09 - HERANÇAS SEXUAIS - PROFº HUBERTT GRÜN

09 - HERANÇAS SEXUAIS - PROFº HUBERTT GRÜN

BIOLOGIA

PROFº: HUBERTT GRÜN. Página 1 HERANÇAS SEXUAIS

homem hemofílico

EXERCÍCIOS: 01. (FASP) No diagrama abaixo está representado o casamento entre um homem normal e uma mulher normal, filha de um

Sabendo-se que a hemofilia é uma doença determinada por um gene recessivo e ligado ao sexo, deste casamento poderão nascer crianças hemofílicas na proporção de : a) 0 % b) 25% c) 50% d) 75 % e) 100%

02. (UFBA) Em gatos, a determinação da cor do pêlo é um caso de herança ligada ao cromossomo X. Assim, o pêlo malhado, que é a manifestação de um genótipo heterozigoto em ausência de dominância, só é encontrado normalmente nas fêmeas . 0 aparecimento excepcional de machos malhados é explicado a partir da seguinte constituição sexual cromossômica: a) XY b) X c) XXY d) XYY e) X

a) 1 /4 dos meninos

03. (Fuvest-SP) 0 daltonismo é de herança recessiva ligada ao X. Uma mulher de visão normal, cujo pai é daltônico, casou-se com um homem de visão normal. A probabilidade de crianças daltônicas na prole dessa mulher é de : b) 1/4 das meninas. c) 1/2 dos meninos. d) 1/8 das crianças. e) 1/2 dos meninos e 1/2 das meninas.

aproximadamente o mesmo

04. (UnB-DF) 0 daltonismo é um caráter ligado ao sexo. 0 cromossomo X transporta um gene recessivo para o daltonismo, não havendo alelo correspondente no cromossomo Y. Isto explica porque: a) Existem muito mais homens daltônicos que mulheres daltônicas. b) Existem muito mais mulheres daltônicas que homens daltônicos. c) O número de homens e mulheres daltônicas é d) O daltonismo depende do fenótipo racial. e) O daltonismo, embora de caráter genético, é influenciado pelo meio ambiente

05. (UFPA) A hipertricose na orelha é condicionada por um gen localizado na parte não homóloga do cromossomo Y (gen holândrico). Um homem, cujo avô paterno tinha hipertricose, casa-se com mulher normal e sem hipertricose na família. Esse casal tem descendentes com os seguintes fenótipos: a) Todas as mulheres são portadoras e todos os homens apresentam hipertricose. b) Todas as mulheres são normais e todos os homens apresentam hipertricose. c) 50% das mulheres e dos homens apresentam hipertricose.

d) 100% das mulheres são normais, enquanto 25% dos homens apresentam hipertricose. e) Toda a descendência de ambos os sexos é normal.

06. (UFBA) A análise do heredograma a seguir permite supor que a característica apresentada pelos indivíduos é:

a) Ligada ao cromossomo X. b) Ligada ao cromossomo Y. c) Autossômica dominante. d) Autossômica recessiva. e) Letal na primeira infância.

07. (UFBA) No heredograma a seguir, os indivíduos representados por símbolos pretos são afetados pela surdo-mudez. Da análise do heredograma, conclui-se que a surdo-mudez é uma característica hereditária:

d) Dominante e ligada ao cromossomo Y

a) Letal em homozigose. b) Recessiva e autossômica. c) Dominante e autossômica. e) Recessiva e ligada ao cromossomo X.

08. (UFPA) A calvície é determinada por um gene autossômico cuja dominância é influenciada pelo sexo, comportando-se como dominante no homem e como recessivo na mulher. Simbolizandose o gene que causa a calvície por C e o seu alelo selvagem por c, indique o genótipo dos indivíduos ( 1 ), (2), (4) e (5) da genealogia abaixo, na qual estes genes estão segregados.

a) Cc, C, C, Cc b) Cc, c, c, Cc c) C, c,c, Cc d) C, Cc, Cc, Cc e) Cc, C, C, c

09. (CESGRANRIO-RJ) Do casamento de homem normal com mulher normal nasceram: um menino daltônico com sangue tipo A; um menino normal com sangue tipo 0; uma menina normal com sangue tipo B; uma menina normal com sangue tipo 0 e um menino daltônico com sangue tipo AB. Isso leva-nos a concluir que: a) O pai e a mãe possuem o gene para daltonismo; o pai tem sangue tipo A e a mãe sangue tipo B ou vice-versa.

PROFº: HUBERTT GRÜN. Página 2 b) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem sangue A e a mãe sangue tipo B ou vice-versa. c) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem sangue tipo AB e a mãe sangue tipo 0 ou viceversa. d) O pai possui o gene para daltonismo, a mãe não possui esse gene; o pai e a mãe têm sangue tipo AB. e) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem sangue tipo AB e a mãe sangue tipo A ou viceversa.

10. (PUC-SP) A hemofilia é caráter ligado ao sexo. Um homem hemofílico é casado com uma mulher normal, cujo pai era hemofílico. Qual a probabilidade do primeiro filho do casal ser menino e hemofílico? a) 1/2 d) 1/16 b) 1/4 e) 1/32 c) 1/8

1. (PUC-RS) Num casamento em que o homem é de visão normal para as cores e sua esposa é também normal, porém filha de um homem daltônico, os filhos poderão ser: a) Todas as filhas normais e os filhos daltônicos. b) Todos os filhos normais e as filhas daltônicas. c) Filhas normais, filhas portadoras, filhos normais e filhos daltônicos. d) Filhas portadoras e filhos normais, apenas. e) Filhos portadores e filhas daltônicas.

12. (PUC-SP) O cruzamento de uma drosófila de olho vermelho, heterozigota, com um macho de olho branco, sabendo-se que esse caráter obedece ao mecanismo da herança ligada ao sexo, deve dar: a) Todos os descendentes machos de olho vermelho, porque eles não recebem o cromossomo X do pai. b) Descendentes machos de olho vermelho e olho branco, porque 50% deles recebem o cromossomo X do pai, que tem olho branco, e 50% o X da mãe, que tem olho vermelho. c) Todos os descendentes femininos de olho branco, porque as fêmeas recebem o cromossomo X do pai, que tem olho branco. d) 50% dos descendentes femininos de olhos vermelhos e 50% de olhos brancos, porque a fêmea é heterozigota e o macho é portador do gene recessivo. e) Tanto machos quanto fêmeas 50% de olhos vermelhos e 50% de olhos brancos, porque se trata do cruzamento de um heterozigoto com um birrecessivo.

13. (PUC-SP) Um casal normal para a visão das cores e para a coagulação tem uma filha normal e um filho daltnico e hemofílico. Sendo os dois caracteres recessivos e ligados ao sexo, pode-se afirmar corretamente que: a) Tanto o pai quanto a mãe são portadores dos dois genes recessivos. b) Apenas o pai é portador dos sois gens recessivos. c) Apenas a mãe é portadora dos dois genes recessivos. d) O pai é portador do gene para daltonismo e a mãe é portadora do gen para hemofilia. e) O pai é portador do gene para hemofilia e a mãe é portadora do gen para daltonismo.

14. (VUNESP-SP) Em Drosophila o gene W (dominante) determina a cor vermelha do olho e seu alelo w (recessivo) determina a cor branca. Esses genes são levados no cromossomo sexual X. Assinale o cruzamento que permite separar os machos e fêmeas pela coloração dos olhos: a) Xw Xw cruzada com XW Y b) XW Xw cruzada com Xw Y c) XW XW cruzada com Xw Y d) XW XW cruzada com XW Y e) os cruzamentos a e b

15. (FUVEST-SP) 0 gene recessivo h está localizado no cromossomo X e é o responsável pela hemofilia na espécie humana. Com base nessas informações e nas contidas na árvore genealógica abaixo, responda a seguinte pergunta: se a mulher 4 casar com um homem normal e seu primeiro filho for um menino hemofílico, qual é a probabilidade de que o próximo filho homem desse casal venha a ser hemofílico?

16. (UFBA) Uma característica recessiva determinada por gene ligado ao cromossomo X condiciona que: a) As fêmeas tenham maior probabilidade de serem afetadas. b) Os machos tenham maior probabilidade de serem afetados. c) Apenas as fêmeas transmitam o gene. d) Apenas os machos transmitam o gene. e) Os machos só transmitam o gene aos descendentes machos.

17. Uma mulher com síndrome de Turner é cromatina negativa (sem corpúsculo de Barr) e daltônica. Sabe-se que é filha de pai daltônico e mãe normal, homozigótica para a visão das cores. 0 responsável pelo gameta cromossomicamente anormal foi: a) O pai, pois ele é daltônico e deu-lhe o cromossomo X. b) A mãe, pois ela é normal e homozigótica. c) O pai, pois ele deu-lhe o cromossomo Y. d) A mãe, pois ela deu-lhe o cromossomo X. e) O pai ou a mãe, pois ambos apresentam, no gameta, o cromossomo X.

18. (FUVEST-SP) Um gene recessivo localizado no cromossomo X é transmitido pelas mulheres heterozigotas a: a) Metade de suas crianças b) Apenas suas crianças de sexo masculino c) Apenas suas crianças de sexo feminino d) 1/4 de suas crianças e) Todas as suas crianças

19. (FGV-SP) Uma mulher de visão normal, filha de pai daltônico e de mãe normal, filha de pai daltônico e de mãe normal, casouse com um homem de visão também normal. A probabilidade de o menino que nasceu desse casamento ser daltônico é: a) 1/4 b) 1/2 c) 1/3 d) 1/8 e) 1/16

FORMATAÇÃO E EDIÇÃO: LAST UPDATE: 02.02.2011 PROF: LIMA VERDE, HUBERTT. huberttlima@gmail.com; BIOLOGIA HENARÇAS SEXUAIS.

Comentários