Temperatura no ambiente de trabalho

Temperatura no ambiente de trabalho

TEMPERATURA

Condições de Trabalho

Um local de trabalho, seja um escritório, uma fábrica, um banco, deve ser sadio e agradável. O homem precisa encontrar aí condições capazes de lhe proporcionar o máximo de proteção e, ao mesmo tempo, satisfação no trabalho.

Durante o trabalho, qualquer que seja a organização, todo o corpo do homem é submetido à condicionantes, Segundo as atividades que o homem desenvolve e as condições ambientais e organizacionais, dentro das quais ele se encontra, seus diferentes sistemas, aparelhos e órgãos do corpo, são solicitados e funcionam diferentemente". É importante salientar que o indivíduo deve se manter alerta e respeitar o princípio de plenitude do organismo nas mais variadas atividades que venha a desempenhar.

TEMPERATURA

As temperaturas térmicas agradáveis do local de trabalho, depende principalmente dos fatores relacionados à temperatura ambiente, à umidade do ar e à mobilidade do ar.

consideram que "o clima de trabalho deve satisfazer diversas condições, para ser considerado confortável. Quatro fatores contribuem para isso:

temperatura do ar, temperatura radiante, velocidade do ar e umidade relativa.

Para que o clima seja considerado agradável, depende-se também do tipo de atividade física e do vestuário”,

dependendo do tipo de atividade desempenhada pelos indivíduos, faz-se necessário o ajuste de temperatura para o ambiente e o uso de roupas adequadas, "a temperatura e a umidade ambiental influem diretamente no desempenho do trabalho humano. Estudos realizados em laboratórios e na indústria comprovam essas influências, tanto sobre a produtividade como sobre os riscos de acidentes”.

Locais de Trabalho

Os locais de trabalho devem fornecer condições climáticas favoráveis ao desempenho do trabalhador; contudo, incontáveis organizações utilizam postos de trabalho que oferecem condições térmicas sub-humanas.

Muitos trabalhos são executados em condições desfavoráveis, como em câmaras frigoríficas muito frias ou perto dos fornos muito quentes.

Cuidados especiais são necessários nesses casos extremos, para evitar congelamentos ou queimaduras da pele, principalmente no rosto e nas mãos.

Nesses casos que merecem uma maior atenção torna-se imprescindível a intervenção ergonômica, para que seja reduzido o tempo de exposição do trabalhador a altas ou baixas temperaturas.

Para cada uma das variáveis ambientais há certas características que são mais prejudiciais ao trabalho. Cabe ao projetista conhecer essas limitações e, na medida do possível, tomar as providências necessárias para manter os trabalhadores fora dessas faixas de risco. Trata-se por agentes ambientais: como temperatura efetiva, umidade relativa do ar. A norma regulamentadora que trata destes sobre o ponto de vista da tolerância é a NR 15.A NR 15 lida com a concentração, com intensidade mínima ou máxima. Ao se extrapolar - se os valores determinados por essa norma quem está exposto, com certeza, fica doente.

AMBIENTE TÉRMICO

Segundo Verdussen (1978), a temperatura é um ponto que deve merecer o maior cuidado, quando se busca criar adequadas condições ambientais de trabalho.

Há temperaturas que nos dão uma sensação de conforto, enquanto outras tornam-se desagradáveis e até prejudiciais à saúde.

Trocas térmicas

O organismo humano, para a manutenção de sua estrutura, consome uma energia "mínima de repouso" que se traduz por uma "temperatura interna constante". A fim de manter sua temperatura interna constante o homem deve então comunicar-se com seu meio ambiente.

  • As trocas de energia se realizam por:

  • Condução: é a propriedade de um corpo transmitir energia calorífica a outro, com o qual esteja em contato.

  • Convecção: trocas por intermédio de um fluido (ar ou água).

  • Radiação: troca de calor entre o organismo e o ambiente, que consiste na transmissão de energia por meio de ondas eletromagnéticas .

  • Evaporação: é o mecanismo mais importante do equilíbrio térmico.

Quando as condições de temperatura ambiente atingem um nível tal que a dissipação do calor do corpo, tanto por radiação como por condução-convecção, não mais atende às necessidades do organismo, entra em ação o processo de evaporação do suor, que resfriará a superfície do corpo.

Conforto térmico

É um estado de espírito que reflete a satisfação com o ambiente térmico que envolve a pessoa. Se o balanço de todas as trocas de calor a que está submetido o corpo humano for nulo e a temperatura da pele e suor estiverem dentro de certos limites, pode-se dizer que o homem sente conforto térmico.

As variáveis ambientais que influenciam este conforto são:

  • temperatura do ar,

  • umidade do ar,

  • velocidade do ar,

  • calor radiante;

Além destas variáveis, a atividade desenvolvida pelo homem a vestimenta que ele usa (resistência térmica) também interagem na sensação de conforto térmico do trabalhador, em seu ambiente de trabalho.

O voto médio predito consiste em um valor numérico que traduz a sensibilidade humana ao frio e ao calor. O PMV (Predicted mean vote) para conforto térmico é igual a zero, para o frio é negativo e par ao calor positivo. A partir daí, foi implementado o conceito de porcentagem de pessoas insatisfeitas (PPD –Predicted Percentage of Dissatisfied). A norma ISO 7730 de 1984 adotou as pesquisas de Fanger, recomendando que, para espaços de ocupação humana termicamente moderado, o PPD deve ser menor que 10%, o que corresponde a uma faixa do PMV de -0,5 a +0,5. Abaixo, figura observa-se a curva que Fanger chegou ao relacionar o PMV e o PPD.

Assim, tem-se que organizar o trabalho, com períodos de trabalho (atividade) e descanso (diminuição do metabolismo) para que a temperatura corporal não ultrapasse a normal de funcionamento do corpo. Tanto o calor como o frio intenso são altamente prejudiciais ao indivíduo e podem provocar uma sobrecarga energética no corpo, atingindo o coração e os pulmões, podendo também ocorrer queimaduras ou congelamentos, se não houver proteção.

CALOR X FRIO

  • Quando submetido diariamente a altas temperaturas, o organismo passa a adaptar-se a diversas transformações fisiológicas, na busca de manter constante a temperatura do corpo, como por exemplo, a elevação do ritmo cardíaco ou o aumento da temperatura média do corpo.

  • Essa reação orgânica de manter a temperatura do corpo em equilíbrio com as exigências dos órgãos vitais poderá desencadear no indivíduo efeitos relativamente controláveis, como desidratação, doenças de pele, desmaios ou desfalecimentos e outros ainda mais maléficos, como a hipertermia e a catarata.

PRINCIPAIS EFEITOS DAS TEMPERATURAS EXTREMAS SOBRE O ORGANISMO:

Temperaturas Baixas:

Quando o calor cedido ao meio ambiente, é superior ao calor recebido ou produzido por meio do metabolismo basal ou de trabalho, devido à atividade física que se está exercendo, o organismo tende a esfriar-se e, para evitar esta hipotermia (descida da temperatura do corpo), põe em marcha múltiplos mecanismos, entre os quais podemos indicar:

  • Vaso-constrição sanguínea: diminuir acedência de calor ao exterior;

  • Desativação (fecho) das glândulas sudoríparas;

  • Diminuição da circulação sanguínea periférica;

  • Tiritona: produção de calor (transformação química em mecânica / térmica);

  • Autofagia das gorduras armazenadas: transformação química de lípidios (gorduras armazenadas) a glícidos de metabolização direta;

  • Encogimento: apresentar a mínima superfície de pele em contacto com o exterior.

mecanismos fisiológicos

  • No frio: redução do fluxo sanguíneo superficial e o incremento da atividade física (tremor).

  • No calor: aumento da produção de suor e do fluxo sanguíneo superficial, e diminuição da atividade física (moleza).

 

  • Os efeitos mais importantes da exposição a ambientes quentes são: choque térmico, desmaios, câimbras e desidratação.

  • Quanto aos efeitos da exposição a ambientes muito frios destacam-se: a hipotermia (diminuição da temperatura interna do corpo) e o congelamento.

PATOLOGIAS QUE PODEM OCORRER NAS CONDIÇÕES DE TRABALHO ( TEMPERATURAS)

Trabalho em temperaturas elevadas:

Segundo Laville (1977), durante o trabalho físico no calor, constata-se que a capacidade muscular se reduz, o rendimento decai e a atividade mental se altera, apresentando perturbação da coordenação sensório-motora.

A freqüência de erros e acidentes tende a aumentar pois o nível de vigilância diminui, principalmente a partir de 30° C.

Problemas ligada à saúde, quando o indivíduo está trabalhando em locais com temperaturas elevadas: Internação ou insolação; Prostração térmica; Cãibras; Catarata e conjuntivites; Dermatites.

Trabalho em baixas temperaturas: Os danos à saúde, nestes casos, apresentam uma relação direta entre o tempo de exposição e as condições de proteção corporal. Destaca-se, ainda, os cuidados necessários à prevenção dos denominados choques térmicos, que podem ocorrer quando o organismo é exposto a uma variação brusca de temperatura. Os efeitos sobre a saúde do trabalhador frente a um ambiente de trabalho com baixas temperaturas são, entre outros: enregelamento dos membros devido a má circulação do sangue; ulcerações decorrentes da necrose dos tecidos expostos; redução das habilidades motoras como a destreza e a força, da capacidade de pensar e julgar; tremores, alucinações e a inconsciência.

Algumas recomendações para o trabalho em locais de Altas e Baixas Temperaturas!!

QUENTE:

Isolamento das fontes de calor;

Roupas e óculos adequados no caso de calor por radiação;

Pausas para repouso;

Reposição hídrica adequada – beber quantidades de líquido freqüentemente.

Ventilação natural. Sempre que as condições de conforto térmico não forem atendidas pela ventilação natural, recomenda-se a utilização de ventilação artificial.

FRIO:

Para os trabalhos externos e prolongados, recomenda-se uma boa alimentação em calorias e roupas quentes.

PRODUTIVIDADE:

O frio abaixo de 15º C diminui a concentração e reduz as capacidades para pensar e julgar. Afeta também o controle muscular, reduzindo algumas habilidades motoras como a destreza e a força. Se o frio afetar todo o corpo, o desempenho geral pode ser prejudicado, devido aos tremores".

A habilidade manual está intimamente relacionada com o tato apurado, com a movimentação precisa de pequenos músculos das mãos e flexibilidade das articulações.

As mãos expostas ao frio estão também frias, com prejuízo do tato e da movimentação das articulações e o tremor acomete muito a movimentação delicada dos músculos. O indivíduo geralmente interrompe o trabalho freqüentemente, para reaquecer suas mãos, tornando assim o trabalho mais lento e aumentando a margem de erros e acidentes”. Quando a temperatura da área de trabalho atinge 30°C, a produtividade cai cerca de 20% e há um aumento de 75% na freqüência de erros.

Quando o homem é obrigado a suportar altas temperaturas, o seu rendimento cai. A velocidade do trabalho diminui, as pausas se tornam maiores e mais freqüentes, o grau de concentração diminui, e a freqüência de erros e acidentes tende a aumentar significativamente, principalmente a partir de 30º C".

SÍNDROME DE RAYNAUD

A síndrome de Raynaud é uma alteração da coloração da pele que ocorre em crises, sendo caracterizada por palidez, cianose e rubor de aparecimento seqüêncial.

Nem sempre ocorrem as três fases. Podem surgir palidez e cianose e rubor. As crises podem durar minutos ou horas, sendo o exame físico normal nos intervalos.

Na maioria das vezes acomete as mãos e os dedos, porém também pode envolver os pés, pododáctilos(dedos dos pés), nariz e orelha.

Habitualmente é simétrico, porém pode acometer um dedo isoladamente.

PREVENÇÃO

A maioria dos problemas de saúde relacionados ao trabalho, pode ser prevenida ou seus riscos reduzidos.

As seguintes precauções diminuem bastante os riscos gerados pelas temperaturas (Clima) ambiente, relacionado ao local de trabalho:

  • A instalação de mecanismos técnicos de controle, entre os quais um plano de ventilação, aquecimento do ambiente.

  • Certas práticas de trabalho, como por exemplo a ingestão de água em abundância.

  • Os períodos de trabalho e descanso.

  • Os trabalhadores devem estar suficientemente instruídos.

  • Uso de roupas(equipamentos adequados).

Cuide-se!!

Sua saúde depende de você !!!!

Previna-se.

OBRIGADO!!

Comentários