Saneamento Básico

Saneamento Básico

(Parte 1 de 2)

É um conjunto de procedimentos adotados numa determinada região que visa proporcionar uma situação higiênica e saudável para os habitantes. Entre os procedimentos do saneamento básico, podemos citar: tratamento de água, canalização e tratamento de esgotos, limpeza pública de ruas e avenidas, coleta e tratamento de

resíduos orgânicos (em aterros sanitários regularizados) materias (através da reciclagem

).Outras atividades de saneamento são: controle de animais e insetos, saneamento de alimentos, escolas, locais de trabalho e de lazer e habitações.

Com estas medidas de saneamento básico, é possível garantir melhores condições de saúde para as pessoas, evitando a contaminação e proliferação de doenças. Ao mesmo tempo, garante-se a preservação do meio ambiente.

Comunidade sem condições mínimas de infraestrutura, sem água tratada, com existência de valas negras e acumulo de lixo, deixam a população vulnerável a doenças. As ações públicas de saneamento básico são precárias: não há serviços suficientes de esgotamento sanitário, uma vez que parte dos domicílios lançam seus dejetos direto no rio e em lagoas, apenas uma pequena parcela dos domicílios possuem rede de esgoto.

A falta de saneamento básico causa doenças provocadas por verminoses, diarréia, doenças de pele.

TRATAMENTO DA ÁGUA Conjunto de procedimentos físicos e químicos aplicados na água para que esta fique em

condições adequadas para o consumo

(se torne potável). O processo de tratamento de água a livra de qualquer tipo de contaminação,evitando a transmissão de doenças.

A construção de um sistema completo de abastecimento de água requer muitos estudos e pessoal altamente especializado.Com base nessas informações, o sistema é projetado para servir à comunidade, durante muitos anos, coma quantidade suficiente de água tratada.Para iniciarem-se os trabalhos, é necessário definir-se:

(a população a ser abastecida; a taxa de crescimento da cidade e suas necessidades industriais).

Captação

A seleção da fonte abastecedora de água é processo importante na construçãode um sistema de abastecimento, deve-se procurar um manancial com vazão capaz de proporcionar perfeito abastecimento à comunidade.

A captação pode ser superficial ou subterrânea. A superficialé feita nos rios, lagos ou represas, por gravidade ou bombeamento.

Se por bombeamento, uma casa de máquinas é construída junto à captação.Ela contém motobombas que sugam a água do manancial ea enviam para a estação de tratamento.

A subterrâneaé efetuada através de poços artesianos,perfurações com 50 a 100 metros feitas no terreno para captar a água dos lençóis subterrâneos.Essa água também é sugada por motobombas instaladas perto do lençol d ᤀÆgua e enviada à superfície por tubulações.A água dos poços artesianos está, em sua quase totalidade,isenta de contaminação por bactérias e vírus, além de não apresentar turbidez.

Tratamento da água de captação superficial

É composto pelas seguintes fases:

"Oxidação O primeiro passo é oxidar os metais presentes na água, principalmente o ferro e o manganês, que normalmente se apresentam dissolvidos na água bruta. Para isso, injeta-se cloro ou produto similar, pois tornam os metais insolúveis na água, permitindo, assim, a sua remoção nas outras etapas de tratamento.

"Coagulação A remoção das partículas de sujeira se inicia no tanque de mistura rápida com a dosagem de sulfato de alumínio ou cloreto férrico. Estes coagulantes, têm o poder de aglomerar a sujeira, formando flocos. Para otimizar o processo adiciona-se cal, o que mantém o pH da água no nível adequado.

"Floculação Na floculação, a água já coagulada movimenta-se de tal forma dentro dos tanques que os flocos misturam-se, ganhando peso, volume e consistência.

"Decantação Na decantação, os flocos formados anteriormente separam-se da água, sedimentando-se, no fundo dos tanques.

"Filtração A água ainda contém impurezas que não foram sedimentadas no processo de decantação.Porisso, ela precisa passar por filtros constituídos por camadas de areia ou areia e antracito suportadas por cascalho de diversos tamanhos que retêm a sujeira ainda restante.

"Desinfecção A água já está limpa quando chega a esta etapa. Mas ela recebeainda mais uma substância: o cloro.Este elimina os germes nocivos à saúde, garantindo também a qualidade da água nas redes de distribuição e nos reservatórios.

•Correção de pH Para proteger as canalizações das redes e das casas contra corrosão ouincrustação, a água recebe uma dosagem de cal, que corrige seu pH.

"Fluoretação Finalmente a água é fluoretada, em atendimento à Portaria do Ministério da Saúde.Consiste na aplicação de uma dosagem de composto de flúor

(ácido fluossilícico). Reduz a incidência da cárie dentária, especialmente no período de formação dos dentes, que vai da gestação até a idade de 15 anos.

Tratamento da água de captação subterrânea

A água captada através de poços profundos, na maioria das vezes, não precisa ser tratada, bastando apenas a desinfecção com cloro. Isso ocorre porque, nesse caso, a água não apresenta qualquer turbidez, eliminando as outras fases que são necessárias ao tratamento das águas superficiais.

Reservação

A água é armazenada em reservatórios,com duas finalidades: " manter a regularidade do abastecimento, mesmo quando é necessário paralisar a produção para manutenção; " atender às demandas extraordinárias, como as que ocorrem nos períodos de calor intenso ou quando, durante o dia, usa- se muitaágua ao mesmo tempo

(na hora do almoço, por exemplo).

Redes de distribuição

Para chegar às casas, a água passa por vários canos enterrados sob a pavimentação das ruas da cidade. Essas canalizações são chamadas redes de distribuição.Para queessarede possa funcionar perfeitamente, é necessário haver pressão satisfatória em todos os seus pontos. Onde existe menor pressão, instalam-se bombas, chamadas boosters, cujo objetivo é bombear a água para locais mais altos.

Ligações domiciliares

A ligação domiciliar é uma instalação que une a rede de distribuição à rede interna de cada residência, loja ou indústria, fazendo a água chegar às torneiras.Para controlar, medir e registrar a quantidade de água consumida em cada imóvel, instala-se um hidrômetro juntoà ligação.

A água é utilizada de diversas maneiras no dia-a-dia, para tomar banho, lavar louça, na descarga do vaso sanitário. Depois de eliminada, ela passa a ser chamada de esgoto. A origem

do esgoto poe ser, além de doméstica, pluvial (água das chuvas) e industrial

(água utilizada nos processos industriais). Se não receber tratamento adequado, o esgoto pode causar enormes prejuízos à saúde pública por meio de transmissão de doenças. Seja pelo contato direto ou através de ratos, baratas e moscas. Ele pode ainda poluir rios e fontes, afetando os recursos hídricos e a vida vegetal e animal.

Para evitar esses problemas, as autoridades sanitárias instituíram padrões de qualidade de efluentesquetem dois objetivos fundamentais: a saúde pública e apreservação ambiental. Através da rede coletora pública, o esgoto sai das residências e chega à estação de tratamento, denominada ETE. O sistema é longo, pois o esgoto é recolhido por ramais prediais e levado para bem longe, o que exige a realização de grades obras subterrâneas ao longo das ruas.

Lodos ativados Neste sistema, o esgoto vai para tanques de aeração

onde as bactérias existentes no próprio esgoto se alimentam da matéria orgânica e consomem oxigênio. Para que essas bactérias se desenvolvam mais rapidamente e acelerem o processo de decomposição, recebemoxigênio através dos aeradores.Com isso, as bactérias se agrupam, eliminando a matéria orgânica, e passam para o tanque de decantação, formando um lodo. Esse lodo é recirculado para o tanque de aeração, e o excedente é descartado através dos leitos de secagem. O sistema de lodos ativados está em operação nas cidades de Santa Maria, Rio Grande, Canoas, Santo Ângelo e Sapucaia do Sul.

Tanques Imhoff Este sistema é formado de unidades compactadas que possuem no mesmo tanque os processos de decantação e digestão do lodo, feitos por bactérias anaeróbicas, isto é, que não necessitam de oxigênio. Do tanque Imhoff saem três correntes: esgoto tratado, com redução de sua carga orgânica, gás gerado no processo de digestão do lodo e o lodo digerido, que vai para o leito de secagem. As cidades de Torres, Esteio, Cachoeira do Sul e São Gabriel têm estações com o tratamento através de tanques Imhoff.

Lagoas de estabilização No interior das águas das lagoas, as bactérias e algas utilizam a matéria orgânica para sobreviver e desta forma, fazem a autodepuração do esgoto. Rosário do Sul, Santa Rosa, Rio Grande, Cachoeirinha e Gravataí optaram pelo tratamento através de lagoas de estabilização.

Disposição no solo A disposição de esgoto doméstico no solo como processo de tratamento comunitário é uma prática já antiga adotada pelo homem. Neste processo, o esgoto é absorvido pela camada de solo através de bacias de infiltração. Em Capão da Canoa, Xangrilá, Cidreira e Tramandaí, a técnica de tratamento escolhida foi a de disposição no solo.

Laboratórios Cada sistema de tratamento possui um laboratório que processa as análises e os exames físicos, químicos e bacteriológicos, fornecendo os dados que permitem verificar a eficiência do tratamento e conhecer as características dos esgotos e efluentes. As análises mais complexas são realizadas no laboratório central, em Canoas, onde se encontram equipamentos sofisticados e alta tecnologia.

Lixo, ou resíduo, é qualquer material considerado inútil, supérfluo, sem valor, gerado pelaatividade humana, e a qual precisa ser eliminada. É qualquer material cujo proprietário elimina, deseja eliminar, ou necessita eliminar.

O conceito de lixo pode ser considerado uma concepção humana, porque em processos naturais não há lixo, apenas produtos inertes. Muito do lixo pode ser reutilizado, através da reciclagem, desde que adequadamente tratado, gerando fonte de renda e empregos, além de contribuir contra a poluição ambiental. Outros resíduos, por outro lado, não podem ser reutilizados de nenhuma forma, como lixo hospitalar ou nuclear, por exemplo.

O termo lixo aplica-se geralmente para materiais no estado sólido,líquidos ou gases considerados inúteis, são geralmente

chamados de resíduos ( líquidos ou gasosos).

Tipos de Lixo

Lixo orgânico Lixoorgânico é todo lixo que tem origem animal ou vegetal, ou seja, que recentemente fez parte de um ser vivo. Numa linguagem mais técnica e moderna, abordaríamos os resíduos sólidos, sendo seu componente biológico a matéria orgânica, mas da mesma forma oriundos dos seres vivos, animais e vegetais. Neles pode-se incluir restos de alimentos, folhas, sementes, restos de carne e ossos, papéis, madeira, etc.

Mesmo na atualidade esse tipo de lixo é considerado poluente e, quando acumulado, o lixo orgânico muitas vezes pode tornar-se altamente inatrativo, mal-cheiroso, em geral devido à decomposição destes produtos.

O principal componente do lixo orgânico é o lixo humano, composto pelos resíduos produzidos pelo corpo humano, tais como fezes e urina. O lixo humano pode ser altamente perigoso, uma vez que pode abrigar e transmitir com facilidade uma grande variedade de vermes, bactérias, fungos e vírus causadores de doenças. O lixo orgânico pode ser seletivizado e usado como adubo ou utilizado para a produção de certos combustíveis como metano.

Lixo inorgânico Lixo inorgânico inclui todo material que não possui origem biológica, ou que foi produzida através de meios humanos, como plásticos, metais e ligas, vidro, etc. Considerando a conformação da natureza, osmateriais inorgânicos são representados pelos minerais.

Muito do lixo inorgânico possui um grande problema: quando jogado diretamente no meio ambiente, sem tratamento prévio, demora muito tempo para ser decomposto.

Outros produtos como metais não podemser decompostos, acumulando-se com o tempo, a não ser que sejam reciclados.

Lixo tóxico Muito do lixo é tóxico. Lixo tóxico inclui pilhas e baterias, que contém ácidos e metais pesados em sua composição, certos tipos de

tinta

(como aquela usada nasimpressoras), além de rejeitos industriais.

Lixo tóxico precisa receber tratamento adequado, ou pode causar sérios danos ambientais e à saúde de muitas pessoas.

Lixo altamente tóxico Lixo nuclear e hospitalar entram neste quesito. Estes produtos precisam receber tratamento especial, ou podem causar sérios danos ambientais eà saúde de muitas pessoas. Lixo altamente tóxico deve ser isolado, enquanto lixo hospitalar deve ser incinerado.

Por origem

Lixo doméstico:é o lixo produzido pelas pessoas que moram dentro da casa.

Lixo urbano:é o lixo produzido em instalações públicas

(parques, por exemplo), em instalações comerciais, bem como restos de construções e demolições.

Lixo industrial:é gerado pelas indústrias, e é geralmente altamente destrutiva ao meio ambiente ou à saúde humana.

Lixo hospitalar:é a classificação dada à produtos sem valor e considerados perigosos produzidos dentro de um hospital, como seringas usadas, aventais, etc. Por serem perigosos, podendo conter agentes causadores de doenças, este tipo de lixo é separado do restante produzido dentro do hospital

(restos de comida, etc), e é geralmente incinerado.

Lixo nuclear:composto por produtos altamente radioativos, como restos de combustível nuclear, produtos hospitalares que tiveram

contato com radioatividade

(aventais, papéis, etc), enfim, qualquer material que teve exposição prolongada à radioatividade e que possue algum grau de radioatividade. Devido ao fato de que tais materiais continuarem a emitir radioatividade por longos períodos de tempo, eles precisam ser totalmente confinados e isolados do resto do mundo.

Lixo Agrícola:São os resíduos sólidos das atividades agrícolas e da pecuária, como embalagens de adubos,

ração, restos de colheitas e esterco de animal

Entulho/Caliça:São resíduos da construção civil como demolições e restos de obras, solos e escavações. Este material geralmente éinerte e sendo assim, passível de reaproveitamento.

Aterros sanitários Aterros sanitários são a maneira mais prática, barata e usada de eliminar o lixo doméstico e urbano, além de esgoto não tratado. Utilizam grandes áreas de terra, ondeo lixo é depositado. Porém, inutilizam vários materiais que poderiam ser reciclados, além de

ser uma fonte de poluição do solo

(líquidos que fluem do lixo para o solo, contendo bactérias e produtos tóxicos), de rios e lagos

(quando tais líquidos fluem do aterro para corpos de água na região) e do ar

(decomposição, que gera enormes quantidades de metano e outros agentes poluidores).

Reciclagem A reciclagem é o processo de reaproveitamento de material orgânico e inorgânico do lixo. É considerado o melhormétodo de tratamento de lixo, em relação ao meio ambiente, uma vez que diminui a quantidade de lixo enviado a aterros sanitários, e reduz a necessidade de extração de mais matéria-prima diretamente da natureza. Porém, muitos materiais não podem ser reciclados continuadamente

(fibras, em especial). A reciclagem de certos materiais é viável, mas pouco ou não praticada por ser economicamente inviável. Algumas formas de lixo, em especial, lixo altamente tóxico, não pode ser reciclada, e precisa ser descartado.

(Parte 1 de 2)

Comentários