fluxograma processo fabricação acucar

fluxograma processo fabricação acucar

A) Cana no campo e maturação á colheita Fase de maturação da cana, e colheita que pode ser manual ou mecânica.

A1)carregamento e transporte cana

Carregamento de cana que pode ser de guincho ou maquina e transbordo o transporte deve ser feito por caminhão de carroceria fechada.

A2 ) Pagamento da Cana

Processo de recebimento e pesagem da cana de açúcar. E analise de Sacarose para pagamento de fornecedores de cana

A3)descarregamento da cana no hilo feito através de guincho fixo, onde e feita o primeiro preparo da cana para extração lavagem a seco ou com água nivelação da cana e limpeza de metal.

A4B) Moagem

Processo de extração do caldo por fragmentação e esmagamento da matéria prima, separando fibras (bagaço) do sumo da cana; utiliza-se de Picadores, Ternos de Moagem e Filtros (Peneiras rotativas), tendo como variável importante a velocidade da esteira.

A4)filtragem lavadores gases caldeira.

Processo de peneiragem e filtragem de água dos lavadores de gases para serem reaproveitada na usina.

Legenda

B1) Evaporação do Caldo

Processo de aquecimento e distribuição do caldo que passa por processo de clarificação transformando o caldo bruto em caldo clarificado, que pode ser revertido em xarope para a fábrica de açúcar ou em mosto para o processo de transformação em álcool. São utilizados nesse processo Filtros, aquecedores, evaporadores e decantadores, e as principais variáveis desse processo são as temperaturas de entrada e saída do caldo, temperatura do vapor vegetal e fluxo de condensado.

B2) Cozimento

Neste processo o Xarope resultante do processo de evaporação é aquecido em fornos cozedores de forma a aumentar a concentração de açúcar na mistura, formando uma massa. São variáveis importantes: a temperatura do vapor vegetal, fluxo do condensado e temperatura do cozedor.

B3)Turbina Centrífuga/Cristalização e Secagem

A Massa passa pelo processo de cristalização e é colocada em centrífugas, que retiram grande parte da umidade restante, deixando o açúcar pronto para ser ensacado após a passagem por exaustores. São utilizados cristalizadores (tanques em forma de U resfriados por água ou ar), centrífugas, esteiras e exaustores. As principais variáveis são rotação da centrífuga, velocidade da esteira e a temperatura do vapor dos exaustores. A partir dos cristalizadores o xarope é transportado por um vácuo até os tanques de cozimento onde é transformado em massa “B”e “A” a “B” é dividida em massa magna e mel e massa mel é aproveitada na destilaria enquanto a magna é encaminhada para outro tanque de cozimento e é transformada em massa “A”. A massa “A” é processada em centrifugas automáticas onde é feita a separação dos cristais de açúcar do mel. Esse mel é enviado para um tanque onde é tratado e reinserido na massa “B”. O açúcar segue para o processo de secagem. Na secagem, o açúcar produzido passa por um elevador que transporta o material até um tambor rotativo. Este tambor possui um dispositivo de pás giratórias que garantem a movimentação

B4) Armazenamento para venda do açúcar.

Comentários