Pneumatica e Hidraulica

Pneumatica e Hidraulica

(Parte 1 de 7)

Comandos

Eletropneumáticos e Eletrohidráulicos

Professor Luís Francisco Casteletti

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial SUMÁRIO:

Assuntopg
Noções básicas de hidráulica03
Lei de Pascal03
Vantagens do acionamento hidráulico04
Fluidos04
Bombas05
Cavitação05
Reservatório07
Pressão08
Instrumentos indicadores08
Escoamento09
Fluxo em paralelo10
Fluxo em série1
Pneumática12
Características do ar comprimido12
Propriedades físicas dos gases12
Transformação de temperatura13
Produção de ar comprimido13
Reservatório de ar comprimido15
Tubulações e conexões16
Unidade de conservação18
Elementos de trabalho19
Elementos de comando e regulagem21
Tipos de acionamento25
Representação de seqüência de movimentos31
Esquemas de comando32
Conversão pneumática de sinais32
Equipamentos elétricos34
Equipamentos de saída de sinal36
Montagem de tarefas de pneumática36
Montagem de tarefas de eletropneumática48
Montagem de tarefas de hidráulica60
Simbologia70

Professor Luís Francisco Casteletti 2

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial 1- Noções Básicas de Hidráulica

1. Hidráulica: utiliza um líquido confinado (óleo/água) para transmitir movimento multiplicando forças. Para ganhar em força, perde-se em deslocamento. Pelo fato de usar líquido praticamente incompressível, a transmissão de movimentos é instantânea.

1.1. Lei de Paschal: se aplicarmos uma força em uma área (rolha) em líquido confinado, o resultado será uma pressão igual em todas as direções.

Professor Luís Francisco Casteletti 3

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial

F = Força (Kgf) P = Pressão (Kgf/cm²)

A = Área (cm²) F AP

Área da Circunferência: A = 0,7854 x d²

1.2. Vantagens do acionamento hidráulico: - Velocidade variável – através da válvula reguladora de fluxo;

- Reversibilidade – através da válvula direcional;

- Parada instantânea – através da válvula direcional;

- Proteção contra sobre carga – através da válvula de segurança ou limitadora de pressão; - Dimensões reduzidas.

1.3.Fluido É definido como sendo qualquer líquido ou gás. Entretanto, em hidráulica, refere-se ao líquido utilizado como meio de transmitir energia (óleo ou água).

1.3.1. Funções do fluido hidráulico: - Transmitir energia;

- Lubrificar peças móveis;

- Vedar folga entre essas peças móveis;

- Resfriar ou dissipar calor;

- Limpar o sistema.

1.3.2. Principais fluidos hidráulicos: - Água (com aditivo);

- Óleos minerais;

- Fluidos sintéticos;

- Fluidos resistentes ao fogo (emulsões de glicol em água, soluções de glicol em água e fluidos sintéticos não aquosos).

Professor Luís Francisco Casteletti 4

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial

1.3.3. Viscosidade: é a característica mais importante a ser observada na escolha de um fluido hidráulico. Pode ser definida como sendo a medida de resistência do fluido ao se escoar, ou seja, é a medida inversa à da fluidez. Se um fluido escoa com facilmente, sua viscosidade é baixa e pode-se dizer que o fluido é fino ou lhe falta corpo. Um fluido que escoa com dificuldade tem alta viscosidade. Neste caso, diz-se que é grosso ou tem bastante corpo. Quanto maior for a temperatura de trabalho de um óleo, menor será sua viscosidade, ou seja, a viscosidade é inversamente proporcional à temperatura de trabalho.

1.4. Bomba Hidráulica É utilizada nos circuitos hidráulicos para converter energia mecânica em energia hidráulica. Ela é responsável em criar fluxo de fluido para o sistema. A bomba hidráulica não gera pressão. A pressão só criada quando houver restrição à passagem de fluxo.

Reservatório Fluxo Hidráulico Pressão

Atmosférica

M Motor Bomba Hidráulica Acoplamento

Motor elétrico: converte energia elétrica em movimento mecânico rotativo. Acoplamento: transfere movimento mecânico rotativo do motor para a bomba. Bomba hidráulica: converte movimento mecânico rotativo em fluxo hidráulico. Reservatório: armazena o fluido hidráulico.

1.4.1. Cavitação: é a entrada de ar, pela tubulação de entrada de óleo para a bomba, para o sistema hidráulico. Pode ser provocada por filtro entupido ou até nível de óleo baixo no reservatório. A cavitação deixa o sistema trabalhando irregularmente e a bomba barulhenta.

Professor Luís Francisco Casteletti 5

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial

1.4.2. Classificação das bombas:

não balanceadas, de pistão radial e axial

1.4.2.1 Bombas hidrostáticas: são bombas de deslocamento positivo, que fornecem determinada quantidade de fluido a cada rotação ou ciclo. Como nas bombas hidrostáticas a saída do fluido independe da pressão, com exceção de perdas ou vazamentos, praticamente todas as bombas necessárias para transmitir força hidráulica em equipamentos industriais, em maquinaria de construção e em aviação, são do tipo hidrostática. Os tipos de bombas hidrostáticas mais comuns encontradas são: de engrenagens, de engrenagens internas, de lóbulo, tipo gerator, de palhetas balanceadas e

Bomba de Engrenagens Bomba de Rótulo

BombadeGeratorBomba de Engrenagens Internas Professor Luís Francisco Casteletti 6

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial

1.4.2.2 Bombas hidrodinâmicas: são bombas de deslocamento não positivo, usadas para transferir fluido e cuja única resistência é criada pelo peso do fluido e pelo atrito. Por isso, são raramente utilizadas em circuitos hidráulicos, pois quando aumenta a resistência à passagem de fluido, reduz o seu deslocamento.

ão.

1.4.2.3 Deslocamento: é o volume de líquido transferido durante uma rotação da bomba e é equivalente ao volume de uma câmara, multiplicado pelo número de câmaras que passam pelo pórtico de saída da bomba durante uma rotaç

1.5. Reservatório

Bombas de Engrenagens

Professor Luís Francisco Casteletti 7

Eletrohidráulica e Eletropneumática Industrial

(Parte 1 de 7)

Comentários