Segredos dos testes pisicotécnicos ou psicológicos

Segredos dos testes pisicotécnicos ou psicológicos

COLEÇÃO: Segredos dos Testes Psicológicos

Teste de Desenhos (pessoa, pessoa na chuva, família, árvore e casa)

Versão 1 – Agosto de 2003 – livre reprodução e distribuição

1CARACTERÍSTICAS COMUNS A TODOS OS TESTES5
2 DESENHO DA FIGURA HUMANA5
2.1 APRESENTAÇÃO5
2.2 SIGNIFICADO DAS CARACTERÍSTICAS DO DESENHO5
3 DESENHO DA PESSOA NA CHUVA10
3.1 APRESENTAÇÃO10
3.2 DICAS10
4 DESENHO DA FAMÍLIA10
4.1 APRESENTAÇÃO10
4.2 DICAS10
5 DESENHO DA ÁRVORE1
5.1 APRESENTAÇÃO1

Antes de iniciar a leitura desse documento, por favor leia e aceite os itens abaixo:

Esse trabalho é o resultado do esforço individual de uma pessoa que não tem nenhuma formação acadêmica ou experiência profissional em psicologia. Portanto, apesar do meu esforço, há grande possibilidade de haver erros. A única garantia (que não garante nada) é a promessa de que me dediquei ao máximo para fazer esse documento o mais perfeito possível.

Agradecimentos, elogios, críticas construtivas, reclamações, dúvidas e, principalmente, segredos sobre os testes psicológicos, são sempre muito bem-vindos.

Ameaças, protestos e até mesmo solicitações educadas contra mim ou contra esse material são inúteis. Não perca seu tempo tentando argumentar ideologias. Existem diversas razões que me levaram a divulgar esse material. Essas razões serão apresentadas em um documento específico, assim que eu tiver condições de fazê-lo. O que eu tinha para perder, já perdi. Não tenho mais o que temer. Pegue sua indignação, seu tempo e seu dinheiro, vá direto ao judiciário e faça valer o que você acredita ser direito seu o de terceiros.

Apesar desse material tratar de um assunto de uso restrito de psicólogos, o seu conhecimento e/ou divulgação não constitui nenhuma ilegalidade quando executadas por pessoas não formadas em psicologia. As punições existentes se referem unicamente ao exercício da profissão de psicólogo.

Esse material também não viola nenhuma patente registrada nem qualquer direito autoral.

Caso eu esteja enganado quanto aos dois últimos itens acima, ou seja, caso esse material seja proibido ou viole algum direito de terceiros, lamento informar que o endereço eletrônico que distribui esse documento se encontra num servidor nos Estados Unidos da América, não podendo ser afetado por quaisquer disposições legais brasileiras. E ainda assim, há uma centena de outros países nos quais poderei abrigar e distribuir essas informações livremente, caso eu venha a ser importunado onde estou atualmente.

Ao tomar conhecimento da mecânica dos testes aqui apresentados, tenha consciência que a interpretação das suas respostas será, para sempre, adulterada. Os resultados colhidos pelos psicólogos nunca mais revelarão a verdade sobre você (na minha teoria eles também não revelavam a verdade antes). Isso é extremamente vantajoso e interessante contra psicólogos recrutadores (se você chegou até esse documento, suponho que seja essa a sua intenção). Mas, por outro lado, impede o trabalho dos psicólogos terapeutas caso você venha procurar esses serviços algum dia.

Não acredite em lendas do tipo “os psicólogos têm como saber se você está mentido”, “os psicólogos ficarão desconfiados com respostas muito perfeitas”, “os psicólogos irão confirmar ou desmentir o resultado do teste com entrevistas ou outros testes”, etc. Se isso fosse verdade, os psicólogos não fariam esse alerta; mas ficariam quietos para identificar facilmente os candidatos mal intencionados. Realmente existem alguns poucos testes, todos do tipo questionário, que podem identificar algumas mentiras, mas cuja lógica é facilmente contornável. Todos eles se baseiam em perguntas sobre erros que todos os seres humanos cometem e cuja resposta não é agradável de dar. Exemplos: “Você já pegou algo que não lhe pertencia?”, “Você já fez algo ilegal?”, etc. Fora isso, não existe mais nenhum tipo de “pega-mentiroso”. Não fique imaginando que haja cruzamento de dados, levantamentos estatísticos, investigação pessoal, etc. A psicologia é uma variante da astrologia, e não da estatística.

Também não acredite na lenda que ”não existe respostas certas ou erradas; seja autêntico; apenas queremos saber como você é”. Essa historinha serve para você não ficar com medo do bicho papão, relaxar, abrir seu coração e confessar todos os teus problemas (o único que irá valorizar essa tua sinceridade estúpida é Jesus Cristo). Tenha em mente que boas características servem para qualquer emprego; características ruins não servem para emprego algum. O perfil profissional apenas define qual é o mínimo aceitável de cada característica, sem jamais recusar uma característica boa e sem jamais aceitar uma característica ruim. Pessoas inteligentes, persistentes, altruístas, auto-confiantes, flexíveis e objetivas servem para qualquer vaga. Pessoas burras, sem persistência, egoístas, sem auto-confiança, inflexíveis e mentalmente complicadas não servem para nenhuma vaga. Há raríssimas exceções em que um adjetivo é bom para um tipo de emprego e ruim para outro. Por exemplo: Em cargos de disciplina rígida (militares, policiais, segurança, religiões, etc.) a “autonomia” e a “análise crítica” não são bem-vindas.

Tenho 2 teorias divergentes quanto à divulgação desse material. A primeira consiste em divulgar por todos os meios possíveis esse documento, inclusive mandando-o para psicólogos, agências de emprego e elaboradores de concursos. O resultado poderia ser o descrédito imediato dos testes. Porém, provavelmente haveria um contra-ataque: proibições legais, perseguições e uma corrida desenfreada para criar novos testes toda vez que os segredos dos testes anteriores viessem a ser desvendados. Nesse caso, a situação poderia ficar pior do que está hoje. Já a segunda teoria é restringir a divulgação desse documento somente para pessoas que realmente necessitam dele para uma finalidade específica e relevante. Não haveria nenhum alarde e os poucos conhecedores desses segredos não seriam percebidos. Por outro lado, não atingiria a minha meta: acabar com os testes psicológicos. Ainda não sei qual é o melhor caminho. Aceito conselhos.

Por fim, faça me o maior de todos os favores: Divulgue esse material, sem alterá-lo e sem exigir qualquer coisa em troca.

1 CARACTERÍSTICAS COMUNS A TODOS OS TESTES

2 DESENHO DA FIGURA HUMANA

2.1 Apresentação

Condições gerais do teste: individual (preferência) ou em grupo, de 15 a 20 minutos.

Materiais: Folha em branco, lápis e borracha. A folha é entregue na posição vertical. Às vezes, não é permitido o uso da borracha.

Metodologia: Pede-se que desenhe uma pessoa. Depois de terminado o desenho, entrega-se uma nova folha e pede-se que desenhe uma pessoa do sexo oposto ao do 1º desenho.

2.2 Significado das características do desenho

#   

3 DESENHO DA PESSOA NA CHUVA

3.1 Apresentação Condições gerais do teste: individual (preferência) ou em grupo, de 15 a 20 minutos.

Materiais: folha em branco, lápis e borracha. A folha é entregue na posição vertical. Às vezes, não é permitido o uso da borracha.

Metodologia: Pede-se que desenhe uma pessoa na chuva.

Significado geral do desenho: Como a pessoa se sente diante de situações tensas e desfavoráveis.

Desenhe uma pessoa devidamente protegida da chuva (com guarda-chuva e/ou botas e/ou capa).

Não esconda o rosto com o guarda-chuva. Pode-se a desenhar a pessoa de perfil (de lado) e parada.

O significado das características do desenho é o mesmo para o “Desenho da Pessoa”. Use o mesmo tipo de traço, estilo, tamanho, proporção, nível de detalhamento e paisagem do desenho da figura humana. Não acrescente nada, além dos pingos da chuva, do guarda-chuva, da capa e/ou da bota. Não retire nada. Não tente melhorar nem simplificar nada.

4 DESENHO DA FAMÍLIA

4.1 Apresentação

Condições gerais do teste: individual (preferência) ou em grupo, de 15 a 20 minutos.

Materiais: folha em branco, lápis e borracha. A folha é entregue na posição vertical. Às vezes, não é permitido o uso da borracha.

Metodologia: Pede-se que desenhe a sua família. Não sei dizer se é a família primária (pai, mãe e irmãos) ou a secundária (você, esposo(a) e filhos).

4.2 Dicas [FALTA FAZER ESSA SEÇÃO]

5 DESENHO DA ÁRVORE

5.1 Apresentação

Condições gerais do teste: individual (preferência) ou em grupo, de 15 a 20 minutos.

Materiais: folha em branco, lápis e borracha. A folha é entregue na posição vertical. Às vezes, não é permitido o uso da borracha.

Metodologia: Pedir para desenhar uma árvore. A tendência é pedir uma árvore frutífera e evitar um pinheiro ou coqueiro. Pode-se fazer algumas perguntas depois, tipo “idade da árvore?”, “onde está essa árvore?”, “essa árvore é feliz?”, etc.

5.2 Significado das características do desenho

Comentários