Relatorio de estagio III

Relatorio de estagio III

(Parte 1 de 3)

Estágio: observação, regência de aulas de Matemática e aulas de reforço no Centro de Ensino Médio Dr. José Aluísio da Silva Luz – Araguaína / TO (2010)

Eroilton Alves dos Santos

ARAGUAÍNA-TO 2010

Eroilton Alves dos Santos

Estágio: observação, regência de aulas de Matemática e aulas de reforço no Centro de Ensino Médio Dr. José Aluísio da Silva Luz – Araguaína / TO (2010)

Trabalho apresentando à Universidade Federal do Tocantins, como requisito parcial de avaliação da disciplina Estágio I do Curso de Ciências com Habilitação em Matemática sob orientação do Prof. Msc. Adriano Fonseca.

ARAGUAÍNA-TO 2010

"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe."

Jean Piaget

Agradeço em primeiro lugar a Deus, por me proporcionar a oportunidade de realizar este trabalho.

À minha família, pelo apoio e compreensão. À todas as pessoas que me ajudaram em especial ao diretor, coordenadores e professores de matemática do C.E.M. Dr. José Aluísio da Silva Luz

Ao Professor Adriano Fonseca, pela dedicação e compromisso na orientação da disciplina.

Ao professor Pedro Dias Figueira, pela paciência e compreensão durante todo o período de realização do Estágio.

Aos alunos da 1ª Série “I “ do CEM Dr. José Aluísio da Silva Luz pela colaboração.

Ao Prof. Vasni de Almeida por autorizar a flexibilização do meu horário de trabalho. À minha colega Cristhyany pela enorme contribuição nesse período.

1. APRESENTAÇÃO

O Estágio Supervisionado é um momento de grande importância para a formação profissional do professor. Durante essa fase do Curso de Graduação, ocorre o contato com os profissionais e o público que atuam no ambiente de trabalho onde possivelmente o acadêmico de Licenciatura desenvolverá seu trabalho futuramente. O estágio aqui relatado ocorreu no Centro de Ensino Médio Dr. José Aluísio da Silva Luz. Inicialmente foram realizadas observações com o objetivo de conhecer a realidade da escola e o andamento das aulas do professor titular da disciplina de Matemática da turma escolhida. As aulas foram planejadas com base em pesquisas nos livros didáticos e páginas da internet, tendo como base as observações feitas nas aulas assistidas. A regência foi realizada na turma da 1ª série “I” – Ensino Médio – , no turno vespertino. Por fim, com a colaboração da coordenação pedagógica foram realizadas aulas de reforço envolvendo todas as turmas da 1ª à 3ª série dos turnos matutino e vespertino.

O C.E.M. Dr. José Aluísio da Silva Luz, está situado na Av. Goiás S/N, Setor

Coimbra Araguaína –TO. O nome da referida Unidade de Ensino se deu em alusão ao Promotor e Juiz de Direito da cidade de Araguaína Dr. José Aluísio da Silva Luz, por ter sido uma pessoa de renome na cidade realizando junto ao serviço público a defesa da honra e justiça dos cidadãos comuns. A Escola foi inaugurada em 21 de março de 1998, mediante a lei de criação nº 61 de novembro de 1997. No início, atendia crianças, jovens e adultos de 06 (seis) setores circunvizinhos com o ensino fundamental. Atualmente atende em média 1000 alunos de 15 (quinze) setores, oferecendo apenas o Ensino Médio. Conta com: 01 Diretor(a) Pedagógico(a); 01 Diretor(a) Adjunto(a); 01 Coordenador(a) de Secretaria; 05 Coordenadores(as) Pedagógicos(as); 01 atendente da biblioteca e 26 professores. Conta ainda com 17 funcionários entre porteiros, seguranças. merendeiras e zeladores. O Colégio possui 1 salas de aula; 01 diretoria; 01 secretaria; 01 sala de professores; 01 sala de coordenação pedagógica; 01 biblioteca; 01 sala de informática; 01 almoxarifado; área de recreação coberta; quadra de esportes descoberta; 01 cozinha; 01 área de serviço; 02 banheiros de uso dos funcionários; 02 banheiros de uso dos alunos e estacionamento. Apesar de sinais de vandalismo, a estrutura física encontra-se em bom estado de conservação. As dependências não estão adaptadas para alunos com necessidades educacionais especiais (rampas, sanitários adaptados, portas alargadas, sinalização).

De acordo com o PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação), do C.E.M.

Dr. José Aluísio da Silva Luz, no ano de 2009 a escola apresentou as seguintes taxas de reprovação por série: 1º ano – 23,36%; 2º ano – 16,78; 3º ano – 6,8%. Com relação às disciplinas: Física, Português e Matemática foram as que apresentaram maiores índices de reprovação com 36.30%, 3.3% e 3.3% respectivamente.

Durante os dias 12 e 13 de agosto de 2010, realizei a observação da escola.

Nesse período observei a estrutura física da mesma, conversei com o diretor, coordenadoras e o professor da turma onde ocorreu a regência. Nessa turma observei aulas ministradas pelo referido professor, onde percebi que alguns alunos apresentavam dificuldades em realizar as atividades propostas nas aulas e não procuravam auxílio. Outros possuíam certa facilidade com o conteúdo e resolviam os exercícios rapidamente. Havia 30 alunos matriculados, sendo 10 homens e 20 mulheres, em média compareciam 2 alunos por aula. Talvez pelo fato de ser uma turma consideravelmente pequena não se ouvia muita bagunça na sala, os alunos permaneciam a maior parte do tempo em silêncio. Esse contato inicial com a sala foi muito importante para o desenvolvimento das atividades de regência, principalmente por proporcionar uma interação com os alunos e possibilitar o conhecimento da prática do professor e do comportamento dos alunos.

2. PLANEJAMENTO 2.1. Planejamento das aulas do Estágio

Escola: C. E. M. Dr. José Aluísio da Silva Luz Professor da Classe: Pedro Dias Figueira Estagiário: Eroilton Alves dos Santos

CronogramaProcedimentos Didáticos
DataHorárioConteúdoObjetivosTécnicasRecursosAvaliação

Turma: “I” Serie: 1ª Nº. aulas semanais: 04

Equações exponenciais

Corrigir exercícios sobre Equações Exponenciais

Apresentaç ão de exemplos; Resolução de exercícios passo-apasso

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na resolução da lista de exercícios

Equações exponenciais

Apresentar os principais artifícios para resolução de equações exponenciais

Aula expositiva; Exemplos;

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na aula

Equações exponenciais

Resolver exercícios sobre Equações Exponenciais

Resolução de exercícios passo-apasso

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na resolução da lista de exercícios

Equações exponenciais

Apresentar os principais artifícios para resolução de equações exponenciais

Aula expositiva; Exemplos;

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na aula

Equações exponenciais

Resolver exercícios sobre Equações Exponenciais

Resolução de exercícios passo-apasso

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na resolução da lista de exercícios

Inequações exponenciais

Apresentar os principais artifícios para resolução de inequações exponenciais

Aula expositiva; Exemplos;

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na aula

Inequações exponenciais

Apresentar os principais artifícios para resolução de inequações exponenciais; resoluções de exercícios.

Aula expositiva; Exemplos; exercícios.

- Quadro; - Pincel;

-Apagador;

- Livro didático

Participação na aula

Função

Logarítmica

Apresentar a definição; Apresentar as propriedades;

Apresentar exemplos

Aula expositiva - Quadro;

- Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na aula

Função

Logarítmica

Construir gráficos das Funções Logarítmicas

Construçã o de Gráficos

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na aula

Equações Logarítmicas

Atividade avaliativa

Apresentar a definição;

Resolver exemplos;

Apresentar atividade avaliativa sobre todo o conteúdo estudado

Aula expositiva - Quadro;

- Pincel; - Apagador;

- Livro didático; - Papel A4

Participação na aula

Equações Logarítmicas

Resolver exercícios sobre equações logarítmicas

Resolução de exercícios em grupo ou individual em sala de aula

- Quadro;

- Pincel; - Apagador;

- Livro didático

Participação na resolução da lista de exercícios

Equações e Inequações exponenciais;

Equações Logarítmicas

Correção de exercícios sobre equações logarítmicas;

Recebimento de atividade avaliativa

Correção de exercícios no quadro

- Quadro; - Pincel;

- Apagador;

- Livro didático

Participação na resolução dos exercícios

TEMA DA AULA: • Equações Exponenciais

•Resolver exercícios sobre equações exponenciais transformando essas equações em igualdades de mesma base.

•Utilizar os exercícios para aplicar o método de resolução que reduz ambos os membros da equação em potência de mesma base;

•Aplicar diferentes técnicas utilizando esse método.

•Resolução passo-a-passo; apresentação das resoluções no quadro pelos alunos

RECURSOS/MATERIAL •Quadro branco;

• Pincel;

• Apagador;

•Livro didático

•Diagnosticar o nível de envolvimento na aula através da observação da participação dos alunos;

•Verificar quais os alunos que conseguiram resolver os exercícios, registrando com assinatura no caderno

DESENVOLVIMENTO Antes da resolução dos exercícios vejamos o seguinte exemplo:

Observe a resolução da equação: 5x = 625 (fatorando 625 temos: 54)

5x = 54 x = 4 A solução da equação exponencial será x = 4.

Exercícios

1) Determine o conjunto verdade das equações exponenciais: a) 2x = 64b) 25x = 625

2) Determine o conjunto verdade das equações exponenciais: a) (2/3)x = (8/27)b) (9/25)2x = (3/5)

3) Determine o conjunto verdade das equações exponenciais: a) 25(x+2) = 1b) 32x+3 = √2

4) Um grupo de estudantes observa uma cultura de bactérias. A cada 5 horas a quantidade de bactérias, triplica. O número de bactérias 15 horas após a primeira observação era de 8100. Qual a quantidade de bactérias nesse experimento? Solução: Você tem 15/5 = 3 períodos de triplicação

8100 = n(27) n = 8100/27 = 300 bactérias ou ainda: 15 horas após a primeira observação = 8100 10 horas após a primeira observação = 8100/3 = 2700 5 horas após a primeira observação = 2700/3 = 900 na primeira observação(ou início) = 900/3 = 300 Como dá para perceber é só dividir o número de bactérias após 15 horas por 3 elevado a terceira potência, cujo valor é 27.

•IEZZI, Gelson; DOLCE, Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PÉRIGO, Roberto. Matemática volume único: Ensino Médio, Editora Atual, São Paulo, 2007;

•PAIVA, Manuel. Volume único: Matemática: Ensino médio. Editora Moderna, São Paulo, 2003-(Coleção Base);

•SILVA, Claudio Xavier da / BARRETO FILHO, Benigno. Matemática aula por aula: Editora FTD, São Paulo, 2005.

2.2.2AULA 2

TEMA DA AULA: • Equações Exponenciais

OBJETIVO GERAL: •Apresentar os principais artifícios para resolução de equações exponenciais;

•Utilizar os exemplos para introduzir o método de resolução de equações exponenciais através da mudança de variável;

•Resolução de exemplos;

RECURSOS/MATERIAL •Quadro branco;

• Pincel;

• Apagador;

•Livro didático

•Diagnosticar o nível de envolvimento na aula através da observação da participação dos alunos;

DESENVOLVIMENTO A resolução de determinadas equações exponenciais exige, além da mudança de base, a utilização de alguns artifícios. Observe o seguinte exemplo:

Nesse caso, podemos separar cada termo com incógnita em potências de mesma base e, em seguida, faremos a mudança de variável. É bom lembrarmos que:

Considerando 5x = m, temos: m.5 + m.25 = 30 => 30.m = 30 => m= 1 Substituindo m = 1, obtemos o valor de x:

5x = m => 5x = 1 => 5x = 50 x = 0, logo o conjunto verdade dessa equação é V = { 0 } b) 2x-1 + 2x+2 = 36 Nesse caso, faremos como no exemplo anterior. Separaremos cada termo com incógnita em potências de mesma base e, em seguida, faremos a mudança de variável. É bom lembrarmos que:

am-n = am : an , sendo a ≠ 0 Sendo assim: 2x/ 21 + 2x.2 = 36

Considerando 2x = m, temos: m/2 + 4m = 36 => m /2+ 8m/2= 72/2 => 9m = 72 => m = 8 Substituindo m = 8, obtemos o valor de x:

2x = m => 2x = 8 => 2x = 23 x = 3, logo o conjunto verdade dessa equação é V = { 3 }

•IEZZI, Gelson; DOLCE, Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PÉRIGO, Roberto. Matemática volume único: Ensino Médio, Editora Atual, São Paulo, 2007;

•PAIVA, Manuel. Volume único: Matemática: Ensino médio. Editora Moderna, São Paulo, 2003-(Coleção Base);

•SILVA, Claudio Xavier da / BARRETO FILHO, Benigno. Matemática aula por aula: Editora FTD, São Paulo, 2005.

2.2.3AULA 3

TEMA DA AULA: • Equações Exponenciais

OBJETIVO GERAL: •Resolver exercícios sobre equações exponenciais;

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: •Resolução de exercícios utilizando o método estudado na aula anterior;

•Resolução passo-a-passo; apresentação das resoluções no quadro pelos alunos;

RECURSOS/MATERIAL •Quadro branco;

• Pincel;

• Apagador;

•Livro didático

•Diagnosticar o nível de envolvimento na aula através da observação da participação dos alunos;

•Verificar quais os alunos que conseguiram resolver os exercícios, registrando com assinatura no caderno;

DESENVOLVIMENTO Exercícios 1) Determine o conjunto verdade das seguintes equações exponenciais:

2) Determine o conjunto verdade das seguintes equações exponenciais:

•IEZZI, Gelson; DOLCE, Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PÉRIGO, Roberto. Matemática volume único: Ensino Médio, Editora Atual, São Paulo, 2007;

•PAIVA, Manuel. Volume único: Matemática: Ensino médio. Editora Moderna, São Paulo, 2003-(Coleção Base);

•SILVA, Claudio Xavier da / BARRETO FILHO, Benigno. Matemática aula por aula: Editora FTD, São Paulo, 2005.

TEMA DA AULA: • Equações Exponenciais

OBJETIVO GERAL: •Apresentar os principais artifícios para resolução de equações exponenciais;

•Utilizar os exemplos para introduzir o método de resolução de equações exponenciais através da mudança de variável e transformação em equação do 2º grau;

•Resolução de exemplos;

RECURSOS/MATERIAL •Quadro branco;

• Pincel;

• Apagador;

•Livro didático

•Diagnosticar o nível de envolvimento na aula através da observação da participação dos alunos;

DESENVOLVIMENTO A resolução de determinadas equações exponenciais pode exigir, além da transformação em potência de mesma base e da mudança de variável a utilização de alguns artifícios, por exemplo, a resolução de equações do 2º grau. É o que veremos a seguir: Observe o exemplo:

Considerando 2x = m, temos: m² – 3.m +2 = 0 => equação do 2º grau Resolvendo a equação do 2º grau obtemos: m' = 1 e m” = 2 Determinamos os valores de x:

2x = m => 2x = 1 => 2x = 20 x = 0

2x = m => 2x = 2 => 2x = 21 x = 1 b) 4x - 9.2x + 8 = 0 Considerando que 4 = 2 = m, temos: (2x)2 – 9. 2x + 8 = 0 => mudamos a variável fazendo 2x = m:

m2 – 9.m + 8 = 0 => equação do 2º grau Resolvendo a equação do 2º grau obtemos: m' = 1 e m” = 8 Determinamos os valores de x:

2x = m => 2x = 1 => 2x = 20 x = 0

•IEZZI, Gelson; DOLCE, Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PÉRIGO, Roberto. Matemática volume único: Ensino Médio, Editora Atual, São Paulo, 2007;

•PAIVA, Manuel. Volume único: Matemática: Ensino médio. Editora Moderna, São Paulo, 2003-(Coleção Base);

•SILVA, Claudio Xavier da / BARRETO FILHO, Benigno. Matemática aula por aula: Editora FTD, São Paulo, 2005.

2.2.5AULA 5

TEMA DA AULA: • Equações Exponenciais

OBJETIVO GERAL: •Resolver exercícios sobre equações exponenciais;

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: •Resolução de exercícios utilizando o método estudado na aula anterior;

(Parte 1 de 3)

Comentários