Curso - desenho tecnico

Curso - desenho tecnico

(Parte 1 de 4)

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 1 e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 2

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Índice

4.1 – uso do par de esquadros
4.2 - Uso do Compasso
5.1 - Caligrafia Técnica (NBR 8402)
5.2 – Folha de desenho Leiaute e dimensões (NBR 10068)
5.3 - Apresentação da folha para desenho técnico (NBR 10582)
5.4 - Carimbo ou legenda
5.5 - Linhas Convencionais (NBR 8403)
5.6 - Cotas (NBR 10126)
5.7 – Emprego de Escalas (NBR 8196)
7.1 - Aprendendo a traçar a Perspectiva Isométrica
7.2 - Perspectiva isométrica de elementos paralelos
7.3 - Perspectiva isométrica de elementos oblíquos

1- Objetivo Geral 2 - Fundamentos do desenho técnico. 3 - Instrumentos e materiais utilizados no desenho técnico 4 - Utilização dos instrumentos de desenho 5 - Normas Técnicas 6 - Escalimetro e suas escalas 7 – Perspectiva 8 - Bibliografia e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 3

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Objetivo Geral

A arte de representar um objeto ou fazer sua leitura por meio do Desenho Técnico é muito importante, visto que ele fornece todas as informações precisas e necessárias para a construção de peças, etc. Assim, o Desenho Técnico surgiu da necessidade de representar com precisão: máquinas, peças, ferramentas e outros instrumentos de trabalho para o Técnico em Segurança do Trabalho.

conveniente de aprendizagem na disciplina de Desenho Técnico, da Escola Técnica Regional

O objetivo desta apostila é auxiliar e fornecer aos alunos um instrumento organizado e

Serão descritos os instrumentos de desenho e o seu manejo, para o modo de desenho tradicional. Ficando assim os alunos cientes que existe modo em ambiente computacional onde se pode trabalhar com plataformas tipo CAD (Computer Aided Design), ou seja, desenho auxiliado por computador.

Serão propostos exercícios em aula que visam não apenas treinar o aluno, mas, objetivam, primordialmente, desenvolver a sua capacidade de visualização, leitura e representação da forma.

Durante o curso o aluno desenvolverá atividades onde conhecimentos, habilidades e atitudes devem ser trabalhadas ao mesmo tempo através dos vários tipos de desenhos e os meios disponíveis para a sua realização; os meios e os materiais necessários para a execução dos desenhos técnicos; o uso e aplicação das normas técnicas, baseadas na ABNT.

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 4

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Fundamentos do desenho técnico

O desenho técnico é a linguagem universal que fornece todas as informações necessárias à construção e montagem dos objetos.

O desenho técnico é capaz de apresentar informações complementares sobre a forma e dimensões dos projetos.

A leitura do desenho técnico é a visualização mental da forma e das dimensões através dos desenhos apresentados, são executados de acordo com normas estabelecidas, para que todos tenham linguagem comum e possam ser interpretados sem dúvidas.

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 5

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Instrumentos e materiais utilizados no desenho técnico

Prancheta Geralmente em madeira, em forma retangular; nela fixam-se os papéis de desenho.

Papel Pode ser utilizado papel opaco ou transparente, tipo vegetal ou manteiga.

Régua T

Serve principalmente para traçar as linhas paralelas e horizontais, servindo também de apoio aos esquadros para traçar linhas verticais.

Esquadros

Servem para traçar as linhas verticais ou inclinadas. Apresenta-se em forma de par sendo o primeiro com ângulo de 45º e o segundo com ângulos de 60º e 30º.

Compasso É o instrumento que serve para traçar circunferências ou arcos de circunferências.

Lápis ou Lapiseiras

Para execução do desenho sobre o papel. A lapiseira faz traços praticamente uniformes e depende dos grafites.

Borracha Deve ser macia.

Transferidor

Serve para medir ângulos e são encontrados em madeira ou plásticos. São geralmente graduados de 0º a 180º ou 0º a 360º

Escalimetro Para fazer a medição dos desenhos.

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 6

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Utilização dos instrumentos de desenho Fixação do papel na prancheta

Utilização da Régua Te

Utilização dos Esquadros junto a régua Te e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 7

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Uso do Par de Esquadros e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 8

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO

DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICO Profª REJANE RODRIGUES

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 9

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Uso do Compasso

Abre-se com o raio necessário e depois fixa-se a ponta seca no centro da circunferência a traçar. Segura firme o compasso e faz o movimento de rotação para desenhar o círculo ou circunferência

Normas Técnicas

No Brasil a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) é a entidade encarregada de elaborar, aprovar e publicar normas técnicas.

Um dos objetivos das normas é fornecer condições e parâmetros para que os objetos produzidos, mesmo por empresas diferentes, possam ser utilizados conjuntamente, sem criar problemas para os usuários.

Caligrafia Técnica (NBR 8402)

Tão importante em um desenho quanto o traçado do mesmo, são as letras e algarismos, que deverão estar perfeitamente desenhadas para que traduzam sempre uma boa apresentação, não deixando margens a possíveis duplas interpretações quanto a valores ou palavras. Podem ser do tipo vertical ou inclinado.

Desenho de letras

1. Escolha a altura “h” da letra maiúscula. 2. Divida a altura em 3 partes iguais, trace a pauta e acrescente ⅓ para baixo. 3. O corpo das letras minúsculas ocupa ⅔ da altura. 4. A perna ou haste ocupa ⅓, para cima ou para baixo.

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 10

ESCOLA TÉCNICA REGIONALSEGURANÇA DO TRABALHO
DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICOProfª REJANE RODRIGUES

Obs: A caligrafia técnica deve ser usada: - Em todas as anotações

- No preenchimento da legenda

À medida que se for adquirindo o hábito de escrever com letras técnicas, tende-se a

OBS: Espaçamento visual: dispensar as proporções anteriormente citadas, fazendo a escrita proporcionada visualmente e tornando, consequentemente, o trabalho bem mais produtivo.

e-mail: arquiteta.pe@bol.com.br 1

(Parte 1 de 4)

Comentários