Fisiopatologia Alzheimer

Fisiopatologia Alzheimer

(Parte 1 de 2)

AXURA®. Mais tempo eu®. Mais tempo juntos.

Doença de Alzheimer: Pode acontecer a qualquer um.

Alzheimer’s Disease International, September 2008

Todos os anos, 4,6 milhões de novos casos de demência são reportados no mundo

Um novo caso em cada 7 segundos

Em 2050, espera-se que existam mais de 100 milhões de doentes com demência

A doença de Alzheimer é responsável por cerca de 70% de todos os casos de demência

AXURA®. Mais tempo eu®. Alzheimer’s Disease International, September 2008

Nenhum país está devidamente preparado para lidar com uma crise desta magnitude

A Doença de Alzheimer afecta dramaticamente as capacidades dos doentes causando impacto em todos os aspectos das suas vidas

Mas nem só os doentes sofrem: sem serem notados, para lá de qualquer estatística, estão todas as pessoas

– cuidadores e familiares – que são afectados todos os dias pela doença paraestar mais tempo juntos preservando mais tempo as competências diárias

Como pode ajudar?

AXURA®. Mais tempo eu®. ...qual o mecanismo de acção?

AXURA® actua especificamente na sinalização glutamatérgica através dos receptores NMDA neuronais.

Principles of Neural Science, 3rd edition, 1991

Medeiam os efeitos do neurotransmissor glutamato São canais iónicos transmembranares Têm uma alta permeabilidade para o Ca2+ São canais duplamente activados, i.e. são canais activados por neurotransmissores e pela voltagem

Receptores NMDA

The N-methyl-D-aspartate (NMDA) receptor

Mg2+

Agonists

Glutamate NMDA

Coagonists

Glycin D-Serin

Adapted from Albrecht et al.: Poster presented at Society for Neuroscience, November 15–18, 2008, Washington DC, USA

Sinalização glutamatérgica e receptores NMDA desempenham um papel crítico na aprendizagem e memória.

O Glutamato é responsável por aproximadamente 70% de toda a neurotransmissão excitatória do SNC

Os receptores NMDA desempenham um papel crítico nos processos de aprendizagem e memória mediados pelo glutamato

Consequentemente os receptores NMDA podem ser encontrados em alta densidade em áreas do cérebro importantes para a cognição,e.g., o hipocampo.

Danysz et al.: Drug News & Perspectives, 1995, 7:261 – 277; Principles of Neural Science, 3rd edition, 1991

Autoradiographic [3H]-MK-801 binding in the rat hippocampus

Num neurónio saudável o receptor NMDA está fechado na condição de repouso.

Em condições fisiológicas de repouso o canal iónico de cálcio do receptor NMDA está fechado.

A concentração de Ca2+ intracelular no neurónio pós sináptico é baixa – resultando em baixo volume de ruído.

Adapted from Parsons et al.: Neuropharmacology, 2007, 53: 699-723

Só um estímulo forte leva à activação do receptor NMDA

Só sinais fortes – como os que ocorrem em processos de aprendizagem e memória – levam à rápida activação dos receptores NMDA (despolarização, libertação presináptica de glutamato)

O Mg2+ desbloqueia o canal – resultando num forte mas transitório influxo de Ca2+ para o neurónio pós-sináptico.

O sinal de aprendizagem é então claramente detectado acima do ruído de fundo e transmitido aos neurónios seguintes.

Adapted from Parsons et al.: Neuropharmacology, 2007, 53: 699-723; Albrecht et al.

Adapted from Parsons et al.: Neuropharmacology, 2007, 53: 699-723; Albrecht et al.: Poster presented at Society for Neuroscience, November 15–18, 2008, Washington DC, USA

Na Doença de Alzheimer a ß-amilóide activa permanentemente, e de forma patológica, o receptor NMDA.

Os oligomeros de ß-amilóide activam directamente o receptor NMDA – o canal fica permanente e patologicamente aberto

Consequentemente há um constante influxo de Ca2+ para o neurónio pós-sináptico, mesmo em repouso.

O ruído de fundo no neurónio pós-sináptico aumenta significativamente (“ruído cacofónico”)

Curto prazo: sem hipótese para aprendizagem e memória. Longo prazo: neurodegeneração.

Os sinais de aprendizagem e memória que chegam não podem ser detectados devido ao aumento patológico do ruído de fundo – a sinalização glutamatérgica está comprometida.

Por fim, o constante influxo de Ca2+ leva à neurodegeneração

Adapted from Parsons et al.: Neuropharmacology, 2007, 53: 699-723; Albrecht et al.: Poster presented at Society for Neuroscience, November 15–18, 2008, Washington DC, USA

AXURA® previne a activação patológica dos receptores NMDA pela ß-amilóide

(Parte 1 de 2)

Comentários