Grande conflito

Grande conflito

(Parte 1 de 6)

O Grande Conflito

Indice

O DESTINO DO MUNDO Prefácio

Introdução

1. Predito o Destino do Mundo

2. O Valor dos Mártires

3. Como Começaram as Trevas Morais

4. Um Povo que Difunde Luz

5. Arautos de uma Era Melhor

6. Dois Heróis da Idade Média

7. A Influência de um Bom Lar 8. O Poder Triunfante da Verdade

DESPERTAM AS NAÇÕES 9. A Luz na Suíça

10. A Europa Desperta

1. Os Príncipes Amparam a Verdade 12. Os Nobres da França

13. A Liberdade nos Países Baixos

14. Progressos na Inglaterra

15. A Escritura Sagrada e a Revolução Francesa 16.0 Mais Sagrado Direito do Homem

ESPERANÇA TRIUNFANTE 17. ,-k Esperança que Infunde Alegria

18. Uma Profecia Muito Signifïcativa

19. Luz Para os Nossos Dias

20. Um Grande Movimento Mundial

21. A Causa da Degradação Atual

2. Profecias Alentadoras

23. O Santuário Celestial, Centro de Nossa Esperança

24. Quando Começa o julgamento Divino

25. A Imutável Lei de Deus 26. Restauração da Verdade

27. A Vida que Satisfaz - Como Alcançar Paz de Alma

A ÚNICA SALVAGUARDA 28. 0 Grande Juízo de Investigação

29. Por que Existe o Sofrimento?

30. O Pior Inimigo do Homem, a Como Vencê-lo

31. Invisíveis Defensores do Homem

32. Os Ardis de Satanás

3. É o Homem Imortal?

34. Oferece o Espiritismo Alguma Esperança?

35. Ameaça à Consciência

36.0 Maior Perigo Para o Lar e a Vida

37. Nossa única Salvaguarda

38. O Ultimo Convite Divino

39. Aproxima-se o Tempo de Angústia

40. O Livramento dos justos

41. Será Desolada a Terra? 42. O Final a Glorioso Triunfo

Introdução

ANTES que o pecado entrasse no mundo, Adão gozava plena comunhão com seu Criador. Desde, porém, que o homem se separou de Deus pela transgressão, a raça humana ficou privada desse alto privilégio. Pelo plano da redenção, entretanto, abriu-se um caminho mediante o qual os habitantes da Terra podem ainda ter ligação com o Céu. Deus Se tem comunicado com os homens mediante o Seu Espírito; e a luz divina tem sido comunicada ao mundo pelas revelações feitas a Seus servos escolhidos. "Homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo." I S. Pedro 1:21.

A Escritura Sagrada aponta a Deus como seu autor; no entanto, foi escrita por mãos humanas, a no variado estilo de seus diferentes livros apresenta os característicos dos diversos escritores. As verdades reveladas são dadas por inspiração de Deus (I Timóteo 3:16); acham-se, contudo, expressas em palavras de homens. 0 Ser infinito, por meio de Seu Santo Espírito, derramou luz no entendimento a coração de Seus servos. Deu sonhos a visões, símbolos a figuras; a aqueles a quem a verdade foi assim revelada, concretizaram os pensamentos em linguagem humana.

Os Dez Mandamentos foram pronunciados pelo próprio Deus, a por Sua própria mão foram escritos. Sãó de redação divina a não humana. Mas a Escritura Sagrada, com suas divinas verdades, expressas em linguagem de homens, apresenta uma união do divino com o humano. União semelhante existiu na natureza de Cristo, que era o Filho de Deus a Filho do homem. Assim, é verdade com relação à Escritura, como o foi em relação a Cristo, que "o Verbo Se fez carne a habitou entre nós." S. João 1:14.

Em Sua Palavra, Deus conferiu aos homens o conhecimento necessário à salvação. As Santas Escrituras devem ser aceitas como autorizada a infalível revelação de Sua vontade. Elas são a norma do caráter, o revelador das doutrinas, a pedra de toque da experiência religiosa. "Toda Escritura é inspirada poi -Deus a útil para o ensino, para a repreensão, para a correção. para a educação na justiça, a fim de que o homem de Dew seja perfeito a perfeitamente habilitado para toda boa obra." 1 Timóteo 3:16 a 17.

Todavia, o fato de que Deus revelou Sua vontade aos homens por meio de Sua Palavra, não tornou desnecessária a contínua presença a direção do Espírito Santo. Ao contrário, o Espírito foi prometido por nosso Salvador para aclarar a Palavra a Seus servos, para iluminar a aplicar os seus ensinos. E visto ter sido o Espírito de Deus que inspirou a Escritura Sagrada, é impossível que o ensino do Espírito seja contrário ao da Palavra.

0 Espírito não foi dado - nem nunca o poderia ser - a fim de sobrepor-Se à Escritura; pois esta explicitamente declara ser ela mesma a norma pela qual todo ensino a experiência devem ser aferidos. Diz o apóstolo S. João: "Não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus; porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo." I S. João 4:1. E Isaías declara: "A Lei a ao Testemunho! se eles não talarem segundo esta palavra, não haverá manhã para eles." Isaías 8:20.

Em harmonia com a Palavra de Deus, deveria Seu Espírito continuar Sua obra durante todo o período da dispensação evangélica. Durante os séculos em que as Escrituras do Velho Testamento bem como as do Novo estavam sendo dadas, o Espírito Santo não cessou de comunicar luz a mentes individuais, independentemente das revelações a serem incorporadas no cânnon sagrado. A Biblia mesma relata como mediante o Espírito Santo, os homens receberam advertências, reprovações, conselhos a instruções, em assuntos de nenhum modo relativos à outorga das Escrituras. E faz-se menção de profetas de épocas várias, de cujos discursos nada há registrado. Semelhantemente, após a conclusão do cânon das Escrituras, o Espírito Santo deveria ainda continuar a Sua obra, esclarecendo, advertindo e confortando os filhos de Deus.

vos guiará em toda a verdade;e vos anunciará o que há de vir." S. João 16:13. As

Jesus Cristo prometeu a Seus discípulos: "Quando vier aquele Espírito de verdade, Ele Escrituras claramente ensinam que estas promessas, longe de se limitarem aos dias apostólicos, se estendem à igreja de Cristo em todos os séculos. 0 Salvador afirma a Seus seguidores: "Estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos." S. Mateus 28:20. E S. Paulo declara que os dons a manifestações do Espírito foram postos na igreja para "o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, a ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo." Efésios 4:12 a 13.

(Parte 1 de 6)

Comentários