(Parte 5 de 8)

Caminhos. Alarmes e mensagens. Rede.

Tarefas que rodam junto com a aplicação. Neste item é possível, inclusive, configurar um executável externo para ser chamado pela aplicação.

Dentro da pasta I/O drivers também podemos encontrar um objeto denominado Mission Control (Missão de Controle) que se trata de uma controle de parâmetros de algumas tarefas podendo ser útil em desenvolvimento/runtime. Um exemplo de aplicação é para uma boa análise da estrutura de comunicação associada a um driver.

Pictures: Aqui são visualizadas as telas e janelas utilizadas na aplicação.

Reports: Visualização dos objetos configurados para relatório.

0682-227 (Rev.: 01) 17

Schedules: Permite a criação de objetos para controle de ações baseadas em tempo e em evento.

Security: Objetos que permitem a configuração de níveis de acessos dos usuários à aplicação.

System Configuration: Chamada do SCU de dentro da própria aplicação.

5.1 Estruturando o Ambiente Workspace para Trabalhar

Para tornar o ambiente de trabalho mais produtivo, vamos dar enfoque a duas linhas importantes:

Criando um diretório específico para armazenar a aplicação

Visualizando as barras de ferramenta que dão mais facilidade e conseqüentemente produtividade ao desenvolvimento.

5.1.1 Criando um Diretório Específico para a Aplicação

Este item traz a abordagem da criação de um diretório específico para a aplicação, separada do diretório de instalação do iFIX. Este tipo de procedimento traz vantagens de organização e possibilidade de reinstalação do iFIX, em caso de necessidade, sem nenhum dano aos arquivos da aplicação.

Uma vez instalado o iFIX, este criará de forma default uma estruturação de diretórios em c:\Dynamics.

Para criar um diretório específico para a aplicação, devemos seguir os seguintes passos:

Ir em Start\Programs\iFIX\System Configuration. Ir no menu File >> New.

Ir no menu Configure e habilitar Scada Support. Este procedimento irá possibilitar adicionar o(s) driver(s) de comunicação, definir o arquivo de extensão pdb utilizado para base de dados. Neste item selecione o driver a ser utilizado e nomeia o arquivo de base de dados.

Ir no menu Configure\paths e alterar os diretórios para a nova aplicação. Todos os diretórios devem ser mudados, exceto Base e Language. Estes últimos devem ser mantidos conforme a instalação do iFIX. Veja como ficaria para um subdiretório dentro de C:\Dynamics que abrigaria toda a aplicação:

0682-227 (Rev.: 01) 18

Figura 15

A consequência mais importante do procedimento citado na Figura 15 é o fato de se ter isolado em C:\DYNAMICS\NOVA APLIC o backup deste subdiretório e a restauração deste em qualquer máquina que já possua a instalação default do iFIX permitirá rodar a aplicação sem nenhum problema.

Salvar a configuração de sistema para esta aplicação indo em File\Save As.

Este procedimento cria um arquivo com extensão scu em C:\DYNAMICS\NOVA APLIC\LOCAL.

Veja o ambiente do SCU com seus menus:

Figura 16 0682-227 (Rev.: 01) 19

Copiar os arquivos com extensão fxg do diretório C:\DYNAMICS\PIC para o diretório C:\DYNAMICS\NOVA APLIC\PIC. Este procedimento permitirá visualizarmos as barras de ferramenta default da instalação do iFIX no novo ambiente que criamos para rodar a aplicação separadamente, conforme abordado no item Error! Reference source not found..

Criar um ícone para a aplicação.

Basta alterar a propriedade target do ícone, de forma que esta passe a conter o nome do nó, nome da nova aplicação e nome do arquivo com extensão scu.

Figura 17

Conforme mostrado na Figura 17, o target passa a ser:

Rodando com chave de hardware:

C:\Dynamics\Launch.exe /nFIX /sC:\Dynamics\Nova aplic\LOCAL\FIX.SCU.

Rodando em modo DEMO:

C:\Dynamics\Launch.exe /t /nFIX /sC:\Dynamics\Nova aplic\LOCAL\FIX.SCU.

No caminho indicado acima, o nome do arquivo scu deve ser o mesmo que você salvou para a configuração de sistema (SCU) criada para a Aplicação.

0682-227 (Rev.: 01) 20

0682-227 (Rev.: 01) 21

5.1.2 Visualizando Barra de Ferramentas no Ambiente Workspace

Para visualizarmos a barra de ferramenta Standard do Workspace, basta acessar dentro do Ambiente Workspace o menu Workspace\Toolbars, com Workspace em destaque, selecionar opção Standard Toolbar, conforme mostrado na Figura 18.

2 ev.: 01)

Figura 18 0682-227 (R

0682-227 (Rev.: 01) 23

Criar uma nova picture (tela ou janela).

Criar um novo Schedule (controle de ações e eventos, associados a um timer ou a um trigger qualquer).

Criar um novo Dynamo Set. Visualizar em tela inteira (full screen) para o desenvolvimento. Visualizar o desenvolvimento em runtime. Abrir o editor Visual Basic, para criação de scripts.

Trabalhar com Task Wizard (tarefas experts utilizadas para criação de animações pré-prontas).

Para visualizarmos a barra de ferramenta Toolbox do Workspace, basta acessar dentro do ambiente Workspace o menu Workspace\Toolbars, com picture em destaque, selecionar opção Toolbox, conforme mostrado na Figura 19.

24 ev.: 01)

(Parte 5 de 8)

Comentários