Extração de dna da banana

Extração de dna da banana

REITORIA DE GRADUAÇÃO ENFERMAGEM TURMA: 2VB-TARDE

PRÁTICA 1- EXTRAÇÃO DE DNA

NATAL 2010

PRÁTICA 1- EXTRAÇÃO DE DNA

Relatório solicitado pelo curso de enfermagem da sobre a extração de DNA, para a nota da disciplina de processos biológicos.

NATAL 2010

Este relatório tem como finalidade extrair o DNA da banana e observar os resultados obtidos e conseqüentemente discutir sobre esses resultados.

1- INTRODUÇÃO05
2- EXTRAÇAO DE DNA06
2.1- PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS06
2.1.1-Materiais utilizados06
2.1.2-Procedimentos06
2..1.3-resultados e discussões08
3- QUESTÕES09
4-CONCLUSÃO09

Nesse relatório iremos extrair o DNA da banana, está foi escolhida pelo fato de ser poliplóides, ou seja, ter várias cópias de cromossomos em cada célula, facilitando assim a visualização. Utilizaremos detergente e álcool que será fundamental para a visualização final desse experimento, assim também como os fatores mecânicos, como a maceração da banana.

EXTRAÇÃO DE DNA DA BANANA Com essa prática iremos identificar os ácidos nucléicos extraído da banana.

A) Materiais utilizados: 1 banana Beckers Banho- Maria (60°c) Água NaCl Detergente Álcool etílico a 95% gelado (-10°c) Bastão fino de vidro Funil Gelo Provetas

B) Procedimentos:

Cortamos a banana e colocamos 8 ml de detergente, 10 gramas de sal em um Becker e 100ml de água. Depois adicionamos a banana e com um bastão de vidro homogeneizamos a solução, então levamos para o banho- maria à 60°c por cerca de 15 minutos, depois retiramos a mistura do banho- maria e resfriamos rapidamente; colocando o Becker no gelo durante 5 minutos, posteriormente colocamos o algodão no funil e filtramos para um Erlenmeyer. No filtrado adicionamos 120 ml de álcool gelado, deixando-o escorrer vagarosamente pela borda, foi nesse momento que observamos duas fases distintas, no fundo uma base constituída por um preparado de sal, detergente e filtrado, com uma camada fina de álcool acima.

Como mostra na figura:

Depois de misturarmos essas fases, observamos no topo uma massa esbranquiçada, pois o DNA é insolúvel em álcool.

Como mostra na figura abaixo:

Resultados e discussões

Existe várias forma de desnaturar as proteínas, entre elas podemos destacar através de agentes químico e físicos.

As proteínas da banana, nós quebramos através do calor e maceração, o álcool foi importante para o DNA se isolar e formar uma nuvem esbranquiçada, o DNA não é solúvel em álcool, o que permitiu o seu isolamento. O detergente teve como papel quebrar (lise) a membrana para que o conteúdo celular, incluindo as proteínas e o DNA se soltasse e se dispersasse na solução. O sal usado no começo possibilitou que as moléculas de DNA aparecessem no final dessa prática através da precipitação das proteínas.

1) QUAL A FUNÇAO DO SAL?

A função do sal proporcionou o DNA um ambiente favorável, pois o sal contribuiu com os íons positivos que neutralizaram a carga negativa do DNA, para que assim as numerosas células de DNA pudessem coexistir na solução, através da precipitação das proteínas.

2 ) O QUE ACONTECE QUANDO SE ADICIONA O DETERGENTE?

O detergente irá lisar as membranas, visto que estas são constituídas de lipídios, estes são insolúveis em água, mas são solúveis em detergente. Com a ruptura dessa membrana o conteúdo celular, incluindo as proteínas e o DNA, soltou-se e dispensou-se na solução.

3 )QUAL O PAPEL DO ÁLCOOL?

Como o DNA é insolúvel em álcool, esta forma uma aglomeração de moléculas, portanto o álcool permite o isolamento do DNA.

4) PORQUE VOCÊ NÃO PODE VER A DUPLA HÉLICE? Porque para vermos a dupla hélice, necessitamos do microscópio eletrônico.

Essa prática permitiu a visualização do DNA, através de substâncias usadas, agentes físicos e químicos, permitindo que no final da prática conseguíssemos ver o DNA da banana, através da lise da membrana, a precipitação salina e o isolamento do DNA.

Extração e observação da molécula de DNA, disponível em http://www.seara.ufc.br/sugestoes/biologia/biologia007.htm ,acesso em 15 de setembro de 2010.

Comentários