Funcao Social

Funcao Social

SANTOS, W.L.P. ; SCHNETZIER, R.P. Função Social. O que significa ensino de química para formar o cidadão? Química Nova na Escola n. 4, p 29-34, nov. 1996

Sendo a educação para a cidadania é função primordial da educação básica nacional, resolveu-se pesquisar as características do ensino de química para a formação cidadã. Assim foram realizas entrevistas com educadores químicos brasileiros que defendem a formação da cidadania como objetivo básico do Ensino Médio. O trabalho foi desenvolvido mediante a análise do conteúdo de entrevistas semi-estruturadas realizadas com os referidos educadores. A análise de conteúdo das entrevistas envolveu três etapas: a pré-análise, a codificação das informações e o tratamento e interpretação dos resultados. Os educadores justificaram a necessidade do ensino de química para formar o cidadão, apresentando argumentos relativos às influências da química na sociedade. Dos objetivos propostos pelos educadores, estão: a abordagem de informações químicas fundamentais que permitam ao aluno participar ativamente na sociedade; desenvolver a capacidade de tomada de decisão; a compreensão do papel da química e da ciência na sociedade; apresentar ao aluno uma concepção de ciência como processo em construção. As principais considerações em relação ao conteúdo programático são: deve haver um núcleo comum mínimo de tópicos químicos fundamentais; os temas químicos sociais não têm um fim em si mesmo, mas sim uma função de contextualizar o conhecimento químico; a linguagem química deve ser vista de maneira simplificada, de modo a permitir ao aluno a compreensão qualitativa dos fenômenos químicos; a necessidade do aluno adquirir a concepção de ciência como atividade humana de construção; a experimentação tem contribuição investigativa e função de auxiliar o aluno na compreensão dos fenômenos químicos; o conteúdo deve englobar aspectos tanto do nível macroscópico quanto do microscópico, sendo que o nível microscópico deve ser abordado pelo estudo de modelos simplificados; o conteúdo químico deve ser abordado de modo a ter significação social para o aluno; o ensino de química para formar o cidadão pauta-se numa estrutura curricular bastante diferente da atual estrutura dos cursos de química de nível médio. Para os educadores, as atividades precisam ser desenvolvidas de forma a garantir uma participação ativa do aluno, sendo recomendadas aquelas que propiciem uma participação efetiva do aluno e que desencadeiem seu processo de construção de conhecimento. Assim acredita-se que a implantação do ensino de química para formar o cidadão implica a busca de um novo paradigma educacional que reformule a atual organização do ensino.

Comentários