Licenciatura em Matemática - Desenho Geométrico

Licenciatura em Matemática - Desenho Geométrico

(Parte 1 de 10)

Desenho Geométrico

Alberto Luiz Fernandes Queiroga Claudio Barros Vitor

Manaus 2007

Governador Eduardo Braga

Vice-Governador Omar Aziz

Reitor Lourenço dos Santos Pereira Braga

Vice-Reitor Carlos Eduardo S. Gonçalves

Pró-Reitor de Planejamento e Administração Antônio Dias Couto

Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários Ademar R. M. Teixeira

Pró-Reitor de Ensino de Graduação Carlos Eduardo S. Gonçalves

Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa Walmir de Albuquerque Barbosa

Coordenador Geral do Curso de Matemática (Sistema Presencial Mediado) Carlos Alberto Farias Jennings

Coordenador Pedagógico Luciano Balbino dos Santos

NUPROM Núcleo de Produção de Material

Coordenador Geral João Batista Gomes

Projeto Gráfico Mário Lima

Editoração Eletrônica Helcio Ferreira Junior

Revisão Técnico-gramatical João Batista Gomes

Queiroga, Alberto Luiz Fernandes.

Q3dDesenho geométrico. / Alberto Luiz Fernandes Queiroga,

Cláudio Barros Vitor. - Manaus/AM : UEA, 2007. - (Licenciatura em Matemática. 2. Período)

113 p.: il. ; 29 cm. Inclui bibliografia e anexo.

1. Desenho geométrico. I. Vitor, Cláudio Barros. I. Série. II. Título.

CDU (1997): 514.1 CDD (19.ed.): 604.2

Palavra do Reitor07
UNIDADE I– Introdução ao desenho geométrico09
TEMA 01 –O material utilizado no desenho geométrico1
TEMA 02 –Entes fundamentais17
TEMA 03 –Operações com segmentos e ângulos2
UNIDADE I– Construções de ângulos e retas27
TEMA 04 –Uso do esquadro, compasso e régua para construção de ângulos e retas29
UNIDADE I– Divisão de segmentos e segmentos proporcionais49
TEMA 05 –Divisão de segmento34
TEMA 06 –Divisão em partes proporcionais38
TEMA 07 –Média proporcional ou geométrica42
TEMA 08 –Divisão harmônica e segmento áureo4
UNIDADE IV– Figuras da geometria plana63
TEMA 09 –Divisão de circunferência em duas partes iguais (pelo ângulo central)51
TEMA 10 –Triângulos5
TEMA 1 –Quadriláteros57
TEMA 12 –Trapézio59
TEMA 13 –Lozangos e paralelogramos60
UNIDADE V– Polígonos e poliedros75
TEMA 14 –Polígonos7
TEMA 15 –Poliedros81
Anexos91
Respostas de Exercícios97

SUMÁRIO Referências . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .113

Alberto Luiz Fernandes Queiroga

Bacharel em Desenho Industrial – UFPB Especialista em Design, Propaganda e Marketing – UFAM

Cláudio Barros Vitor

Licenciado em Matemática – UFAM Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior - UNESC

A realidade amazônica, por si só, é um desafio à educação tradicional, aquela que teima em ficar arraigada à sala de aula, na dependência única dos métodos triviais de ensino. A Universidade do Estado do Amazonas já nasceu consciente de que o ensino presencial mediado é a única estratégia capaz de responder aos anseios de um público que, por estar disperso, tem de ser atendido por projetos escudados em dinamismo técnico−científico.

Assim, a Licenciatura Plena em Matemática, ancorada no Sistema Presencial Mediado, nasceu para oferecer aos discentes as habilidades necessárias para que eles venham a construir seus próprios objetivos existenciais, estimulando−lhes a ousadia de aceitar o novo e de criar novas possibilidades de futuro, dando− lhes uma visão multifacetada das maneiras de educar.

Os livros−textos em que o curso se apóia são produzidos com o rigor didático de quem sabe que a história da educação, no nosso Estado, está sendo reescrita. Os agentes desse processo têm visão crítica e apostam na formação de novos professores que saberão aliar inteligência e memória, não permitindo que o ensino em base tecnológica ganhe a conotação de “um distanciado do outro”.

A autonomia de agir que cada um está aprendendo a conquistar virá, em breve, como resposta aos desafios que se impõem hoje.

Lourenço dos Santos Pereira Braga Reitor da Universidade doEstado do Amazonas

UNIDADE I Introdução ao desenho geométrico

TEMA 01

Um breve histórico

Como linguagem de comunicação e expressão, a arte do desenho antecede em muito a da escrita. O que é a escrita senão a combinação de pequenos símbolos desenhados? Por meio de gravuras traçadas nas paredes das cavernas, o homem pré-histórico registrou fatos relacionados ao seu cotidiano, deixando indicadores importantes para os pesquisadores modernos estudarem os ancestrais de nossa espécie. Enfim, a arte do desenho é algo inerente ao homem.

Não se sabe quando, ou onde, alguém formulou pela primeira vez, em forma de desenho, um problema que pretendia resolver – talvez tivesse sido um “projeto” de moradia ou templo, ou algo semelhante. Mas esse passo representou um avanço fundamental na capacidade de raciocínio abstrato, pois esse desenho representava algo que ainda não existia, que ainda viria a se concretizar. Essa ferramenta, gradativamente aprimorada, foi muito importante para o desenvolvimento de civilizações, como a dos babilônios e a dos egípcios, as quais, como sabemos, realizaram verdadeiras façanhas arquitetônicas.

Porém uma outra civilização, que não hesitava em absorver elementos de outras culturas, aprendeu depressa como passar à frente de seus predecessores; em tudo que tocavam, davam mais vida. Eram os gregos. Em todas as áreas do pensamento humano em que se propuseram a trabalhar, realizaram feitos que marcaram definitivamente a história da humanidade.

Foram os gregos que deram um molde dedutivo à Matemática. A obra Elementos, de Euclides (?300 a.C.), é um marco de valor inestimável, na qual a Geometria é desenvolvida de modo bastante elaborado. É na Geometria grega que nasce o Desenho Geométrico que aqui vamos estudar.

Na realidade, não havia entre os gregos uma diferenciação entre Desenho Geométrico e Geometria. O primeiro aparecia simplesmente na forma de problemas de construções geométricas, após a exposição de um item teórico dos textos de Geometria. Essa conduta euclidiana é seguida até hoje em países como a França, Suíça, Espanha, etc., mas, infelizmente, os problemas de construção foram há muito banidos dos nossos livros de Geometria.

Assim, pode-se dizer que o Desenho Geométrico é um capítulo da Geometria que, com o auxílio de dois instrumentos, a régua e o compasso, se propõe a resolver graficamente problemas de natureza teórica e prática.

Material de desenho e seu uso O lápis

Em desenho geométrico, utilizaremos o lápis com grafite HB para os traçados de letras, contornos e esboços.

Para seu desenho ter as linhas bem definidas, mantenha a grafite sempre bem-apontada, em forma cônica, usando para isso um pedaço de lixa.

A lapiseira

Você pode também utilizar as práticas lapiseiras com grafites 0.5mm, pois elas têm grossura ideal para o desenho geométrico.

A borracha

Use borracha macia para não deixar marcas no papel.

(Parte 1 de 10)

Comentários