EXERCÍCIOS EDUCATIVOS* Prof. Michel Vilche

Os exercícios educativos desempenham um papel muito importante na natação. Os diversos tipos de exercícios podem ser utilizados como elementos isolados para as correções ou como componentes de uma sessão de treinamento, sob forma de carga continua ou intervalada, visando à melhora das condições aeróbica e anaeróbica dos praticantes.

Constantemente os técnicos têm uma preocupação com a maior variação de treinamentos, evitando repetir as mesmas sessões, para que os nadadores não se sintam desmotivados e em conseqüência, decaiam em seus rendimentos. O emprego desses exercícios em sessões de treinamento tem sido muito bem recebido pelos nadadores, favorecendo a sua motivação, tornando agradável o treinamento e quebrando a sua rotina, pelas diferentes formas de apresentação.

A execução dos educativos deve visar à correção de um ou mais detalhes técnicos e ser de tal maneira exagerada que possa até parecer para outros, algo engraçado. Entretanto, existe a possibilidade de criar e combinado outros entre si e com outros acessórios como pranchas, palmares, etc. Desde que haja com isto uma possibilidade de mudança para melhor na aplicação biomecânica dos nados.

Veja algumas dicas para a execução dos exercícios educativos: CRAWL

1. Um braço faz a puxada e o outro permanece estendido à frente da cabeça. 2. Um braço espera o outro à frente da cabeça. 3. Um braço faz a puxada, o cotovelo respectivo é elevado no final da braçada e a recuperação é feita com este mesmo braço e a mão dentro da água, o outro braço permanece estendido á frente da cabeça. 4. Um braço para no final da braçada, exagerando o rolamento e retirando da água o ombro e também o braço, para depois iniciar a recuperação. 5. As mãos tocam ás costas no inicio da recuperação, e durante todo o movimento elas se mantêm roçando o corpo. 6. Com a elevação forçada do cotovelo durante a recuperação, o antebraço respectivo roça na parede. 7. As mãos na entrada, bem próximas da cabeça, entram na linha dos ombros e os braços se estendem na superfície da água.

* Disponível on line via: http://webswimming.tripod.com/dicas/dicaeducativos.htm

8. Um braço faz a puxada e o outro permanece estendido atrás, no prolongamento do tronco. 9. A cabeça permanece parada fora da água, olhar á frente e as braçadas são longas. 10. A respiração é bilateral. 1. Um braço puxa uma corda colocada 30 a 50 centímetros abaixo da superfície da água logo após o outro braço termina a puxada normal. 12. Apenas um braço traz a puxada enquanto o olhar está voltado para a recuperação e a entrada da mão na água. A braçada é bem longa. 13. As mãos fechadas. 14. É forçada a execução de seis batidas de pernas por ciclo de braçada. 15. As batidas de pernas fazem o movimento de pedalar. 16. Batida de pernas de dois tempos e uma pequena parada. 17. Batida de pernas de três tempos e uma pequena parada.

1. Nadar Costas com um braço fazendo a puxada e o outro estendido acima da cabeça. 2. Nadar Costas com um braço fazendo a puxada e o outro estendido no prolongamento do tronco. 3. Nadar Costas com um braço esperando o outro estendido acima da cabeça. 4. Nadar Costas com um braço esperando o outro no prolongamento do tronco. 5. Nadar Costas com um braço parado acima da cabeça e o outro executando somente o término da puxada. 6. Nadar Costas, olhando a entrada da mão na água. 7. Nadar Costas com braçada dupla-simultânea. 8. Nadar Costas puxando uma corda ou raia com o ombro bem embaixo da saia ou corda. 9. Nadar Costas junto à parede, obrigando a recuperação dos braços na vertical e roçando o antebraço na parede, durante a tração e a recuperação-braçada (funda, rasa, funda...). 10. Nadar Costas executando o rolamento e procurando tirar o ombro fora da água. 1. Nadar Costas com as mãos fechadas. 12. Bater pernas de Costas com os braços colados ao corpo, procurando encostar o ombro no queixo, elevação do ombro e rolamento. 13. Bater pernas de Costas com os braços estentidos acima da cabeça. 14. Bater pernas com os braços no prolongamento do tronco, com a cabeça bem alta, sem encostar o queixo no peito.

15. Bater pernas com um braço estendido acima da cabeça e o outro estendido no prolongamento do tronco; procurar tirar da água o ombro do braço que se encontra no prolongamento do tronco.

1. Nadar Peito, cruzando os braços (um por cima e outro por baixo) no inicio da braçada. 2. Nadar Peito, com pernada normal, e somente trabalho de punhos. 3. Nadar Peito, com a cabeça se mantendo na posição, e executando duas braçadas para uma respiração. 4. Nadar Peito,com a cabeça sempre fora da água. 5. Trabalho de pernas de Peito com os braços estendidos à frente da cabeça. 6. Trabalho de pernas de Peito, com os braços estendidos atrás, procurando tocar os calcanhares, nas palmas das mãos. 7. Trabalho de perna de Peito, na posição de Costas. 8. Dar 2 (duas) ou mais filipinas seguidas. 9. Nadar Peito, puxando um só braço, depois o outro e finalmente os dois. 10. Nadar Peito, com pernada de golfinho. 1. Nadar Peito, iniciando com pernada de golfinho e gradativamente passando para a pernada de peito. 12. Intercalar 2 (duas) braçadas ou mais, com pernas estendidas, com duas pernadas ou mais, com braço estendidos, com nado completo. 13. Nadar Peito só com ação do braço esquerdo e da perna esquerda; a mão direita segura o tornozelo direito - após um determinado de braçadas e pernadas, inverter a posição.

1. Parado, trabalhar simultaneamente tronco, braços e pernas. 2. Bater pernas de Golfinho, com o tronco na superfície da água e segurando os tornozelos de um companheiro. 3. Bater pernas de golfinho, com nado submerso, braços no prolongamento do tronco ou à frente da cabeça. 4. Bater perna de Golfinho lateralmente, submerso ou na superfície. 5. Bater perna de Golfinho na posição de decúbito dorsal, braços ao longo do tronco ou acima da cabeça. 6. Bater pernas de Golfinho, corpo na superfície com respiração frontal, braços ao longo do tronco ou à frente da cabeça. 7. Bater pernas de Golfinho, com respiração lateral e grande ondulação do tronco - três (3) ou mais pernadas submerso após a inspiração. 8. Bater pernas de Golfinho segurando o final da prancha-tábua.

9. Nadar Golfinho com puxada de um só braço, respirando lateralmente e tendo o outro braço estendido à frente e parado. 10. Braçada de Golfinho com perna de Crawl. 1. Nadar Golfinho elevando os cotovelos no final da puxada e recuperando as mãos por dentro da água. 12. Nadar Golfinho puxando um cada vez, para depois puxar os dois e só ai inspirar. 13. Braços de Golfinho cruzando-se entre si no meio da puxada. 14. Nadar Golfinho com braçada cruzada e quatro pernadas, mantendo o corpo submerso e os braços estendidos à frente.

Comentários