soroterapia solange da silva

soroterapia solange da silva

É a administração de soluções e eletrólitos por via endovenosa.esta via é de absorção rápida,porém com maiores complicações,se espera a eficácia do procedimento evitando erros técnicos e complicação inerentes à via

  • É a administração de soluções e eletrólitos por via endovenosa.esta via é de absorção rápida,porém com maiores complicações,se espera a eficácia do procedimento evitando erros técnicos e complicação inerentes à via

Checar a prescrição médica;

  • Checar a prescrição médica;

  • Conferir as soluções prescritas;

  • Dose

  • Horário

  • freqüência

  • volume

  • velocidade

  • via de administração.

Atentar sempre para os 5 passos:

  • Atentar sempre para os 5 passos:

  • Paciente certo

  • Medicamento certo

  • Dose certa

  • Via de administração correta

  • Horário correto

BANDEJA CONTENDO:

  • BANDEJA CONTENDO:

  • RÓTULO PRENCHIDO DE ACORDO COM AS PRESCRIÇÕES;

  • SORO E COMPONENTES;

  • SERINGA DE 20ML

  • AGULHA 40X12;

  • ÁLCOOL.SCALP OU JELCO;

  • EQUIPO E LUVAS DE PROCEDIMENTO

Tira o lacre da seringa, abrindo e sem contaminar o êmbolo;

  • Tira o lacre da seringa, abrindo e sem contaminar o êmbolo;

  • Abre o lacre da agulha ;

  • Conecta a agulha à seringa;

  • Protejo novamente a seringa ,não esquecendo de descartar o que não é mais necessário ao uso.

  • Faço a assepsia da ampola e ao mesmo tempo do gargalo do soro.

Depois de aspirar o medicamento ,coloca no soro em movimentos circulatórios por causa da quebra das moléculas rotulando (nome do técnico,data e hora;

  • Depois de aspirar o medicamento ,coloca no soro em movimentos circulatórios por causa da quebra das moléculas rotulando (nome do técnico,data e hora;

  • Tiro o ar do equipo já com o scalp conectado sem desperdiçar medicamento;

  • Preparo a bandeja,levando só material que será usado,deixando a enfermaria em ordem e organizada;

Selecionar a veia a ser puncionada;

  • Selecionar a veia a ser puncionada;

  • Colocar o soro no suporte;

  • Calçar as luvas de procedimento;

  • Fazer anti-sepsia no local;

  • Garrotear mais ou menos 4 dedos acima do local selecionado;

  • Introduzir o scalp na veia com o bisel para cima,voltou sangue imediatamente solta o garrote e abre o soro.

Fazer o curativo,fixando bem o scalp e colocando (nome,data e n° do scalp);

  • Fazer o curativo,fixando bem o scalp e colocando (nome,data e n° do scalp);

  • Controlar o gotejamento;

  • Deixar o paciente confortável;

  • Anotar no prontuário;

  • Deixar a unidade em ordem.

Fechar o soro;

  • Fechar o soro;

  • Retirar os curativos

  • cuidadosa,mas

  • firmemente;

  • Deixar o paciente

  • confortável

  • Anotar no prontuário.

Posição inadequada do bisel(líquido fora da veia);

  • Posição inadequada do bisel(líquido fora da veia);

  • Hematomas(extravasamento de sangue);

  • Flebites(solução injetada é irritante);

  • Esclerose(injeções freqüentes na mesma veia);

  • Choques(injeção de substâncias alérgicas e fatores emocionais);

  • Êmbolos(introdução de ar na veia)

Antibióticos são rediluídos,evitando ação vesicante dos mesmos;

  • Antibióticos são rediluídos,evitando ação vesicante dos mesmos;

  • Usa-se câmara graduada ou frasco de soro;

  • Acessos heparinizados checar permeabilidade com SF,antes de administrar medicamentos;

  • Acesso venoso pode ser mantido com solução heparinizada ou salinizada

Comentários