Admiistração

Admiistração

(Parte 1 de 2)

37 GESTˆO

EdisonKuster AAAAAdministraçªo FFFFFinanceira

NilsonDannyNogacz

O que Ø realmente importante saber para uma boa administraçªo financeira? Esta pergunta Ø comum entre os empresÆrios, em especial aos pequenos e microempresÆrios,mas Ø de difícil elaboraçªo.Pode-se dizer que tudo na administraçªofinanceiraØ importante,mas, se fosse necessÆrioeleger apenasumitem,mesmoassimcitaríamosduasestratØgias,queaonossoversªo deextremaimportância,paraosucessodeumaempresaedeseuscomandantes.

O principalpapeldo AdministradorFinanceiro Ø o relativoà tesouraria da empresa, ou seja, cuidar efetivamente do dinheiro, sua entrada e saída, e logicamente preservar o retorno exigido pelos acionistas. Neste sentido Ø necessÆriobuscarumplenoentendimentodaAdministraçªodeCaixadaempresa e o Custo ao qual este fluxo estÆ submetido. A administraçªo de caixa estÆ intimamente ligada ao ciclo operacional da empresa e o custo de capital ao financiamentodesteciclo.

Vejamosagoramaioresdetalhessobreambasasabordagens,bemcomo exemplosparamelhorentendimento.

1 Administraçªo de caixa

Aadministraçªodocaixacompreendeumatarefadesumaimportância paraa empresa.A grandemaioriadosfracassosempresariaistemfortalecidoa convicçªo de que a principal razªo da chamada mortalidade precoce das pequenas e mØdias empresas Ø a falta da habilidade gerencial de seus administradores. Estas empresas normalmente nascem atravØs de uma idØia denegóciospropostaporempresÆriosqueconhecemprofundamenteafunçªo tØcnica a ser exercida, porØm nªo se preocupam com a funçªo administrativa financeira da empresa. Esses empresÆrios acreditam que, produzindo bens de alta qualidade e demanda, estªo dispensados de dedicar tempo à boa administraçªo, relegando esta tarefa a funcionÆrios sem preparo, ao invØs de contratarem alguØm apto para fazŒ-lo em seu lugar. Empresa alguma poderÆ crescer ou mesmo sobreviver, sem um gerenciamento adequado na Ærea administrativa. É essencial a essa funçªo administrativa o conhecimento dos procedimentos financeiros e contÆbeis disponíveis, bem como a sua melhor utilizaçªo para o acompanhamento, controle, ajuste e projeçªo dos resultados da empresa.

O demonstrativo do Fluxo de Caixa Ø o instrumento financeiro que permite ao administrador monitorar a evoluçªo do equilíbrio ou desequilíbrio entre a entrada e a saída de dinheiro durante um período determinado, possibilitando a adoçªo antecipada de medidas que possibilitem assegurar a disponibilidade de recursos para o atendimento das necessidades de caixa.

Elaboradoemperíodos,ofluxodecaixadevecompreenderumresumo do cronograma das despesas e investimentos, das receitas previstas e Øpocas de realizaçıes, dos pagamentos parciais ou totais de obrigaçıes, bem como de novas obrigaçıes a contratar, possibilitando prever: As projeçıes das entradas e saídas de recursos;

Os períodos deficitÆrios e superavitÆrios da projeçªo;

Os resultados finais por períodos.

1.1 Estabelecendo os controles

A administraçªodo Caixaconstituiferramentafundamentalparaa boa administraçªo dos recursos financeiros em qualquer empresa, independente de seu tamanho. A previsªo de caixa preparada pelo administrador financeiro somente terÆ sucesso com o esforço conjunto dos vÆrios departamentos da empresa. A previsªo de vendas, as condiçıes das vendas, incluindo prazos de recebimentos, sªo geralmente de responsabilidade do pessoal de vendas. Os gastos de produçªo sªo definidos com o auxílio do pessoal de produçªo e contabilidade de custos.

É essencial para a funçªo administr ativa o conhecimento dos procedimentos financeirose contÆbeisdisponíveis

39 GESTˆO

Todos os demais departamentos envolvidos no processo da administraçªodeverªoprocederde formaa evitarcustose despesasexcessivas e procurara maiorreceitaparaassuasatividades.Umaconstantecomunicaçªo entre os diversos setores e o setor financeiroØ fundamentalpara o sucesso do gerenciamentodas disponibilidades.

Com a entrada das diversas informaçıes diÆrias e dos documentos internosprovenientesdo setor financeiro,inicia-sea fase de controlede dados relativos a:

1.” MovimentaçªoFinanceira

Registrodasentradase saídas,de talformaquese permitacomparar as previsıes com o realizado;

Conhecimento de todas as movimentaçıes financeiras: - Quais sªo as receitas e despesas?

- Em que datas irªo ocorrer?

- Qualomeiodemovimentaçªo?

- Se sªo constantes, diÆrias, semanais ou mensais.

2.” ControledoPessoal

Estrutura de Recursos Humanos existente, com determinaçªo de suas peculiaridades relativas: - Profissionais efetivos;

- Profissionais temporÆrios;

- Trainees (estagiÆrios). Despesasagregadasrelativasa encargostrabalhistas,contribuiçıes.

3.” ControledemÆquinas,veículoseequipamentos Consumo de combustível e ou energia;

Serviços executados;

Manutençªo preventiva;

Manutençªo corretiva;

Peças e elementos controlados.

4” ControledeEstoques Entradas e saídas de insumos e matØrias-primas;

Níveis de estoque, datas de compra;

Estruturadearmazenagem.

2 Montagem do fluxo de caixa

AseguirserÆelaboradoumexemplodamontagemdeumfluxodecaixa parademonstrarsuasimplicidadeecomprovarsuautilizaçªocomoinstrumento de ajuda na tomada de decisªo, por parte do administrador financeiro.

A partir dos dados fornecidos nos quadros 1 e 2, serÆ criado um fluxo de caixa projetado para os meses de junho a outubro de 20 X 0.

É necessÆrio considerar ainda as seguintes informaçıes adicionais: O períodoinicialØ fevereirode 20 X 0;

O período projetado serÆ atØ outubro de 20 X 0;

SaldodeR$2.600,00cominícioemjunho;

Condiçıes dos negócios operacionais:

As vendas serªo em 4 parcelas postecipadas;

As compras serªo em 3 parcelas antecipadas.

O saldodecaixadeveserajustadomensalmenteemR$3.0,0;

Deve-seefetuaremprØstimosquandodafaltadecaixaaumataxade juros de 4% ao mŒs; AsobradecaixadeverÆseraplicadacomremuneraçªode0,87%a.m.

41 GESTˆO

2.1 Ajuste no regime de competŒncia para regime de caixa

Considerando-se que as informaçıes do volume de compras e vendas (quadro 1) encontram-se sob o regime de competŒncia, isto Ø, baseiam-se nos valores de notas com datas dos fatos geradores, serÆ necessÆrio efetuar o ajuste para o regime de caixa, ou seja, identificar qual o volume financeiro da movimentaçªo de caixa a cada período de interesse.

(Parte 1 de 2)

Comentários