburgo.

Paciente portador de cirrose hepática criptogênica, evoluindo com icterícia progressiva e intensa há oito meses. Há um mês e meio vem evoluindo com edema de membros inferiores e ascite. Refere dor anal.

Várias internações hospitalares, inclusive no Hospital Universitário, a maioria devido à descompensação hepática. Veio ao HU para tratamento ambulatorial, ficando internado devido ascite, edema em membros inferiores e hemorróida que exterioriza ao evacuar e sangra posteriormente.

No exame físico, foi constatado os seguintes sinais:

icterícia: ++++/4;

abdome: globoso, com ascite moderada. Hepatoesplenomegalia, com fígado palpável a 3cm do rebordo costal direito;

edema de membros inferiores: ++/4.

Exame em aparelho cardiovascular e respiratório foram normais. Nega ingesta de álcool.

Exames laboratoriais:

Dados Obtidos

Valores de Referência

Bilirrubina direta

13,59mg/Dl

0 - 0,4mg/dL

Bilirrubina indireta

4,34mg/dL

0 - 0,8mg/dL

Bilirrubina total

17,93mg/dL

0 - 1,2mg/dL

TGO - AST

150U/L

6 - 15U/L

TGP - ALT

130U/L

5 - 21U/L

Fosfatase alcalina

81U/L

13 - 59U/L

Gamaglobulina-transferase

66U/L

Homens: 12 - 54U/L

Hemácias

4,1milhões/mm3

Hemoglobina

12g/dL

Hematócrito

36%

Leucócitos

10.100/mm3

Glicose

63mg/dL

75 - 115mg/dL

Líquido ascítico:

Proteínas totais

0,5g/dL

6,0 - 8,0g/dL

Albumina

0,17g/dL

3,8 - 5,0g/dL

Globulina

0,33g/dL

1,5 - 3,5g/dL

Glicose

136mg/dL

75 - 115mg/dL

Lactato-desidrogenase

43U/L

150 - 450U/L

TAP*

35,4%

70 - 100%

*TAP: tempo de atividade da protrombina.

CASO CLÍNICO 08 (HU/2000)

D.O., setenta anos, branco, sexo masculino, natural de Florianópolis, foi internado no HU no dia 05/04/2000. O paciente, seqüelado de AVC há cinco anos, vem evoluindo com confusão mental e amnésia de longa data. Apresenta icterícia há dois dias e urina colúrica, nega dor abdominal, e nega alteração nas fezes. Refere diabetes e emagrecimento, nega etilismo. Ao exame físico apresentou-se ictérico (+++/4). Abdome: globoso, indolor, fígado fibroelástico a 5cm do RCD (Rebordo Costal Direito), hepatomegalia (25cm), massa em flanco direito de 5cm, móvel.

Exames lab.

Valores encontrados

Valores referência

Glicose

144 mg/dl

70 – 110 mg/dl

Uréia

99 mg/dl

15 – 39 mg/dl

Creatinina

1,6 mg/dl

0,8 – 1,3 mg/dl (homens)

Aspartato aminotransferase (GOT)

53 U/I

15 – 37 U/I

Alanina aminotransferase (GPT)

75 U/I

30 – 65U/I

Bilirrubina total

10,86 mg/dl

Até 1,00 mg/dl

Bilirrubina direta

10,85 mg/dl

Até 0,3 mg/dl

Bilirrubina indireta

0,01 mg/dl

Até 0,7 mg/dl

Gama GT

763 U/I

15 – 85 U/I (homens)

Fostatase alcalina

1085 U/I

40 – 250 U/I (> 70 anos)

exame de urina constatou bilirrubina (+++). Em 13/04/2000 submeteu-se a TC (Tomografia Computadorizada), onde observou-se obstrução do colédoco

distal e tumor de ducto biliar.

Questões

01.Explique a formação da bilirrubina no organismo e sua eliminação.

02.Quais os tipos de icterícia e em qual deles este caso se enquadra?

03.Por que a bilirrubina direta é que está aumentada? Cite as doenças em que a bilirrubina direta esta aumentada e as doenças em que a bilirrubina indireta está aumentada.

04.Explique a causa de bilirrubina na urina.

05.Porque as enzimas aminotransferases (GOT e GPT), fosfatase alcalina e gama GT estão elevadas?

(Parte 19 de 24)

Comentários