Família malpighiaceae

Família malpighiaceae

Família Malpighiaceae

Classificação Botânica

  • Reino: Plantae

  • Divisão: Magnoliophyta

  • Classe: Magnoliopsida

  • Subclasse: Rosidae

  • Ordem: Polygalales

  • Família: Malpighiaceae

Introdução

  • O nome Malpighia foi idealizado por Carolus Linnaeus, em homenagem ao botânico e professor italiano Marcello Malpighi (10 de março de 1628-1694).

  • Família de árvores, arbustos, lianas ou ocasionalmente ervas perenes.Possui aproximadamente 1200espéciese 70 gêneros distribuídos nas regiões tropicais e subtropicais do mundo,sendo que 50% ocorre no Brasil.

  • A família representa 41,64% da flora mundial (Giulietti et al. 2005).E 85% da família estão presentes exclusivamente nas áreas neotropicais,especialmente no continente americano, onde ocorrem aproximadamente 800 espécies e 44 gêneros.

  • No Brasil há 44 gêneros e aproximadamente 528 espécies.Sendo ainda 4 gêneros endêmicos no Brasil.

Características Gerais.

  • Esta é uma das famílias mais comuns na maioria das formações naturais.

  • A maioria dos gêneros apresenta elaióforos no cálice que funcionam como um excelente caráter diagnóstico para a família nos neotrópicos.

  • Malpighiaceae é uma importante família dentro da ecologia da polinização.

  • As flores dos indivíduos desta família são bastante uniformes,apresentam sempre cinco pétalas unguiculadas,sendo uma delas diferenciada pela espessura da unha e às vezes pela coloração.Possuem pêlos em forma de “T”(tricomas-malpighiáceos).

  • A família Malpighiaceae exibe uma considerável variabilidade com relação ao habitat,a cobertura da folha e, especialmente, a estrutura do fruto.Quanto ao habitat, podem ser encontradas desde florestas densas até savanas como o cerrado ou, também, nas margens de rios e de florestas.

 

  • Com flores vistosas, frutos que atraem aves e pelo rápido crescimento, algumas espécies de Malpighiaceae têm grande potencial como ornamento e na recuperação de áreas degradadas.Além de oferecer também madeira leve e utilizada na construção civil.

  • Há muitas plantas ornamentais, principalmente dos gêneros Byrsonima, Galphimia, Malpighia e Stigmaphyllon. A Banisteriopsis caapi contém alcalóides narcóticos.

Características Morfológicas

1.Hábito

  • Ervas (ocasionalmente);

  • Arbustos;

  • Árvores

  • Lianas (glândulas na base da lâmina ou pecíolo)

(raramente latescentes)

Características Morfológicas

2.Folhas

  • Opostas

  • Simples

  • Estípulas intrapeciolares (Byrsonima ),interpeciolares (Peixotoa).

  • Margem inteira

  • Nectários extraflorais (comumente presentes no pecíolo ou na face abaxial)

Características Morfológicas.

3.Inflorescência

  • Cimosa; ou

  • Racemosa.

Características Morfológicas.

  • Panícula

  • Corimbos

  • Umbelas

Características Morfológicas.

4.Flores

  • Vistosas

  • Bissexuadas

  • Actinomorfas ou zigomorfas

  • Cálice pentâmero (geralmente dialissépalo)

  • Prefloração imbricada

  • Nectários extraflorais (elaióforos)

  • Corola pentâmera,dialipétala;

  • Pétalas unguiculadas com margem franjada (labelo)

  • Estames livres (ocasionalmente unidos na base)

  • Disco nectário ausente

  • Estiletes distintos

  • Lóculos uniovulados

  • Ovário súpero

  • Placentação axial

  • Anteras rimosas (raramente poricida)

Características Morfológicas.

5.Frutos

  • Esquizocárpico

  • Drupa

  • Baga

Principais Gêneros

  • Malpighia

  • Byrsonima

  • Galphimia

  • Stigmaphyllon

  • Lophanthera

  • Banisteriopsis

Malpighia

  • Malpighia L. compreende cerca de 45 espécies de arbustos ou pequenas árvores, nativas da zona do Caribe,América Central e da porção norte da américa do sul.

  • Do ponto de vista econômico,destaca-se a acerola ou cereja-das-antilhas(Malpighia emarginata DC.) nativa da América Central e já bastante popular no Brasil.

Acerola

Malpighia ilicifolia.

  • Cruz-de-malta

Byrsonima

  • Estima-se que o gênero Byrsonima possua mais de 200 espécies, sendo que no país cerca de 93 estão amplamente distribuídas,existindo diversas espécies nativas do Brasil.

  • A maioria é encontrada na região amazônica, onde, na época de sua frutificação, a mata verde fica pintada pelo amarelo do fruto.

  • Dentro deste gênero se destaca a espécie Byrsonima crassifolia (Murici).

Murici

Galphimia

  • As malpighiaceae possuem um grande potencial ornamental, ainda subutilizado, exceto por poucas espécies que podem ser encontradas regularmente em cultivo.

  • Originário do Brasil,o resedá-amarelo ou triális (Galphimia brasiliensis) é um exemplar desse gênero.

Resedá-amarelo ou Triális.

Stigmaphyllon

  • Nas dunas litorâneas e bordas de mata de restinga chamam a atenção espécies de Stigmaphyllon,sendo comuns S.puberulum e S.ciliatum.

  • S.ciliatum se destaca pelo grande potencial ornamental.

Stigmaphyllon ciliatum

Lophanthera

  • Uma das mais ornamentais árvores do Brasil, com inflorescências amarelas pendentes, é proveniente da amazônia.

  • Conhecida como lanterneira,chuva-de-ouro ou chuva- de-ouro da amazônia, a Lophanthera lactescens se destaca por sua beleza exuberante e sua grande utilização paisagística.

Lanterneira,Chuva-de-ouro da Amazônia

Banisteriopsis

  • Banisteriopsis, um dos maiores gêneros de malpighiaceae com aproximadamente 100 espécies.(Anderson e Gates 1975)

  • Suas espécies se estendem ao norte até o México e ao sul até a argentina.Apresentam uma grande representatividade em quase todos os estados brasileiros, em diferentes tipos de vegetação.

  • Possuem folhas referidas como alucinógenas, como é o caso da Banisteriopsis caapi,utilizada em rituais de caráter religioso.

Jagube

Bonsai

Obrigada !

Comentários