calculo de bomba hidraulica

calculo de bomba hidraulica

(Parte 3 de 3)

FIGURA 6 - Curvas caracteristicas da bomba Mark-Peerless, modelo RO 16 e curva do sistema usadas no exemplo de dimensionamento de uma instalação de bombeamento.

· Para o cálculo da potência necessária, utiliza-se a seguinte fórmula:

łł g hh75 (1)

sendo: N = potência (CV); g = peso específico da água (1000 kg/m3); Q = vazão (m3/s); H = altura manométrica (m); h = rendimento (decimal).

O rendimento é obtido através da curva característica (figura 6a), na qual toma-se o ponto de trabalho (Q,H), e aproximadamente obtém-se um rendimento de 7%. Aplicando-se a fórmula para o cálculo da potência, tem-se:

O motor comercial que satisfaz esse valor é de 45 CV, ou seja, o primeiro motor com potência igual ou maior ao valor calculado pela fórmula acima.

• Cálculo do NPSHdisponível e do NPSHrequerido

O NPSHrequerido deve ser obtido diretamente da curva característica correspondente, obtendo-o da mesma forma que no rendimento, logo:

NPSHrequerido = 0,8m

O NPSHdisponível é calculado a partir da fórmula abaixo, sabendo-se que a pressão correspondente à altitude do local (900 m) é de 9,22x103 kg/m2 (0,922 atm) e a temperatura do fluido bombeado é de 20oC.

NPSHHHsHvHsdisponívelatm=---D ; pois trata-se de sucção positiva. Hv= 0,25m (Tabela 4)

Hatm= Patm/g Þ 9,2 x 103 / 998,23 = 9,23m (Tabela 3) DHs= 0,4m

Hs= 2m

NPSHdisponível= 9,23 - 2 - 0,25 - 0,4 = 6,57m

Como NPSHdisponível (6,57 m) é maior que o NPSHrequerido (0,8m), não haverá problemas de cavitação nesta instalação.

AZEVEDO NETTO, J.M.; ALVAREZ, G. A. Manual de hidráulica. 7.ed. São Paulo: E. Blücher, 1991. v.1, 335p.

BERNARDO, S. Manual de irrigação. 5.ed. Viçosa: UFV/Impr. Univ., 1989. 596p.

BOMBAS HIDRÁULICAS MARK-PEERLESS. Catálogo de Produtos. São Bernardo do Campo, SP, 1996.

CARVALHO, D.F. Instalações elevatórias: bombas. 3.ed. Belo Horizonte: UFMG/FUMARC, 1977. 355p.

DENÍCULI, W. Bombas hidráulicas. Viçosa: UFV/Imprensa Universitária, 1993. 162p.

(Parte 3 de 3)

Comentários