album seriado PRONTO

album seriado PRONTO

(Parte 1 de 2)

ÁLBUM SERIADO

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS

O QUE SÃO METODOS CONTRACEPTIVOS?

  • Os métodos anticoncepcionais são recursos utilizados tanto pelo homem quanto pela mulher para evitar que uma relação sexual resulte em gravidez;

  • Existem 5 métodos, os de barreira, comportamentais, hormonais, intra-uterinos e cirúrgicos;

  • Existem métodos anticoncepcionais muito eficientes, razoavelmente eficientes e pouco eficientes;

  • A escolha do método contraceptivo deve ser sempre personalizada levando-se em conta fatores como idade, números de filhos, compreensão e tolerância ao método, desejo de procriação futura e a presença de doenças crônicas que possam agravar-se com o uso de determinado método;

  • Alguns métodos são mais confiáveis por utilizarem hormônios, que por sua vez impedem a ovulação;

  • Os métodos contraceptivos, são fundamentais hoje em dia para o planejamento familiar;

  • Nem todos os métodos de contracepção oferecem proteção contra as infecções sexualmente transmissíveis.

CAMISINHA MASCULINA

CAMISINHA MASCULINA

  • O preservativo é um método contraceptivo do tipo barreira;

  • Este é o método contraceptivo mais utilizado em todo o mundo, que ajuda não só no planejamento familiar como também reduz o risco de transmissão de diversas DSTs;

  • É feito de látex ou poliuretano e geralmente vem já lubrificado, existindo em várias cores, aromas e tamanhos;

  • A camisinha masculina evita a gravidez em até 98% quando bem colocada;

  • A camisinha só fura ou rasga caso esteja com a data de validade vencida, ou se for usada com lubrificantes a base de óleo (como a vaselina) ou se for colocada sem que sua ponta seja apertada. Nesse caso o ar que permanece dentro ajuda ela a estourar;

  • Como usar: Para colocar a camisinha o pênis deve estar ereto Encaixar a camisinha na ponta do pênis, sem deixar o ar entrar, e desenrolar até que ele fique todo coberto;. A camisinha masculina deve ser colocada antes de ter qualquer contato do pênis com a vagina, o ânus ou a boca.

  • O preservativo masculino é fácil de ser encontrado em farmácias e supermercados. Muitos serviços públicos de saúde oferecem gratuitamente;

  • No comércio, seu preço é baixo, cada embalagem adquirida contém 3 (três) preservativos. São encontrados com ou sem lubrificante/espermicida;

  • É o método mais indicado para jovens que estão iniciando a vida sexual.

CAMISINHA FEMININA

CAMISINHA FEMININA

  • O preservativo feminino é um método contraceptivo do tipo barreira;

  • A camisinha feminina é uma "bolsa" feita de um plástico macio, o poliuretano, que é um material mais fino que o látex do preservativo masculino. Essa bolsa recebe o líquido que o homem libera na relação sexual, impedindo o contato direto dos espermatozóides com o canal vaginal e com o colo do útero da mulher, evitando assim a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, a transmissão do HIV, e prevenindo a gravidez não planejada;

  • Como utilizar: Retire da embalagem e aperte o anel interno,formando um 8, introduza na vagina, deixando o anel aberto (externo) para fora, a penetração deve ocorrer por dentro da camisinha. Depois da relação é só torcer, puxar e jogar fora;

  • Deve ser usada pela mulher antes da relação e retirada logo após.

  • A bolsa tem 15 centímetros de comprimento e oito de diâmetro, sendo, portanto, bem mais larga que o preservativo masculino.

DIU

DIU

  • DIU (dispositivo intrauterino) é um dispositivo que é colocado no útero de uma mulher por um médico. Podendo ficar no útero por 1 a 10 anos.

  • Normalmente é feito de plástico ou metal com um fio preso a ele. Alguns DIUs contêm cobre ou progesterona.

  • O DIU previne a gravidez mudando o ambiente físico da área da reprodução. Estas mudanças impedem que o ovo seja fertilizado ou implante e cresça no útero.

  • Como utilizar: Um médico irá inserir o DIU no útero através do colo cervical (abrindo o útero). O DIU normalmente é inserido durante o período menstrual, quando o colo cervical está ligeiramente aberto e é menos provável que esteja grávida. Dura apenas alguns minutos para inserir um DIU e pode causar um pouco de dor, portanto poderá ser usado um anestésico local para melhorar o desconforto durante inserção. Durante os primeiros meses depois de inserção do DIU e depois de cada período menstrual, é necessário conferir o fio preso a ele, assegurando a presença do DIU no útero assegurando a improbabilidade de gravidez. Se sentir o plástico duro do DIU, significa que ele não está no local adequado e que deverá procurar um médico para colocá-lo no lugar novamente. O DIU pode sair acidentalmente nos primeiros meses, sem ser notado. Confira o DIU antes de cada prática sexual ou considere outro método para controle da natalidade associado durante os primeiros meses, para melhor segurança.

  • Um mesmo DIU pode ser usado por 1 a 10 anos antes de ser substituído. Normalmente DIUs de progesterona são substituídos depois de 1 ano. DIUs de cobre podem permanecer no útero por até 10 anos.

PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

  • Comprimido feito à base de hormônios sintéticos, semelhantes às hormônios femininos produzidos naturalmente pelos ovários (estrogénios e progesterona).

  • inibem a estimulação do ovário, não permitindo a ovulação e consequentemente, uma gravidez.

  • Como utilizar: o primeiro comprimido é tomado no primeiro dia da menstruação. A partir daí, deverá tomar um comprimido diariamente à mesma hora, até terminar a embalagem. Assim, segue-se uma semana de pausa (pílulas combinadas), onde deverá iniciar a toma da nova embalagem ao oitavo dia. A menstruação virá nesse período de intervalo.

  • Este método além da ótima eficácia, tem um papel protetor contra várias doenças (doenças benignas da mama, do ovário e osteoporose), diminui o risco de cancro do ovário e do endométrio, ajuda a regular o ciclo menstrual, minimiza as dores pré-mestruais.

PÍLULA DO DIA SEGUINTE

PÍLULA DO DIA SEGUINTE

  • A pílula do dia seguinte é um recurso contraceptivo utilizado quando a camisinha estoura na hora da relação sexual ou a mulher esquece de tomar o anticoncepcional;

  • É um recurso que deve ser utilizado em caso de extrema emergência, pois seus efeitos costumam ser perigosos se usada continuamente;

  • Como utilizar: existem dois tipos. Um deles vem em dose única e o outro são dois comprimidos (um ingerido logo após a relação e outro após 12 horas). Deve ser usado no máximo 72 horas após a relação sexual. Quanto mais tempo demorar, menor será a eficácia;

  • A pílula possui efeitos colaterais, podendo causar dores de cabeça, náuseas e alteração no ciclo menstrual.

CONTRACEPTIVOS INJETÁVEIS

CONTRACEPTIVOS INJETÁVEIS

  • Há dois tipos de contraceptivos injetáveis: os trimestraise osmensais. Os trimestrais contêm um progestógeno similar ao hormônio natural progesterona existente no corpo da mulher. Já os injetáveis mensais contêm 2 hormônios, um progestógeno e um estrógeno semelhantes aos hormônios naturais progesterona e estrógeno;

  • Injetáveis trimestral: A mulher recebe uma dose trimestral intramuscular que suprime a ovulação, e por isso, evita a gravidez. A mulher fica com um depósito de hormônio dentro de seu músculo, e o hormônio vai sendo liberado lentamente na corrente sanguínea, ao longo desses três meses. Por não conterem estrógeno, podem ser usados durante toda a amamentação e por mulheres que não podem usar métodos com estrógeno;

  • Como utilizar: Eles devem ser administrados (injeção muscular profunda, que deve ser aplicada por um profissional de saúde habilitado) até o quinto dia do ciclo menstrual. As doses seguintes devem ser dadas a cada 90 dias. O local da injeção não deve ser massageado ou aquecido com bolsa de água-quente, para não acelerar a absorção do produto;

  • Injetáveis mensal: Os injetáveis mensais contêm ,um progestógeno e um estrógeno parecidos com os hormônios progesterona e estrógeno existentes no corpo da mulher;

  • Como utilizar: Eles devem ser iniciados até o quinto dia do ciclo menstrual (até 5 dias depois do primeiro dia de sangramento) ou a qualquer momento se não houver possibilidade de gravidez. As injeções seguintes devem ser dadas em intervalos de 27 a 33 dias, preferencialmente sempre no mesmo dia do mês.

ANEL VAGINAL

ANEL VAGINAL

  • O anel vaginal contém etonogestrel e etinilestradiol, que são os mesmos hormônios da maioria das pílulas anticoncepcionais;

  • É colocado na vagina no 5º dia da menstruação, permanecendo nessa posição durante três semanas;

(Parte 1 de 2)

Comentários