A que pastor devo obedecer

A que pastor devo obedecer

http://www.respondi.com.br/ Autor: Mário Persona Cópia: Mário Goretti Página 1

A que pastor devo obedecer?

Sua dúvida está relacionada ao versículo em Heb 13:17 "Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil".

O versículo fala daqueles que são guias (que é o sentido dessa passagem para algumas traduções que usam "pastores") de acordo com a Bíblia. O fato de algumas versões usarem a palavra "pastor" causa alguma confusão. O "pastor" (singular) de uma denominação não é o pastor mencionado aqui. O pastor que você encontra na Palavra de Deus é alguém que recebeu seu dom do próprio Senhor para pastorear ovelhas, não para dirigir as reuniões dos cristãos. É uma pessoa que zela pelas ovelhas, visita, cuida etc. Não é um líder e nem precisa ser necessariamente um pregador.

Veja também que o versículo fala de "pastores" no plural, porque neste caso está se referindo aos que zelam pelo rebanho. Portanto o texto está se referindo aos anciãos ou presbíteros locais que têm responsabilidade por uma assembléia.

Algumas outras diferentes versões da mesma passagem trazem guias ou condutores, sempre no plural:

(ARA) Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; (ARCA) Obedecei a vossos condutores ( pastores, ou guias ) e sujeitai-vos a eles; (Ave Maria) Sede submissos e obedecei aos que vos guiam (BRASIL) Obedecei aos que vos governam e sede-lhes sujeitos (CNBB) Obedecei aos vossos dirigentes e segui suas orientações, (NTLH) Obedeçam aos seus líderes e sigam as suas ordens (NVI) Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles (PAST) Respeitem os dirigentes e sejam dóceis a eles (PJFA) Obedecei a vossos guias, sendo-lhes submissos; (VIVA) Obedeçam aos seus líderes espirituais e estejam prontos a fazer o que eles disserem

O pastor, segundo a Palavra de Deus, é um dom espiritual individual dado pelo próprio Jesus ressuscitado, e não por ordenação humana ou resultado de um curso de teologia. Assim como o evangelista e o mestre, o pastor é um dom universal, isto é, sua atuação não está restrita a uma congregação local. Ele é pastor onde quer que vá, porque sua função é alimentar e cuidar das ovelhas, não dirigir uma congregação.

Já os dirigentes, bispos, presbíteros ou anciãos (diferentes nomes para uma mesma função) nos falam de uma função local da assembleia e sempre no plural. Um ancião ou presbítero pode ou não ter o dom de pastor, evangelista ou mestre; pode ou não ser um ministro da Palavra. A função dos presbíteros ou anciãos é supervisionar o rebanho local. Portanto, os presbíteros não têm atuação ou autoridade em assembleias em outras localidades, embora possam ser reconhecidos e respeitados.

Outro detalhe é que os anciãos segundo a Bíblia, como também acontecia com as igrejas, eram aqueles reconhecidos por localidade, e não por "denominação". Do mesmo modo como existia a igreja em Éfeso, havia os anciãos de Éfeso aos quais Paulo se dirige em Atos 20:17 em diante.

http://www.respondi.com.br/ Autor: Mário Persona Cópia: Mário Goretti Página 2

Perceba que, os anciãos ou bispos que até então eram constituídos pelo Espírito Santo (At 17:28) e estabelecidos por ordem direta dos apóstolos (Tt 1:5), passariam a ter outro status depois da ausência dos apóstolos (o que ocorreu após a morte do último deles). Hoje bispos ou anciãos continuam sendo levantados pelo Espírito Santo. Embora não tragam o título, os irmãos os reconhecem como aqueles que têm cuidado pelas ovelhas. Em nenhum lugar nós os vemos sendo ordenados por alguma comissão ou eleitos pelos irmãos de uma assembléia local.

O pastor, que é um dom, você encontra aqui:

Efs 4:1-12 E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;

O presbítero, guia, dirigente, ancião etc., que é um ofício, você encontra aqui:

1Pe 5:1-3 Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.

Ao contrário do pastor, que é um dom que vem do alto, de Cristo, o presbítero (ancião, guia etc.) é uma função que exige, não um dom, mas uma qualificação moral como de um chefe de família (veja 1 Tm 3).

Concluindo, ao dizer que devemos obedecer aos pastores, a Palavra de Deus está nos exortando a obedecer aqueles (sempre no plural) que têm o cuidado pelo rebanho local, não a um homem colocado por outros homens na posição de líder máximo de uma congregação, como é o caso do padre católico, função de liderança local copiada pelo protestantismo e batizada de "pastor".

Fica assim fácil de entender que a figura do "pastor", como encontramos nas denominações, não existe na Bíblia. Ao contrário do plural bíblico "pastores" ou "guias" ou "anciãos" de Hb 13, o "pastor" denominacional é singular. Ao contrário de ser um dom, como é o caso do "pastor", "evangelista" ou "mestre" de Ef 4, o "pastor" denominacional é um cargo. Ao contrário de ser escolhido pelo Espírito Santo, ele é ordenado por uma junta de homens. Veja você que não existe uma semelhança do pastor denominacional com os presbíteros ou o dom de pastor que você encontra na Bíblia.

Eu poderia continuar fazendo as comparações mas acho que já deu para você perceber que não existe tal figura na Bíblia. Qualquer um que se coloca à frente de uma congregação com o intuito de dirigir a reunião dos santos está usurpando um lugar que só o Espírito Santo pode ter.

Comentários