Como Fazer Um Telhado

Como Fazer Um Telhado

(Parte 2 de 2)

Determine a quantidade de Terças seguindo os valores apresentados na tabela seguinte

VÃO MÁXIMO DAS TERÇAS [Lt]

VÃO DOS CAIBROS [Lc]

Grupo de Madeira conforme seu tipo

A

B

C

A

B

C

1,00 a 1,20

2,70

2,85

3,10

3,30

3,50

3,85

1,21 a 1,40

2,55

2,70

2,95

3,15

3,30

3,60

1,41 a 1,60

2,40

2,60

2,80

3,00

3,15

3,45

1,61 a 1,80

2,30

2,45

2,70

2,85

3,05

3,30

1,81 a 2,00

2,25

2,40

2,60

2,75

2,90

3,20

2,01 a 2,20

 

2,30

2,50

 

2,80

3,10

2,21 a 2,40

 

 

2,45

 

 

3,00

2,41 a 2,60

 

 

2,35

 

 

2,90

 

Terça de 6 X 12

Terça de 6 X 16

Fonte: IPT = Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São PauloTabela válida para telhados com telhas de cerâmica tipo Francesa. Para outros tipos de telhas os valores são outros.

Lr = Vão da Ripa = 50 centímetros.

GRUPOS DE MADEIRAS

Grupo A

Grupo B

Grupo C

amendoincanafístulaguarucaiajequitibá brancolaranjeiraperoba rosa

cabriúva pardacabriúva vermelhacaovicoração de negrocupiubafaveirogarapaguapevalouro pardomandigaupau cepilhopau marfimpau pereirasucupira amarela

anjico pretoguarantãtaiuva

Construção dos Caibros

Os caibros são as peças que apoiam as Ripas. Deve-se tomar o cuidado de não deixar vãos muito grandes, pois o caibro não vai aguentar o peso das telhas e vai envergar.

Então, colocamos uma Terça para evitar que os Caibros fiquem abaulados:

COMO FAZER?

Determine a quantidade de Terças conforme o tipo de madeira e dimensões do Caibro.

VÃO MÁXIMO DOS CAIBROS [Lc]

TIPO DO CAIBRO

Grupo de Madeira conforme seu tipo

A

B

C

Caibro de 5 X 6

1,40

1,60

1,90

Caibro de 5 X 7

1,90

2,20

2,50

Fonte: IPT = Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São PauloTabela válida para telhados com telhas de cerâmica tipo Francesa. Para outros tipos de telhas os valores são outros.

Lr = Vão da Ripa = 50 centímetros.

GRUPOS DE MADEIRAS

Grupo A

Grupo B

Grupo C

amendoincanafístulaguarucaiajequitibá brancolaranjeiraperoba rosa

cabriúva pardacabriúva vermelhacaovicoração de negrocupiubafaveirogarapaguapevalouro pardomandigaupau cepilhopau marfimpau pereirasucupira amarela

anjico pretoguarantãtaiuva

 

EMENDA DE CAIBROS: Caso seja necessário emendar os caibros, não faça a emenda em qualquer lugar. Produre fazer a emenda bem em cima de uma Terça.

Construção das Ripas

As Ripas são as peças que apoiam as Telhas.

A distância entre uma Ripa e outra vai depender do fabricante da Telha. infelizmente os fabricantes não seguem um padrão único de tamanho de Telha.

Aliás, é por causa disso que devemos guardar algumas telhas no sótão pois quando alguma telha quebrar, dificilmente encontraremos telhas exatamente do mesmo tamanho.

COMO FAZER?

Meça a distância necessária montando um trecho de telhado.Confeccione um Gabarito com a distância determinada.Pregue as Ripas usando o Gabarito.

CUIDADOS: Na montagem das telhas, tomar o cuidado para que cada telha fique bem incaixada nas demais. Não deixar muito apertado.Veja na foto abaixo um erro muito comum:

As telhas estão mal encaixadas.Então, a água da chuva vai cair bem no meio do vão entre uma telha e outra.

Construção das Ferragens

Algumas peças precisam de Ferragens para complementar a rigidez do conjunto.

COMO FAZER?

Cálculo das Calhas

Ler a norma brasileira NBR-10.844 - Instalações Prediais de Águas Pluviais

Para o cálculo das Calhas devemos calcular, antes, a quantidade de chuva que vai cair no telhado.

A quantidade de água que uma chuva joga sobre um telhado varia em função de diversos fatores como o clima (tropical, equatorial, etc.), a estação do ano (primavera, verão, etc.) e a localização geográfica (norte, nordeste, sul, etc.).

Para o cálculo da quantidade de água, não se leva em consideração tais fatores mas apenas a maior intensidade da chuva.. Mesmo em regiões de poucas chuvas como no nordeste brasileiro, quando chove a chuva pode ter uma intensiade pluviométrica tão grande como uma chuva em São Paulo.

Um bom número para quantidade de chuva é o seguinte:

0,67 liitros por segundo por metro quadrado

o que corresponde a uma chuva com período de recorrência de 100 anos e com intensidade pluviométrica de 240 milímetros por hora.

Vejamos como calcular a quantidade de água nas calhas de um exemplo como o da figura abaixo.

Essa casa tem apenas uma água (para facilitar a compreensão).

Primeiro você deve determinar os pontos de descida de água. Vamos colocar 3 condutores de descida nas posições indicadas na figura acima. Observe que o telhado ficou dividido em 2 áreas. A Área 1 de 7,20 X 4,00 e a Área 2 de 4,50 X 4,00 m.

A água da chuva que cair na Área 1 será recolhida pela Calha 1. A Calha 1 tem duas caídas, metade da água corre para o Condutor 1 e a outra  metade para o Condutor 2. Vamos chamar de V1 a vazão que corre para cada lado na Calha 1.

V1 = 0,67 X 4,00 X 7,20/2 = 9,65 litros por segundo

Com o mesmo raciocínio, temos a vazão V2 que corre para cada lado da Calha 2.

V2 = 0,67 X 4,00 X 4,50/2 = 6,03 litros por segundo

TABELA DE CALHAS

Capacidade de condução de calhas tipo meia cana com declividade de 2% [litros por segundo]

DIÂMETRO

POLEGADAS

4

6

8

10

12

MILÍMETROS

100

150

200

250

300

Chapa Galvanizada:

7,1

22,8

50,2

90,8

154,3

PVC:

12,7

38,7

81,6

146,8

239,1

Consultando a tabela acima, vemos que a Calha 1 deve ter o diâmetro de 150 mm podendo conduzir até 22,8 litros por segundo. Da mesma forma, vemos que a Calha 1 deve ter um diâmetro de 100 mm podendo conduzir até 7,10 litros por segundo. Por uma questão de uniformidade, adotaremos, tanto para a Calha 1 como para a Calha 2 o diâmetro de 150 mm.

Pela figura, observa-se que o condutor mais solicitado é o Condutor 2 pois deve conduzir a vazão V1 e também a vazão V2.

VC2 = V1 + V2 = 9,65 + 6,03 = 15,68 litros por segundo.

TABELA DE CONDUTORES

Capacidade de condução de condutores verticais PVC ou Chapa Galvanizada

DIÂMETRO

VAZÃO [litros por segundo]

POLEGADAS

MILÍMETROS

2

50

0,57

3

75

1,76

4

100

3,83

6

150

11,43

Para atender à vazão de 15,68 litros por segundo, teremos que instalar 2 tubos de 150 mm com capacidade total de 22,86 litros por segundo.

Algumas peças precisam de Ferragens para complementar a rigidez do conjunto.

A montagem das calhas começa pela peça chamada bocal de descida que deve ser firmemente fixada:

 

Depois que terminar a fixação de todos os bocais de saída, começa a instalar as calhas.Tomar sempre o cuidado de deixar um caimento de pelo menos 2% para garantir que a poeira, terra e areia que forem depositadas serão lavadas na primeira chuva.

Caimento de 2% significa que em um trecho de 1 metro ou 100 centímetros, o desnível deverá ser de 2 centímetros.

As calhas de PVC possuem um encaixe tipo macho/fêmea com anel de borracha que garante a estanqueidade.

As calhas de chapa de ferro galvanizados deverão ser rebitadas para garantia da resistência mecânica e estanhadas para garantir a estanqueidade.

Calha tipo Moldura

A Calha tipo Moldura é aquela que tem um perfil parecido com o desenho seguinte:

Sua instalação se faz com o auxílio de Suportes de Ferro conforme o desenho seguinte:

 

Deve-se tomar o cuidado da telha não invadir muito a seção da calha. É necessário fazer a manutenção periódica, removendo folhas e galhos de árvores.O caimento da calha deve ser de pelo menos 2%. Com um caimento menor que isso, começa a acumular terra e areia.

Calha tipo Meia Cana

A Calha tipo Moldura é aquela que tem um perfil parecido com o desenho seguinte:

Sua instalação se faz apoiando as abas sofre sarrafos conforme o desenho seguinte:

Deve-se tomar o cuidado da telha não invadir muito a seção da calha. É necessário fazer a manutenção periódica, removendo folhas e galhos de árvores.O caimento da calha deve ser de pelo menos 2%. Com um caimento menor que isso, começa a acumular terra e areia.

Calha tipo Água Furtada

A Calha tipo Moldura é aquela que tem um perfil parecido com o desenho seguinte:

Sua instalação se faz apoiando-a sobre as ripas que se encontram na água furtada conforme o desenho seguinte:

Rufo tipo Interno

O Rufo tipo Moldura é aquele que tem um perfil parecido com o desenho seguinte:

Sua instalação se faz com o auxílio de pregos que o prendem na parede lateral conforme o desenho em perspectiva seguinte:

Veja um corte esquemático:

Rufo tipo Pingadeira

O Rufo tipo Pingadeira é aquele que tem um perfil parecido com o desenho seguinte:

Sua instalação se faz mediante o emprego de pressão, ficando "encaixado" na parte de cima da parede ou mureta.

Não é recomendável o emprego de pregos ou parafusos para a fixação do rufo pingadeira, mesmo porque o furo será um ponto fraco, com tendência a enferrujar com mais facilidade. Além disso, ao furar, a chapa vai ficar levemente encurvada para baixo, favorecendo o empoçamento de água da chuva.

Deixar um caimento de pelo menos 2% para um dos lados para evitar o acúmulo de poeira.

 

(Parte 2 de 2)

Comentários