RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I- jOELSON

RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I- jOELSON

(Parte 1 de 3)

33

INTRODUCÃO

O presente Estágio Supervisionado I tem por objetivos observar os alunos no ensino de Língua Portuguesa nas series do Ensino Fundamental. Tendo neste estágio de forma coerente e especificado, a observação e fazer um diagnóstico da escola e das atividades realizadas em sala pelo professor Fábio Batista Martins na Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar situada na Avenida da Amizade nº em relação à aplicação dos conteúdos de língua Portuguesa na série 9º ano nas turmas A e B do Ensino Fundamental. Neste relatório constam algumas das dificuldades dos alunos com a disciplina, seus comportamentos em sala, relação professor x aluno, aluno x professor, a aprendizagem que os próprios discentes têm de aproveitamento. E, sobretudo observaram-se os métodos ativos usados pelo professor de língua Portuguesa para a ação didática em bases sólidas e, sobretudo as ações exercidas com os discentes.

O estágio é importante pelo fato de nos fazer perceber a realidade da escola, dessa forma podemos observar os aspectos físicos, o corpo docente, a didática do professor em sala de aula, e sua formação, onde se percebe o domínio ou despreparo do docente; e sua avaliação na sala de aula, é importante verificar o relacionamento do professor e aluno, mas não é só isso, o relatório servira para uma experiência importantes no processo de formação acadêmica. Então o estágio é um processo de aprendizagem indispensável para um bom profissional (PINHEIRO, 2008).

“O Estagio supervisionado contribui para uma experiência importante nas atividades que os alunos deverão usar durante o curso de formação junto ao futuro campo de trabalho” (PIMENTA, 1997 pág. 21).

O estágio deu-se início no município de Tabatinga - AM, no período de 13 de agosto e o término no dia novembro de 2010.

1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTAGIÁRIO:

O estagiário a ser identificado chama-se Joelson Bernaldino Rodrigues nascido de Amaturá – AM, no dia onze de junho de mil novecentos e oitenta e cinco (11/06/1985) atualmente reside na Rua Marechal Mallet, 0, no bairro São Francisco, em Tabatinga – Amazonas.

Tem 25 (vinte e cinco) anos, atualmente solteiro, cor morena de raça cabocla, Estudante, telefone para contato é (97)91739288. Este foi matriculada na Universidade Estadual do Amazonas – UEA, sob o número (0728050022).

2. DADOS DA ESCOLA:

A Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar está localizada na Rua Avenida da Amizade, nº. 76, centro, telefone de contato é (0xx97) 3412-2125, e está sob o comando da diretora Joana Lúcia Coelho de França, formada em Letras com Pós-graduação em Língua e Literatura.

A escola tem como entidade mantenedora a Secretaria Estadual de Educação (SEDUC) o seu terreno tem uma área total de 4.100,000 m² sendo uma área construída de 2.000,000 m².

A Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar, GM3, foi inaugurada em 14 de novembro de 1994 e posta em funcionamento no ano de 1995. Reconhecida como Escola pelo decreto nº. 16.402 de 23 de dezembro de 1994, situada na Avenida da Amizade nº. 76, centro, município Tabatinga.

O nome da escola foi escolhido em homenagem à primeira Dama, senhora Conceição Xavier de Alencar, que faleceu em 15 de abril de 1993, esposa do senhor Francisco Balieiro prefeito deste município no período entre 1990 a 1994.

Adicionalmente recebeu o apelido de GM3 em tributo ao próprio governador Gilberto Mestrinho Raposo Tavares cujas iniciais do nome e sobrenome correspondem a GM, e três pelo o seu terceiro mandato.

Em 1995, ano do início de suas atividades, a escola atendeu somente o Ensino Fundamental, 1º e 8º séries, tendo como gestor o professor Vitorino Carneiro Nunes. Com o tempo as exigências foram maiores e em 1999 foi implantado o Ensino Médio. Foi a partir daí que a Escola teve 16 turmas do Ensino Fundamental I, 16 turmas do Ensino Fundamental II e 10 turmas do Ensino Médio, sendo um total de 42 turmas.

Em 2007, a Escola passou a oferecer Educação para Jovens e Adultos (EJA), com duas turmas do Segundo Segmento, tendo como objetivo principal suprir a necessidade de formação dos alunos que se encontravam fora da faixa etária para cursar o Ensino Fundamental II e diminuir a evasão escolar do turno noturno.

Em 2009, funcionou com três turnos (matutino, vespertino e noturno), com um total de 1.704 alunos matriculados, distribuídos assim: 2º ao 5º ano do I Ciclo com 721 estudantes; 6º ao 9º ano do Fundamental com 570 estudantes e Ensino Médio com 413 estudantes; em 2009, a Escola passou a oferecer 1º ano com Mediação Tecnológica através do Centro de Mídias da SEDUC.

A Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar, GM3, tem como Missão melhorar a qualidade do ensino para a formação de cidadãos criteriosos e participativos na sociedade, garantir aos alunos o conhecimento, desenvolvendo atitudes e habilidades que lhes proporcione condições para o exercício da cidadania plena, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária Com principais valores que esta instituição de ensino se rege, são: Honestidade, responsabilidade, justiça, flexibilidade, humor, solidariedade, empenho, criatividade, coerência, amor, respeito, amizade e paciência, são valores indispensáveis ao nosso crescimento contínuo, tendo como filosofia oferecer educação de qualidade em todos os níveis que lhe foram autorizados por lei à sua comunidade, promover a aprendizagem significativa, garantindo também a inclusão escolar das pessoas com necessidades especiais.

3. ASPECTOS FÍSICOS.

O tipo de prédio da Escola Estadual GM3, é de alvenaria, dois andares, cobertura de telhas de zinco, e em algumas partes telhas de plástico grosso, que ajuda a escola durante o dia a economizar energia elétrica, pois, refleti a luz em suas dependências, principalmente no Ginásio. Sendo considerado um dos colégios com menos gastos de energia segundo a diretora Joana.

A escola possui quatorze salas de aula, sendo iluminadas por lâmpadas fluorescentes, assim como em todos os outros locais da escola. Cada sala possui capacidade em média para trinta a trinta e sete alunos, sendo que este número é respeitado somente no turno vespertino, ou seja, no turno matutino o número de alunos em sala de aula chega à média de trinta e cinco a quarenta alunos fato este, corriqueiro em escolas públicas, também acontece na escola Conceição Xavier de Alencar, uma super lotação no período noturno, com uma variação de 45 a 50 alunos e às vezes esse número chega a ser maior, causando certas dificuldades não só para o educador como também para o educando dificultando assim o aprendizado.

A escola tendo passado por uma reforma no ano de 2008, encontra-se em bom estado de conservação, na construção tem uma arquitetura moderna, com amplos corredores, bem iluminados, um sistema de som interno nas salas avisando cada tempo e horários facilitando o aproveitamento nas aulas dos professores, salas arejadas e claras, amplas janelas, um banheiros em perfeitas condições de uso. Possuindo uma biblioteca que é bastante frequentada pelos alunos, atendendo e suprindo as necessidades de pesquisas com muito êxito, não apenas para os estudantes da referida escola, como também de outras instituições de ensino que a procuram. A escola dispõe ainda de sirene, TV, vídeo, data show, fax, telefone e internet em todo prédio facilitando as pesquisas dos professores em salas de aula para tirar dúvidas sobre alguns conteúdos. A escola oferece acesso aos portadores de deficiência: tendo três professores para atender os portadores de deficiência em fonoaudiologia; computadores adaptados para atender os deficientes visuais; além de rampas para facilitar a sua locomoção.

No 2° andar situam-se um laboratório, de informática com 20 (trinta) computadores e acesso à internet. E um laboratório de ciências equipado. Um laboratório de Matemática. Uma sala do Pedagogo. Uma sala de Biblioteca onde é permitido aos alunos retirarem livros, o que pode reduzir os prejuízos causados pela não devolução do mesmo em sala de aula. A organização da biblioteca está muito longe do ideal; os livros estão empilhados em prateleiras de estantes, o espaço de leitura dentro da biblioteca é muito limitado. Possui uma sala para os professores climatizada e equipada com sofás, computadores, impressora, armário, mesa e cadeiras, sala de apoio pedagógico, sala de leitura, despensa, uma secretaria, uma diretoria, depósito de material de limpeza um auditório que para ser usado pelos professores ou estagiário precisa ser agendado; todos possuindo equipamentos que ajudam na melhoria do trabalho dos funcionários para que possam ter um melhor rendimento. Ainda no segundo andar contém uma cantina, quatro banheiros, sendo masculino/ feminino, banheiro para professores/professoras, considerando-se as boas condições sanitárias, um refeitório com mesas resistentes, uma cozinha onde o lanche dos alunos é preparado com boa higienização, um almoxarifado onde se guarda a merenda escolar, sendo que a mesma vem diretamente de Manaus sendo distribuída mensalmente. Partindo para o primeiro andar, também há dois vestiários masculino-femininos, uma quadra poli esportiva dentro da própria escola que é usada para recreação, educação física, eventos tanto da escola como de instituições particulares.

Por ter a quadra dentro da escola, as salas de aula são divididas, sendo que sete são para a esquerda e sete para a direita, todas no primeiro andar. Com corredores na parte de baixo, e nas laterais da parte de cima envolvendo somente a área de administração, doze almoxarifado, saindo encontramos estacionamentos para motos, a escola é cercada com muro nas laterais e na frente murada até a metade e na parte de cima com grades.

A escola possui áreas livres, sendo que a dos fundos é utilizada pelos professores para atividades recreativas com os alunos.

O abastecimento de água é feito por poço artesiano, com uma caixa d’água tendo capacidade de armazenar mais de 20.000,000 litros. O qual recebe semestralmente tratamento de higienização técnica supervisionada

A escola é considerada a maior de todas talvez por ser a mais completa, depois da última reforma, é vista pelos seus alunos e por aqueles que a visitam como uma das melhores, possuindo até câmeras de segurança e cinquenta e dois ar condicionados em todas as suas dependências fechadas, tanto em salas de aula, como na secretaria, diretoria, auditório, refeitório.

4. RECURSOS HUMANOS:

Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar, possui um quadro com cinquenta e quatro docentes, uma pedagoga e vinte cinco funcionários que se distribuem nas seguintes ordens duas pessoas na área administrativa, sete auxiliares de serviços gerais, cinco vigias que trabalham em turnos diferenciados, oito merendeiras, uma secretárias e duas na área na bibliotecária.

5. QUANTO A GESTÃO ESCOLAR E CLIMA ORGANIZACIONAL DA ESCOLA.

A diretora Joana Lúcia Coelho de França vem desenvolvendo um trabalho para a melhoria e qualidade do ensino, formando cidadãos responsáveis, garantindo que os alunos dessa escola adquiram conhecimentos, para que estes desenvolvam atitudes e habilidades que lhes proporcione condições para o exercício da cidadania na construção de uma sociedade mais justa.

Os tipos de gestão adotada pela escola são participativos e democráticos, onde o relacionamento entre os membros que compõem (professores, alunos, comunitários), se dá de forma liberal, no entanto, comprometida para uma melhor realização do ensino-aprendizagem.

A escola possui a associação de Pais e Mestres composta por seis membros, que representam tanto os educadores quanto os alunos e seus pais, a qual tem como presidente a professora Maria do Socorro Braga. Cujo relacionamento com a comunidade a escola procura faze o melhor possível, em especial com as famílias dos educando é o principal objetivo. São realizadas reuniões para discutirem os problemas que acontecem com os educando ou da escola, até chegarem a uma provável solução.

O relacionamento entre a escola e a família é bom, porém, a falta de participação dos pais na escola é uma das causas do baixo desempenho dos alunos no processo educacional. Na reunião entre professores e pais que acontece no final de cada bimestre se observa mais a comparência mais da mãe do que o pai e isso deixar a desejar a pouca importância pela educação dos filhos.

Há uma relação cordial entre direção, pedagoga e educadores, gerando assim o êxito nos trabalhos, mesmo com as dificuldades que ambos passam para atender melhor possível o educando, e assim ouvir todos os seus questionamentos não só deles, mas também da Escola em geral.

Em relação à merenda escolar, anteriormente era fornecida de uma parceria SEDUC e Prefeitura, mas por motivos não mencionados, atualmente esta sendo fornecida diretamente da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), vinda mensalmente de Manaus. Há somente um projeto de Grêmio Estudantil e não há caixa escolar.

Em relação ao ginásio poliesportivo da escola é usado tanto pelos professores para fazer recreação com os alunos, como por terceiros dependendo de quem for procurar. As instituições públicas com documentos oficiais têm direito de usá-lo gratuitamente, as pessoas da comunidade devem dar uma contribuição para a manutenção do lugar, e alguns materiais de limpeza que a escola esteja necessitando.

O calendário das atividades culturais é bem diversificado, são comemorados: dia Internacional da mulher; dia da Biblioteca; dia Nacional da Poesia; dia do Circo; dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial; Páscoa; dia Mundial da Saúde; dia Internacional do Livro Infantil; dia do Índio; dia do Descobrimento do Brasil; dia do Trabalhador; dia das Mães; Corpus Christi; dia Mundial do Meio Ambiente; dia Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher; dia de Santo Antônio; dia de São Pedro; dia dos Pais; dia Nacional do Estudante; dia do Folclore; dia do Soldado; dia da Emancipação Política do Amazonas; dia da Pátria; dia da Árvore; dia do Dentista; dia da Ecologia e dos Animais; dia Atletismo; dia das Crianças; dia do Professor; dia Mundial da Alimentação; dia Nacional do Livro; dia das Bruxas; Proclamação da República; dia da Bandeira e dia Nacional da Família. No dia das festas juninas a escola promove eventos com danças, apresentações dos próprios alunos, comidas típicas, e muitas outras atrações para uma noite de lazer e cultura.

A Escola já concluiu o seu Projeto Político Pedagógico (PPP), sendo este o documento que norteia a escola, contenta todas as leis, é basicamente o documento oficial que visa formular e executar atividades no espaço escolar. Pretende com seu projeto pedagógico desenvolver valores de justiça, igualdade e solidariedade, contribuindo a convivência social.

A escola investe também no esporte, durante o ano há interclasse de turnos, sendo organizada pelos os próprios professores, a data varia dependendo de quem esteja organizando. Os jogos são sempre aos fins de semana para que não atrapalhem o funcionamento das atividades escolares.

A Escola já concluiu o seu Projeto Político Pedagógico (PPP), sendo este o documento que norteia a escola, contenta todas as leis, é basicamente o documento oficial que visa formular e executar atividades no espaço escolar. Pretende com seu projeto pedagógico desenvolver valores de justiça, igualdade e solidariedade, contribuindo a convivência social. O índice de aproveitamento dos alunos da Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar no último SAEB ainda não foi divulgado.

Alguns projetos estão em desenvolvimento na escola como o Jovem Cidadão que tem como objetivo fazer com que os alunos participem dos eventos que ocorrem dentro da escola. Sendo assim havendo uma interação entre os alunos e professores por mais tempo. As atividades são exercidas da seguinte maneira alunos de doze a quinze anos – praticam esportes, Inclusão Digital os alunos de dezesseis a vinte anos – fazem curso de qualificação de informática, Ensino Médio com Mediação Tecnológica e Escola Sem Fronteira, cujo principal objetivo é realizar o encontro entre alunos e docentes das escolas que fazem parte da fronteira do Brasil, Colômbia e Peru. Esse evento é realizado todos os anos e visa integrar e vivenciar as experiências de cada país dentro da área educacional. Essas experiências serão notadas através de atividades lúdico-culturais.

Em dois mil e oito o projeto se realizou nos dias trinta e trinta e um de outubro, participaram cerca de mil e trezentos alunos e sessenta professores dos países que estavam participando. A programação do evento cultural se desenvolveu na quadra poliesportiva da Escola com atividades recreativas

Enfim, com a realização desta atividade foi possível perceber e acreditar que os projetos Escolas Sem Fronteiras e jovem cidadão se desenvolveram e alcançaram seu objetivo, que é a integração entre as escolas da com sociedade.

E os projetos que estão em andamento como o Ballet Infantil, Intervalo Dirigido, Prevenção e Saúde na Escola. A escola faz o levantamento de dados sobre o nível sócio econômico dos alunos através das matriculas.

O índice de aproveitamento dos alunos da Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar no último SAEB ainda não foi divulgado. A escola apesar de ter toda uma boa estrutura e administração a escola não possui grêmio estudantil, e nem caixa escolar.

O corpo discente da Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar, possui um nível socioeconômico de baixa renda, pertencente aos bairros próximos a Escola, que por sua vez tiram o sustento da pesca, da agricultura, não possuindo muito recurso para um bom desenvolvimento intelectual. Poucos alunos são filhos de família de classe média (militares, funcionários públicos federal, estadual e municipal), que consequentemente possuem um padrão de vida mais elevado. Apesar dessas diferenças de valores éticos, culturais e sociais, a escola possibilita a integração dos mesmos através de uma política aberta. Para isso desenvolve eventos com a participação de toda a comunidade local.

6. SOBRE OS DOCENTES.

A escola Estadual Conceição Xavier de Alencar possui cinquenta e cinco educadores em seu quadro escolar que são:

A professora Andréa Peres Cortes é formada em Licenciatura em Biologia, e Especialista em Educação Ambiental, leciona Ciências e Espanhol para a EJA – 2º segmento, tendo de magistério três anos, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo por contrato (Processo Seletivo), trabalhando no turno noturno.

A professora Angeliane de Oliveira Santos é formada em Licenciatura em Letras e Especialista em Educação Inclusiva, trabalhando no Apoio Pedagógico no turno matutino.

A professora Antônia Marines Góes Alves é formada em Normal Superior e está cursando Licenciatura em Biologia, leciona Espanhol para o nono ano do ensino fundamental, tendo de magistério seis anos, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo efetiva, trabalhando no turno Noturno.

A professora Cecília Soares é formada em Normal Superior e Licenciatura em Letras, leciona Português para o sexto ano, Artes para o sexto e sétimo ano do ensino fundamental, tendo de magistério quartoze anos, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo contratada, trabalhando no turno vespertino.

A professora Damiana dos Santos Batalha é formada em Normal Superior, leciona para o terceiro ano do I ciclo, tendo vinte três anos e dez meses, sua carga horária é de quarenta horas semanais, sendo efetiva, trabalhando no turno vespertino.

O professor Edison Artur Conceição Tavares está cursando Licenciatura em Letras, leciona Espanhol e Ensino Religioso para o sexto ano e Ensino Religioso para o sétimo ano do ensino fundamental, tendo oito anos de magistério, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo contratado (Processo Seletivo), trabalhando no turno vespertino.

A professora Elizabeth Lima de Oliveira é formada em Licenciatura em Biologia, leciona Química e Matemática para o sétimo ano do ensino fundamental e para o primeiro, segundo e terceiro ano do ensino médio, tendo quatro anos de magistério, sua carga horária é de dezoito horas semanais, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno matutino.

O professor Enildo Batista Lopes é formado em Licenciatura em Matemática, leciona Matemática para o oitavo e nono ano do ensino fundamental, tendo vinte e seis anos de magistério, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo concursado estatuário, trabalhando no turno matutino.

A professora Euzilene Uchoa Vargas é formada em Licenciatura em Pedagogia e Especialista em Psicopedagogia, leciona para o quarto ano do II ciclo, tendo quatorze anos de magistério, sua carga horária é de quarenta horas semanais, sendo integrada, trabalhando no turno vespertino. 

O professor Fábio Batista Martins é formado em Licenciatura Letras e Esp. Língua Portuguesa, leciona para o quinto ano do II ciclo, tendo cinco anos de magistério, sua carga horária é de quarenta horas semanais, sendo concursado, trabalhando nos turnos matutino e vespertino.   

A professora Francilene dos Santos Cruz é formada em Licenciatura em Matemática, leciona Matemática para a EJA, tendo de três anos de magistério, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno noturno.

A professora Francisca Rosalyn da Silva Nunes é formada em Educação Física e Especialista em Educação Inclusiva, leciona Educação Física para o sexto e sétimo ano do ensino fundamental, tendo treze anos de magistério, sua carga horária é de dezoito horas semanais, sendo integrada, trabalhando no turno vespertino.

A professora Gláucia Karina Nascimento Fidalgo é formada em Licenciatura em Matemática e Especialista em Matemática, leciona Matemática para o nono ano do ensino fundamental e para o primeiro ano do ensino médio, tendo um ano de magistério, sua carga horária é de dezoito horas semanais, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno matutino.

A professora Haeda Maria Fernandes Batista é formada em Licenciatura em História, leciona pra o quarto ano do II ciclo, tendo dezessete anos de magistério, sua carga horária é de quarenta horas semanais, sendo efetiva, trabalhando no turno vespertino.

A professora Jana Carla Costa de Lima é formada em Licenciatura em Ciências Agrárias, leciona para o primeiro ano tecnológico, tendo um dois de magistério, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno noturno.

O professor Jhonatam de Freitas Forte é formado em Licenciatura em Matemática, leciona Matemática para o nono ano do ensino fundamental e para o primeiro ano do ensino médio, tendo um ano de magistério, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo contratado (Processo Seletivo), trabalhando no turno noturno.

O professor João Paulo Soares da Costa é formado em Licenciatura em Matemática, leciona Matemática para sexto ano do ensino fundamental, tendo dois anos de magistério, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo contratado (Processo Seletivo), trabalhando no turno vespertino.

A professora Jocileida dos Santos Saldanha é formada em Licenciatura em Letras, leciona Língua Portuguesa, Artes e Religião para o oitavo ano, Artes e Religião para o nono ano do ensino fundamental e Artes para o primeiro ano do ensino médio, sua carga horária é de dezoito horas semanais, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno noturno.

A professora Jucilene Vieira Barbosa é formada em Matemática e Especialista em Matemática, leciona Física para o primeiro, segundo e terceiro ano do ensino médio, tendo três anos de magistério, sua carga horária é de dezoito horas semanais, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno noturno.

A professora Karis Jaqueline de Souza Cóbos é formada Licenciatura em Educação Física, leciona Espanhol para o sétimo, oitavo e nono ano do ensino fundamental e primeiro, segundo e terceiro ano do ensino médio, tendo três anos de magistério, sua carga horária é de vinte horas semanais, sendo contratada (Processo Seletivo), trabalhando no turno matutino. 

(Parte 1 de 3)

Comentários