Sistema Ferro-Carbono

Sistema Ferro-Carbono

(Parte 2 de 4)

•Isto ocorre se houver tempo suficiente para permitir o equilíbrio.

•Devido a isto os aços tem suas propriedades modificadas.

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão 14

Somente Perlita

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão 15

Ferrita Perlita AÇO COM ~0,2%C

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão 16

Ferrita Perlita AÇO COM ~ 0,45%C

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão FERRITA 90x AUSTENITA 325x

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão 18

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

AÇOS EUTETÓIDES- PERLITA 500 X

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

AÇOS HIPOEUTETÓIDE AISI 1038 , 635X

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

Aço 1020Aço 1045Aço 1070 Ferrita + perlitaPerlita

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

1,4% C 1000x

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão 25

MICROESTRUTURAS /HIPOEUTETÓIDEMICROESTRUTURAS /HIPOEUTETÓIDE Supondo resfriamento lento para manter o equilíbrioSupondo resfriamento lento para manter o equilíbrio

Estrutura Estrutura

Ferrita + PerlitaFerrita + Perlita

As quantidades de ferrita e perlita variam As quantidades de ferrita e perlita variam conforme a % de carbono.conforme a % de carbono.

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão 26

MICROESTRUTURAS /HIPEREUTETÓIDE Supondo resfriamento lento para manter o equilíbrio

•Estrutura

Cementita + Perlita

•As quantidades de cementita e perlita variam conforme a % de carbono.

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

•FERRITA (Fe-α) – dúctil, baixa resistência mecânica, macia.

•AUSTENITA (Fe-γ) - média resistência mecânica, média ductilidade, média dureza.

•CEMENTITA (Fe3C) - dura, resistente.

•PERLITA (Fe-α + Fe3C) – alta resistência mecânica, dureza, baixa ductilidade. 8% ferrita, 12% cementita

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

•Aço inoxidável ferrítico consistindo essencialmente em, em % em peso, 0,0050 a

0,050 de C, 10,0 a 18,0 de Cr, até 0,50 de Si, até 0,50 de Mn, mais de 0,040, mas não mais de

0,200 de Al sol., E de resíduos a 0,050 de B, o restante sendo Fe e impurezas, os teores e C, Cr, P, A1 sol.

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

•Após resfriamento rápido de alta temperatura eles mostram uma estrutura macia e tenaz, altamente homogênea, conhecida com ferrítica.

•Contém de 16 a 30% de Cromo.

•Não podem ser endurecidos por tratamento térmico e são basicamente usados nas condições de recozido.

•Possuem uma maior resistência à corrosão que os aços martensíticos devido ao maior teor de cromo.

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

•Possuem boas propriedades físicas e mecânicas e são efetivamente resistentes à corrosão atmosférica e a soluções fortemente oxidantes.

• São ferromagnéticos.

•As aplicações principais são aquelas que exigem boa resistência à corrosão, ótima aparência superficial e requisitos mecânicos moderados.

•Apresentam, tendência ao crescimento de grão após soldagem, particularmente para seções de grande espessura, experimentando certas formas de fragilidade.

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão FERRÍTICO

Introdução à Ciência dos MateriaisProf. Carlão

(Parte 2 de 4)

Comentários